Search Results for: diário dos 30

Dicas de viagem | 4 coisas que você só aprende quando viaja sozinha

Olá, pessoal! Nos últimos três meses, compartilhei tudo com vocês sobre a viagem que eu fiz em julho para a Disney da Califórnia e para Las Vegas. Viajar é uma das coisas que eu mais amo fazer e tenho lembranças muito legais de todas as viagens que eu fiz. Mas esta que eu fiz agora com certeza está na lista das melhores por um simples motivo: foi a primeira vez que eu viajei para outro país sem alguém da família, só com uma amiga.

Eu sempre li e escutei de amigos que viajar sozinho é tudo de bom. Não sei se eu conseguiria viajar sem ninguém conhecido porque, como boa geminiana, preciso ter alguém para conversar e para vivenciar as mesmas experiências, sabem? Mas, de certa forma, eu realmente adorei a experiência de ir para um novo país sem mais ninguém da família. Não dá para dizer que eu fui totalmente sozinha, mas consegui comprar algumas das coisas que sempre me falaram. Destaco as principais agora:

Ter uma noção mais clara de como lidar com dinheiro

FATO! Não dava para começar de outra forma. Eu sempre juntei dinheiro quando viajei, mas é diferente quando a gente vai com a família. No meu caso, não pagava a maioria das refeições e dá sempre para pedir ajuda se a grana apertar. Essa era a parte que mais me preocupava quando eu decidi viajar só com uma amiga. Quanto levar se agora eu ia pagar por refeições, transporte e outras coisas? E as comprinhas que eu queria muito fazer?

No meio disso tudo, o dólar começou a subir e a minha preocupação só aumentava. Decidi pedir dinheiro (qualquer quantia mesmo) de presente no meu aniversário de 30 anos e muitos amigos e familiares me ajudaram. No fim, acabei levando um pouco a mais, mas coloquei na cabeça que eu não podia gastar tudo aquilo.

Eu amei essa batata frita de pelúcia… mas valia a pena gastar dinheiro com isso? Não!

Nos primeiros dias da viagem, eu separei apenas uma quantia para gastar naquele dia e guardei o resto (para não gastar tudo). Em Las Vegas, é tudo muito barato e isso ajudou bastante, mas eu vi que o dinheiro ia sobrar e fiquei tão feliz e orgulhosa. Voltei para o Brasil bem mais consciente sobre dinheiro, hoje penso muito, mas muito mesmo, antes de comprar alguma coisa. Aliás, acho tudo caro rsrs…

Ser independente

Ok, tenho 30 anos e sou bem crescidinha, mas eu ainda moro com a minha mãe e peço a opinião dela para muitas coisas (não tenho problema nenhum em falar sobre isso, eu inclusive amo muito a relação que eu tenho com ela). Quando você viaja sem alguém da família, precisa tomar decisões e confiar na sua própria intuição. Claro que eu pedi a opinião da Tâni, minha amiga que viajou comigo, em muitos momentos, mas no fim a decisão era minha.

Gastei 5 dólares apostando no cassino e perdi os 5 dólares, óbvio!

Muita gente aqui sabe que eu amo montanha-russa e brinquedos radicais. Tinha vontade de ir nos brinquedos que ficam no alto do hotel Stratosphere, em Las Vegas, a mais de 350 metros de altura. Minha mãe fala que nem amarrada vai nisso. Bom, eu acho que se tivesse ido com ela, ficaria receosa de ir sozinha. Mas aí eu cheguei lá, vi que tinha dinheiro e pensei: “quando eu vou voltar?”. Decidi ir sozinha mesmo (a Tâni não quis ir). E foi maravilhoso.

Perder a vergonha de falar outra língua

Eu já fui várias vezes para os Estados Unidos e falo inglês fluentemente, mas quando você está com a família, sempre rola aquela coisa de “ah, estou com vergonha, pede tal coisa para mim?”. Desta vez, em muitos momentos eu tive que falar mesmo. Nós precisávamos ligar para confirmar a nossa reserva para o passeio do Grand Canyon. A reserva estava no nome da Tâni, mas eu percebi que ela ficou sem jeito de ligar. Então lá fui eu, peguei o telefone, liguei e conversei com a moça. Dá vergonha? Dá. Mas passa!

Grand Canyon tá na lista dos lugares mais lindos do mundo

Não acho que tenha melhorado meu nível de inglês porque a gente ficou só 12 dias fora e conversávamos mais em português, entre nós duas. E como falei antes, eu já sei falar bem inglês e tenho muita familiaridade com o idioma (vejo muito filme, ouço músicas e assisto a séries em inglês). Mas agora eu sei que eu consigo, sim, me virar.

Entender o que é saudade

Muita gente deve ler isso e pensar: “ah tá, você ficou só 12 dias viajando e morreu de saudade de casa?”. Olhem, eu amo tanto viajar que eu sempre sofro quando tenho que voltar, sério. Aquele lance de “viajar é bom, mas voltar para casa é melhor ainda” nunca funcionou comigo. E nesse tempo todo, eu falei com a minha família e os meus outros amigos normalmente, porque levei um chip internacional. Então não, eu não MORRI de saudade de casa.

Agora eu estou com saudade é de Vegas. Quero voltar!

Mas foi a primeira vez que eu fazia as coisas e pensava: “nossa, vai ser tão legal poder contar sobre isso” ou: “se tal pessoa estivesse aqui, ela ia amar”. Foi uma das melhores viagens da minha vida e eu só tenho coisas boas para contar. Fiquei muito triste no nosso último dia lá e sofri para arrumar as malas e entrar de volta no avião, mas, ao mesmo tempo, queria muito poder contar tudo.

 

Quem aí já encarou a experiência de viajar sozinho? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Corretivo Radiant Creamy Concelear – NARS

Olá, pessoal! Se vocês pudessem escolher apenas um item de maquiagem para ter pelo resto da vida, qual seria? O meu, com certeza, seria o corretivo. Eu tenho muitas olheiras (por herança familiar e outros motivos), então, passo corretivo até para ficar dentro de casa.

Eu tenho muitos corretivos e sempre sofri para conseguir esconder as minhas olheiras. Até que eu fiz um curso de make e aprendi a usar corretivos coloridos. Deu certo, mas às vezes eu confesso que rola uma preguiça, já que esse truque envolve vários produtos (corretivo colorido, corretivo do tom da minha pele, pó para selar e pincéis ou esponjas para aplicar tudo isso).

Por isso, sempre que vejo alguém falar que testou um corretivo maravilhoso, fico com vontade de testar também. Já tinha escutado muita gente falar sobre o corretivo Radiant Creamy Concelear, da NARS, então aproveitei para colocar na minha listinha de produtos que eu queria comprar na viagem que fiz recentemente para a Disney da Califórnia e para Las Vegas.

Fui na Sephora do hotel The Venetian e não sei muito bem o porquê, mas esse corretivo estava na minha lista de dúvida. Acabei levando, afinal, poderia testar e contar tudo para vocês.

Como funciona?

Considerado um dos corretivos mais vendidos nos Estados Unidos, o Radiant Creamy Concelear tem fórmula enriquecida com hidratantes botânicos que reduz a vermelhidão e controla a oleosidade. Além disso, conta com uma tecnologia chamada light-diffusing, que deixa a pele natural com acabamento brilhante.

O mais legal é que esse corretivo tem cobertura que varia entre média e alta e ação instantânea, camuflando olheiras e linhas de expressão sem ficar marcado. É indicado para todos os tipos de pele, com fórmula livre de parabenos e álcool.

Outro ponto bacana é que são mais de 20 opções de cores de corretivo. Tanto que eu olhei e fiquei alguns segundos sem saber qual pegar. Como normalmente eu fico melhor com a segunda ou terceira opção mais clara, testei rapidinho a cor marron glacé e gostei. Quando voltei para o Brasil e comecei a testar de verdade para fazer a resenha, percebi que tinha acertado. Esse tom é indicado para quem tem pele clara e neutra, meu caso!

Minha opinião

Eu gosto de testar bastante um produto antes de trazer a resenha aqui no blog, mas sabe quando é amor logo de cara? Na primeira aplicação, eu pensei: “MEU DEUS, QUE CORRETIVO MARAVILHOSO”. Tenho aplicado o corretivo depois da base, mas, como era a primeira aplicação, passei antes da base e foi impressionante o quanto ele cobriu minhas olheiras. Às vezes, eu saio só com esse corretivo e ele segura MUITO bem a camuflagem das olheiras.

O Radiant Creamy Concelear tem uma textura cremosa bem intensa, mas é muito fácil de aplicar e de espalhar. Usei com pincel e esponja e aprovei dos dois jeitos, mas estou na fase de preferir a esponja. Como não vi diferença, vai mais de gosto mesmo.

No meu caso, considero a cobertura média, quase alta, mas não é aquele rebocão total, sabe? Eu gostei muito do efeito que deu e achei que toda a região abaixo dos olhos fica com uma textura bem gostosa e hidratada. Ah, não craquela e não fica marcado.

Acho que o Radiant Creamy Concelear é ideal para usar em uma festa ou evento, mas nada impede que você também use no dia. Como eu falei, às vezes eu uso só ele e nem passo base, de tão incrível que é. Juro que foi o melhor corretivo que eu já testei até hoje. Só tenho coisa boa para falar dele!

Vamos agora à questão do preço. Lá fora, custa U$ 30 (o que equivale a cerca de R$ 120). Nas lojas brasileiras da Sephora, o mesmo corretivo é vendido por R$ 179 e você pode parcelar, o que não existe nos Estados Unidos. Se você tem viagem marcada, acho que vale esperar e comprar lá fora. Senão, compra aqui mesmo. É caro, mas vale cada centavo!

 

E vocês, já conhecem essa maravilha?

Um beijo e até o próximo post!

6 dicas para cuidar de cabelos mistos

Olá, pessoal! Vocês sabem que existem diversos tipos e texturas de cabelos e que o mercado está cada vez mais atento para atender a todas essas necessidades, né? Mas tem um cabelo em especial que merece atenção redobrada, já que ele mistura duas texturas em um único fio.

Sim, amigas, estou falando do cabelo misto, que é o meu tipo de cabelo e o de muita gente que está lendo este post (levanta a mão quem faz parte deste time). Não é fácil cuidar de fios mistos porque a gente tem a raiz oleosa – que pede alguns cuidados específicos – e pontas secas, que necessitam de outros cuidados. Viu só como é a nossa vida?

A boa notícia é que não é tão complicado assim cuidar de cabelos mistos. Basta seguir algumas dicas que são fáceis de serem inseridas na nossa rotina. Olha só:

Usar shampoos específicos

229641_Detalhes

Regra de ouro que vale não só para os cabelos mistos, mas para qualquer tipo de cabelo. Isso porque cada fio tem uma necessidade e os produtos são formulados para atender a todos esses requisitos. No nosso caso, precisamos de uma fórmula capaz de remover a oleosidade da raiz e hidratar as pontas. O bom é que existem várias opções por aí, só procurar e testar até encontrar a que você mais gosta.

Jamais passar condicionador na raiz

enxaguar

Como falei para vocês, minha raiz sempre foi muito oleosa, mas eu só descobri que não podia passar condicionador na raiz quando era adolescente. E depois disso, gente, que diferença! Muita gente sabe disso, mas, se você ainda não sabe, o condicionador foi feito para selar os fios e, por isso, deve ser aplicado do comprimento às pontas. Se for usado na raiz, pode deixá-la ainda mais oleosa – tudo que a gente não quer, não é mesmo?

Investir em máscaras de hidratação

download (3)

Estamos falando bastante sobre a raiz oleosa, mas a gente não pode esquecer das nossas pontas secas, não é mesmo? Não sei vocês, mas as minhas – por serem loiras – ressecam ainda mais. É exatamente por isso que a gente precisa aplicar máscaras de hidratação pelo menos a cada 15 dias. E aí vai do que você precisa: eu gosto de intercalar, uso uma máscara hidratante específica para cabelos loiros e, depois de 15 dias, uma máscara de hidratação intensa.

Intercalar os dias de lavagem

cabelo-cuidados-diarios-lavagem-hidratacao-59410

Deixa eu adivinhar: você lava seu cabelo todo dia porque não aguenta sua raiz oleosa? Bom, então deixa eu te falar uma coisinha. Esse hábito de lavar todo dia pode estimular a produção excessiva de óleo e aí você já sabe, né? Temos um efeito rebote: sua raiz fica ainda mais oleosa. Por isso, o ideal é lavar dia sim, dia não. Outra dica é aplicar um pouco de shampoo seco e segurar com um dia sim, dois não. Vai de cada caso, mas evite lavar todos os dias, ok?

Evite mexer no cabelo toda hora

esttica-21

Eu tenho uma mania: mexo sempre no cabelo, especialmente quando fico aflita ou nervosa com alguma coisa. Ah, e não consigo comer de cabelo solto, então mexo nele para prender. E sim, eu sei que isso faz com que ele fique mais oleoso do que o normal. Acontece que a nossa mão, por mais que a gente lave e limpe, é suja e acumula bastante gordura. Então, amigas, controlem esses dedinhos nervosos e mantenham o cabelo solto e lindo, combinado?

Cuidado com a temperatura quente

6mai2016---agua-quente-chuveiro-1462567988532_300x300

Não tem nada mais gostoso do que um banho quentinho, mas ele é terrível para a nossa beleza. Isso porque a água quente abre a cutícula dos nossos fios e faz com que ele fique ainda mais ressecado. Vale o mesmo para o secador e para a chapinha, que também favorecem o ressecamento (especialmente se o seu cabelo for loiro). Como resolver? Aposte em um combo-sucesso: banho morno + bastante protetor térmico para manter seus fios sempre lindo.

 

E você, segue todos esses cuidados?

Um beijo e até o próximo post!

Eu li: No Seu Olhar – Nicholas Sparks

Olá, pessoal! Muitas de vocês conhecem e até já leram pelo menos um livro do Nicholas Sparks, certo? Um dos maiores vendedores de livros da última década, ele é autor de muitos sucessos que viraram filmes, como Diário de Uma Paixão, Um Amor Para Recordar e Querido John.

Eu sempre fui muito fã dele, mas comecei a pegar birra porque todos os livros têm a mesma fórmula e estava começando a cansar. Normalmente, gosto de ler uma história dele por ano e escolhi No Seu Olhar porque estava na minha pilha há tempos. Achei que seria mais do mesmo, mas gente… AMEI cada página! Sério, me surpreendi tanto que gravei uma resenha para vocês:

A história começa bem no estilo dos outros livros do Nicholas Sparks. Collin tem 28 anos e sempre se envolveu em confusão. Depois de ter sido expulso de várias escolas, preso e abandonado até pelos pais, decidiu tomar um rumo na vida e se mudar para uma cidade de praia na Carolina do Norte.

Tudo vai bem até que ele encontra uma moça em uma noite chuvosa tentando trocar o pneu do carro. Ele resolve ajudar e os dois sentem que há algo de estranho no ar, mas cada um segue seu rumo.

download

A moça em questão é Maria, uma advogada que também tem 28 anos e é filha de imigrantes mexicanos. Logo eles se encontram de novo e começam a namorar, mas Maria passa a receber ameaças por causa de um caso mal resolvido que defendeu no passado. Quando percebe, está correndo perigo de vida e passa a contar com a ajuda de Collin para solucionar esse mistério.

Estava acostumada a ler livros do Nicholas Sparks que eram romance puro, daqueles que a gente pega até bode de tanto mimimi e tragédia. Mas No Seu Olhar foi uma surpresa porque fugiu da regra e criou uma história mais voltada à trama policial e ao suspense. Não queria parar de ler e ficava tensa tentando adivinhar como essa história toda iria se resolver.

Se você é do tipo que ama livros de romance, não sei se vai curtir tanto porque o foco aqui é realmente o caso da Maria, mas eu amei demais! Fora que fala muito sobre família, amizade e as questões de assédio e violência que, infelizmente, ainda são vividas por muitas mulheres.

Por todas essas razões, No Seu Olhar virou meu livro favorito do Nicholas Sparks e arrisco dizer que ficará entre os melhores que eu li neste ano. Vale muito a pena!

 

E vocês, já leram? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Shampoo e condicionador Complex Care Mirtilo – Lowell

Olá, pessoal! Vocês já imaginaram como seria a vida sem shampoo e condicionador? Lavar o cabelo é parte obrigatória do nosso ritual de cuidados, mas fica ainda melhor quando encontramos um produto que torna este processo ainda melhor. Foi o que aconteceu quando eu testei a linha Complex Care Mirtilo, da Lowell.

image1 (6)

Sempre ouvi elogios da marca e era doida para testar algum produto, até que eu recebi o shampoo e o condicionador da linha Complex Care, que, até então não conhecia. De cara, o que eu gostei foi o mirtilo. Gosto muito da fruta (tem gente que também conhece o mirtilo como blueberry), mas não sabia que ele podia ser usado para cuidar do cabelo, então corri para testar na mesma hora.

Como funciona?

A linha Complex Care Mirtilo é de uso diário e foi criada justamente para fazer uma limpeza profunda nos fios. A diferença dela para os shampoos antirresíduos, que também foram desenvolvidos para remover todas as impurezas, é que a ação é bem suave. Ou seja, os fios ficam limpos e livres de oleosidade, mas macios, brilhantes e hidratados.

O destaque fica por conta do mirtilo, que é rico em vitamina C, um antioxidante poderoso que combate os radicais livres que prejudicam a saúde do cabelo. E se a frutinha é uma delícia, o cheiro dos produtos não deve em nada. Juro, toda hora eu pegava uma mecha para cheirar de tão bom que é (sim, parecia uma doida cheirando cabelo rs).

image3 (1)

A aplicação não tem segredo. O shampoo deve ser aplicado em primeiro lugar, com atenção para massagear e aplicar o produto por todas as regiões do cabelo, incluindo couro cabeludo, nuca, têmpora e franja. O condicionador vem em seguida e pede uma pequena pausa (cerca de 1 a 2 minutos) para agir completamente. Depois, é só enxaguar bem e finalizar como achar melhor.

Minha opinião

Estava muito curiosa para testar a linha e confesso que acabei surpreendida. Na hora da aplicação, o cheiro realmente me ganhou, mas depois de enxaguar e de ver meus fios secos, deu para perceber que realmente estavam mais limpos, brilhantes e revitalizados. Tanto que, normalmente, eu lavo meu cabelo a cada dois dias, mas consegui segurar por mais um dia de tão bom que estava!

image2 (3)

Também gostei que o preço é bem amigo do bolso. Eu fiquei superfeliz por ter ganho os meus produtos da linha, mas vi que saem por volta de R$ 30. Se contarmos todos os efeitos e o rendimento (cada um tem cerca de 240 ml), vale muito a pena! Eu amei e já quero fazer estoque em casa.

Se você ficou interessada em conhecer esses e outros produtos da Lowell, sugiro falar com a Tatiana no e-mail tatipetelinkar@hotmail.com ou pelo WhatsApp (11) 99713-1760

 

Alguém mais usa a linha? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Avaliação: ♥♥♥♥♥