Posts em destaque

São Paulo 465 anos | 5 filmes que se passam na terra da garoa

Olá, pessoal! Janeiro tem um gostinho especial para nós, paulistanos, porque é o mês em que a nossa cidade faz aniversário. Amanhã (25), São Paulo completa 465 anos e divide opiniões: tem quem ame e quem odeie.

Eu fico no meio termo (geminiana né, mores, nunca consigo me decidir). Acho que aqui vivemos para trabalhar e sempre me surpreendo quando vou para outra cidade e vejo uma galera saindo do trabalho com o céu ainda claro. Sério, aqui a gente respira trabalho.

Mas, ao mesmo tempo, não conseguiria viver em outra cidade. Eu gosto de agito e tudo acontece aqui, sabe? A gente nunca fica com tédio porque sempre tem algo para fazer.

Para comemorar o aniversário da capital paulista, separei 5 filmes que se passam em São Paulo. Vem ver!

Estômago

Um dos meus filmes nacionais favoritos! Conta a história de Raimundo Nonato, um nordestino que chega à cidade de São Paulo em busca de uma oportunidade de trabalho. Em pouco tempo, ele começa a trabalhar como cozinheiro e se envolve com a garota de programa Iria.

O que eu mais gosto no filme é que ele não é mostrado de forma linear. Ou seja, mistura cenas do começo com cenas do fim e você não vê a hora de descobrir o que aconteceu com ele para acabar naquela situação. É divertido e prende muito.

O Casamento de Romeu e Julieta

 

Gosto muito desse filme porque fala sobre uma rivalidade muito comum aqui em São Paulo: a torcida do Corinthians e a torcida do Palmeiras. Como o próprio nome diz, o filme pega carona na clássica história de Shakespeare e acompanha o relacionamento do corintiano Romeu com a palmeirense Julieta.

Também é divertido e rende boas risadas, daqueles que você pode ver sempre que não cansa, sabe? Fora que é bem nossa realidade: todo mundo conhece um corintiano e um palmeirense fanáticos, né?

Carandiru

Gosto muito de filmes baseados em histórias reais e este aqui me marcou porque li o livro que originou a versão do cinema alguns meses antes. Para quem não sabe, tanto o livro quanto o filme falam sobre o massacre que aconteceu na Casa de Detenção do Carandiru, em 1992. Hoje, o local abriga uma biblioteca em meio a um parque.

No filme, é possível acompanhar o dia a dia no presídio e o cotidiano de alguns presidiários marcantes, como Lady Di, Sem Chance e Deusdete. Se você ainda não viu, tem mais um motivo: o filme foi apontado pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Domésticas

Outro filme nacional que com certeza está na minha lista de filmes favoritos. Gosto muito de filmes que acompanham a vida de vários personagens ao mesmo tempo e este aqui fala sobre 5 mulheres que trabalham como empregadas domésticas. Cada uma com os seus sonhos: uma quer casar, a outra quer ser famosa e também tem aquela que só quer servir à Deus e à sua patroa.

Mas, sem dúvida, o que eu mais gosto nesse filme é a trilha sonora, cheia de hits da música brega brasileira. Mais um que você pode ver e rever que não cansa. Sério, eu amo!

O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias

Mais um filme para quem prefere algo mais sério e quer saber mais sobre a história do Brasil. A história se concentra em Mauro, um garoto que passa a morar com um senhor judeu, já que seus pais fugiram do País por conta da ditadura militar. O menino espera por um telefonema dos pais e precisa se adaptar a sua nova realidade, enquanto acompanha o rendimento da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970.

Sabe aquele filme que te deixa triste, depois te faz dar risada e alterna esses momentos? Ao mesmo tempo em que sentia dó do Mauro por ser “abandonado” por seus pais, me divertia muito com as aventuras dele e dos novos amigos. Ah, e o filme representou o Brasil na briga pela categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar de 2008. Vale muito a pena assistir!

 

E você, lembra de outro filme que se passa em São Paulo?

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes para quem gosta de comer

Olá, pessoal! Tem algo mais delicioso do que comer? Ir àquele restaurante que você adora, degustar seu prato favorito, pedir para alguém preparar sua receita favorita, encomendar aquela pizza saborosa que faz séculos que você não come, experimentar algo novo, lembrar do gosto daquele prato que você amava quando era criança, aquele tempero que só a sua avó sabe fazer… Vamos falar a verdade: comer é tudo de bom!

Ok, a gente sabe (ou pelo menos deveria saber) que a alimentação balanceada faz bem à saúde, mas incluir ao menos um desses hábitos aqui em cima faz bem ao organismo. Isso porque comer algo que você goste muito – mesmo que seja a saladinha daquele lugar que você ama – contribui para a sensação de bem-estar, que, consequentemente, afasta os problemas e nos deixa em equilíbrio.

Pensando nisso, aproveitei o tema para fazer um Top 5, cheio de filmes que exploram a arte da gastronomia e nos deixam com água na boca só de ver o trailer. Prepare seu estômago e bom apetite:

 

Ratatouille

4d89294e6ffbddf161a57d06681a3ab4

Um dos meus filmes favoritos da Disney depois de fechar a parceria com a Pixar, Ratatouille é mais um da série de animações que agradam mais aos adultos. A história se passa na França e fala sobre o simpático ratinho Rémy que sonha em ser chef de cozinha e faz amizade com o ajudante atrapalhado de um bistrô que não sabe cozinhar, mas que precisa manter seu emprego. Pronto, Rémy começa a trabalhar escondido e faz com que o ajudante leve a fama pelos bons pratos que prepara. Por falar nisso, é tanta coisa boa que sai daquela cozinha que a gente fica morrendo de vontade de comer os pratos típicos da culinária francesa. Uma delícia!

 

Sem Reservas

6b2f99b1540afa542fab95338a4c0390

Este aqui explora muito bem os bastidores das cozinhas de restaurantes e da vida de um chef profissional. A protagonista é vivida pela maravilhosa Catherine Zeta-Jones, que é tão compenetrada no comando de um restaurante que as pessoas ficam com medo dela. Tudo vai bem até que contratam um subchef, que tem um estilo de trabalho completamente diferente do dela. Enquanto isso acontece, ela ainda precisa lidar com a chegada de sua sobrinha, que passa a morar com ela depois da morte da mãe. É tanto close em ingrediente e tanta receita saborosa que o estômago até ronca. Sabem aqueles filmes bobinhos que a gente ama? Olha aqui um ótimo exemplo!

 

Estômago

2960b1752f5c803a9fe50043d23ef7d5

Não sou muito fã de filmes nacionais, especialmente comédias, mas, de vez em quando, temos bons motivos para apertar o play e prestigiar nossos atores. Estômago é um dos exemplos mais recentes que temos por aqui. Recém-chegado a São Paulo, Raimundo começa a trabalhar como faxineiro de um restaurante, mas logo descobre o talento para cozinhar. Não demora muito até que o dono de uma cantina italiana o chama para trabalhar com ele e, a partir de então, ele se torna especialista em gastronomia. Enquanto tudo isso acontece, a gente também vê momentos de Raimundo na prisão e aí passamos o filme todo tentando adivinhar o que fez com que ele chegasse ali. É MUITO engraçado, na medida certa, sem apelações e ainda dá água na boca! Recomendo para todo mundo!

 

Chef

3bed043e8034bbcc68cfa4fe50e5b9f1

Sabe aquele filme que você começa assistindo sem dar muita bola, mas descobre que é muito bom? Foi o que aconteceu com este aqui. Chef de um badalado restaurante, Carl tenta inovar no cardápio, mas o dono do estabelecimento não gosta de novidade. Depois de receber uma crítica negativa por oferecer justamente os mesmos pratos, ele tira satisfação com o chefe e a briga vai parar na internet, fazendo com que ele seja demitido. Sem ter para onde ir, ele decide rodar o país com um food truck, onde tem toda a liberdade para servir o que quiser. Nesse tempo, ele ainda tem a companhia do filho e se reaproxima da ex-mulher. Os temas são batidos, mas a história é supercriativa e a gente termina com vontade de abrir um food truck também!

 

Lunchbox

8f5ad421ce1270ef6d4c055e4093f41e

Sabe aqueles momentos de puro tédio em que você começa a ver o que tem no Netflix e clica em qualquer filme só para passar o tempo? Foi assim que conheci Lunchbox, uma produção indiana estrelada pelo mesmo ator do maravilhoso As Aventuras de Pi. Acostumado a receber marmitas de um restaurante todos os dias no almoço, um homem recebe por engano uma marmita preparada por uma dona de casa. A comida é tão maravilhosa que ele escreve uma carta agradecendo e os dois passam a se falar apenas por correspondências. É um pouquinho parado, confesso, mas vale a pena continuar assistindo porque tem todo aquele encantamento, mistério e idealização dos amores platônicos.

 

Gostaram das opções? Quais outros filmes te deixam com água na boca?

Um beijo e até o próximo post!