Posts em destaque

1000 Twitter Followers For $5 Secure

Twitter retweets is often a dependable and protected practice no doubt for sharing many people material. It maintains the id within the primary human being. Choose twitter retweets really is a good quality method of getting an opportunity of higher possibility for achievements and expand your followers. Retweets are just like mouth to mouth publicity. Its a pleasant tactic to exhibit admiration to the show results. Retweet signifies other spread your articles and other content between their followers and provide them worthy and entertaining information. Achievement of the manufacturer relies upon to the mouth to mouth publicity of client about the obtained expert services of that model. Retweet really is a new means of publicity on online world. It categorical for their followers that brand value.
Retweet attracts the attention towards your profile and you also receive the further credibility from followers. It makes you real looking. And heightened visibility will give you a number of perks. But an individual problem easily increase in mind is that the best way to get way more retweet. Women and men did not give attention to individuals folks not having learning about him. Within this sense twitter retweet often is the ideal process to produce deserving consideration for your merchandise. So create the traffic to your profile and produce far more awareness, decide to purchase twitter retweets is undoubtedly an effortless way.

Targeted Twitter Followers Reviews

We’ll assistance you can get a lot more Twitter Retweets efficiently and simply. Whether or not you require them on just one tweet, or on a regular basis on all of your current tweets – our staff of analysts will help push considerably more retweets and favorites to all or any within your tweets in no time, therefore you will not even need to raise a finger. Our Social Selling specialists will encourage your tweets all the way through our network that will help you pick up more retweets instantly. Optional favorites services is available at the same time.We’ll strengthen your Social Credibility, make your tweets arrive alive, and be sure you generate publicity, the correct way.
Your tweet get even more retweets while you have an existing subject. It relates you many followers. Tweeting is sort of a gift if you happen to join in other twitter discussion. And you have a very would like that you get extra this web-site and a lot more retweets. You’ll want to do many operates like use hashtags, link with other’s subjects and a lot of a lot more. It is usually an exceptionally effort and consuming much more time. Getting twitter retweets is truly a practical method of getting twitter retweets faster.

Twitter Follower Bot No Survey 2015

Selecting twitter retweets is most elegant option to boost your tweeter retweet fast. By this you’re able to get fame and name. Once you actually buy twitter retweets from us. We supply you genuine and active retweets that makes you considerably more visible. And enhance your career and gains.We gives you a top quality and guarantee support. Now we have very simple routine to get of retweets and easy method of payment. We have a crew of professionals that’s qualifying in dealing with your anxieties and cause you to basic. Now here’s a give you the results you want, visit our?Nternet site for browsing of tweeter retweet.

C&A lança segunda coleção assinada por Stella McCartney

Sem título

A C&A quer mesmo acabar com as nossas economias. Depois de quase me levar a falência com coleções assinadas por Lilly Sarti, Pat Bo e Ateen, eis que a marca resolve inovar e repetir a parceria com a Stella McCartney. Para quem não sabe, a estilista foi uma das primeiras a se unir a loja de fast  fashion, lá em 2011. O sucesso foi tão grande que as prateleiras ganharam hoje (18) peças novíssimas e pra lá de elegantes.

Consumista que sou, fui conferir a coleção hoje mesmo. Esperava cabides voando, filas quilométricas e mulheres enlouquecidas (como aconteceu na primeira collection da Pat Bo), mas a loja estava bem tranquila. Isso porque muitas roupas já tinham acabado. Em apenas três horas. Por isso, quem pretende dar uma olhada deve se apressar.

Tenho a impressão de que a coleção agradará mais as fãs de alfaiataria e que trabalham com roupa social. Mesmo assim, tem coisas lindíssimas. A blusa de renda, por exemplo, é maravilhosa e combina com qualquer estilo – óbvio que eu levei uma na versão coral para casa.

lookbook-stella-mccartney-para-cea-4

Stellinha, que de boba não tem nada, aproveitou que os tons pastéis estão em alta, e investiu em uma cartela focada em cores bem suaves de azul, rosa e amarelo, misturada com nude e branco. Para completar, tem muito P&B e dourado.

Para quem está em forma, os macacões são superfinos e chiques. Mas como nós vivemos em crise com a balança, dá para investir sem medo nos shortinhos (fofíssimos), regatinhas, suéteres, calças, leggings (a de lamê de seda é incrível), saias e vestidos – que, aliás, são maravilhosos e perfeitos para quem não tem quadril, o que não é o meu caso.

Stella-McCartney-cea-collection-2014-lookbook-precos-princesas-modernas

E não para por aí.  Os acessórios também prometem bombar, especialmente as bolsas. Quer mais? Então pode começar a babar: dessa vez, a estilista também trouxe itens de moda praia. Os biquínis do tipo cortininha com estampa animal print são lindos lindos!

As crianças também podem comemorar. As mesmas roupas do público adulto ganharam versão infantil. Tão fofo, gente! O vestido com gola bordada e os shortinhos do tipo boxer foram os meus favoritos. Seria um problema se eu tivesse uma filha porque provavelmente teria vontade de levar tudo.

No geral, é uma coleção bem romântica e delicada que combina super com mocinhas que gostam de trabalhar bem arrumadas. Ainda assim, prefiro a da Ateen (evito até olhar para as peças que ainda estão à venda para não correr o risco de fazer um rombo nos meus cartões).

Stella-McCartney-cea-collection-2014-lookbook-precos-princesas-modernas2

Como disse antes, muita coisa já acabou. Então meu conselho é correr agora mesmo até a loja mais próxima e escolher suas peças favoritas!

____________________________________________

Chegamos ao post de número 100!!

Viva! Quanta felicidade! Quando fiz este humilde blog, há sete meses, jamais imaginei que chegaria tão longe. Obrigada a quem acompanha todos os posts, a quem me encontra e diz: “Seu blog está ótimo, sempre leio, parabéns!” e até mesmo a quem caiu aqui por acaso. Ter esse retorno só faz a gente querer continuar e pesquisar coisas bacanas para postar. MUITO OBRIGADA!

Siga o Fik Dik nas redes sociais: Facebook: www.facebook.com/fikdikblog | Instagram: @fikdikblog

9 Produtos para manter os cabelos bonitos no verão

Ah, o verão… Os dias mais longos, a temperatura lá em cima, o céu bem aberto e o sol pronto para te deixar com o bronzeado em dia. Mesmo quem não gosta de calor sabe que não tem nada mais gostoso do que se refrescar no mar geladinho ou reunir os amigos ao redor da piscina. Confesso que prefiro o frio no dia a dia, mas fico eufórica quando o ano chega ao fim, pois sei que é hora de tirar o biquíni do armário. Apesar disso, é importante seguir alguns cuidados para se proteger durante a estação. Os cabelos, por exemplo, sofrem por conta da areia, do cloro e das rajadas do vento. Fica com medo só de pensar nessas três hipóteses? Pois trate de se animar. Basta levar alguns produtos na nécessarie e aproveitar o período sem estresse. Como? Fácil, fácil:

1. Produtos com FPS

Spray para Pentear TRESemmé Reconstrução e Força

Spray para Pentear TRESemmé Reconstrução e Força

Todo mundo sabe que não dá para tomar sol e nadar sem aplicar um bom filtro solar em todo o corpo. Os cabelos também precisam de proteção, sabia? Acontece que os raios UVA e UVB estimulam a perda de queratina e deixam os fios mais ressecados. Além disso, podem queimar o couro cabeludo (quem nunca?). A solução é investir nos produtos com fator de proteção solar (FPS) e passá-los cerca de 30 minutos antes da exposição ao sol. Os cabelos podem estar secos ou úmidos, mas é fundamental reaplicar depois do mergulho, combinado?

2. Leave-in

Leave In Revitrat Reparação, da Dermage

Leave In Revitrat Reparação, da Dermage

Um dos maiores vilões dessa época é o vento, que deixa os cabelos cheios de nós. É superdifícil desembaraçar depois e alguns fios podem até quebrar, não é mesmo? Não se o leave-in estiver por perto. Ele pode até parecer indiferente, mas é um aliado e tanto, já que forma uma película protetora. Engana-se quem pensa que a aplicação só pode ser feita depois do banho. O produto também deve ser usado antes da praia ou da piscina e logo após o mergulho. Dúvidas quanto ao tipo? Anote: os líquidos são mais recomendados para fios oleosos, enquanto os cremosos são indicados para os secos.

3. Água

Vamos combinar que não tem nada mais refrescante do que aquela chuveirada para tirar o excesso de cloro ou areia?

Vamos combinar que não tem nada mais refrescante do que aquela chuveirada para tirar o excesso de cloro ou areia?

Simples assim. Não basta apenas beber bastante água para se manter hidratado no verão. Os cabelos também merecem aquela chuveirada gostosa depois do mar e da piscina. Falta muito para chegar em casa? Então aproveite as duchas que sempre estão por perto. E nada de água quente, já que ela estimula a oleosidade e o ressecamento. Lembre-se: calor pede banhos frios. Só tome cuidado com os exageros para evitar o desperdício, ok?

4. Shampoo antirresíduos

Natura Plant Shampoo Limpeza Profunda

Natura Plant Shampoo Limpeza Profunda

Sabemos que um mergulho no mar é altamente recomendado para revigorar o organismo. Mas a praia tem lá seus perigos quando se trata de cuidados capilares. Apesar de parecer inofensivo, o sal abre a cutícula dos fios. É por isso que notamos os cabelos mais duros e sem brilho. A areia também pode ser cruel e provocar frizz. Por isso, não tem jeito: o shampoo antirresíduos é a melhor opção para retirar as impurezas e deve ser aplicado ao menos uma vez na semana.

5. Finalizadores

Redken Curvaceous Full Swirl Ativador de Cachos

Redken Curvaceous Full Swirl Ativador de Cachos

Assim como muitas mulheres, eu não vivo sem chapinha e secador. Mas, no calor, é mais difícil deixar os fios lisos. E esse hábito também pode quebrar os cabelos e deixá-los ainda mais fracos e ressecados. Ou seja, é tempo de assumir um visual mais natural, que combina perfeitamente com o clima descontraído do verão. Quer ficar ainda mais poderosa? Aposte nos finalizadores para dar um efeito de cabelo bagunçadinho pós-praia. Fica lindo!

6. Máscaras hidratantes

Advance Techniques Restauração Intensa, da Avon

Advance Techniques Restauração Intensa, da Avon

Sabia que o calor pode potencializar os resultados da hidratação? Quanto mais alta a temperatura, maior a chance de abrir as escamas dos fios e facilitar a penetração dos produtos. É justamente por isso que nós devemos usar toucas térmicas quando fazemos a hidratação no inverno. As máscaras estão superliberadas, mas lembre-se de respeitar o tempo indicado para que o produto reaja nos cabelos, que normalmente é de dez ou 15 minutos. Está sem tempo? Corra para as ampolas, que agem em cerca de três minutos.

7.  Cremes noturnos

Creme De Tratamento Noturno Pantene Proteção Térmica

Creme De Tratamento Noturno Pantene Proteção Térmica

Tem dúvidas em relação aos efeitos dos hidratantes noturnos? Melhor repensar. Esses produtos recuperam os fios dos danos provocados pelo sol e fazem com que eles estejam prontos para um novo dia de excessos. Depois do banho, mantenha os cabelos úmidos, aplique o creme e deixe agir durante toda a madrugada. Vale tentar, né?

8. Protetores para cabelos com química

Fructis Óleo Reparação Creme para Pentear Nutri-Protetor, da Garnier

Fructis Óleo Reparação Creme para Pentear
Nutri-Protetor, da Garnier

Quem tem cabelos tratados com química deve reforçar a atenção. O meu que é loiro, por exemplo, já ficou verde por causa do cloro. E não são os fios claros que sofrem. Qualquer cor que não seja natural está mais sujeita ao ressecamento e ao surgimento de pontas duplas. Minha dica: passe no salão antes de encarar a praia e elimine as pontinhas para aproveitar melhor o período. Está sem coragem de cortar? Procure produtos específicos que protegem a cor e a pigmentação dos fios.

9. Chapéu e boné

O chapéu Floppy (esse todo molinho) está super em alta e fica lindo para usar na praia

O chapéu Floppy (esse todo molinho) está super em alta e fica lindo para usar na praia

Indispensáveis, protegem os fios e evitam as tão temidas queimaduras. Antes de fazer cara feia, é bom lembrar que esses acessórios estão super em alta. Os chapéus são chiques e carregam um ar de elegância, enquanto os bonés agora são encontrados em várias estampas e versões que combinam com qualquer estilo. E nada de andar por aí com cabelos presos, ainda mais se estiverem molhados. O ideal é deixar eles soltos por pelo menos uma hora para não ficarem quebradiços. Depois disso, vale fazer uma trança ou um coque e arrasar no penteado.

Viu só, cuidar dos cabelos no verão é muito mais fácil do que parece. Agora é só se lembrar de usá-los sempre, ok?

Top 5 – Os Filmes da minha vida

Dia desses fiz um post muito bacana em que contava sobre os livros que, de algum modo, marcaram minha vida. Chegou a hora de falar dos cinco filmes que ocupam um lugar especial no meu coração. Enquanto pensava nessa lista, percebi que quase não tem romance ou comédia, a maioria é formada por aqueles dramas pesados que te chocam para provocar vários ensinamentos. Quer ver?

Cisne Negro

image5

No post especial que eu preparei para comemorar o Halloween, contei que gosto de filmes de terror. Mas a verdade é que não falo apenas daqueles longas bem trash, com monstros, espíritos e uma quantidade enorme de sangue. O meu gênero favorito é o terror psicológico, aquele que mexe com a cabeça do protagonista e que, claro, acaba nos influenciando também. Talvez seja por isso que Cisne Negro é o filme mais incrível que eu já vi. Ele foi lançado no Brasil no início de 2011 e eu estava em um período de redescobertas. As críticas eram mistas: tinha gente dizendo que era ótimo, enquanto outros diziam que era horroroso. Isso já bastava para atiçar minha curiosidade, mas aí vi o trailer e quase pirei de tanta ansiedade.

Lembro de ter ido em dois cinemas com uma amiga e todas as sessões estarem esgotadas. Ela desistiu, mas eu esperei até a outra sessão, que seria só dali a duas horas. Foi o primeiro filme que eu vi sozinha no cinema. Saí tão extasiada que contei para todo mundo e assisti mais umas três vezes no cinema. A história gira em torno da bailarina Nina, que precisa fazer um exercício de autoconhecimento para libertar seu lado mulher e interpretar o cisne negro no novo balé da companhia de dança em que trabalha. Só que, para fazer isso, ela começa a enlouquecer de verdade (daí a parte do terror psicológico). As cenas esquisitas, que envolvem conversas malucas e quadros se mexendo, não agradaram muitos dos meus amigos, mas renderam o Oscar de Melhor Atriz para Natalie Portman.

Réquiem para um Sonho

image4

Outro motivo que me fez AMAR Cisne Negro é que o filme é dirigido por Darren Aronofsky, que também é diretor de outro clássico do terror psicológico: Réquiem para um Sonho. Nele conhecemos quatro personagens: Harry (interpretado pelo Jared Leto ♥), sua mãe Sara, sua namorada Marion e seu melhor amigo Tyrone. Todos começam bem, mas acabam se entregando a um vício. Os três mais novos só se preocupam em saber como conseguirão traficar mais drogas, enquanto Sara quer emagrecer a todo custo, pois vive a ilusão de que será convidada para participar do seu programa de TV favorito.

O problema é que eles acabam se viciando tanto que começam a ficar loucos. Sara, por exemplo, começa a exagerar na dose dos remédios que tiram o apetite e passa ter alucinações. A parte dela, juro, é a que me dá mais medo, justamente por saber que tem muita gente que faz qualquer coisa só para ficar com o corpo que acha ser o ideal. O bacana do filme é justamente isso: ver a que ponto as pessoas podem chegar ao buscarem um sonho. Fora a trilha sonora, que sempre provoca em mim uma mistura de tristeza e aflição – foi ela, aliás, que despertou minha vontade de ver o filme.

Peixe Grande

image2

Já falei dele aqui, mas nunca expliquei o motivo de ser tão importante para mim. O filme conta a história de Edward Bloom, conhecido por fantasiar os acontecimentos de sua vida, desde seu nascimento até a forma como conquistou sua esposa. Só que esses floreios nunca encantaram seu filho, que decide parar de falar com o pai. Quando ele fica doente, é hora de reunir a família para descobrir se os personagens mais importantes de sua trajetória, como o gigante e as chinesas siamesas realmente existiram ou se fazem parte apenas da imaginação de Edward.

Assisti no cinema em 2004 sem esperar muita coisa. Fui porque o trailer parecia bom e porque tinha o Ewan McGregor no elenco. Naquela época, eu gostava muito dele por sua atuação em Moulin Rouge. Só que o filme é tão fofo (e também tem uma trilha sonora bem marcante) que eu acabei gostando de verdade. Até me emocionei no final, mas fiquei com vergonha de chorar porque minha mãe estava do lado. Já vi umas trezentas vezes e não consegui enjoar. E gosto ainda mais porque a banda Yellowcard, que marcou o fim da minha adolescência e começo da vida adulta, fez a música “How I Go” em homenagem ao filme.

Magnólia

image1

Entre 2007 e 2008, a minha diversão era entrar no Flash Pops. O site tinha vários jogos, que permitiam adivinhar o nome de filmes e programas de televisão ouvindo apenas as músicas usadas como temas. Eu costumava ir bem, mas sempre tinham umas canções em que eu empacava e não conseguia descobrir por nada. Uma delas era Wise Up. Não lembro como cheguei à resposta, mas soube que a música tocava em Magnólia. Naquele momento, lembrei que o Tom Cruise tinha sido indicado ao Oscar pelo mesmo longa.

Na época, tinha uma locadora do lado da minha casa e eu aluguei o filme, que eu só conhecia por ter três horas de duração e por ter uma cena com chuva de sapos. Mas, na verdade, o objetivo é mostrar como as relações podem mudar de uma hora para outra. São várias histórias intercaladas e unidas por um programa de perguntas e respostas, como o produtor do quadro que está doente e prestes a morrer, sua esposa que não o ama e só pensa no dinheiro, seu filho que o odeia e um policial que só pensa em fazer o bem. No decorrer de um dia, todos são obrigados a enfrentar seus medos e provar que nada é por acaso. Cheio de significados e mensagens subliminares, é um filme lindo lindo que fica na cabeça por dias.

Cidade de Deus

image3

Não lembro se já disse isso aqui, mas não sou muito fã de filmes brasileiros. Mas tem um que não poderia ficar de fora dessa lista. Quando Cidade de Deus chegou aos cinemas, eu tinha 14 anos. Era proibido para menores de 16 anos, então minha mãe foi a primeira a ver. Lembro que ela disse que era muito forte e que teve vontade de sair da sessão em vários momentos. Só fui ter a minha opinião sobre o filme um ano mais tarde, quando compramos o DVD. Na primeira vez que vi, achei um pouco confuso e não consegui entender muito bem a mensagem.

Assisti de novo durante o vestibular, porque caía na prova da faculdade que eu mais queria entrar. Prestei mais atenção e depois participei de uma palestra com professores que analisaram o filme e que me fizeram vê-lo de outa forma. A história da origem da briga pelo tráfico de drogas nas favelas do Rio de Janeiro envolve muito mais do que tiroteios e palavrões. Infelizmente, é algo que faz parte da realidade do Brasil e que rendeu vários prêmios ao redor do mundo, inclusive indicações para o Oscar.

E aí, quais filmes fazem parte da sua vida?

Programas de TV que deveriam voltar

Alguns programas de TV fazem um sucesso tão grande que se tornam inesquecíveis. Prova disso é o Globo de Ouro, exibido entre os anos 80 e começo dos 90, que agora passou a ser reprisado todo sábado à noite no Viva. A audiência do quadro, que trazia as nove músicas mais tocadas de cada semana, é tanta que o show ganhará uma nova versão, com estreia marcada para o dia 17 de novembro (próxima segunda) no mesmo canal. Outra prova dessa teoria é a novela Chiquititas, assistida por praticamente todas as garotas entre 1997 e 2000, e que agora tem um remake que agrada (e muito) uma nova geração de meninas.

Como já disse aqui algumas vezes, eu adoro aqueles programas trash, que não acrescentam nada na nossa vida, mas nos fazem rir de uma forma absurda. Fiz uma listinha com alguns exemplos que bombavam na minha televisão e que, lá no fundo, não me fariam mal se voltassem.

Fantasia

primeiro

A gente sabe que os programas apelativos, com mulheres que dançam de biquíni, existem há muitos e muitos anos. Só que, ultimamente, eles ficam restritos aos horários da faixa mais tarde da televisão, justamente por causa da era do politicamente correto. Mas imaginem que, há 17 anos, estreava um programa com muitas dançarinas com roupinhas à la balé do Faustão  que se revezavam para ajudar os telespectadores em diversas provas e brincadeiras. A pessoa ligava por telefone e participava da gincana. Adorava o “Na Boca do Forno”, em que o objetivo era adivinhar em qual forno estava o frango, e o “Batalha Naval”. A primeira temporada durou menos de um ano, mas voltou repaginada logo depois. Foi nesse período, inclusive, que a Carla Perez soltou a pérola “I de escola”. Em 2007, o programa ressurgiu, mas passou a ser exibido durante as madrugas – e devo confessar que me tirou muitas noites de sono…

Olimpíadas do Faustão

olimpiadas-do-faustao

Muito antes da Dança dos Famosos, o programa me segurava na frente da televisão sempre que exibia as gincanas. A mais famosa era a “Ponte do Rio que Cai”, em que o competidor tinha que atravessar a ponte e desviar das bolas pretas que eram atiradas para desequilibrá-lo. Mas também tinha o labirinto, em que ele precisava adivinhar qual era a porta certa para chegar à próxima sala e encontrar a saída. Se errasse, podia esbarrar em múmias e outros monstros. Lembro também de outra modalidade (que, infelizmente, não encontrei o nome) onde o participante fazia um circuito em cima de uma plataforma móvel e precisava pular por cima dos obstáculos e voltar para a base sem cair. Era tão divertido que os diretores do programa até lançaram outras tentativas de gincanas no programa, mas nenhuma deu tão certo. Uma pena!

Em Nome do Amor

O namoro e a amizade corriam solto no Em Nome do Amor

Todo mundo concorda que esses programas de namoro na televisão são extremamente bregas, mas esse se superava. Todo domingo, um grupo de moças e rapazes (bem no linguajar do apresentador Silvio Santos) era convidado para a paquera. As mulheres sentavam-se de frente para os homens e eles ficavam se olhando por meio de binóculos. Aí quando a música começava – normalmente um bolero do Julio Iglesias – eles se levantavam e tiravam as escolhidas para dançar. Essa parte era muito engraçada porque eles saíam praticamente correndo para garantir as moças mais bonitas e o que chegava em último sempre ficava com um cara de decepcionado ao lado da garota restante. Depois do bolerão, tio Silvio ia de casal em casal para perguntar de onde eles eram e o que conversaram para então lançar o bordão: “é namoro ou amizade?”. Se fosse namoro, eles ganhavam um buquê de flores e a bênção do patrão. Os amigos voltavam para a repescagem e esperavam o programa terminar para ver se encontravam outro amor.

Aqui Agora

tv-antigo-05

Preciso confessar: amo programas policiais. Primeiro porque eles sempre trazem assuntos importantes e eu, como boa jornalista, sinto-me na obrigação de assistir. Segundo porque o apresentador sempre começa a gritar, entrar em desespero e ficar vermelho de raiva sem ter necessidade e isso me faz rir. Só que todos esses programas só existem até hoje por causa do Aqui Agora, que foi um dos primeiros telejornais com apelo popular. Foi pioneiro ao deixar a câmera na mão do repórter e enviá-lo para o meio de brigas e tiroteios. Por causa disso, era comum ver o jornalista fugindo de balas perdidas ou levando socos na cara. A fórmula sangrenta deu supercerto na época e fez com que a audiência do noticiário preocupasse a Globo. Ficou um bom tempo no ar, até começar a perder o público e ser substituído por outro programa.

Popstars

20100819101828

Já contei aqui que adoro qualquer reality show, mesmo os mais zoados. O primeiro programa do gênero surgiu em 2001, mas ganhou fôlego em 2002 com o lançamento da primeira edição de Big Brother Brasil (sim, o BBB existe há 12 anos). Impulsionado pelo interesse do público, o SBT levou ao ar um dos primeiros realities musicais do Brasil: o Popstars. Ao invés de tornar um único cantor famoso, a proposta era criar uma banda só de meninas com cinco integrantes. Assisti do começo ao fim, torci, fiquei triste ao ver gente boa saindo, mas adorei a formação final do grupo Rouge (isso mesmo, aquele que cantava Asserejê). Não demorou para eu comprar o CD e decorar todas as músicas. E, olha, as músicas até que era legalzinha.  O Rouge continuou firme e forte até 2005 e algumas integrantes se deram bem. A Patrícia quis outro nome artístico, passou a atender por Lissah Martins e virou atriz de musical. A Karin também foi para a televisão e hoje protagoniza várias novelas e séries da Globo. Já o Popstars teve outra edição, em 2003, e lançou o Grupo Bro’z, só com meninos. Depois disso, nunca mais. Será que rola uma volta?

Disney Club

20100819100613

Quando o Aqui Agora saiu do ar, muita gente fez cara feia. Menos as crianças, que ficaram surpresa ao ver que podiam ver desenhos animados da Disney no início da noite. Assim surgiu o Disney Club, que misturava uma série com três garotos pré-adolescentes que tinham uma espécie de clubinho e comandam os desenhos que passavam. Alguns realmente marcaram época, como Timão e Pumba, Pateta e Max e Marsupilami. Fora que antecediam a novela Chiquititas, então era quase obrigatório assistir aos quadros em sequência. Além da diversão e do entretenimento, as meninas tinham outro motivo muito especial para ligar a TV: o Juca, que virava o Caju quando entrava no clube, era uma gracinha. Duvido que você nunca tenha suspirado pelo ator Diego Ramiro. Depois que o Disney Club acabou, em 2001, ele não fez muita coisa e hoje anda bem sumido. E hoje já nem há muito espaço para desenhos animados na TV aberta, então acho bem difícil – praticamente impossível – termos uma nova versão. Mas ninguém duvida de que seria muito legal!