Search Results for: diário dos 30

Livros incríveis para você se apaixonar e rir muito

Olá, pessoal! Vocês já me seguem lá no YouTube? Estou toda feliz por aqui porque meu canal completou recentemente 1 ano. Pode parecer pouco, mas pra quem morria de vergonha de câmera e da própria voz, foi um grande avanço. Gravar vídeos, aliás, se tornou uma grande paixão, tanto que estou aprendendo a fazer isso sem deixar o blog muito de lado, o que é bem difícil.

Tudo isso para dizer que meus vídeos de resenhas de livros estão fazendo sucesso. Muita gente tem me procurado para pedir dicas de livros e eu fico contente em ver que, de certo modo, sirvo de inspiração para fazer com que outras pessoas voltem a ler.

Pensando nisso, preparei uma listinha com algumas sugestões de livros para deixar seu ano mais leve e divertido. Como sempre digo para todo mundo que me pede indicações, eu tenho o costume de ler apenas romances com uma pontinha de comédia, então não sou referência para livros mais “sérios” ou autoajuda e por aí vai. Se você também faz parte desse time, vem comigo:

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (Sophie Kinsella)

DELIRIOS_DE_CONSUMO_DE_BECKY_BLOOM_1230591305P

Essa é uma das séries mais famosas do universo da leitura feminina e eu sou suspeita porque considero a Becky praticamente a minha melhor amiga. Ela é tão gente como a gente: não resiste quando vê uma liquidação ou um preço bom, compra algo mesmo sabendo que não tem necessidade e foge do gerente do banco. Mas, ao mesmo tempo, ela é amiga, luta para defender sua família, faz várias trapalhadas, e, no fundo, só quer todo mundo feliz.

Este é o primeiro livro da saga, que chegou ao seu oitavo volume em 2016. Se você não leu nenhum dos livros, eu recomendo começar por este aqui e seguir a ordem de lançamento para não se perder. Em alguns momentos, a gente ri tanto com as confusões da Becky que precisa voltar na leitura para retomar a concentração. É maravilhoso!

Melancia (Marian Keyes)

MELANCIA_1331335571B

A Marian Keyes é outra autora que representa muito bem o gênero Chick Lit, ou seja, os livros de mulherzinha que a gente tanto ama. Neste livro, ela conta a história de uma mulher que é abandonada pelo marido logo depois do nascimento de sua primeira filha e que volta a morar na casa dos pais. Enquanto luta com a rejeição, ela também precisa superar os desafios da maternidade. O mais engraçado é que o livro foi escrito em 1995, há mais de 20 anos, mas ainda é muito atual.

Melancia não só é o primeiro livro da Marian, mas o primeiro que retrata a família Walsh, composta por cinco irmãs. Se você gostar (duvido muito que isso não aconteça), minha dica é seguir a leitura com Férias, Los Angeles, Tem Alguém Aí? e Chá de Sumiço, que retratam cada uma dessas mulheres e seus problemas, presentes em todas nós. Todos são do jeitinho que a gente gosta, com a mistura certa de romance, drama, comédia e muito palavrão rs…

Um Mais Um (Jojo Moyes)

CapaUmMaisUm_300dpi

Outra autora querida que mora no meu coração, a Jojo ficou famosa com Como Eu Era Antes de Você, que virou filme no ano passado. Esse é um dos meus livros favoritos da vida, mas acredito que Um Mais Um merece a sua atenção por ser extremamente próximo da nossa realidade. Tudo acontece quando uma moça pobre, mãe solteira de dois filhos, embarca com toda a família em uma viagem de carro com um cara rico e aparentemente arrogante para levar sua filha caçula até uma prova importante de matemática.

Eu sempre descrevo este livro para as pessoas como “vida real”. Fala sobre tantas coisas do nosso cotidiano: jovens que largam tudo para cuidarem dos filhos, bullying, o amor dos animais, a diferença social e por aí vai. Tem tudo para ser triste, mas é um dos mais engraçados que eu já li. Às vezes ria tanto que algumas pessoas me olhavam. Sério, vale demais!

Corra, Abby, Corra (Jane Costello)

livro_Ho49iB

Foi uma grande surpresa que eu tive em 2016. Não conhecia a autora, achei o livro interessante e pedi de presente de amigo secreto. Comecei a ler e, quando vi, já estava totalmente apegada. Abby é dona de uma empresa de webdesign e não tem tempo para fazer nada, até que resolve participar de um grupo de corrida para conquistar um cara bonitão que conhece (como não se identificar?).

É engraçadíssimo! Tinham partes que eu até voltava para ler de novo e ver se era isso mesmo que estava acontecendo de tão surreal. Mas, como todo livro do gênero, tem algumas lições muito importantes, principalmente sobre as responsabilidades da vida adulta, os desafios de viver do próprio negócio e as frustrações amorosas. Vai por mim que você vai gostar!

Bolsas, Beijos e Brigadeiros (Fernanda França)

download

Muitas vezes eu me sinto mal por ler muitos livros de autores estrangeiros, mas a verdade é que eu não tenho a mesma ligação com os escritores daqui exceto com a Fernanda França, que eu também descobri por acaso. Este foi o primeiro livro dela que eu li e é uma delícia, daqueles que a gente lembra com carinho, sabem?

Ideal para quem gosta de viajar (tem alguém que não gosta?), fala sobre uma jornalista que está escrevendo um guia e parte em um mochilão pela Europa enquanto lida com um relacionamento bastante complicado. Cada capítulo é em um lugar diferente do mundo e ela aproveita para descrever as características de cada cidade. Parece que a gente vai viajando junto, é muito gostoso! (Aproveite para conferir a resenha que eu fiz sobre O Pulo da Gata, outro livro da Fernanda, clicando aqui)

O Diário da Princesa (Meg Cabot)

18b1c78a3c114c60563531dab1a50f575dfad054

Tem alguma adolescente por aqui ou alguém no início da vida adulta? Comecei a ler a série O Diário da Princesa em 2002, quando tinha 14 anos, pouco depois de ver o filme de mesmo nome, e foi amor à primeira página. São 11 volumes ao todo, sendo que o último livro foi lançado em 2015 com um “gap” de alguns anos para mostrar a Princesa Mia adulta e bem-sucedida.

A série acompanha Mia desde a descoberta de que ela é, na verdade, a princesa de um pequeno principado na Europa, quando ainda é adolescente. De um jeito muito bem-humorado, é narrado pela própria Mia, que usa o livro como se fosse seu próprio diário e traz várias listas engraçadas sobre qualquer assunto (entenderam porque eu amo listas, né?). Tenho um carinho ENORME por esta série e indico para todo mundo que gosta de algo leve, independentemente da idade.

Aliás, quero muito ler O Diário de Uma Princesa Improvável, narrado pela irmãzinha da Mia (Tô nem aí que o livro é para adolescente, quero ler e pronto rs).

 

Gostaram das ideias? Agora é só escolher o seu favorito e me contar depois o que achou!

Um beijo, boa leitura e até o próximo post!

Os looks do Globo de Ouro 2017

Olá, pessoal! Começo de ano é época de fazer metas, correr atrás dos objetivos e ficar até tarde grudada na TV para conferir as principais premiações de Hollywood. Ai, como eu amo a temporada de prêmios do cinema, gente! Tudo começa com o Globo de Ouro, que é MUITO legal porque reúne toda a galera do cinema e das séries que fez bonito no último ano. 

A edição de 2017 rolou ontem (08) e eu tinha certeza absoluta que ia ter um monte de vestido verde porque, afinal, esta é a cor do ano. Mas as famosas provavelmente ficaram com medo de arriscar e investiram pesado no rosa clarinho. E claro, muita transparência, toque de metal, coques e joias que custam o que não ganharia trabalhando por cinco anos rs…

Vamos conferir como foi o tapete vermelho?

Amy Adams

Tom Ford

amy-adams-tom-ford

Vamos começar falando de coisa boa? Vamos! Amy é uma querida e mora no meu coração desde que fez aquela cena linda cantando e dançando no Central Park como a boa e já velha Encantada. Ela quase nunca erra no red carpet e veio maravilhosa, com um vestido metalizado que caiu perfeitamente. Normalmente eu implico com quem usa tomara que caia e cabelo solto, mas ela mandou bem jogando tudo pra trás (aliás, o cabelo dela tá MARA). Só não sei se eu gostei muito do decote quadrado, mas, no geral, foi uma das mais bem vestidas!

Anna Kendrick

Vionnet

anna-kendrick-vionnet

Anna é outra tão querida que eu já considero amiga. Eu também costumo amar o que ela usa no tapete vermelho (até pedi para uma amiga fazer uma versão de um vestido que ela usou em alguma edição do Oscar), mas não sei não… Gostei demais da cor, achei que combinou muito com o tom de pele clarinho dela e acredito que o vestido tem potencial, mas me incomoda demais o decote. Se já tem a amarração assimétrica, precisa daquele outro detalhe no decote? Pesou, né?

Carrie Underwood

carrie-underwood

Ai gente, fico tão triste quando uma celeb que eu gosto erra no look. A Carrie, pelo menos para mim, figura facilmente entre uma das famosas mais lindas do mundo da música, e normalmente vem com looks maravilhosos, mas desta vez deu ruim, Ela foi uma das que apostou no rosinha, mas essa confusão de flores na parte de cima do vestido ficou bem esquisita. Tanto que acabou confundindo com o cabelo. Não rolou!

Drew Barrymore

Monique Lhuillier

drew-barrymore-monique-lhuillier

Nossa eterna pantera ruiva, estrela de comédias românticas que moram no nosso coração, garotinha do ET e tantos outros filmes. Drew é mais uma querida que apostou no brilho do metal, mas eu não sei muito se gostei. Quando ela chegou, eu achei o vestido bem bonito, mas aí ela foi dar entrevista e eu acabei me incomodando com a manga. Se tirasse e ficasse um vestido só de alças, ficaria beeeem melhor. O cabelo também poderia estar preso, concordam?

Emma Stone

Valentino

emma-stone-valentino

A Emma é tão gracinha, né? Ela está com tudo neste ano por conta do filme La La Land, que chega por aqui na segunda metade deste mês e eu já não estou me aguentando de tanta ansiedade. Sobre o look, eu AMEI tudo: a cor (mais uma que foi de rosinha), as estrelas que estão super em alta e têm tudo a ver com a pegada musical do filme, o cabelo com um coque tipo messy. Juro, tudo deu certo! Está entre as mais vestidas com certeza!

Felicity Jones

felicity-jones

Acho a Felicity tão boa atriz e tão linda! Vocês viram que ela foi mais uma do time do rosa né? Eu sei que essa onda meio bonequinha, com babados e laços anda em alta, mas não gostei muito do vestido, acho que tem informação demais. E a franja dela contribuiu para deixar tudo pesado. Mas, no geral, ficou na média. Vamos torcer para ela mandar bem nos próximos prêmios – normalmente ela acerta!

Jessica Biel

Elie Saab

jessica-biel-elie-saab

A esposa do Justin Timberlake chegou cheia de pompa. Ela tem um rosto superbonito, mas a beleza ficou apagada por conta do vestido que acabou chamando atenção para o lado negativo. O decote já é ultraprofundo, aí vem uma saia com fenda enorme e umas flores acopladas que não acrescentaram em nada. O único acerto foi o cabelo discreto com um coque clássico baixo que não contrastou com o look.

 

Jessica Chastain

Prada

jessica-chastain-prada

Outra linda que mora no meu coração e que eu super torço para ganhar um Oscar porque é uma baita atriz. Gostei que ela apostou em uma cor diferente (não teve mais ninguém com esse tom de azul), mas ficou estranho, né? A Jessica é como eu, tem os ombros bem largos e esse tipo de decote, com as alças quase caindo, fez com que eles parecessem ainda maiores, deixando o corpo fora de proporção. Ela acertou ao prender o cabelo, mas acho que ela fica mais bonita quando ele está solto e cheio de ondas.

Kerry Washington

Dolce & Gabbana

kerry-washington-dolce-gabbana

Eu sempre amo quando pego no pé de alguma famosa nos posts aqui do blog e ela resolve se esforçar para acertar nas premiações. A Kerry sempre aparecia entre as mais mal vestidas (o que é uma pena porque ela é muito bonita), mas não é que este aqui até que foi bom? Eu também me incomodo com as mangas e esse detalhe no quadril, mas perto das coisas horrendas que ela vestiu, ficou ótimo. Continua assim, garota!

Lilly Collins

Zuhair Murad

lilly-collins-zuhair-murad

Olha aí mais uma do time do rosinha! A Lily é superfofa, faz comédias românticas que a gente ama e parece uma bonequinha. Tenho minhas dúvidas se gosto ou não desse vestido. Eu gosto, mas não sei se usaria com todo esse volume na parte debaixo. Se fosse mais sequinho, com certeza seria lindo. Amei o coque e a maquiagem, com batom bem escuro e forte.

Mandy Moore

Naeem Khan

mandy-moore-naeem-khan

Genteeee, alguém lembra da Mandy Moore? Ela fazia umas músicas fofinhas no começo dos anos 2000, foi a Lana em O Diário da Princesa (filme/livros da minha adolescência) e fez a gente chorar horrores em Um Amor Para Recordar. Amo quando as pessoas ficam sumidas e voltam com tudo. Estou babando até agora neste look. Amei a cor, o efeito capa que sempre fica elegante, o decote sexy sem ser vulgar e o cabelo tipo princesa. Tudo lindo – sabe daqueles que a gente usaria facilmente? Foi a segunda mais bem vestida da noite e só perdeu o primeiro lugar porque realmente tinha alguém com quem não dava para discutir.

Michelle Williams

michelle-williams

Outra atriz das boas né, gente? E mais uma que veio na pegada bonequinha (vai bombar no próximo inverno, percebram?) e me deixou na dúvida. Gostei bastante do vestido. só não sei se aprovo a chocker. Combinou e ficou gracinha, mas talvez ficasse melhor se ela colocasse um colar mais discreto ou uma pérola, não sei…

Natalie Portman

Prada

natalie-portman-prada

Chegamos a cota das grávidas de todas as premiações de Hollywood com mais uma atriz querida. Assim como o rosinha, o amarelo também fez bastante sucesso (mais um alerta de tendência), mas não sei se foi a melhor escolha para a Nat. O que mais me incomodou foi o cabelo, que tava tão puxado para trás que deixou ela com cara de assustada. Daí, para não ficar tão pesado, o vestido poderia ser sem mangas e sem esses detalhes embaixo. Não gostei, mas passa porque Natalie Portman grávida é sinal de prêmio – lembram que ela estava gravidíssima quando ganhou o Oscar por Cisne Negro?

Nicole Kidman

Alexander McQueen

nicole-kidman-alexander-mcqueen

Nicole anda mais plastificada a cada dia, mas ainda assim tá bonita, né? Mas, ao mesmo tempo, ela tem um gosto muito ruim para se vestir. Concordam que o vestido seria muito, mas muito melhor, se não tivesse essas mangas estranhas? Tem coisa demais aí.

Sienna Miller

Michael Kors

sienna-miller-michael-kors

Sienna é bem arroz de festa e eu não me lembro de ter assistido um filme com ela, mas coloquei aqui porque é outra que costuma errar feio e desta vez veio bonita. Fiquei com uma inveja de leve da barriga dela, mas adorei a cor, as joias e o cabelo – era um rabo de cabelo amarrado com uma fita, bem fofo e bonequinha!

Simone Biles

simone-biles

Vocês provavelmente não lembram dela pelo nome, mas é a ginasta que ARRASOU nas Olimpíadas do Rio. E aí é só lembrar disso que já dá saudade (não pode ter uma Olimpíada por ano no Brasil?) e porque ela estava toda bonitona!

Viola Davis

viola-davis

Linda, maravilhosa, lacradora! São tantos adjetivos para descrever Viola (também conhecida como Annelise Keating, responsável pelo meu vício em How To Get Away With Murder) que a gente poderia ficar aqui até amanhã. Ela é tão incrível que pode usar qualquer coisa. Com certeza uma das mais lindas da noite!

Millie Bobby Brown

mv5bmtq5njc2ndyxmv5bml5banbnxkftztgwmdm5njywmti-_v1_sy1000_cr007031000_al_

Segura porque a Eleven de Stranger Things chegou! Se a Eleven dá medo, a Millie é uma graça e virou referência de tudo que vocês podem imaginar (moda, beleza, empoderamento feminino e por aí vai). Não é que a danada é mesmo boa de tapete vermelho? Adorei a escolha do vestido, muito apropriada para a idade dela e a ocasião, o salto que também era adequado para uma adolescente e o cabelo estilo wet hair combinou muito bem. Mandou bem, viu? Está na lista das mais bem vestidas!

A melhor da noite: Blake Lively

Atelier Versace

mv5bmtexnjy3ndkzotfeqtjeqwpwz15bbwu4mdgxndc2mdey-_v1_sy1000_cr0013541000_al_

mv5bmtc1ntu5mzm1nv5bml5banbnxkftztgwote0nzywmti-_v1_sy1000_cr0013771000_al_

Alerta PODER! Olha aí uma das mulheres mais bem vestidas do mundo! E o mais incrível de tudo é que os looks só melhoram desde que ela se casou com o Ryan Reynolds, tiro após tiro. Tudo de maravilhoso. Tinha separado minhas favoritas da noite, aí ela chegou e acabou com a discussão, não teve para mais ninguém. Amei o veludo, os detalhes em ouro, os bolsos, o coque, a make simples e linda. E o mais engraçado: provavelmente, se outra pessoa usasse, não ficaria tão bom como ficou nela. Que mulher é essa, Brasil?

A pior da noite: Janelle Monae

Armani Privé

janelle-monae-armani-prive

Tenho muita dó de colocar a Janele como a pior da noite porque ela é tão linda. Acontece que ela precisa urgente de um novo stylist porque os looks recentes delas estão de assustar. Eu gosto muito da parte de cima, mas achei esse volume todo da parte debaixo tão desnecessário. Fora que o penteado ficou bem bonito, mas aí ela jogou uns brilhos no cabelo e ficou aquele monte de informação. Vamos melhorar, Janzinha?

 

E vocês, qual look gostaram mais?

Obs.: Teve gente demais neste tapete vermelho e eu precisei selecionar porque senão este post ia virar um livro. Dá uma olhadinha nos sites especializados para conferir todos os looks, vale a pena!

Um beijo e até o próximo post

Fotos: E! Entertainmet e IMDB

 

6 dicas para não deixar a pele ressecada

Goste ou não do inverno, em uma coisa temos que concordar: a pele fica, sim, mais ressecada nos meses mais frios. A explicação para esse fato é simples: com as temperaturas mais baixas, a pele diminui a produção de sebo, fazendo com que perca água. Isso sem falar que transpiramos menos no inverno, o que contribui para a desidratação. Então, é comum que você sinta sua pele mais seca e até áspera.

Por mais que esse problema seja normal, não dá para abandonar os cuidados diários e aguardar pela chegada do calor. Deixar a pele ressecada favorece o aparecimento de problemas como alergias, coceiras e até mesmo a presença de fungos e bactérias (eca!). Claro que também tem uma questão de higiene, afinal, não é nem um pouco saudável sair por aí com a aparência de pele mal cuidada. Vamos ver o que deve fazer parte da sua rotina?

 

Hidratação

67c8dce321381ef085988cff2cd1f444

Não tem como começar esta lista de outra forma. Pele ressecada é sinal de que falta hidratação. Por isso, invista em cremes hidratantes duas vezes ao dia. Uma boa dica é a versão in shower, ou seja, para passar debaixo do chuveiro. Por falar nisso, o sabonete também deve ter ação hidratante para deixar a aparência renovada. Aproveite para reforçar o uso em regiões que costumam sofrer mais nesta época, como joelhos e cotovelos.

 

Beber água

ee9c70057e9b6a6660e354c723a6517a

Sim, eu sei que quase todo post aqui do blog com listas de cuidados de beleza inclui a parte de beber água, mas essa dica é tão importante que serve para tudo. Como falei aqui em cima, pele ressecada é sinal de falta de hidratação e qual é a forma mais rápida e simples de reverter esse quadro? Devolvendo água para a pele, claro! Acontece que a gente acaba se esquecendo de beber água no inverno por causa do frio, então encontre uma forma de sempre lembrar. Vale lembretes, aplicativos, alarmes no celular…

 

Evitar banhos quentes

Outra dica fundamental. Basta a temperatura cair para sentirmos aquela vontade de ligar a água quente e relaxar o corpo. Taí um erro gigante: a água quente remove as camadas protetoras da pele e a deixa mais suscetível para aqueles probleminhas que eu falei no começo do post (alergias, coceiras, micoses etc.). Com isso, aumenta também a chance do ressecamento. Resumindo: a água deve ser sempre morna, o banho deve ter duração máxima de cinco minutos e as buchas e as esponjas devem ser aposentadas, já que deixam a pele ainda mais sensível.

 

Cuidar da alimentação

a90db713cbd848a5a6b9dbb37a477496

Ok, a gente já sabe que a alimentação balanceada faz bem à saúde, prolonga a expectativa de vida, contribui para os cabelos e dá aquela forcinha na aparência. Só que esse cuidado ainda melhora a textura da pele. O que incluir no prato? Legumes, hortaliças e frutas, que são fontes de vitaminas e minerais que combatem o envelhecimento precoce. Fritas típicas da época, como morango e mexerica, são ótimas opções.

 

Atenção para os lábios

ba7473bf8432b8b770ef7d370e091126

Não é só a pele que sofre no inverno. Os lábios também ficam ressecados e, muitas vezes, chegam a rachar. Acontece que essa região é ultrassensível à temperatura baixa. Pior ainda para quem (assim como eu) tem o hábito de ficar mordendo e puxando “pele” do lábio, já que a saliva pode deixar a área ainda mais ressecada. O que fazer? A alimentação adequada é uma boa ajuda, assim como cremes específicos para a região – eu uso o do Bepantol e adoro!

 

Usar roupa leve

8b565bfdd9174b46a9223ed9088a4649

Não, você não leu errado: usar roupas de tecidos leves, como algodão, ajuda a proteger a pele, pois impede que ele fique irritada – o que, como você já deve saber a esta altura, favorece o risco de alergias e coceiras. Só que a gente costuma usar roupa mais pesada no frio (e devemos mesmo), então, o jeito é deixar o algodão para as roupas que ficam mais em contato com a pele, como camisetas e calças.

 

Gostaram das dicas? O que mais vocês fazem para evitar que a pele fique ressecada no inverno?

Um beijo e até o próximo post!

 

Fotos: Pinterest

7 coisas que aprendi com o meu blog

Este post é especial em comemoração aos dois anos deste blog! 🙂

Muita gente não sabe, mas meu primeiro blog surgiu em 2003. Eu estava prestes a completar 15 anos e, naquela época, a coisa funcionava como um diário virtual, ou seja, não durou muito. No finzinho de 2007, eu voltei em outro endereço e, ainda que também fosse um diário, me permitiu dar voos mais altos. Graças à ele, fiz parte de um projeto da revista Capricho chamado Tudo de Blog que me rendeu amigas lindas que eu tenho até hoje.

Escrevi nele até 2010 e aí bateu um cansaço. Parei e ensaiava uma volta desde 2012, mas sentia que faltava algo. Ao mesmo tempo, eu já tinha me formado na faculdade e estava em dúvida sobre o que mais gostava de escrever, afinal, o jornalismo é uma profissão bem ampla. E foi no meio disso tudo que surgiu um clique: eu sempre fui apaixonada por qualquer assunto do universo feminino e poderia fazer do blog uma plataforma para dividir esses conhecimentos.

Parece que foi ontem que eu decidi voltar de vez, mas lá se vão dois anos de uma linda história. Desde o dia 10 de abril de 2014, este cantinho só me dá alegrias. No começo, era um hobby. Mas, no ano passado, percebi que ele poderia, sim, ser levado mais a sério. E aí, minha gente, comecei um processo contínuo de aprendizado. Para comemorar o aniversário do blog, vou compartilhar tudo que saquei nos últimos 24 meses:

 

Dá MUITO trabalho ser blogueira

d9c543516f8d55d361e4b959e41f3977

Sempre lia isso e pensava “ah, é mentira. Duvido que dê trabalho escrever um texto”, mas estava completamente enganada. Quando a gente encara o blog como um negócio, percebemos que – como em qualquer outra profissão – é preciso comprometimento. Olhem só o que esse processo todo me exige: elaborações mensais de posts, criação de textos com antecedência, busca por seguidores TODOS OS DIAS, pesquisa de fotos, divulgação de posts nas redes sociais… Como eu trabalho, só consigo me dedicar ao blog à noite e, com isso, durmo superpouco (é ruim, eu sei, mas não tem outro jeito). E olha que eu sou amadora ainda, as bloggers profissas sofrem BEM mais.

 

Organização é fundamental

71be27610062100c2fd674a5d4924cb5

Vejo muitas meninas que criam blogs e desejam crescer com ele, mas nem todas conseguem lidar com a organização. Um dos sucessos das blogueiras é que elas criam uma fidelização com seus leitores. Ou seja, é preciso desenvolver uma rotina de postagens. Não dá para ficar um mês sem postar nada e desaparecer completamente porque isso afasta os seguidores. Se você estuda ou trabalha em paralelo com o blog, vale achar um meio para se organizar. A forma mais legal é com os planners (existem diversos por aí). Eu tenho um rascunho no meu e-mail com todo o planejamento trimestral do blog, assim posso acessar de qualquer lugar.

 

É preciso investir dinheiro

61952044dfeae65cf600459b26c9c7fe

Ok, existem plataformas gratuitas de blogs e acho mesmo que você deve começar por elas. Mas, se a sua intenção é viver do blog, você vai precisar encará-lo como negócio. E qualquer negócio exige investimentos financeiros no início. O primeiro passo é criar um layout próprio, só seu (quem fez o meu foram as meninas lindas da Euforia Web, recomendo super). O problema é que algumas plataformas, como o WordPress, não permitem layouts próprios, então você vai ter que contratar um serviço de hospedagem e, consequentemente, transferir o domínio. É caro? Sinceramente, não pesou tanto para mim. Mas é dinheiro e você vai ter que se planejar financeiramente para dar conta de tudo. Vai por mim, faz uma mega diferença em relação aos outros blogs-padrão que existem por aí.

 

Problemas podem acontecer – a qualquer momento

outOfOrder

Desde que migrei para um serviço de hospedagem, meu blog já saiu do ar milhares de vezes. Essas coisas acontecem mesmo e você precisa incluir, no seu orçamento, os custos com um programador. A não ser que você seja expert em assuntos de programação (o que não é o meu caso), você vai precisar de alguém de confiança para resolver esses pepinos. Dá uma dor de cabeça danada e uma vontade de jogar tudo para o alto e desistir, mas é só ter calma e paciência. Infelizmente, qualquer negócio na internet está sujeito a essas falhas. Lembre-se também de deixar seu antivírus atualizado, ok?

 

Não tem como fugir do Youtube

Já está inscrita no meu canal? É só procurar por Fik Dik Blog

Já está inscrita no meu canal? É só procurar por Fik Dik Blog

Todo mundo sempre me dizia para fazer um canal no Youtube, mas eu tinha trauma das minhas aulas de telejornalismo na faculdade. Rolava um pânico quando me via em frente a uma câmera e outro pânico maior ainda quando me via e ouvia a minha voz. Então, fui adiando a ideia. Mas a questão é essa mesma: não dá para querer ser blogueira de sucesso sem estar no Youtube. A Gi, minha amiga do Pra Lá dos 20 (outro presente maravilhoso que eu ganhei por meio do meu blog) me disse que percebeu que as pessoas atualmente não estão mais com tanto tempo para ler posts enormes e preferem vídeos, que são mais rápidos. E ela está certíssima! Abri meu canal em janeiro e o retorno é BEEEEM mais rápido. Quer abrir seu canal? Coloque na planilha financeira os gastos com tripé, cartão de memória e câmera fotográfica (se você não tiver). Fazer vídeos é viciante e editá-los, então, é mais gostoso ainda. Caso alguém queira saber, eu uso o programa VideoPad, que é superfácil de mexer.

 

Ache algo para se destacar

a5c495df3a60dbe0701163a89677a7d1

Desde que criei o blog, muita gente linda veio me parabenizar. Outro dia, uma ex-colega me escreveu dizendo que eu tinha servido de inspiração para ela se tornar blogueira também (fiquei até emocionada quando li). O que a maioria me diz? Que amam a forma como eu escrevo. De fato, eu gosto de escrever meus posts como se a gente estivesse conversando pessoalmente e sem rodeios ou termos técnicos. Tenho facilidade porque sou jornalista e sempre amei escrever, mas é um diferencial. E é isso que cada uma de vocês precisa encontrar: aquilo que as torna únicas. Como todas nós amamos os mesmos assuntos, você verá conteúdos iguais ao que posta e, por isso, precisa se destacar. Vale qualquer coisa: fotos diferenciadas, edições de vídeos bacanudas, linguagem engraçada…

 

O retorno é maravilhoso

e19e71e789b485f0d51a5b28047db5c0

Passar por tudo isso aí em cima é muito difícil e nos exige demais, mas tem algo muito bom nisso, que é o retorno. Enquanto a gente não ganha com o blog – e, acredite em mim, demora muito até chegar lá –, nossa felicidade é receber um elogio ou um feedback de gente que você nem imagina que lê seu blog. São esses detalhes que nos fazem superar as noites mal dormidas e todo o estresse. O que eu digo com toda certeza é que ser blogueira é difícil, mas MUITO gostoso. É por isso que espero comemorar muitos outros aniversários do Fik Dik!

 

E vocês, o que mais aprenderam com o blog?

 

Um beijo e MUITO OBRIGADADA pelo apoio nestes dois anos!

 

[Resenha] O Casamento da Princesa – Meg Cabot

O Casamento da Princesa

Já contei diversas vezes aqui no blog que eu sou completamente apaixonada pela série de livros O Diário da Princesa, da Meg Cabot. Foi a série que marcou a minha adolescência e o meu início de vida adulta. E antes que você pergunte: sim, eu também gosto dos filmes e tenho os DVDs, mas não se comparam (na verdade, não chegam nem perto) aos livros.

Quase fiquei sem ar quando soube que a Meg daria continuação para a série depois de longos seis anos. Para ser sincera, eu achava que a história pararia no décimo volume por ser um número meio cabalístico e tal. Mas a coisa foi tão rápida que num dia desses eu recebi o release informando sobre o lançamento do novo volume. ERA REAL!

Corri para a livraria para ter certeza e lá estava o livrinho me esperando. Foi como voltar no tempo, gente! Lá estava eu apresentada aos meus velhos companheiros: além da minha amada Princesa Mia, o Michael, as amigas Lilly, Tina e Lana, o guarda-costas Lars, o pai dela e Grandmère (que está longe de ser boazinha e fofinha como no fime).

“Embora eu deva ter dormido um pouco, porque tive um sonho mais cedo em que era convidada pela Kate, duquesa de Cambridge, para um almoço no qual ela me daria dicas de como lidar com o estresse de ser uma princesa nos dias de hoje (algo que obviamente ainda não dominei, mesmo depois de uma década de prática). Só que quando Kate me recebeu na porta de casa, ela disse que não tinha tempo para falar comigo sobre esse negócio de princesa porque tinha um encontro com o Bruce Willis. E me deixou sozinha no Palácio de Buckingham com o príncipe George!”

A história apresenta um salto de oito anos. Tudo tinha parado quando Mia tinha 18 anos e estava prestes a entrar na faculdade, lembram? Pois bem, agora ela tem 26 anos, já se formou, é fundadora de um centro comunitário, mora sozinha e está superengajada com os negócios da realeza. Para justificar esse tempo de ausência, ela diz que deixou um pouco de lado o uso do diário, mas que agora voltou por ordem médica.

O título do livro já indica o que todas as fãs esperaram por muitos anos: o casamento com Michael. O pedido acontece logo no começo e eu achava que o restante do livro seria tomado por episódios deliciosos como a escolha do vestido, as comidinhas, as madrinhas e por aí vai. Mas acho que a empolgação do início é deixada de lado, já que a história passa a se centrar em outros acontecimentos.

Isso acabou me frustrando um pouco. Sabem quando o livro toma um rumo diferente daquele que planejamos? Lia e pensava: “as páginas estão acabando e tem muita coisa ainda para acontecer”. Pois bem, a trama acompanha uma semana da vida de Mia. Quando tudo fica bem e parece que o casamento voltará a ser o assunto principal, há um pulo de quase um mês.

“Fico triste quando pergunto às garotas (e aos garotos) no centro o que querem ser quando crescerem (tosco, eu sei, e um sinal de que estou ficando velha, porque somente adultos perguntam isso aos jovens. Por que fazemos isso? Porque estamos atrás de ideias! Tenho 26 anos e ainda não sei o que quero ser quando crescer, só sei, é claro, que quero ajudar as pessoas e ser incrivelmente feliz e ficar com o Michael, obviamente) e muitas vezes respondem: ‘Quando eu crescer, quero ser famosa como você, Princesa Mia!'”

Vou contar um SPOILER agora, então parem de ler aqui se não quiserem saber.

O tal do casamento não é mostrado. Há apenas o antes e o depois. Não há muitos detalhes do vestido, nem da cerimônia e tudo fica muito jogado no ar. Sabemos apenas que ela disse sim e que os dois vão morar na Genovia, mas para por aí. Fiquei um pouco triste, poxa!

A parte boa é que há vários ganchos para o próximo livro. Ainda não sei se isso de fato acontecerá, mas nós precisamos saber o que virá pela frente. Assunto não falta.

Como falei lá em cima, O Casamento da Princesa me deu uma sensação maravilhosa de nostalgia. É muito bom perceber que os toques dos primeiros livros ainda estão lá e acompanhar a formação da personalidade de adolescentes que conhecemos quando eram adolescentes. Está longe de ser o meu favorito, mas é um livro que todas as fãs devem ler!

Avaliação: ♥♥♥♥♥