Posts em destaque

Testei: Paleta de iluminador Go For The Glow – Essence

Olá, pessoal! Vocês sabem que eu adoro testar produtos de maquiagem, né? O mais incrível de tudo é que a gente sempre tem uma categoria favorita de produtos de make. Eu, na verdade tenho algumas categorias favoritas. Amo base, máscara de cílios e batom, mas, sem dúvida, a minha verdadeira paixão é iluminador.

Eu tenho muitos iluminadores e uso todos, mas é sempre bom quando temos um novo para testar, né? No fim do ano passado, minha mãe foi viajar e eu dei uma listinha de encomendas da Essence, marca alemã de maquiagem que chegou aqui no Brasil há quase 1 ano e ganhou meu coração. Os produtos são vendidos por aqui com um precinho bem em conta, mas lá fora é ainda mais barato, então aproveitei, né?

Ela não encontrou muitos dos produtos que eu pedi, mas me trouxe a paleta de iluminador Go For The Glow. Testei no mesmo dia, usei até cansar e agora chegou a hora de contar tudo para vocês sobre essa maravilha! Bora começar?

Como funciona?

Para quem não sabe, o iluminador serve para criar pontos de luz no nosso rosto e valoriza tanto a maquiagem quanto o que já temos de beleza natural. Cada tom de pele aceita melhor algumas cores de iluminadores e dá para criar um efeito mais discreto ou mais exagerado, depende do produto e de quanto você aplicar.

O diferencial da paleta Go For The Glow é que os iluminadores têm acabamento holográfico, ou seja, oferecem um resultado com toque metálico em pontos específicos do rosto. Existem duas opções de cores:

  • 01 – The Colds: tons pastel (rosa, branco e azul)
  • 02 – The Warms: tons quentes (marrom, roxo e rosa)

Esses três tons podem ser usados sozinhos ou em camadas para oferecer um efeito ainda mais interessante (já vamos falar sobre isso). Minha pele é neutra, puxada para o frio, e o certo seria que eu usasse a opção 1, de tons frios. Porém, minha mãe acabou trazendo a opção de iluminadores quentes, mas não foi tão ruim assim.

Minha opinião

Bom, eu sempre digo para vocês que não existe certo e errado na maquiagem. Vejam só: eu deveria usar a paleta de tons frios, mas os quentes combinaram MUITO com o meu tom de pele. As cores são bem pigmentadas e é preciso ter certo cuidado para não aplicar muito produto, mas eu fiquei completamente apaixonada por cada tonalidade.

Não reparem no esmalte descascando, por favor rsrs

De verdade, gosto das três cores, mas a minha paixão é a do meio, o tom mais roxinho. No meu rosto, acaba ficando um pouco mais forte, o que é ótimo quando tenho um evento ou uma festa e quero uma make mais pesadona. Também gosto de misturar esse iluminador roxinho com o rosa, perfeito para uma maquiagem mais romântica como esta aqui ó:


Para o dia a dia, eu gosto mesmo de misturar as três cores, já que o efeito fica realmente bem natural. Ah, importante: eu gosto de aplicar iluminador acima do blush, fazendo uma espécie de “C” entre a maçã do rosto e a área acima das sobrancelhas. Também passo no centro do nariz, no arco do cupido e no queixo. Mas tudo vai depender do seu formato de rosto e do quanto você deseja iluminar.

Como falei, os produtos da Essence são bem baratinhos. Esta paleta de iluminador sai por R$ 44,90 no site Beleza na Web. Até existem versões nacionais de iluminadores mais baratos, mas acho um valor bem justo para o resultado que oferece.

 

E vocês, já testaram? Vale MUITO a pena!

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Linha SOS Verão – Elisafer

Olá, pessoal! Faz tempo que não trago uma resenha de um produto capilar, né? Como vocês sabem, a cor natural do meu cabelo é loiro escuro e eu faço reflexo desde os 14 anos. Ou seja, eu sei bem como os cabelos claros sofrem, especialmente no verão. O excesso de mar, areia, sol, piscina, vento e calor danifica MUITO os fios loiros. Nos meses mais quentes, eu sempre reclamo que eles estão fracos, ressecados, opacos e cheios de pontas.

Por isso, fiquei superfeliz quando fui convidada para conferir de pertinho o lançamento da linha SOS Verão, da Elisafer. Várias pessoas já tinham me falado sobre as tinturas da marca, mas eu ainda não tinha testado nenhum produto deles, então foi uma oportunidade muito bacana de verdade. Esse evento aconteceu no finzinho de janeiro e nós não estamos mais no verão, mas vocês sabem que eu gosto de testar BASTANTE um produto antes de trazer a resenha aqui, por isso demorou um pouquinho. Mas bora começar!

Como funciona?

Bom, como falei antes, a linha SOS Verão foi criada justamente para proteger os fios de todos os fatores prejudiciais do verão. O objetivo é deixar os cabelos macios, brilhantes e hidratados não apenas no verão, mas no ano todo. A fórmula é enriquecida com Safflower Sunflower, dois óleos (cártamo e girassol) que são ricos em ômegas e atuam diretamente na proteção e hidratação das nossas madeixas.

A linha SOS Verão é composta por:

  • Shampoo
  • Condicionador
  • Máscara hidratante
  • Leave-in

É importante destacar que a Elisafer é uma marca Cruelty Free, ou seja, não testa em animais. Outro fato legal é que os produtos não têm sal na composição e contam com proteção anticloro proteção FPS. É muito comum que os cabelos loiros fiquem verdes após entrarem na piscina, mas a marca garante que essa proteção é altamente eficaz e não deixa que isso aconteça. Então, a gente pode mergulhar sem medo na piscina.

Minha opinião

Eu costumo sempre mostrar as linhas capilares que eu ganho para o meu cabeleireiro antes de usar. Mas senti tanta confiança nesta linha que usei um dia depois do evento. O cheirinho de coco me ganhou logo de cara. Sou suspeita porque AMO tudo que tem coco e acho que é um cheiro que tem TUDO a ver com verão. Acertaram em cheio!

A primeira aplicação foi muito boa e percebi meus cabelos mais macios, saudáveis e com vida. Porém, quanto mais eu usava, mais bonito ele ficava. Senti até que eles ficaram mais cheios e volumosos. Nem parecia mais aquele cabelo do começo do ano, que estava todo fraco depois de uma temporada na praia.

Só não tive coragem de mergulhar na piscina para testar a proteção anticloro (sorry, galera). Eu optei em não mergulhar mais em piscinas há dois anos e não sinto falta, já que eu prefiro molhar o cabelo nos chuveiros que ficam perto das piscinas. E sei lá, é TÃO difícil tirar o verde depois que eu fiquei com medinho. No dia do evento, eles me garantiram que funciona e que até fizeram um teste antes para comprovar a eficácia da tecnologia.

Pesquisei que os produtos saem entre R$ 25 e R$ 30 cada, um preço bem em conta com ótimo custo-benefício. A linha toda está aprovada e já vai virar obrigatória nas minhas viagens de verão. Agora posso ficar tranquila que meus fios não vão ficar mais horríveis no verão.

 

Você já testou? Me conta o que achou?

Um beijo e até o próximo post!

Eu li: Três Semanas Com Meu Irmão – Nicholas Sparks

Olá, pessoal! Quem aí é fã do escritor Nicholas Sparks? Para quem não sabe, ele escreveu alguns dos livros de maior sucesso ao redor do mundo. Nesta lista, entram Diário de uma Paixão, Um Amor Para Recordar e Querido John. Houve uma época em que eu era fissurada nele e lia um livro atrás do outro. Mas acabei enjoando depois de um tempo (acaba que todas as histórias são parecidas) e eu acabei deixando o pobre do Nicholas um pouco de lado.

Neste ano, resolvi tirar alguns livros que estavam no fundo da minha prateleira para finalmente ler. Três Semanas Com Meu Irmão estava nesta pilha de livros que eu comprei há tempos, mas que ficaram no esquecimento. Comprei meu exemplar em 2015, mas enjoei das histórias do Nicholas Sparks pouco tempo depois. Resultado: me dava ranço só de pensar em pegar o livro.

Resolvi dar uma chance e enfim peguei o livro em fevereiro. Li mais rápido do que imaginava e, em poucas páginas, já estava envolvida de novo com o autor. Hora de contar tudo sobre ele para vocês!

Sinopse

Nicholas Sparks começa o livro dizendo que ele traz duas histórias ao mesmo tempo. A primeira é de uma viagem que ele fez ao lado do irmão mais velho, Micah. Ao longo de três semanas, os dois deram uma volta ao mundo. Já a segunda história é a do próprio Nicholas, que conta sobre a sua vida desde que nasceu até o momento da viagem.

Enquanto relembra momentos da infância e os lugares que visitou ao lado do irmão, Nicholas compartilha fotos da família. Nos primeiros capítulos, vemos que ele viveu em uma família de classe baixa e se divertiu com pouco. Micah foi seu melhor amigo e os dois amavam brincar na rua, algo que é quase impossível nos dias de hoje. Ele também relembra as aventuras nas férias, os perrengues na escola e as primeiras namoradas. Sem falar nos dramas comuns de quem é o filho do meio.

Quando fala sobre a viagem, ele descreve muito bem cada lugar. Em apenas três semanas, Nicholas conhece alguns dos destinos mais incríveis do mundo. Machu Picchu, Ilha de Páscoa, deserto de Ulurú e Taj Mahal são alguns dos paraísos citados. Claro que eles aproveitam esse momento para dar conselhos um ao outro. Enquanto o escritor precisa desacelerar e ficar mais com a família, Micah precisa se reconectar com seu lado espiritual.

Minha opinião

Bom, contei lá no começo do post que eu estava com muito ranço dos livros do Nicholas Sparks. O que posso dizer é que Três Semanas Com Meu Irmão é a obra mais diferente dele. Tem a parte turística e também tem a parte da autobiografia mesmo, coisas que você não encontra nos outros livros que ele escreveu.

Sobre a viagem, é incrível como ele nos transporta para aqueles lugares. Parece que estamos visitando os mesmos museus e os mesmos monumentos. E é louco pensar como tanta coisa mudou. Ele fez a viagem em 2002 e precisava de um sinal especial para conseguir falar com a família. Hoje, a gente usa sinal de Wi-Fi e fala pelas redes sociais instantaneamente.

Mas, sem dúvida, o que eu mais gostei foi de saber da vida dele. Os primeiros anos são até engraçados, mas quando ele se torna adulto, o livro fica PESADO real. Ele fala sobre várias tragédias pessoais (os fãs de verdade dele talvez até já saibam dela), mas é muito forte. Não é à toa que ele curte tanto fazer livros com finais tristes. E, por falar nisso, é muito bacana acompanhar como ele começou na carreira de escritor. Ele até cita alguns de seus primeiros livros.

Eu AMEI este livro. Foi um reencontro muito especial com o Nicholas Sparks e até me deu vontade de ler os dois livros dele que eu ainda não li. Essa mistura de dicas de viagem e lembranças do passado me agradou muito, gente! Recomendo para todo mundo, especialmente para quem gosta dos livros dele, mas é importante ficar com um lencinho por perto porque é muito triste e pesado.

 

E você, já leu este livro? Conta aqui nos comentários! 🙂

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Glossy Blush Rose Gold – Océane

Olá, pessoal! Quem aí gosta de blush? Bom, eu adoro dar uma corzinha no rosto. Acho que todas nós brincávamos de pegar o blush que a nossa mãe tinha e fazer a palhacinha quando éramos crianças, né? O blush sempre esteve presente na minha vida, desde que eu era muito pequena. Mesmo assim, não é um item de maquiagem que eu presto muita atenção. A não ser quando encontro O blush e é exatamente sobre isso que vou falar hoje com vocês! 🙂

No fim do ano passado, fui convidada para a Bijoias (minha primeira vez no evento) e a Océane era um dos expositores. Claro que eu aproveitei minha visita para passar por lá e recebi um kit com vários lançamentos. Entre eles, estava o Glossy Blush Rose Gold. Nunca tinha testado o blush da Océane (aliás, para ser sincera, só conhecia os pincéis, que são maravilhosos). Mas, por ser rose gold, já ganhou meu coração. É a cor do momento, né gente?

Como funciona? 

Todo mundo sabe qual é a função principal do blush, certo? Bom, caso você não saiba, o produto tem o objetivo de dar cor às maçãs do rosto, deixando aquele arzinho de saúde. Normalmente, o que muda de um blush para o outro é a cor mesmo. Porééém, o Glossy Blush Rose Gold da Océane tem um diferencial. Ele conta com um acabamento cintilante, que chega na cor do momento que a gente quase não ama, né?

Mas não para por aí, não! O blush traz partículas de mica, que refletem a luz de forma natural e dão um toque coradinho ao rosto. Ou seja, fica um iluminado muito lindo e tem um tom maravilhoso de rosa!

Minha opinião

Como falei antes, não vejo tanta diferença assim entre um blush e outro, a não ser a cor. Então, o que me chamou atenção logo de cara neste aqui foi o fato de ser rose gold. Gosto de aplicar blush com pincel e logo na primeira aplicação eu já fiquei surpresa. Sabe amor à primeira vista? Então!

Ele é extremamente pigmentado e tem um tom lindinho de rosa, que é perfeito para quem tem a pele clarinha como a minha. Mas, sem dúvida, o que eu mais gostei é o efeito iluminado, que é MARAVILHOSO! Às vezes, eu até dispenso o iluminador – e olha que isso é uma tarefa quase impossível para mim, que sou apaixonada por iluminadores.

Virou vício: uso o Glossy Blush Rose Gold praticamente em todas as minhas maquiagens agora. Viram como a cor fica bem sutil em mim?

Eu também gosto muito de usar o Glossy Blush como sombra naqueles dias que a gente está com preguiça de fazer um rebocão. Aplico nas pálpebras com os próprios dedos e o resultado é lindo. Minha única dica é tomar cuidado porque ele é bem pigmentado, então pegue só um pouquinho de produto e aplique com calma.

Em relação ao preço, pesquisei e vi que ele sai entre R$ 30 e R$ 45. Você até encontra um blush mais barato por aí, mas sinceramente? Acho um valor justo para a qualidade e o resultado que ele oferece.

 

Agora me conta: você já testou? Ficou apaixonada por ele como eu?

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Base Líquida Fresh & Fit – Essence

Olá, pessoal! Recentemente, mostrei aqui no blog as minhas bases preferidas do momento. Porém, percebi depois que faltou fazer uma resenha detalhada de uma delas: a Fresh & Fit da Essence. Vocês já sabem que a Essence é uma marca alemã de maquiagem que desembarcou aqui no Brasil em setembro do ano passado e ganhou meu coração desde então. Fui convidada para o evento de lançamento da marca por aqui, recebi um kit recheado de produtos, incluindo esta base.

A minha paixão pela Essence foi tão grande que depois eu comprei mais três bases da marca, mas a Fresh & Fit foi a primeira que eu testei. Ah, importante destacar que a marca é bem baratinha lá na Europa (vende em farmácia). Ela veio para cá com a mesma proposta. Os produtos são vendidos por aqui com um valor bem acessível, o que é ótimo!

Como funciona?

base líquida Fresh & Fit tem a proposta de deixar a pele bem uniforme, com aquela cara de quem “acordou assim”, sabem? Por isso, a cobertura é bem levinha, mas com um brilho natural. Ah, também conta uma radiância que parece sair de dentro para fora. É indicada para todos os tipos de pele, inclusive as oleosas!

O mais bacana de tudo é a fórmula da base, que traz complexo de vitaminas e água de cranberry. Tudo isso para dar mais saúde e ainda manter a pele do rosto hidratada por muito mais tempo. Sem falar que a Essence é uma marca cruelty free! ♥

Minha opinião

Normalmente, prefiro base de alta cobertura, que oferece aquele efeito rebocão. Quando vi que a Fresh & Fit tinha cobertura leve, fiquei um pouco desmotivada. Mesmo assim, usei pela primeira vez no vídeo que postei lá no começo do post e simplesmente AMEI! Sim, a cobertura é bem leve mesmo, mas traz um brilho lindo e valoriza o que a gente tem de bonito, sabem? Não faz aquele reboco total, mas esconde bem minhas olheiras e minhas manchinhas, então tá ÓTIMO!

Eu gosto de aplicar a base com uma esponjinha e é incrível o quanto ela rende. A embalagem tem 30 ml é de vidro, toda bonitona, e funciona com o sistema de pump, o que facilita muito nesse sentido. Apesar da cobertura ser leve, a textura não é fluida e bem consistente. Ou seja: espalha-se facilmente ao redor do rosto e a gente logo consegue perceber o resultado!

A parte ruim é que a base tem apenas quatro tons:

  • 10 – Fresh Ivory (minha cor)
  • 20 – Fresh Nude
  • 30 – Fresh Honey
  • 40 – Fresh Sun Beige

Acho que algumas pessoas podem ter certa dificuldade para encontrar o tem exato de base, mas a Ivory (a mais clarinha) se adaptou muito bem ao meu tom de pele. Normalmente, sou sempre o segundo tom mais claro de base, então fica a dica. Talvez seja bom testar um tom abaixo do que vocês estão acostumadas a usar. Ah, eu ganhei a base nesse tom lá no evento, então não tive a oportunidade de fazer todos os testes antes (ainda bem que deu certo, né?).

Como a base não tem uma cobertura muito alta, eu gosto de usar no dia a dia ou quando tenho um compromisso mais informal, como um cinema ou um encontro com as amigas. Além do efeito iluminado bem natural, eu também AMO o cheirinho, que é bem leve e bem gostosinho. A fragrância é sentida apenas no momento da aplicação, logo depois ela desaparece.

Como falei antes, o valor da Fresh & Fit é bem acessível: R$ 42,90. Tá certo que não é extremamente barato, mas acho um valor bem competitivo com outras bases nacionais que muitas vezes não trazem o mesmo resultado. Bom, e a embalagem é de vidro, tem uma carinha mais chique, então acho um preço bem justo.

E você, já testou esta base? Me conta nos comentários!

Um beijo e até o próximo post!