Posts em destaque

4 dicas para não perder o foco dos estudos nas férias

Olá, pessoal! Além de ser um mês frio (amo o frio), julho tem também as tão queridas e esperadas férias. Mês em que a gente é feliz sem ter aquele pensamento de que haverá prova amanhã, trabalho para entregar na terça, lição de casa de matemática e todas aquelas outras coisas chatas que a gente passa no período da escola.

Mas também não podemos perder totalmente o foco nos estudos, mesmo tendo aquele tempo a toa para assistir Gossip Girl na Netflix, não podemos esquecer do vestibular, rs. Podemos dormir até mais tarde e acordar depois das 9h, assistir bem mais séries, sair mais com amigos, etc.

Hoje vim aqui dar algumas dicas pra você não perder totalmente o foco nos estudos mas mesmo assim se ‘’divertir’’ estudando nas férias. Vamos nessa?

Assistir documentários

documentarios

Muitas pessoas tem um certo preconceito com documentários, assim como eu também tinha. Achava chato e acabei descobrindo que além de superinteressantes nós realmente aprendemos muito mais com eles. Procure saber o tema ou a matéria que vocês irão aprender no próximo bimestre(busque em seus livros escolares) e vá atrás de documentários no YouTube ou Netflix. Vocês vão ver como eles são legais, interessantes e nos deixam bem mais entendidos sobre o assunto que estamos procurando.

Leia livros

 

Leia livros

Também tenho um certo receio ao ler livros. Eu vou muito pela capa e nem ligo pra sinopse. Isso é ruim, muito ruim. Depois que comecei a ler livros horríveis, perdi o interesse na leitura. Esse ano uma das minhas metas era ler mais livros e estou conseguindo. Viajar, entender, aprimorar sua leitura é ótimo. Ir na biblioteca de sua cidade ou comprar um livro online sobre determinado assunto exemplo; ‘’Segunda Guerra Mundial’’ é fantástico. Além de saber um pouco mais é matéria que cai em vestibular e nós estamos sempre vendo isso.

Assista a filmes  

filmes

Assim como documentários, é só procurar saber o tema que você vai aprender e sair por aí atrás de filmes bons.

Ouvir podcasts

podcats

Podcast é meio que alguém dando aula pra você em forma de áudio/música. Eu utilizo muito para aprimorar meu inglês. Mas você também pode utilizar para outra matéria ou outra coisa. É bem legal, eu adoro. Recomendo escutar enquanto caminha ou faz uma longa viagem de carro.

 

E aí, gostaram? Eu espero que sim! Me contem aqui nos comentários!

Até o próximo post! 🙂

17662116_1290934147691503_7664532206735327232_a Postado por Leo Scarabel – visite meu blog: quartoamericano.wordpress.com

Top 5 – Filmes sobre viagem no tempo

Olá, pessoal! Quem nunca sonhou em poder voltar no tempo para fazer algo diferente? Ou então pular alguns anos e ver como a sua vida vai estar no futuro? Essas vontades são tão comuns que vira e mexe são exploradas em filmes. Foi pensando nisso que eu decidi criar este Top 5. Afinal, a gente ainda não tem esse poder de viajar no tempo, mas pode se imaginar na situação dos personagens.

Esse tema é tão recorrente que eu logo de cara pensei em 10 filmes. Aí fui cortando aqui e ali até sobrarem 5. Quem sabe não me animo para fazer uma outra lista em breve, né? Enquanto isso, dá uma olhada nos escolhidos da vez.

De Volta Para o Futuro

 

de_volta_para_o_futuro

Não tinha como começar esta lista de outra forma. De Volta Para o Futuro é um clássico lançado há mais de 30 anos, mas que mora no nosso coração para sempre. Tanto que eu já perdi as contas de quantas vezes vi. Sabe aquele filme que a gente não resiste quando vê passando na TV e sempre assiste? É bem assim.

Se você não faz ideia sobre a história, aí vai: Marty McFly é um garoto que acaba acionando uma máquina do tempo construída em um Delorean por seu amigo cientista. Ele acaba voltando no tempo e conhece sua mãe antes do casamento com seu pai. Agora, ele precisa servir de cupido entre os dois para que o futuro – inclusive o seu próprio nascimento – não seja alterado. Juro, é maravilhoso!

Feitiço do Tempo

582x0_1414006930

Outro clássico, mas que eu demorei séculos para assistir. Sabe aquela sensação de já ter passado por uma situação antes, o bom e velho déjà vu? É mais ou menos isso que acontece com Phil, um repórter de televisão escalado para cobrir o evento “dia da marmota”, em que uma marmota decidirá se o inverno terminará mais cedo. Ele decide fazer tudo bem rápido para ir embora, mas descobre que está preso naquela cidadezinha e vive o mesmo dia inúmeras vezes.

Cresci ouvindo minha mãe falar da expressão “dia da marmota” e não sei por que, mas sempre imaginei que era um filme de aventura e bem antigo. Aí, quando finalmente assisti, descobri que está mais para uma comédia romântica e é do início dos anos 90. Fiquei viciada, queria descobrir o que poderia fazer de diferente para sair daquela situação. E o mais legal de tudo é que ele precisa mudar as próprias atitudes para conseguir o que quer. Muito fofo!

Te Amarei Para Sempre

Te-Amarei-Para-Sempre3

Essa é para quem gosta de um romance beeem água com açúcar, daqueles que dão até sono de tanto marasmo. Henry é um viajante no tempo que conhece Claire quando ela ainda é criança. Até aí, tudo bem, só que ele tem uma modificação genética que faz com que ele acorde em momentos diferentes da sua vida. Quando vira adulta, Claire precisa decidir o que fazer com o futuro do amado.

A história é curiosa, não é? Justamente por isso, é um pouco complicado no começo porque tudo parece estar meio fora de ordem. E é essa curiosidade que faz a gente continuar a assistir e ficar presa para ver como tudo vai terminar. Eu gostei (até porque tem a Rachel McAdams, eterna Regina George) e já assisti umas quatro ou cinco vezes.

Meia Noite em Paris

032507

Ahhh como eu amo este filme, gente! Contei várias vezes aqui no blog que sou muito fã do Woody Allen e acho que este aqui figura facilmente entre os meus favoritos. Saí tão encantada do cinema que assisti mais duas vezes, comprei o DVD e sempre encontro uma maneira de recomendar para alguma amiga. É uma mistura de loucura, comédia, romance e poesia que faz tão bem que todo mundo precisa assistir pelo menos uma vez na vida!

A trama gira em torno de um homem que viaja para Paris com a noiva e resolve sair à noite para buscar uma inspiração para o seu novo livro. Quando o relógio marca meia-noite, uma carruagem aparece e transporta esse homem para a época da Bella Epoque e lá ele se encontra com alguns dos nomes mais importantes do movimento, como Salvador Dalí e Ernest Hemingway.

Click

filmes_1017_Click 11

Viajar no tempo nem sempre significa voltar no passado, mas ir para o futuro. É exatamente essa a história de Click. Às vezes a gente está numa loucura tão grande que não vê a hora de pular alguns anos e ver todos esses problemas resolvidos, não é mesmo? Neste filme, Michael não aguenta mais lidar com os filhos, a esposa e o trabalho ao mesmo tempo e acaba voltando para casa com um controle remoto universal. Com ele, pode abafar os latidos do cachorro, interromper a DR com a mulher e até mesmo ver a si mesmo no futuro.

O filme tem um climinha de comédia, mas vem com uma baita mensagem por trás. Quando Michael começa a avançar nos anos de sua vida, percebe que deixou de acompanhar muita coisa, como o crescimento dos filhos. Seu casamento também não andou muito bem e, quando ele percebe, sua vida inteira já passou. Sabe aquela história de aproveitar cada segundo porque é o que realmente importa? Um dos filmes mais lindos que eu já assisti na vida, juro!

Bônus: Barbie, a Estrela do Rock

Barbie em a Estrela do Rock (1)

Não poderia ir embora sem mencionar meu filme favorito durante a infância. Por muitos anos, essa história da Barbie ficou adormecida em algum lugar da minha memória até que eu lembrei por acaso enquanto gravava um vídeo para o canal do blog contando o que eu mais gostava de fazer quando era criança. E foi só lembrar que pronto, corri para assistir em VHS (lembra do pai do DVD?) na casa de uma amiga minha. Foi tão especial rever, gente!

Esse filme é de 1987 e foi lançado junto com uma boneca da Barbie que vai ao espaço. O filme, claro, entra na temática, e se passa nos anos 70, logo depois que o homem foi à lua. A história começa quando Barbie e seus amigos, que formam uma banda com ela, decidem fazer um show no espaço. O problema é que, na volta, eles entram em um túnel do tempo e acabam voltando no tempo até 1959, quando as primeiras bonecas Barbie surgiram. A história é bem bonitinha (claro que perde um pouco da graça quando você vê com os olhos de adulta), mas eu amo até hoje as músicas – baixei no celular e tudo, viu?

 

E vocês, lembram de algum filme que volte ou avance no tempo? Escrevam nos comentários que eu vou adorar assistir!

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes para quem está solteira

Olá, pessoal! O Dia dos Namorados está chegando e é tempo de fazer um programa gostoso para curtir o boy. Apesar de bem fofinha, essa data é bem triste para quem não tem namorado (sofria muito na época da faculdade quando todo mundo saía e eu passava a tarde fazendo os trabalhos das aulas sozinha) e rola uma deprê básica.

Eu já superei, hoje acho que é uma data como qualquer outra, mas sei que tem gente que fica mal mesmo. Pensando nisso, preparei uma lista com filmes para você assistir justamente quando está solteira. O mais legal de tudo é que dá para ver com as amigas, com a irmã ou sozinha mesmo. Prontas para apertar o play?

Foi Apenas Um Sonho

(Veja se: você está com uma invejinha boa daquela conhecida que posta fotos LINDAS com o namorado no Facebook)

filmes-6097-fotos-revolutionaryroad_10

Para nós, que vivemos nossa infância ou adolescência no fim dos anos 90, o maior referencial de casal dos sonhos é Kate Winslet e Leonardo DiCaprio em Titanic. Pois bem, os dois estão juntos de novo neste filme de 2008, mas agora eles vivem um casal dos anos 50 que parecem levar a vida que todos gostariam de ter.

Mas, depois de se mudarem para uma nova casa, percebem que o relacionamento está em crise. Vale justamente para mostrar que muitos dos relacionamentos que a gente vê por aí são apenas fachada.

Closer – Perto Demais

(Veja se: descobriu que o boy te usou porque ainda gostava da ex dele)

tudo

Escolhi este aqui porque todo mundo tem (ou pelo menos teve) aquele ex difícil de esquecer. O problema é quando a gente fica com outra pessoa, mas ainda pensa nele. É mais ou menos isso que acontece aqui: um cara que mantém um caso com uma mulher casada e namora outra mulher apenas para usá-la como conquistar de vez o amor da amante. Deu para entender?

Eu gosto muito desse filme porque é bem focado nos relacionamentos da vida real. Recomendo assistir sozinha (nem pense em ver com a sua mãe porque alguns diálogos são bem constrangedores) e pode ficar tranquila que você não ficar na fossa. Muito pelo contrário, vai tomar coragem de deixar o ex de lado e seguir em frente.

Apenas Uma Vez

(Veja se: você está pensando naquele crush que mal sabe o nome, mas já ama loucamente)

filmes_9660_once8

Vencedor do Oscar de melhor canção original de 2008, este é uma ótima opção para quem se encanta por alguém que conheceu do nada (amo aquelas histórias de gente que se apaixonou por um boy que encontrou no ônibus ou no metrô), mas o lance é platônico e não vai para a frente por diversos motivos.

É exatamente o que acontece nesta história. Um músico de rua se apresenta normalmente, até que se encanta por uma jovem recém-chegada na cidade. Pronto! Começa aí uma torcida imensa para que os dois, que começam a compor músicas juntos, engatem de vez um romance. Só que, como eu falei antes, a coisa toda não anda porque ela é casada e ele é cheio de frustrações. Vida real, né gente? Por isso que eu amo este filme!

Ele Não Está Tão A Fim De Você

(Veja se: bom, se o nome do filme não ficou claro, é hora de superar o pé na bunda que você tomou do boy e focar em quem importa)

Gigi

Adiei este filme por muito tempo porque vocês sabem que a minha vida amorosa é digna de uma novela mexicana e eu tive medo de ficar mal. Vi durante uma viagem de avião, quando não tinha mais alternativa para me livrar do tédio, e, vejam só, não fiquei mal. Muito pelo contrário, achei a história superfofa e realista, além de ter conhecido a Gigi, a personagem mais parecida comigo do cinema.

Sabem aqueles filmes que reúnem várias histórias diferentes com atores famosos? Pois bem, é bem isso, só que todos os episódios mostram situações em que as mulheres ficam na dependência de homens que não ligam tanto assim para elas. Tem a que fica esperando o telefone tocar, a que se envolve com um homem casado na esperança de que ele largue a esposa e a que namora há sete anos e sonha em se casar, mas nunca recebe um pedido. Mais um bem vida real e bem soco no estômago, vou logo avisando!

O Amor Não Tira Férias

(Veja se: você acha que nunca vai arrumar um boy e está condenada a passar todos os Dias dos Namorados sofrendo)

amor-amor-nao-tira-ferias-5

Se você, assim como eu, está solteira por anos e anos, com certeza já ouviu aquela velha história de que o amor pode aparecer em qualquer lugar e que você precisa parar de procurar. Não sei se já funcionou para vocês, mas deu certo para Iris e Amanda, que resolvem trocar de casa durante a época das festas de fim de ano. As duas topam a mudança por estarem na sofrência amorosa: Iris descobriu que o crush vai se casar com outra e Amanda percebeu que vinha sendo enganada pelo boy.

Nenhuma das duas espera algo de relevante com a troca de endereços, mas eis que o amor surge quando menos esperamos e reserva surpresas incríveis para elas. Outro conselho que o filme intensifica: de vez em quando, uma mudança de ares pode ser decisiva para você enterrar aquele ex. 

 

E vocês, quais filmes indicam para as solteiras de plantão?

Um beijo e até o próximo post!

Top 5: Filmes sobre mágica

Olá, pessoal! Quem acompanha este blog com frequência, sabe que vira e mexe eu posto uma lista com filmes divididos por categoria. São anos fazendo o Top 5 com amor e carinho, mas já dei tanta dica de filme que senti que as opções tinham acabado (até porque eu tenho o costume de não repetir longas). Daí fui pesquisar alguns temas e logo descobri que eu poderia muito bem fazer uma seleção de histórias que abordam o mundo da mágica.

Pensei que seria difícil encontrar filmes que se encaixassem nessa lista, mas são tantos que eu até perdi a conta. O mais legal é que eu já vi a maioria (outro costume que eu tenho: indicar apenas filmes que eu já assisti para poder falar com mais propriedade), então consegui montar uma seleção bem delicinha e já deixei até alguns para montar uma segunda lista em breve.

Os filmes de mágica, normalmente, são cheios de suspense e reviravoltas que prendem a gente do começo ao fim. O final também costuma ser bem surpreendente e fica aquela vontade de ver de novo. Vamos conferir os escolhidos da vez?

Truque de Mestre

222d3c17e8f9643b5f5b197b3586479224e27296

Como falar sobre filmes de mágica e deixar Truque de Mestre de fora? Foi o primeiro que me veio à cabeça e aposto que vocês também lembraram dele quando viram o post. A história fala sobre um grupo de pessoas que se une para aplicar golpes usando a mágica. Enquanto eles ganham o amor do público, precisam fugir da polícia em uma verdadeira caçada. Tem ação, risada, surpresa e um mistério que deixa a gente com os olhos grudados o tempo todo. Todo mundo me falava bem, mas eu demorei horrores para ver. Acabei assistindo durante um voo e, gente, é mesmo maravilhoso! Rolou até uma continuação em 2016 que também é legal, mas o primeiro é imbatível!

O Grande Truque

e3cee77aa8ecb38aa07ac84361bb15c52cded285

Outro filme muito bom para quem gosta de mágica. Muitas das histórias que abordam esse tema são retratadas em séculos passados, quando o ilusionismo começou a surgir. É o caso deste aqui, que mostra dois mágicos que vivem competindo entre si para ver quem é melhor. A gente acaba torcendo para um, depois muda de ideia, volta atrás e assim vai. Rola também um suspense que prende muito quem assiste. Todo mundo gosta deste filme, mas, se não gostar, insista porque o final é um dos mais surpreendentes que eu já vi.

O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus

Movie-Solutions-The-Imaginarium-of-Dr_-Parnassus

Minha história com esse filme é bem curiosa. Quis muito assistir porque foi o último filme que o Heath Ledger fez antes de morrer (sim, faz anos, mas eu ainda não superei), aí tentei ver duas vezes, mas acabei dormindo. Insisti e descobri que o começo até é parado, mas depois fica uma graça. O personagem do título é dono de uma companhia de teatro itinerante que brinca com a imaginação das pessoas. Aí eles conhecem um cara misterioso – no caso, o Heath – que promete revolucionar as apresentações que fazem. A solução que encontraram para suprir as cenas que não puderam ser gravadas depois da morte dele foi apostar em outros atores para interpretá-lo quando estão no mundo paralelo. Confesso que fica um pouco estranho, mas o filme aborda tão bem essa questão da fantasia que a gente aceita. Ah, e tem o fofo do Andrew Garfield no elenco. Vale super!

Scoop – O Grande Furo

Não lembro se já contei aqui, mas eu AMO os filmes do Woody Allen. É tão nossa vida, né? E o que me fez ficar fã dele foi este filme, que vi enquanto passava férias no Rio. Amei logo de cara porque a protagonista é uma estudante de jornalismo (na época, eu também era) que participa de um show de mágica e decide investigar a identidade de um serial killer. Ela desconfia de um cara, mas acaba se apaixonando por ele, o que atrapalha sua investigação. É uma mistura de comédia e suspense, com as tiradas clássicas do Woody Allen e um clima de tensão que faz a gente querer adivinhar o final, que também me surpreendeu. Eu adoro e é um dos meus favoritos do diretor.

Oz Mágico e Poderoso

Todo Top 5 aqui do blog tem pelo menos uma sugestão de filme da Disney, então aqui vai a opção da vez. Sou doida por O Mágico de Oz e fui ver este filme no cinema cheia de animação. Trata-se de uma versão da história antes da chegada da Dorothy e da transformação da bruxa má. Sim, é uma coisa meio Wicked, mas sem a parte da escola e da amizade entre as bruxas. Mesmo assim, é bem bonitinho e apresenta outro ponto de vista do mágico da cidade e da pele verde da bruxa má. Ainda prefiro a versão do musical, mas é uma boa dica para ver com muita pipoca.

E vocês, conhecem outro filme sobre mágica?

Um beijo e até o próximo post!

Meus desenhos favoritos da Disney

Olá, pessoal! Desde o começo deste blog, descobri que amo escrever listas sobre qualquer assunto. No ano passado, li o livro O Guia Para Ser Você Mesma, das blogueiras Lia Camargo e Melina Souza, e amei que elas também reservaram um espaço para fazer listas aleatórias, entre elas, os filmes da Disney que elas mais gostam. Amei tanto a ideia que decidi fazer o mesmo por aqui!

Antes de começar, queria contar algumas coisinhas para vocês. Nasci no finalzinho dos anos 80 e vivi toda a minha infância nos anos 90, considerada a década de ouro da Disney, então muitas das minhas escolhas são dessa época. Tenho quase 30 anos e continuo apaixonada pelos desenhos, mas é engraçado ver como algumas coisas mudam. Eu sempre gostei de A Bela Adormecida, hoje acho chato (com exceção da Malévola, que continua diva).

Achei que seria superfácil escolher meus 10 filmes favoritos, mas foi muito difícil porque eu amo tantos rs… Mas aí inclui os que realmente não poderiam faltar e a lista ficou um pouquinho maior. Vamos conhecer meus escolhidos?

A Pequena Sereia

Ariel_Eric_boat_L

Eu tinha 1 ano quando este filme foi lançado, então não lembro quando assisti pela primeira vez. Mas sei que sempre fui fascinada pela Ariel e pelo filme. Fui duas vezes para a Disney quando era bem pequena e só voltei com 19, que foi quando eu realmente curti (quero voltar pra lá, gente, não consigo cansar!) os parques e toda a magia Disney que realmente é incrível!

Aproveitei para comprar o DVD de A Pequena Sereia porque fazia anos que não via e descobri que realmente é maravilhoso. A história é bobinha e surreal, mas as músicas são as melhores de todas, a Úrsula é a minha vilã preferida e o Sabidão, aquela gaivota estridente, está na lista dos melhores personagens coadjuvantes da Disney. Amo demais!

Aladdin

snapshot20090711114249

Acho que esse foi o meu preferido da infância. Eu tinha 5 anos quando estreou, mas lembro perfeitamente de quando fui no cinema assistir. Adorei demais a história, as músicas e nutri um amor platônico pelo Aladdin que continua firme e forte até hoje (ele é gatinho vai, gente). O filme é supercolorido, alegre, tem uma pegada diferente por ser passar em terras árabes, além de uma princesa estilosa, ainda que chatinha. Posso assistir agora?

O Rei Leão

228463c10a-lkks17p

Quem viveu na década de 90 sabe da importância deste filme. Foi uma das maiores bilheterias da história da Disney e virou um fenômeno, tanto que serviu de inspiração para o musical da Broadway que já passou aqui no Brasil. Não é o meu favorito, mas eu sei quase todas as falas de cor e adoro as músicas. O vilão Scar também é um dos mais importantes dos desenhos da Disney e é o tipo de história que não cansa – eu já perdi a conta de quantas vezes assisti.

Mulan

1124274

Não disse que as coisas mudam? Achava Mulan chato (mas amava a boneca que cortava o cabelo), até que fui assistir quando já era adulta e tive outra sensação. A Mulan chegou numa época de contos de fada, príncipes e princesas, mas foi uma das primeiras mulheres a romper com essa idealização. Ela se passou por homem, aprendeu a lutar e o que veio depois disso foi consequência dos seus próprios atos. Ela virou minha princesa favorita (nunca entendi porque ela é considerada princesa) e o filme tem a minha música preferida de todas da Disney: I’ll Make a Man Out Of You (escuto essa versão original em inglês quase sempre e canto junto rs)

Divertida Mente

inside_out_trailer.png.CROP.cq5dam_web_1280_1280_png

Este é bem recente e já faz parte da era pós parceria entre a Disney e a Pixar, mas me tocou de tantas formas. Eu amo filmes com fundo psicológico e Divertida Mente é psicologia pura, do início ao fim. Tem diversas mensagens, uma baita criatividade e a incrível capacidade de me fazer chorar todas as vezes em que vi até agora. Adoro a forma como os personagens foram feitos, a escolha das emoções e todo o sistema de controle dos sentimentos. Mas a cena que envolve o Bing Bong (não vou falar mais para não dar spoiler) é uma das mais lindas que já vi na vida!

Bernardo e Bianca

2ec7bd846ba5aa5bf5e8a781067dd7fc

Filme antigo que caiu no esquecimento, mas que deveria ser visto por todo mundo. Sempre amei, especialmente porque os personagens são muito bem descritos. Adoro a postura metidinha da Bianca e o jeito atrapalhado do albatroz Abílio, mas nada se compara à Medusa, uma das melhores vilãs da Disney, junto com a Úrsula e a Malévola. Já imitei tantas vezes a voz e as cenas que ela faz que mesmo sendo horrível, ela ocupa um lugarzinho especial no meu coração.

A Dama e o Vagabundo

960

Filmes com animais já são especiais, ainda mais quando são estrelados por cachorros. Amo cães desde criança e comecei a conviver com eles bem cedo, então o amor por este filme foi imediato. Fiquei um tempo sem assistir e, quando finalmente revi, descobri que ele era ainda melhor. É maravilhoso mostrarem como os cachorros gostam de crianças e fazem de tudo para defendê-las, além de explorarem algumas particularidades de cada raça. Também amo o Joca e o Caco, os amiguinhos da Lady. Muita fofura!

Up! Altas Aventuras

download

Este filme rompeu a ideia de que desenhos são feitos apenas para crianças. Parece começar fofinho, mas logo vem um baque e a gente fica com um nó na garganta. O fofo sr. Fredricksen, que se recusa a deixar sua casa, onde viveu por anos ao lado da esposa, decide realizar um antigo sonho do casal de visitar um paraíso na América do Sul. Só que ele acaba levando junto Russel, um garotinho que precisa ajudar um idoso para ganhar uma medalha no clube de escoteiros. Juro, é tanta lição de vida que a gente aprende que é impossível não chorar. A partir dele, muitas animações começaram a ser desenvolvidas muito mais para os adultos do que para o público infantil. Eu amo demais!

Alice no País das Maravilhas

download (1)

Gosto deste filme desde pequena e o curioso é que as crianças normalmente não gostam porque é muita loucura para entender. Sempre gostei de todos os personagens, aí li o livro durante a faculdade e tive outra visão da história, o que me fez amar ainda mais toda a insanidade do desenho. Gostava demais do Gato Risonho, agora prefiro os gêmeos Tweedledee e Tweedledum. Mas é só ver qualquer coisa do desenho da Alice que eu piro. Todo mundo tem que ver pelo menos uma vez na vida.

Detona Ralph

27_wreckitralph.w529.h352.2x

Polêmico, hein! Muita gente não gosta, acha chato, nunca viu nem tem vontade, mas eu gosto demais de Detona Ralph. A razão número 1 é porque a música do filme é do Owl City, projeto musical que eu amo profundamente, e que rendeu um dos clipes mais lindos e fofos que o Adam Young já fez na vida. Fui ao cinema por causa da música mesmo, confesso, mas saí apaixonada pela criatividade da história e pela Vanellope, uma das minhas personagens favoritas da Disney. É tão fofo, mas tão fofo, que eu fiz questão de ficar um tempão na fila para tirar fotos com os personagens na última vez em que fui para Orlando, em 2013. Ah, e vem uma continuação nos próximos anos. Oba! ♥

Frozen

52af0b24cf71a

Frozen é O Rei Leão desta década. Bateu recordes de bilheterias e deu um novo gás para os filmes da Disney, que andavam meio em baixa depois da chegada das animações feitas pela Pixar. Por isso, se tornou um clássico e não tem como deixar de fora desta lista. Não sou a maior fã do filme, mas tenho um carinho muito grande porque fui ver logo no dia de estreia com a minha irmã, que na época tinha 6 anos. Foi a primeira vez que nós fomos ao cinema sozinhas e o filme fala justamente sobre o amor de irmãs. Ela passou o filme todo de braço dado comigo e foi lindo de verdade, então ficou marcado!

A Princesa e o Sapo

the-princess-and-the-frog

Lembro que fui para a Disney em dezembro de 2009 e só tinham coisas deste filme, então fiquei morrendo de vontade de assistir. Aí só ouvia comentários negativos sobre o filme e fui perdendo o interesse. Anos mais tarde, durante uma viagem de avião, bateu aquele tédio e eu decidi assistir. Tentei duas vezes, mas não fui para frente. Só consegui mesmo ver tudo quando sentei na frente da TV e percebi que ele era realmente muito bom. Assim como a Mulan, a Merida e a Moana, a Tiana é uma princesa diferente que está mais preocupada em trabalhar do que achar um príncipe. E foi aí que eu gostei dela, fora as roupas, os figurinos, o vilão bem macabro. Meu único ponto é que o filme realmente é mais para adultos do que crianças.

 

E vocês, quais filmes da Disney mais gostam?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest