Posts em destaque

Eu li: Ainda Sou | Jojo Moyes

Olá pessoal! Não é segredo para ninguém que uma das minhas paixões é ler e eu adoro ainda mais quando estou com um livro de uma escritora que eu já conheço. Uma das minhas autoras preferidas é a Jojo Moyes, que fez todo mundo chorar com o livro Como Eu Era Antes de Você, que virou filme em 2016 (confira a resenha aqui).

A história fala sobre Lou, uma jovem que adorava a vida simples que levava em uma cidade pequena da Inglaterra. Tudo vai bem até que ela recebe a missão de trabalhar como cuidadora de Will, um homem que ficou tetraplégico após ser atropelado por uma moto. Os dois acabam ficando próximos e ela se apaixona por ele, que decide fazer com que ela tenha vontade de viver.

O problema é que o livro acaba com algumas perguntas no ar, então a Jojo Moyes lançou a continuação, chamada Depois de Você. Li este livro também em 2016 (confira aqui a resenha que fiz no canal) e acabei achando mais ou menos. Quando todos nós achávamos que a história de Lou tinha acabado por aí, eis que a autora pegou todo mundo de surpresa e avisou que teria um terceiro livro.

Ainda Sou Eu chegou nas livrarias brasileiras no comecinho deste ano e eu corri para garantir meu exemplar e contar tudo para vocês. A resenha aqui no blog vai ser mais longa, então já dá um play no vídeo abaixo para saber o que eu achei:

Sinopse

A história de Ainda Sou Eu começa exatamente no ponto em que Depois de Você termina. Então, se você ainda não leu, aconselho parar por aqui para não ter nenhum spoiler, ok? Se você já leu, sabe que Lou recebeu uma proposta para trabalhar como assistente pessoal de uma família de bilionários em Nova York.

No começo, é basicamente isso: Lou precisa provar que é, sim, capaz de ser inserida nesse mundo de luxo e riqueza, enquanto tenta lidar com o relacionamento a distância com o paramédico Sam, que ficou na Inglaterra. A gente até pensa que esse é o emprego dos sonhos, mas, aos poucos, descobrimos que não é tão legal assim.

No meio do caminho, ela acaba conhecendo um rapaz que é idêntico ao Will e fica com o coração balançado. Será que é uma resposta para as dúvidas que ela tinha? Não vou contar exatamente o que acontece para não estragar a surpresa, mas em um determinado momento a Lou precisa recomeçar em Nova York e aí sim, na minha opinião, é que o livro fica bom.

O que eu achei

Como Eu Era Antes de Você é o meu livro favorito da vida. Para mim, estava bom daquele jeito, com apenas um livro, mas queria saber como a história da Lou ia terminar, né? Confesso que não estava com muitas expectativas porque não gostei de Depois de Você, mas resolvi tentar.

Como falei antes, achei o começo do livro bem parado. Fica só nessa coisa da Lou tentar se dar bem em um emprego que não tem nada a ver com ela, enquanto a gente morre de raiva do Sam por não entender o momento dela. Acaba que a gente não consegue entender muito bem qual é a história de verdade.

Tudo muda quando a Lou passa por esse momento de dificuldade que eu não posso contar. Aos poucos, ela encontra as respostas que tanto queria e a gente vai aprendendo junto. Neste livro, consegui tirar como lição a importância de aproveitar as oportunidades da vida e, com esse olhar, percebi como livro tem mensagens bonitas.

No filme Como Eu Era Antes de Você, os atores Emilia Clarke e Sam Claffin interpretam Lou e Will

Mesmo assim, senti falta daquela Lou que fazia a gente morrer de rir lá no primeiro livro. Agora, ela está mais madura e mais séria. Também senti falta do Will, que agora virou um mero coadjuvante. E até da família engraçadíssima da Lou, que aparece muito pouco.

De maneira geral, achei melhor que Depois de Você, mas não tem como ser melhor que Como Eu Era Antes de Você. E, sim, ficaram algumas pontas soltas para uma possível continuação, mas, até onde eu sei, a Jojo Moyes avisou que este seria o encerramento da história de Lou. Que bom, porque eu gostei do final! 🙂

 

E você, já leu? Me conta o que achou!

Um beijo e até o próximo post!

5 livros que deixam o coração quentinho

Olá, pessoal! Faz tempo que não passo por aqui para falar de livros, né? Continuo apaixonada por leitura e acho que não tem nada mais gostoso do que mergulhar em uma história, torcer para os personagens e viver as mais variadas sensações. Resumindo: LER É TUDO DE BOM!

Quem me acompanha aqui sabe que eu gosto de ler livros do gênero chick lit, ou seja, os famosos livros de mulherzinha. É verdade que muitas histórias se repetem e caem no clichê, mas algumas marcam e fazem um bem danado ao nosso coração. Sabem aqueles livros que a gente guarda com carinho na memória e que, só de lembrar, já fazem a gente abrir um sorriso? Preparei uma lista com alguns deles, vem dar uma olhada:

Fiquei Com o Seu Número – Sophie Kinsella

download

Eu amo todos os livros da Sophie Kinsella, mas este aqui talvez seja o mais fofinho entre eles. A história fala sobre Poppy, uma jovem que está prestes a se casar, mas acaba perdendo seu anel caríssimo de noivado e seu celular. Sorte que ela acaba encontrando um celular perdido, mas mais tarde descobre que ele é de um executivo que não gosta nada de ter alguém bisbilhotando suas mensagens. É uma situação bem doida, eu sei, mas a gente acaba se envolvendo com os personagens. Dá um dó de ver o desespero da Poppy tentando encontrar o anel, gente! Fora que é todo mundo muito humano nesse livro. Eu amei!

Para Todos os Garotos que Já Amei – Jenny Han

download (2)

Vejam só: tenho quase 30 anos, mas vira e mexe pego um livro teen para ler. É que alguns são tão fofinhos e deixam a gente com uma saudade imensa da nossa época de adolescente. Foi assim com este livro. Fiquei completamente apaixonada pela Lara Jean, a protagonista, que descobre um belo dia que as cartas que escreveu sobre os crushes foram parar nas mãos deles (imagina o pavor se acontece isso com a gente). Para fugir do ex da irmã, um dos crushes, ela resolve fingir um namoro com o garoto mais popular da escola. A história em si não é tão interessante, mas me rendeu ótimas lembranças dessas confusões que a gente passa na escola. Tudo é muito fofo: a família dela, os costumes, a irmã mais nova, o namorado de mentirinha e por aí vai. Recomendo também os outros livros que vieram na sequência: P. S. Ainda Amo Você e Agora e Para Sempre, Lara Jean.

Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

Simplesmente-Acontece

Existem diversos livros que falam sobre aquele amor que a gente nunca esquece. Mas o legal deste aqui é que ele é todo feito em forma de mensagens, cartas, e-mails e outros meios de comunicação, ou seja, não existe narração nem diálogos diretos. E isso começa quando os protagonistas são adolescentes e só termina quando já estão na casa dos 50 anos. Parece cansativo? Na verdade, é o oposto. Você lê voando e acontece de tudo: ri, chora, quer bater nos dois para ver se eles se tocam, fica com raiva, ri de novo, sorri, fica feliz. É realmente MUITO fofo! E não, não é igual ao filme baseado que fizeram. O livro é mil vezes melhor.

Uma Longa Jornada – Nicholas Sparks

imagem

Muita gente ama o Nicholas Sparks, mas eu tenho um leve bode porque todas as histórias dele são iguais. Mas, entre elas, escolhi Uma Longa Jornada porque fala sobre um amor que ultrapassa a barreira do tempo. Na verdade, ele mistura o relacionamento de dois idosos, que se amam desde a juventude, e um casal na casa dos 20 que está começando um namoro. A parte fofa é a dos idosos, justamente por mostrar que é possível, sim, ser casado com uma única pessoa por toda a vida e que o amor supera qualquer coisa. E ah, não sei vocês, mas eu tenho um fraco com histórias de amor na terceira idade. É tão lindo e fofo!

O Pulo da Gata – Fernanda França

Capa

A Fernanda França já é fofa por si só né, mas ela gosta de fazer livros que também deixam o coração bem quentinho. Talvez por ser de uma autora brasileira e se passar em São Paulo, O Pulo da Gata é o livro mais próximo da minha realidade que eu já li. E apesar da protagonista ser chatinha (acontece né, gente), todos os personagens são muito humanos também. Todo mundo tem um defeito e uma qualidade, mas pensam sempre em ajudar. E a leitura flui tão fácil que quando você vê, já está terminando a leitura. Vocês também vão amar, tenho certeza!

 

E vocês, lembram de outro livro fofinho?

Um beijo e até o próximo post!

4 dicas para não perder o foco dos estudos nas férias

Olá, pessoal! Além de ser um mês frio (amo o frio), julho tem também as tão queridas e esperadas férias. Mês em que a gente é feliz sem ter aquele pensamento de que haverá prova amanhã, trabalho para entregar na terça, lição de casa de matemática e todas aquelas outras coisas chatas que a gente passa no período da escola.

Mas também não podemos perder totalmente o foco nos estudos, mesmo tendo aquele tempo a toa para assistir Gossip Girl na Netflix, não podemos esquecer do vestibular, rs. Podemos dormir até mais tarde e acordar depois das 9h, assistir bem mais séries, sair mais com amigos, etc.

Hoje vim aqui dar algumas dicas pra você não perder totalmente o foco nos estudos mas mesmo assim se ‘’divertir’’ estudando nas férias. Vamos nessa?

Assistir documentários

documentarios

Muitas pessoas tem um certo preconceito com documentários, assim como eu também tinha. Achava chato e acabei descobrindo que além de superinteressantes nós realmente aprendemos muito mais com eles. Procure saber o tema ou a matéria que vocês irão aprender no próximo bimestre(busque em seus livros escolares) e vá atrás de documentários no YouTube ou Netflix. Vocês vão ver como eles são legais, interessantes e nos deixam bem mais entendidos sobre o assunto que estamos procurando.

Leia livros

 

Leia livros

Também tenho um certo receio ao ler livros. Eu vou muito pela capa e nem ligo pra sinopse. Isso é ruim, muito ruim. Depois que comecei a ler livros horríveis, perdi o interesse na leitura. Esse ano uma das minhas metas era ler mais livros e estou conseguindo. Viajar, entender, aprimorar sua leitura é ótimo. Ir na biblioteca de sua cidade ou comprar um livro online sobre determinado assunto exemplo; ‘’Segunda Guerra Mundial’’ é fantástico. Além de saber um pouco mais é matéria que cai em vestibular e nós estamos sempre vendo isso.

Assista a filmes  

filmes

Assim como documentários, é só procurar saber o tema que você vai aprender e sair por aí atrás de filmes bons.

Ouvir podcasts

podcats

Podcast é meio que alguém dando aula pra você em forma de áudio/música. Eu utilizo muito para aprimorar meu inglês. Mas você também pode utilizar para outra matéria ou outra coisa. É bem legal, eu adoro. Recomendo escutar enquanto caminha ou faz uma longa viagem de carro.

 

E aí, gostaram? Eu espero que sim! Me contem aqui nos comentários!

Até o próximo post! 🙂

17662116_1290934147691503_7664532206735327232_a Postado por Leo Scarabel – visite meu blog: quartoamericano.wordpress.com

Eu li: Uma Noite Com Marilyn Monroe – Lucy Holliday

Olá, pessoal! De uns tempos para cá, estão surgindo várias séries de livros para a gente acompanhar, né? Normalmente, eu não gosto muito de sequências porque quase nunca são boas como os primeiros volumes e eu me sinto presa e obrigada a ler todos os livros para saber como vai terminar a história.

Mas, como tudo na vida, existem algumas exceções. No ano passado, li Uma Noite Com Audrey Hepburn já sabendo que era uma trilogia e terminei roendo as unhas de ansiedade esperando pelo próximo volume. Ganhei o segundo livro da série, Uma Noite Com Marilyn Monroe, de presente de Natal e devorei as páginas. Como sempre, aproveitei para gravar a resenha dele lá no canal. Assista aqui:

A trilogia gira em torno de Libby, uma mulher beirando os 30 anos que desistiu da carreira fracassada de atriz para se tornar designer de joias. Na primeira parte da história, ficamos na expectativa para saber se o namoro dela com Dillon, o galã bonitão do momento, vai dar certo. Mas, logo nas primeiras páginas da segunda parte, descobrimos que as coisas não andaram muito bem e eles terminaram depois de alguns meses.

Depois disso, Libby arranja um novo namorado e continua a contar com o apoio de Olly, seu melhor amigo desde a adolescência. Ele está prestes a abrir seu restaurante e pede a ajuda de Libby, mas ela acaba se enrolando e, quando vê, percebe que está perdendo o posto de melhor amiga para Tash, uma mulher obviamente linda e engraçada que deixa Libby morrendo de ciúme.

download

Tudo porque, assim como no primeiro livro, a protagonista precisa lidar com uma hóspede bastante inusitada em seu apartamento. Agora, quem decidiu se instalar por lá é Marilyn Monroe no auge de sua carreira. O mais legal de tudo é que a Marilyn ama ver TV e faz a gente rir horrores com seus comentários sobre o reality show das Kardashians (dá para imaginar a cena? É de chorar de rir!).

E, ao mesmo tempo, Libby ainda precisa lidar com Dillon, que ressurge arrependido de tudo que fez com ela e promete ser um homem melhor. E é aquela coisa: a gente sabe que ele não presta, mas fica na torcida para ela dar mais uma chance!

Como falei lá em cima, amei demais Uma Noite Com Audrey Hepburn, mas também me diverti muito com Uma Noite Com Marilyn Monroe. Fazia tempo que eu não lia um livro em que me pegava rindo sozinha. O único problema é que ele é tão bom que a gente lê rapidinho. Agora estou na expectativa para Uma Noite Com Grace Kelly, último volume da série, que deve chegar nas livrarias nos próximos meses!

Um beijo e até o próximo post!

Avaliação: ♥♥♥♥♥

Eu li: O Som do Amor – Jojo Moyes

Olá, pessoal! Vocês sabem que eu amo os livros da Jojo Moyes, né? Ela ficou bem conhecida no ano passado, depois que o livro Como Eu Era Antes de Você virou filme e levou todo mundo às lágrimas. O sucesso foi tanto que os outros títulos dela começaram a ser publicados em massa e o mais recente foi O Som do Amor, que chegou às livrarias no finzinho de 2016. Vem ver a resenha que gravei no canal do blog no YouTube:

De cara, gostei muito da capa (não é linda?) e da sinopse, que fala sobre Isabel, uma mulher de 30 e poucos anos que fica viúva e precisa se mudar com os dois filhos para uma mansão em uma cidade no campo. O problema é que essa casa é motivo de cobiça de Matt e Laura, um casal que mora nessa mesma cidade, e eles juram fazer o que for preciso para expulsar a família de lá.

Capa_oSomDoAmor_MAIN

Barraco? Casos de Família? Sim, tem tudo isso e mais um pouco. Matt aproveita que é pedreiro e se apresenta como uma pessoa muito gentil disposta a fazer toda a reforma da casa, que é antiga e está quase caindo aos pedaços. Só que, em vez de ajudar, ele faz com que a casa fique cada vez mais cheia de problemas, deixando a pobre da Isabel à beira da falência.

Como se não bastasse, ele ainda começa a dar em cima dela (mesmo sendo casado!) até que os dois dormem juntos. Só que, enquanto a Isabel odeia e resolve se virar para não depender mais de Matt, ele se apaixona por ele e se torna obsessivo e até violento. A parte boa é que a Isabel põe a mão na massa mesmo e se torna uma mãe de verdade, já que ela sempre trabalhou muito como violinista e deixava os cuidados do filho para uma babá.

No geral, gostei bastante do livro e confesso que às vezes era difícil dormir porque eu só queria ler e saber o que ia acontecer no próximo capítulo. Só achei que a história prometia mais, o Matt tinha potencial para ser um vilão barra pesada e acabou se tornando chato e bobo. Vale pela lição de que a gente sempre pode se reinventar e pela importância do amor de uma família. Não é o melhor livro da Jojo, mas vai te prender muito!

 

E vocês, já leram O Som do Amor? Me contem o que acharam nos comentários que vou adorar saber!

Um beijo e até o próximo post!

Avaliação: ♥♥♥♥