Posts em destaque

5 razões para cortar o cabelo

Sempre fui defensora dos cabelos longos. Uma das minhas maiores frustrações é ter nascido com fios bem fininhos, que apresentam certa dificuldade para crescer. Desde muito cedo, convivo com pontas duplas. Pois é, cabelos finos, além de demorarem para crescer, costumam ficar mais ralinhos nas pontas. Mesmo assim, queria porque queria que meu cabelo tivesse um comprimento enorme.

A última vez que me lembrava de ter cortado meus fios bem curtidos foi em 2000. Ou seja, estou há 15 anos com os fios abaixo dos ombros. Nesse meio tempo, passei a fazer luzes, progressiva e investi pesado na dupla secador + chapinha. Também aprendi que não dá mais para passar muitos meses sem cortar, mas sempre fui categórica quando ia ao salão: somente as pontinhas.

Eis que um milagre aconteceu há alguns dias. Procurei a Nat, minha cabeleireira top do Lorenzo’s Hair, porque estava cansada das pontas duplas. Fui sem ideia e perguntei o que ela me recomendava. A sugestão dela foi cortar quatro dedos. Confesso que deu um friozinho na barriga, mas resolvi arriscar. O resultado? Finalmente cheguei ao long bob, corte que eu morria de vontade de ter, mas nunca encontrava coragem.

Sem título

Amei tanto, mas tanto, meu novo corte que resolvi incentivar todo mundo a se aventurar também. Olha só por que:

Praticar o desapego faz bem

Sempre escutei amigas falando isso ou postando nas redes sociais. Pensei que fosse me arrepender no mesmo segundo em que passasse a tesoura, mas não é que é verdade? Parece que os fios eliminados carregavam um peso enorme e agora, num passe de mágica, você está mais leve. Funciona mesmo!

images

Melhora a autoestima

E como! Estava me preparando para as lágrimas quando me olhasse no espelho, mas aconteceu o contrário. Gosto tanto da minha nova versão que acho que até meu rosto ficou mais magro (exatamente o oposto do que eu imaginava). E é simplesmente maravilhoso quando alguém me pergunta se eu cortei o cabelo. Tem outro sentido do que reparar que você só cortou as pontinhas.

Incentiva a vaidade

Tenho amado imaginar mil penteados com o meu novo cabelo, combinar brincos, batons… Parece que dá um start na gente, sabe? Desperta o nosso lado feminino como nunca. Até na hora de ir à academia a gente presta atenção para ver se o cabelo está bonito. E, claro, faz questão de dizer o tempo todo que cortou o cabelo.

image1 (14)

Faz com que você cuide melhor do cabelo

Morro de preguiça de passar máscaras de hidratação toda semana (às vezes até esqueço) ou de aplicar protetor térmico antes da chapinha ou do secador. Mas agora sigo o ritual certinho e faço questão de cuidar muito bem dos meus fios. Parecemos até outras pessoas e não nos importamos nem um pouco de gastar horas no banheiro e de ir dormir tarde por conta disso.

Deixa os fios com aparência mais saudável

Desapegar de vez das pontas duplas tem suas vantagens. Sem qualquer resquício de fraqueza, os fios ficam mais bonitos e com uma aparência pra lá de saudável. Algumas pessoas acreditam que o processo também pode acelerar o crescimento, mas não há estudos comprovados. Para ser sincera, amamos tanto nosso cabelo mais curto que não queremos que cresça tão rápido.

Vale lembrar que cada rosto pede um corte diferente. Por isso, converse sempre com o seu cabeleireiro para encontrar a melhor opção.

[Resenha] Luminous Stick Iluminador – Contém1g

Sem título

Entre todos os itens de make, o iluminador sempre foi o que mais me deixou com dúvidas. Até sabia que a função dele era, adivinhem só, iluminar e destacar os pontos mais importantes do rosto. Mas quais seriam esses pontos? Como saber qual dose é a mais indicada? Como sou curiosa por natureza, fiz algumas pesquisas, vi alguns vídeos e achava que já tinha entendido tudo. Só que eu sempre acabava aplicando muito produto e saía com mais brilho do que o necessário. E a gente sabe que não tem nada mais feio do que maquiagem carregada de iluminador, certo?

Pois bem. Outro dia comentei aqui no blog que fui conferir as novidades da Contém1g Perdizes, única loja da rede em rua na cidade de São Paulo, e que acabei completamente surpreendida com o ótimo atendimento da equipe de vendedoras. Cheguei lá com mil dúvidas e elas souberam responder tudo com a maior paciência. Entre as minhas queixas estava a pergunta que não queria calar: como usar iluminador?

Foi aí que elas me sugeriram o Luminous Stick, um dos best-sellers da marca. O que ele tem de diferente? É um iluminador em caneta. Vejo muito iluminador por aí em pó ou líquido, mas foi a primeira vez que soube de um iluminador em bastão dessa forma. A maior vantagem desse formato é que permite a dose certa, ou seja, não tem como exagerar.

IMG_5173[1]

As meninas da loja são tão atenciosas que me ensinaram na hora como usar o produto. Desde então, estou completamente viciada. O formato em caneta realmente tem muitas vantagens. Além da dose correta, permite ver o resultado em segundos. É só passar nas áreas indicadas para notar a região mais brilhante. Aliás, é importante lembrar que essa questão varia de acordo com o tipo de rosto. O meu, por exemplo, é mais oval, então devo valorizar a parte central, como nariz, testa e queixo.

Estava acostumada a usar iluminadores em pó ou líquido e era mestre em desperdiçar produto. Sempre caía uma quantidade a mais na minha bancada, sabe? Com o Luminous Stick esse problema não existe. O material está ali, firme e durinho. E vamos combinar que é esse formato é muito mais prático, até mesmo para levar em viagens.

IMG_5177[1]

Tem mais. O produto, assim como todos os outros itens da marca, foram pensados na pele da mulher brasileira, que tem necessidades próprias. Então é garantido que você usa um produto ideal para o seu rosto e com uma fórmula leve que não agride e não provoca alergias. Por falar nisso, a proposta é justamente essa: oferecer uma textura sedosa com aplicação uniforme.

Como falei antes, estou totalmente viciada neste iluminador. Virou item obrigatório da minha necessaire e faz parte do meu ritual diário de maquiagem. Essa é outra vantagem: dá para passar em qualquer horário do dia, é só controlar a intensidade do brilho. Não é à toa que o produto é um dos mais vendidos lá da Contém1g Perdizes. Com todos esses benefícios e uma equipe extremamente dedicada, o sucesso é garantido!

Pontos fortes do rosto valorizados em segundos graças ao Luminous Stick

Pontos fortes do rosto valorizados em segundos graças ao Luminous Stick

Gostou? Então aproveita a boa notícia: Leitoras do Fik Dik têm 10% de desconto em compras na Contém1g Perdizes. Isso mesmo. Basta usar a senha “FIKDIK Blog” e arrasar. Não é a desculpa perfeita para adquirir um Luminous Stick e comprovar os benefícios por conta própria? A Contém1g Perdizes fica na Rua Cardoso de Almeida, 731, esquina com a Rua Dr. Homem de Melo, em Perdizes. Ah, eles estão abertos de segunda à sábado, das 10h às 20h. Quero ver todo mundo fazendo bonito com o iluminador, combinado?

Avaliação: ♥♥♥♥♥

Top 5 – Livros para comemorar o Dia dos Avós

download

No próximo domingo (26) comemoramos o Dia dos Avós. A data é comemorada aqui e em Portugal e a origem tem a ver com o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e, consequentemente, avós de Jesus Cristo. Seja como for, a gente sabe que não existe nada melhor do que o amor de uma avó e de um avô. São eles que dão aquele colinho gostoso quando a gente mais precisa, não é mesmo? E a comida então? Tem coisas que a gente experimenta e logo pensa: “Nossa, tem gosto de comida de vó”.

Por isso, a dica é aproveitar que a data cai no final de semana e passar o dia todo ao lado dessas pessoas tão importantes. Como de costume aqui no blog, preparei um top 5 para homenagear todos os avós que existem por aí. No ano passado, fiz uma lista com personagens de filmes. Então, neste ano, selecionei cinco figuras de destaque em livros. Curiosas para saber quem são? Vamos lá:

Nana – Um Homem de Sorte

sorte

Contei aqui algumas vezes que não gosto muito dos livros do Nicholas Sparks porque todos seguem a mesma fórmula. Entre os elementos repetitivos está a presença quase constante de personagens idosos. Eis aqui um exemplo: Nana, avó da mocinha Beth e dona do canil onde o protagonista Logan vai trabalhar. Apesar de ser uma senhora, ela é totalmente ativa e dá os melhores conselhos do livro. Para ser sincera, é a minha personagem favorita da história. Autêntica, sábia e fofa, ela é essencial para fazer com que o enredo deslanche e não fica presa ao lenga-lenga do casal principal.

Noah – O Casamento

o-casamento-nicholas-sparks

Ele talvez seja o personagem mais clássico do universo do Nicholas Sparks e fez com que todas nós morrêssemos de amor em Diário de uma Paixão. A comoção foi tanta que Noah voltou em O Casamento, só que dessa vez como coadjuvante, já que a história é centrada agora em sua filha Jane. Apesar de ser um dos livros que eu menos gosto do autor, vale a pena pelas passagens do Noah, que se transformou no vovô fofo e cheio de boas lembranças. Aliás, é muito bacana poder saber o que ele fez depois do primeiro livro. Mas já aviso: a trama toda é beeem água com açúcar, daquelas com zero emoção, sabe?

Vivian – Quero ser Vintage

Quero ser Vintage

Postei a resenha deste livro há pouco tempo e geralmente não costumo repetir livros ou filmes nos Top 5 aqui do blog, mas a avó da Mallory foi a primeira personagem que apareceu na minha cabeça quando pensei nesta lista. Aliás, a história toda gira em torno de uma lista feita justamente pela avó da protagonista, que era uma adolescente típica dos anos 60. Mallory decide viver como ela naquela época, mas embarca em uma aventura daquelas. Adorei ver que sua avó hoje em dia é totalmente o oposto daquilo que ela imagina e os diálogos entre as duas são divertidíssimos. Aqui vai uma confissão: queria a avó dela para mim. Alguém mais?

Joy – Em Busca de Abrigo

Em-Busca-de-Abrigo

Em seu primeiro livro, lançado recentemente no Brasil, Jojo Moyes (minha escritora favorita do momento) prova que é muito boa para criar personagens femininas. Tanto que foca na relação de três mulheres de uma mesma família: avó, filha e neta. A história começa quando Sabine é obrigada a conviver por um tempo com sua avó, Joy, e descobre que ela não é nada fácil. Dona de um temperamento complicado, parece amar mais seus animais de estimação do que sua própria neta e a relação entre as duas não é nada fácil. A situação garante momentos cômicos e passa a ficar mais tranquila com o passar do tempo. O mais legal de tudo é que o prólogo mostra a vida de Joy quando ainda era uma jovem, então a gente fica com a pulguinha atrás da orelha para saber como ela se transformou nessa senhora carrasca…

Sadie – Menina de Vinte

download (1)

Ok, ela não é avó, mas uma tia-avó pela qual eu tenho um carinho imenso. Neste livro escrito por Sophie Kinsella (a mesma que eternizou nossa musa Becky Bloom), Sadie é um espírito que resolve infernizar a vida da sobrinha-neta no dia de seu velório. Acontece que ela quer porque quer que a jovem encontre um colar que foi seu por 75 anos para então poder descansar em paz. Só que a fantasminha volta como uma típica garota dos anos 20 e tem dificuldades para aceitar que os costumes atuais são bem diferentes. A partir de então, começa uma história leve, extremamente divertida e comparativa entre duas mulheres da mesma família que não se parecem nem um pouco, mas, com o tempo, descobrem que são mais parecidas do que imaginam.

Achadinho: Daiso Japan

Daiso-Japan

Várias pessoas já tinham me falado sobre a Daiso Japan, lojinha japonesa que vende todo tipo de coisa possível, desde porta retrato até isca de pesca. Só que eu nunca fui muito de gostar desse estilo de loja, então acabei adiando minha visita. Fiquei um pouco mais interessada quando descobri que eles seguem o conceito de preço único, em que todas as peças são vendidas pelo mesmo valor. No caso, apenas R$ 6,90.

Mas, de verdade mesmo, só quis ir quando entrei no perfil deles do Instagram (@daisojapan) e descobri a quantidade de coisinhas fofas. Estava mais do que pronta para saber se a loja era tudo isso. E é, viu, gente!

A Daiso chegou ao Brasil em 2012 e está em sistema de expansão, com várias unidades aqui em São Paulo. Fui em uma localizada no bairro da Saúde e da entrada já dava para ter uma noção da piração que seria lá dentro. É tanta coisa bacana que a gente tem vontade de colocar tudo na cesta de compras.

Foto-Daiso-Japan-Divulgação

Como disse lá em cima, a loja vende TUDO, absolutamente tudo. Para terem uma ideia, tem muita coisa de cozinha, papelaria, banheiro, artesanato e até alguns itens fofíssimos para cachorros. O mais curioso é que a maioria dos produtos vem do Japão e é praticamente impossível tentar entender o que está escrito. Ainda bem que existem plaquinhas responsáveis por explicar do que se trata.

Claro que, como toda loja do tipo, tem muito cacareco, mas também tem muita coisa legal e útil. De tudo, o que eu mais gostei mesmo foi a bolsinha de água quente. Disponível em dois tamanhos, é do tipo durinha (nada daquelas molengas tradicionais) e compacta. A criatividade fica por conta da meinha que funciona como capa e evita queimaduras na pele.

Enfim… Tanta coisa legal que vale a pena explicar com foto:

11358199_1594661724111910_1634244258_n Bolsa de água quente com meinha

Forminhas de gelo de coraçãoFormas de gelo

Toalhas Toalhas de rosto

A Daiso já entrou para a minha lista de locais irresistíveis aqui de São Paulo. E vale lembrar mais uma vez: é tudo por R$ 6,90. Mais informações: https://www.facebook.com/daisojapanbrasil

A febre do Snapchat

20150354f4e53a4fee9

Soube da existência do Snapchat há muito tempo, em meados de 2011. Na época, ele foi lançado como uma rede social que permitia o compartilhamento de fotos por 24 horas. De início, não vi graça alguma. Qual era o sentido de postar algo sabendo que desaparecia no dia seguinte?

Fato é que o aplicativo demorou para vingar aqui no Brasil. Lembro que, há alguns anos, ele começou a ser utilizado por adolescentes que queriam compartilhar segredos. Talvez seja por isso que eu relutei em fazer parte desse mundo. Via o Snap como uma rede mais jovem e até um pouco infantil.

Até que, de uma hora para outra, o programa pegou. No ano passado, muita gente já usava e dizia que era o máximo. Neste ano, virou febre. Blogueiras e famosas começaram a aderir e a sensação foi se espalhando. Resolvi que era hora de testar e, depois de inúmeras tentativas – sim, ele é bem difícil no começo – estou completamente viciada.

No Snap, é possível postar fotos de até cinco segundos e vídeos com duração máxima de dez segundos. No entanto, não há limite de envio. O usuário pode compartilhar quantos vídeos e fotos quiser por dia. Seus amigos terão acesso a todo conteúdo e poderão ver o tempo máximo do conteúdo no canto superior da tela.

keep-calm-and-snapchat-me-41-1

O que isso significa? Liberdade total para postar qualquer coisa. Pode ser dica de beleza, look, jantar, selfie. O mais legal é que não tem pressão ou julgamento porque só você sabe quantas pessoas viram o seu perfil. Também dá para decidir se o conteúdo poderá ser visto por todas as pessoas que te seguem – no recurso “Minha história” – ou somente com determinados amigos.

O fato de ter tudo deletado após 24 horas é um pouquinho ruim, confesso. Às vezes corro o dia todo e não consigo acompanhar as postagens de alguém que eu curto seguir, por exemplo. Por outro lado, é bom tirar foto de alguma coisa ou de si mesmo e saber que aquela fotografia não vai ocupar a memória do celular (sou dessas que morrem de preguiça de limpar o arquivo de fotos do celular e terminam com mais de mil imagens no arquivo).

Por falar nisso, o conteúdo postado no Snap é de uso exclusivo do usuário. Explico melhor: até é possível dar print de algum vídeo ou foto de outro usuário, mas ele será avisado e essa atitude pega um pouco mal no sistema da rede. Então, é bacana porque permite dividir seu dia a dia com milhares de pessoas, mas também porque preza muito pela privacidade.

Com tantas vantagens, não é de se espantar que o aplicativo tenha caído no gosto dos brasileiros. Ainda não faz parte do time de usuário? Entra lá e aproveita para me seguir (camillachevi).