Posts em destaque

São Paulo 465 anos | 5 filmes que se passam na terra da garoa

Olá, pessoal! Janeiro tem um gostinho especial para nós, paulistanos, porque é o mês em que a nossa cidade faz aniversário. Amanhã (25), São Paulo completa 465 anos e divide opiniões: tem quem ame e quem odeie.

Eu fico no meio termo (geminiana né, mores, nunca consigo me decidir). Acho que aqui vivemos para trabalhar e sempre me surpreendo quando vou para outra cidade e vejo uma galera saindo do trabalho com o céu ainda claro. Sério, aqui a gente respira trabalho.

Mas, ao mesmo tempo, não conseguiria viver em outra cidade. Eu gosto de agito e tudo acontece aqui, sabe? A gente nunca fica com tédio porque sempre tem algo para fazer.

Para comemorar o aniversário da capital paulista, separei 5 filmes que se passam em São Paulo. Vem ver!

Estômago

Um dos meus filmes nacionais favoritos! Conta a história de Raimundo Nonato, um nordestino que chega à cidade de São Paulo em busca de uma oportunidade de trabalho. Em pouco tempo, ele começa a trabalhar como cozinheiro e se envolve com a garota de programa Iria.

O que eu mais gosto no filme é que ele não é mostrado de forma linear. Ou seja, mistura cenas do começo com cenas do fim e você não vê a hora de descobrir o que aconteceu com ele para acabar naquela situação. É divertido e prende muito.

O Casamento de Romeu e Julieta

 

Gosto muito desse filme porque fala sobre uma rivalidade muito comum aqui em São Paulo: a torcida do Corinthians e a torcida do Palmeiras. Como o próprio nome diz, o filme pega carona na clássica história de Shakespeare e acompanha o relacionamento do corintiano Romeu com a palmeirense Julieta.

Também é divertido e rende boas risadas, daqueles que você pode ver sempre que não cansa, sabe? Fora que é bem nossa realidade: todo mundo conhece um corintiano e um palmeirense fanáticos, né?

Carandiru

Gosto muito de filmes baseados em histórias reais e este aqui me marcou porque li o livro que originou a versão do cinema alguns meses antes. Para quem não sabe, tanto o livro quanto o filme falam sobre o massacre que aconteceu na Casa de Detenção do Carandiru, em 1992. Hoje, o local abriga uma biblioteca em meio a um parque.

No filme, é possível acompanhar o dia a dia no presídio e o cotidiano de alguns presidiários marcantes, como Lady Di, Sem Chance e Deusdete. Se você ainda não viu, tem mais um motivo: o filme foi apontado pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Domésticas

Outro filme nacional que com certeza está na minha lista de filmes favoritos. Gosto muito de filmes que acompanham a vida de vários personagens ao mesmo tempo e este aqui fala sobre 5 mulheres que trabalham como empregadas domésticas. Cada uma com os seus sonhos: uma quer casar, a outra quer ser famosa e também tem aquela que só quer servir à Deus e à sua patroa.

Mas, sem dúvida, o que eu mais gosto nesse filme é a trilha sonora, cheia de hits da música brega brasileira. Mais um que você pode ver e rever que não cansa. Sério, eu amo!

O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias

Mais um filme para quem prefere algo mais sério e quer saber mais sobre a história do Brasil. A história se concentra em Mauro, um garoto que passa a morar com um senhor judeu, já que seus pais fugiram do País por conta da ditadura militar. O menino espera por um telefonema dos pais e precisa se adaptar a sua nova realidade, enquanto acompanha o rendimento da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970.

Sabe aquele filme que te deixa triste, depois te faz dar risada e alterna esses momentos? Ao mesmo tempo em que sentia dó do Mauro por ser “abandonado” por seus pais, me divertia muito com as aventuras dele e dos novos amigos. Ah, e o filme representou o Brasil na briga pela categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar de 2008. Vale muito a pena assistir!

 

E você, lembra de outro filme que se passa em São Paulo?

Um beijo e até o próximo post!

Como aproveitar o Guarujá em casal

Olá, pessoal! Como a maioria já sabe, o litoral paulista é um dos principais destinos que vem à mente dos casais da Grande São Paulo e até mesmo de outras regiões quando se pensa em tirar um descanso no feriado, férias ou final de semana, principalmente nas épocas do ano em que sabemos que podemos contar com muitos dias de sol e calor. Entre as mais procuradas, a cidade de Guarujá ainda é uma das queridinhas dos casais que buscam conforto, preço justo e, claro, belas praias e pontos turísticos variados. Se você ainda acha que Guarujá é só um destino de praia, venha conhecer os muitos atrativos e dicas da “Pérola do Atlântico” para curtir com o seu amor!

praiaguarujacasal

Para começar, nada melhor para um casal do que um lugar aconchegante para se hospedar, certo? Guarujá possui uma grande quantidade de hotéis e pousadas, então não será difícil achar algum que agrade o gosto do casal. Para aqueles que curtem um clima romântico e querem aproveitar o espaço do hotel também, mas sem gastar muito, o Hotel Vicino al Mare – como já diz o nome em italiano, “perto do mar” – está bem de frente à praia, conta com serviços de massagem e o melhor: piscina aquecida com visão para o mar. E para aqueles que procuram algo mais sofisticado, o Casa Grande Hotel Resort & Spa e o famoso Sofitel Jequitimar são ótimas recomendações, pois ambos estão próximos da praia, possuem academia, piscina coberta e ao ar livre e restaurantes próprios, dentro do hotel.

As praias do Guarujá são consideradas as mais belas e ideais para banho de todo o litoral paulista. Além da incrível cor da água, a maioria conta com largas faixas de areia e bastante infraestrutura, como quiosques e ciclovias para andar de bike, patins ou apenas para caminhar, sem contar os muitos coqueiros que fazem das paisagens ainda mais espetaculares. À noite, todas são muito bem iluminadas e agitadas, reunindo todo tipo de público. Aos casais que curtem praias mais cheias, a Praia da Enseada com certeza deve entrar para a programação. Já se estiverem mais a fim de um lugar tranquilo, a Praia do Éden irá atender às suas expectativas, pois é mais distante e de acesso apenas por trilha, o que ainda conserva a sua beleza mais selvagem.

Um dos pontos turísticos que marcam a cidade certamente é o Aquário Acqua Mundo, o maior da América Latina. Não podemos negar que esse tipo de atração chama atenção de pessoas de todas as idades, então se estiverem sem saber o que fazer no período da tarde, não deixem de visitar esse local que abriga mais de 3 mil espécies de animais aquáticos e garante a satisfação de todos os seus visitantes. Se os dois forem corajosos, por que não mergulhar juntinhos num tanque cheio de tubarões e arraias? Sim, isso é possível no Acqua Mundo. O tanque “Oceano” foi feito exatamente para isso, é adrenalina garantida!

morrodo maluf casal

Se quiserem ter uma vista espetacular do oceano de diversos pontos e tirar muitas fotos como recordação desses momentos, poderão usufruir dos 6 mirantes espalhados pela cidade. Os mais concorridos são o Mirante da Gávea e o Mirante do Maluf, ambos próximos ao centro. Além de poder sentar para conversar e apreciar a vista, terão também a oportunidade de praticar esportes radicais, como escalada e rapel. E é claro que todo casal irá querer curtir o pôr do sol juntinho! Para isso, o melhor lugar é o Costão das Tartarugas.

Por fim, durante os dias de descanso, poderão encontrar os mais variados tipos de restaurantes, desde os mais simples e populares até os mais sofisticados e famosos. A estrutura gastronômica da cidade puxa bastante o estilo de São Paulo, ou seja, cozinha não só brasileira, mas de diversos países. Os frutos do mar, no entanto, ainda são os mais procurados pelos turistas. Dois dos restaurantes mais recomendados pelos casais são o Bistrô Saint Malo, de culinária francesa e ambiente aconchegante, e o Atlântico Frutos do Mar, que traz referências da culinária portuguesa e possui mesas com vistas privilegiadas da Praia da Enseada.

No site do Roteiro de Turismo você encontra mais dicas sobre pousadas no Guarujá acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/sao-paulo/guaruja/

 

E aí, o que acharam das dicas? Já conhecem as atrações do Guarujá?

Um beijo e até o próximo post!

*publipost

Experiência Alice: como é a exposição?

Olá, pessoal! Já faz um tempo que nós passamos a ter um número grande de exposições aqui em São Paulo. A mais recente e que tem atraído o interesse de muita gente é a Experiência Alice, em cartaz no Shopping JK Iguatemi. O nome diz tudo: é uma homenagem (e das mais lindas) para a história Alice no País das Maravilhas, principalmente a versão animada feita pela Disney.

Eu sou maluca pelo desenho da Disney desde criança. Normalmente, os pequenos não gostam muito porque acham a história difícil, mas eu embarcava na loucura. Depois, na faculdade, tive a oportunidade de ler o livro original, escrito pelo Lewis Carroll, e aí fiquei ainda mais fã da história. Assim que soube da exposição, corri para comprar o ingresso e consegui visitar a mostra no último domingo (09).

    sem-titulo

São várias salas criadas para as cenas mais marcantes do filme. A primeira tem paredes revestidas com páginas do livro e várias versões cedidas por uma colecionada, com itens bem fofos. O destaque fica por conta da reprodução do barco onde Lewis Carroll teve a primeira ideia da história. A partir daí, você tem duas opções para seguir: andar normalmente ou entrar na toca do Coelho Branco, exatamente como no filme.

image4

image2

image3

A segunda opção, claro, é muito mais divertida porque você escorrega direto para a sala das portas com a sensação de estar caindo mesmo. É tudo muito fofo e muito fiel ao desenho e alguns espelhos ajudam a distorcer nossa imagem. Em alguns, parece que a gente fica alta ou pequena.

whatsapp-image-2016-10-09-at-17-17-02

sem-titulo

whatsapp-image-2016-10-09-at-17-17-08

Em seguida, vem a sala da corrida eleitoral (uma das partes mais doidas do filme) com mais uma proposta de interação. Tudo é feito com a participação dos visitantes: os gêmeos Tweedledee e Tweedledum só falam se você aperta um botão, o Gato Risonho aparece em pontos estratégicos de outra sala e você precisa procurá-lo. Dá até para ter a sensação de ficar grandona e com as mãos e os pés para fora da casa do Coelho Branco.

whatsapp-image-2016-10-09-at-17-17-07

whatsapp-image-2016-10-09-at-17-17-06

Mas o ponto alto é a sala do Chapeleiro Maluco, com a reprodução super bem feita da mesa do chá. Tem até fila para tirar foto, mas anda rápido. Depois, a Rainha Vermelha (ou de Copas) e suas flores brancas, que precisam ser balançadas para ficarem vermelhas. Por fim, rola uma homenagem para a versão criada pelo Tim Burton e todos os personagens estão lá.

alice-1

sem-titulo

sem-titulo

O passeio não poderia terminar diferente: em uma lojinha com produtos fofos. Estava empolgada para conferir, mas achei que tem pouca variedade. Mesmo assim, fiquei enlouquecida pelo modelo especial de Havaianas. Não tinha meu número, mas a vendedora disse que chega mais nesta semana e dá para buscar na loja do shopping.

Eu gostei muito da exposição Experiência Alice e indico para todo mundo que, assim como eu, curte o desenho da Disney. Mas recomendo não ficar com a expectativa lá em cima para não se decepcionar. O passeio é rápido, dura cerca de meia hora, e é só sobre o desenho. Não tem nada mais profundo sobre a criação da história, por exemplo.

Ah, também sugiro comprar os ingressos com antecedência porque a procura é grande e ter paciência. Tem muita criança pequena (e barulhos, choros, mães enlouquecidas) e gente fazendo mil opções de selfies em cada canto das salas. Fora isso, pode ir que vale muito a pena!

 

Experiência Alice

Até 30 de novembro

Shopping JK Iguatemi: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041, Itaim Bibi, São Paulo (SP)

 

Um beijo e até o próximo post!