Posts em destaque

De Repente 30 | 4 coisas que mudaram na minha vida com a chegada dos trinta anos

Olá, pessoal! AI MEU DEUS, HOJE EU COMPLETO 30 ANOS DE IDADE! Pois é, não dava para começar este post de outro jeito. Hoje é meu aniversário e, neste ano, é ainda mais especial porque eu entrei na casa dos trinta. É muito doido porque ter 30 anos parecia algo muito distante e páh, tá aqui!

Mas, na verdade, o que muda? Para ser bem sincera, nada. Todo mundo fala da famosa crise dos trinta, mas, para mim, os 30 anos chegaram com muitas coisas positivas. A gente costuma achar que está velha com 30 anos, mas a verdade é que a gente descobre justamente que ainda tem uma vida inteira pela frente. E, claro, com isso vem algumas outras coisinhas que eu separei para contar agora.

Maturidade

Eu sempre amei ler revistas e lembro de ler revistas de fofoca quando eu era mais nova e a famosa sempre dizia: não trocaria nunca os 30 anos pelos 20. Eu achava que era papo furado, de gente que queria se conformar com a idade, mas é isso mesmo. Eu sinto saudade todos os dias da época da escola e, principalmente, da época da faculdade. Brinco que eu adoraria voltar, mas só se fosse com a cabeça que eu tenho hoje.

É a tal da maturidade, a gente aprende a pensar muito antes de fazer qualquer coisa, não leva tudo pro pessoal, se relaciona melhor e aprende a ficar de bem com a gente mesma. E olha, ando me amando como nunca!

Confira a série de posts Diário dos 30, em que conto os bastidores da minha festa de 30 anos!

Mudança de foco

Alguém aí já viu o filme De Repente 30? Eu era igualzinha. Imaginava que com 30 anos eu estaria casada, com dois filhos, e seria ultra mega bem-sucedida. Vejam só a realidade: estou solteira (na verdade, minha vida amorosa daria um livro de terror rsrs), não sei nem se vou casar ou virar mãe e, bom, o sucesso profissional ainda não veio. E o que a gente faz? Senta e chora?

Mini Cami achando que estaria com a vida ganha aos 30… tadinha rs!

Tem gente que se desespera, sim. Mas o que mais percebo (entre minhas amigas que também trintaram) é que a gente aprende a aceitar. Ok, eu sempre quis me vestir de noiva e me casar, mas não aconteceu e não tem problema nenhum. A vida é muito maior que isso. Aliás, começamos a pensar no outro lado da coisa (Tipo: “será que eu quero mesmo ser mãe?”). Eu, por enquanto, tenho me dedicado muito a alcançar o sucesso profissional aqui com o blog e fazendo planos para viajar bastante – está aí uma coisa que eu amo!

Preocupação com a pele

Tenho muita vergonha de dizer isso para vocês, mas… sim, comecei a prestar mais atenção na minha pele agora, com 30 anos. Modéstia à parte, minha pele é boa (fiquei passada que outro dia fiz uma enquete no meu Stories e várias pessoas acharam que eu tinha 24 anos!) e eu passava só um creminho ou outro.

Conheça os erros de beleza que você precisa abandonar!

Só que agora a gente já começa a ver algumas linhas de expressão, manchinhas e aquele famoso pé de galinha quando sorri. Nunca tinha pensado em fazer limpeza de pele (é feio, eu sei), mas agora passo bastante tempo vendo meu rosto no espelho, realmente querendo usar cremes. Bem coisa de mãe, né? Mas que bom que a gente se cuida!

Viver como adulto

Não, não viramos adultos quando fazemos 30 anos. Não sei bem se existe um momento certo em que nos tornamos adultos, até porque muita gente precisa “crescer” cedo por conta de diversos fatores. O fato é que, nesta fase da vida, a gente começa a ter pensamentos de gente grande (claro, se a gente não teve que pensar nisso tudo antes).

Como falei antes, sou solteira e ainda moro com a minha mãe (sou jornalista né, mores? Não é uma área conhecida por pagar bem rsrs), mas fico sonhando com a minha futura casa, em como eu organizaria os ambientes e como seria o meu tão sonhado closet. Outro dia eu mesma me surpreendi quando disse justamente para a minha mãe que queria renovar meu guarda-roupa e comprar algumas peças “mais arrumadinhas” (falei assim mesmo, com essas palavras). O mais legal é que isso não é forçado, é algo que acontece naturalmente. E posso falar, é tão gostoso!

 

E vocês, já passaram pela chegada dos 30? O que acham que mais mudou na vida de vocês até agora?

Um beijo e até o próximo post!

Dia das Mães | 5 ótimos conselhos de beleza que toda mãe dá

Olá, pessoal! Recentemente, comemoramos mais um Dia das Mães, aquele domingo em que a gente passa o tempo todo do lado da mulher mais importante da nossa vida (ela merece, né). As mães nos carregam por nove meses, nos educam e torcem sempre pela nossa felicidade. Ah, mais uma coisinha: elas nos dão os melhores conselhos de beleza, daqueles que a gente pode – e deve – levar por toda a vida.

Vocês sabem que conselho de mãe vale ouro, né? Então vai lá chamar sua mãe ou sua filha e venham ver as dicas que elas nos dão e que você precisa seguir. Claro, coloquei aqui os conselhos que a minha mãe me dá, mas vocês sabem como é aquele velho ditado: mãe é tudo igual, só muda o endereço…

“Tira essa maquiagem antes de dormir”

Eu sou completamente apaixonada por maquiagem, trabalho com isso, mas vamos combinar que poucas coisas dão mais preguiça do que chegar em casa e ter que tirar tudo. Como eu sempre amei maquiagem, estou acostumada a ouvir minha mãe falando para remover os produtos antes de dormir desde criança. Fiz muita cara feia quando ouvia isso, mas hoje faço questão de seguir à risca esse conselho. Quando você dorme de maquiagem, pode deixar seus poros entupidos, além de correr o risco de ter envelhecimento precoce. Você não quer isso, quer?

Confira alguns filmes para comemorar o Dia das Mães!

“Não vai dormir de cabelo molhado, hein”

Outra coisa que dá preguiça. Às vezes, você lava seu cabelo à noite e ele ainda está molhado quando você vai dormir. Aí lá vem sua mãe falando para você secar e, de jeito nenhum, dormir com ele molhado. Em vez de secar seu cabelo reclamando, que tal ver a situação por outro lado? Dormir de cabelo molhado pode quebrar seus fios. Isso sem falar que o couro cabeludo úmido é um convite para o surgimento de fungos (eca!), que podem levar à caspa. Viu só, sua mãe está certa. Aposto que agora você nunca mais vai dormir de cabelo molhado.

“Você bebeu água hoje?”

Essa aqui é um clássico, principalmente quando somos crianças e adolescentes. Por mais chata que nossa mãe pareça ser quando insiste nesse assunto, beber água faz bem para todo o nosso corpo. Em relação à beleza, a água é a bff da nossa pele. Isso porque ela é capaz de deixar o rosto mais firme e com muito mais viço. A gente aparenta ser mais saudável e, de quebra, mais jovem. Então anota aí: leve sempre uma garrafinha de água com você e, se ainda assim for difícil, coloque um lembrete no celular para beber água. Vale a pena!

“Vem cá passar protetor solar”

Não conheço uma criança que não tenha verdadeiro pavor do protetor solar. Quando somos novinhos, queremos entrar logo na piscina ou no mar e temos verdadeiro pavor de nos lambuzarmos. Eu odiava, especialmente quando minha mãe passava o produto no meu rosto. Só que mais uma vez ela está certa! O protetor solar bloqueia a ação dos raios ultravioletas e nos protege contra queimaduras, manchas e câncer de pele. Não bobeia e passa logo esse filtro, mesmo nos dias nublados.

Conheça todos os erros de beleza que você precisa abandonar!

“Vai cuidar dessa pele!”

Na adolescência, a mãe é campeã de conselhos, com frases do tipo: “não espreme essa espinha”. Daí crescemos e as dicas continuam: “passa um hidratante depois do banho” ou “sua pele está muito áspera, passa um creminho”. Adivinhem? Sim, sua mãe está certa novamente. Você já sabe (ou deveria saber) que espremer espinhas só faz com que fiquem mais inflamadas e com risco de virar uma cicatriz. E sim, os hidratantes são fundamentais, pois deixam nossa pele hidratada, brilhante, iluminada e muito mais saudável.

 

E aí, lembra de outro conselho valioso que sua mãe te deu?

Um beijo e até o próximo post!

Você usa o protetor solar adequado para o seu tom de pele?

Olá, pessoal! Estamos no auge do verão e é hora de aproveitar qualquer segundinho de folga para manter o bronzeado, não é mesmo? Por isso, um produto que não pode sair da nossa nécessaire (todos os dias, mas especialmente neste período de calor) é o protetor solar.

Você já sabe – ou pelo menos deveria saber rs – que o protetor solar deve ser aplicado pelo menos 15 minutos antes do contato direto com o sol e reaplicado a cada três horas. Isso evita que a gente fique exposta a uma série de doenças causadas pelos raios solares e ainda dá uma segurada em queimaduras e manchas.

download

Mas, para garantir todos esses benefícios, o segredo é acertar na escolha do protetor solar. Existem diversas opções por aí, mas o principal quesito que deve ser analisado na hora da compra é se o produto em questão combina com o seu tom de pele, já que cada um tem as suas necessidades.

Também é importante analisar o seu tipo de pele. A oleosa, por exemplo, pede protetores leves (de preferência em gel) que sejam oil free, ou seja, livres de óleo. Se você tem a pele seca, a melhor opção é o protetor em creme.

A ONODERA Estética preparou um guia bem legal para tirar todas as suas dúvidas e garantir que a sua pele fique linda em todo o verão:

Pele clara

protetor-solar-antioleosidade-la-roche-posay-anthelios-airlicium-fps-30-gel-creme-50g_zoom

Não tem jeito, a pele clara é mais sensível e sofre quando fica exposta por muito tempo a qualquer fator climático extremo, como muito frio ou muito calor. Então, o ideal é que a gente (sim, me incluo nesta categoria porque tenho a pele bem clarinha) evite tomar sol por muito tempo para evitar vermelhidão, manchas e queimaduras. O fator de proteção mais indicado é 30, mas, dependendo das suas características, vale um FPS ainda maior.

Pele morena

261726

Quem tem pele morena costuma suportar mais o sol e fica bronzeada com mais facilidade do que as clarinhas. Por outro lado, as representantes deste grupo podem ser mais suscetíveis à formação de manchas e melasmas. Se esse for o seu caso, o ideal é usar produtos específicos para estes problemas. De qualquer forma, coloque na nécessaire protetores com fator entre 20 e 30.

Pele negra

protetor-solar-nivea-sunprotect-e-bronze-fps-15-com-bronzeamento-natural-125ml_zoom

A pele negra é pigmentada e possui proteção natural. Repara só como ela tem um brilho todo especial que fica ainda mais lindo no sol. Mas, assim como as morenas, o risco de manchas esbranquiçadas é maior e os cuidados não podem ser deixados de lado. Não descuide porque o contato direto com os raios solares faz mal, então, use filtros solares com FPS entre 15 e 20.

 

 

Gostaram das dicas?

Um beijo e até o próximo post!

A maquiagem ideal para cada tom de pele

Um dos maiores erros de make é usar um produto acima ou abaixo do seu tom de pele. Por mais que a gente teste ou peça ajuda antes da compra, todas estamos sujeitas a cometer esse pecado. Acontece que existem diversos tons de pele por aí (alguns estudos já apontaram mais de 100 tonalidades!!!) e encontrar aquele que combina exatamente com a sua pele pode ser uma tarefa complicada.

O assunto rende tanto que eu poderia escrever aqui por meses, mas, para facilitar, vou dividir em grupos e explicar quais cores são mais indicadas. Quem sabe não vira um especial mais para a frente, né? Enquanto isso não acontece, aqui estão as dicas para arrasar na maquiagem:

Claras

c8276aa05718bc79e84d3d6f8b804c8d

Quem está comigo neste time sabe que qualquer corzinha mais escura já nos deixa parecidas com vampiras. Sendo assim, é melhor evitar tonalidades muito escuras nos olhos durante o dia. O ideal é fazer uma combinação de tons rosados ou puxados para o cinza e deixar o marrom para eventos noturnos. Nos lábios, a dica continua: vale um batom rosinha para o dia a dia e o vermelhão para a noite (sempre acompanhando uma maquiagem mais leve nos olhos). Para o blush, prefira o pêssego, que fica lindo!

Cores-chave: bronze, marrom, cinza, rosa, laranja e verde-oliva.

Morenas

a26db9dd7c825dc454af8a6b599bdd53

Tons fechados, como preto e chocolate, são as mais indicadas para valorizar o tom de pele. Sombras pigmentadas ou com efeitos 3D também ajudam e muito. No quesito batom, vale aposentar cores muito abertas, como laranja, que deixam um aspecto amarelado. Troque por opções mais escuras, caso do vinho e do ameixa. Opções mais sóbrias de vermelho também são sugeridas para o blush. Anotou tudo?

Cores-chave: preto, marrom, vermelho, rosa, azul-escuro e roxo.

Orientais

1b601acfe82bb9809b79dfdf5ad7578c

Como a pele também puxa para o amarelo, é bom evitar tons muito fortes. Durante o dia, vale reforçar o aspecto natural, com sombras puxadas para o nude e o marrom. Se for delinear, tome cuidado para fazer um traçado bem fininho, já que linhas grossas tendem a diminuir os olhos. Blushs rosados e neutros são os mais indicados, assim como os batons. À noite, podem entrar algumas opções mais marcantes, como laranja e vermelho.

Cores-chave: dourado, cobre, verde-oliva, laranja, vermelho e bronze.

Ruivas

61c7b0f5035ec48b043458605d38f942

Delicada e sensível, a pele ruiva é avermelhada, por isso, é preciso tomar cuidado com o tom escolhido para não deixar um aspecto monocromático e apagado. Os olhos ficam valorizados com tons terrosos e puxados para o dourado, mas vale caprichar no delineado e na máscara para destacar bem a região. Batons rosados, alaranjados e marrons são os mais aceitos, enquanto tons muito abertos não costumam cair bem. O blush deve ser bem levinho para valorizar o aspecto natural e não brigar com as sardas, que devem, sim, aparecer.

Cores-chave: grafite, champagne, dourado, preto, lilás, cinza e rosa.

Negras

b52f5d0503ace3189c36dc25cde827a1

Tons terrosos são os que mais combinam e valorizam a pele negra e valem para qualquer etapa da maquiagem, desde a base até o batom. Sendo assim, deixe de lado opções como rosa e lilás, que deixam a produção pesada. Sombras metálicas puxadas para o vermelho (cobre e bronze) são ótimas opções, tanto para o dia quanto para a noite. Para destacar as maçãs, vale um blush terracota, enquanto os lábios pedem batons em tons como burgundy, ameixa, amora e marrom.

Cores-chave: dourado, bronze, prata, roxo, vinho e marrom.

 

Gostaram das opções? Quais cores mais costumam usar na hora do make?

Um beijo e até o próximo post!

Diferenças entre os tipos de fios de meia calça

Olá, pessoal! Vamos combinar uma coisa? Não existe nada no vestuário feminino que seja tão desagradável quanto a meia calça. É desconfortável e, ainda por cima, coça que é uma beleza. Fora que qualquer descuido pode acarretar em furos e desfiados na meia. Sério, ô treco chato de usar!

Mas ela tem lá sua importância e é bem isso que você está pensando mesmo: proteger o corpo do frio. No inverno, a gente usa mais calça e é normal, só que, às vezes, temos alguma festa ou evento mais chique que pede um vestido e uma saia. E aí, amiga, não tem como fugir: você vai ter que usar meia calça – a não ser que queira morrer de frio e correr o risco de ficar doente!

A parte boa é que existem diversos tipos de fios e texturas. Dependendo da temperatura, dá para colocar uma meia mais fininha que não coça tanto. Em outros casos, por exemplo em uma viagem para um país com inverno rigoroso, é preciso usar uma meia mais grossa por baixo da calça (já precisei, viu?) e ficar mais quentinha. Para não ter dúvidas, vamos conhecer as diferenças entre eles?

Finas

206e007d022fa274ff619f7e51714f69

O nome diz tudo: são meias com fios bem fininhos e ideais para dias em que o frio não está tão forte. Não por acaso, são as que a gente mais costuma usar. As numerações costumam ir desde o 7 até o 20, sendo que o 15 é um dos mais comuns. É a melhor pedida para deixar as pernas a mostra de uma forma mais natural e ainda pode ser usada para disfarçar manchas ou marcas. Para não ter erro, peça à vendedora para testar o tom na sua pele (normalmente, elas possuem algumas amostras para testes).

Eu sempre uso a mais próxima da minha cor de pele, mas um bom truque é escolher um tom acima para parecer bronzeada. Ah, outra dica legal é escolher um modelo em que os dedos ficam descobertos para usar com ankle boots e outros sapatos abertos na frente. O único ponto de atenção é que elas devem ser colocadas com muuuuito cuidado porque rasgam com mais facilidade.

Grossas

89ba9f174c5553bb27a698b86e5b0930

Por serem mais quentes, podem ser usadas quando o frio fica mais intenso ou mesmo para criar um efeito diferente no look. A numeração vai do 40 até 80, sendo que os fios ficam bem visíveis. A preta é a mais vendida, mas eu acho legal escolher outras cores e texturas (como cinza, azul-marinho, vermelho ou até xadrez) para combinar com peças mais básicas.

Lembre-se de que este caso é oposto do de cima, ou seja, as meias grossas costumam coçar e pinicar mais, especialmente as feitas com lã. Mulheres de pernas grossas (tamo nessa, time!) devem evitar meias de cores claras, pois costumam aumentar o corpo. De resto, é só escolher a que mais combina com o que você já tem no armário e arrasar!

Muito grossas

239bc05a2c56c578b78a0bae7db6378a

Pois é, existem meias ainda mais grossas do que as citadas aqui em cima. Elas costumam variar entre fio 110 e 150 e podem ser usadas em dias extremamente frios ou até mesmo como calça legging. O material é o mais resistente do grupo e costuma misturar algodão, poliamida e elastano. Esse mix de tecido também deixa a meia confortável – ela é a mais quente, mas a que menos coça.

O mais legal das meias muito grossas é que apresentam grande variedade de acabamentos e texturas. Existem as metalizadas (ideais para combinar com um look de pegada anos 80), as estampadas com animal print, as caneladas e por aí vai!  Ah, aqui também se encaixam as meias de compressão, bastante usadas em procedimentos cirúrgicos e por atletas de corrida, pois facilita a circulação das pernas.

Outros tipos

b8e71c04260f7e9a87016863078f2cea

Se você adora o estilo ladylike e quer levar algo de romântico para o look, uma boa dica é investir nas meia calças com estampas de póas ou coração, feitas com fios fininhos. Fica superfofo e dá um ar divertido e charmoso!

Como o assunto é meia, vale falar sobre a arrastão, com fios trançados que não protegem do frio e que são mais usados por quem curte o estilo rocker ou em festas a fantasia. Temos ainda a 7/8, que para na altura das coxas com um detalhe rendado e é preferida das pin-ups e a 3/4, que para no tornozelo bem no estilo soquete.

 

E vocês, quais tipos mais costumam usar?

Um beijo e até o próximo post!