Categorias
Beleza Make

Base da Mari Maria: vale ou não a pena? (Resenha)

Olá, pessoal! Vocês já sabem que a Base da Mari Maria está dando o que falar, né? Tem gente que ODIOU (assim mesmo, com letras maiúsculas), mas também tem gente que AMOU. Como eu amo uma polêmica, fiz questão de comprar e testar.

Caso você não saiba dessa saga, vou fazer um resumo. Mari Maria é uma influenciadora que tem o rosto coberto de sardas e consegue cobrir tudo com as próprias maquiagens. Recentemente, ela colocou os produtos da linha de cosméticos que assina à venda na Sephora.

Uma amiga minha me convenceu a comprar a base. Passei duas semanas rodando várias lojas da Sephora, mas era impossível de achar (até no site estava esgotada). Compartilhei essa saga no meu Instagram e outra amiga me indicou a comprar no site Sunset Cosméticos. Deu certo, estou usando e agora é hora de contar tudo pra vocês!

Como funciona?

O grande diferencial da Base da Mari Maria é que ela também funciona como corretivo. Chamada de Velvet Skin, tem cobertura média/alta, acabamento matte e uma textura bem natural e aveludada (uma grande tendência no mundo de make).

A foto mostra a base da Mari Maria

Tem longa duração, ajuda a minimizar imperfeições e permite a construção de camadas. Além disso, precisamos destacar a fórmula, rica em vitamina E (que ajuda a prevenir o envelhecimento precoce). É hipoalergênica, dermatologica e oftalmologicamente testada e oil free.

Ao todo, são 10 opções de cores. Particularmente, achei que tem uma boa diferença entre os tons. Mesmo assim, dá para criar mais versões e acredito que a Mari Maria vai trabalhar nisso futuramente. O que vocês acham?

Minha cor é a Bege Claro 1, a mais clara de todas. Confesso que ficou levemente clara para mim, mas foi a que mais chegou no meu tom

Minha opinião

Quando eu usei a Base da Mari Maria pela primeira vez, tentei ser o mais neutra possível. Mesmo assim, algo me dizia que eu não ia gostar. Sério, eram tantas resenhas negativas que eu acabei me influenciando um pouco.

No entanto, quando passei a primeira camada, fiquei surpresa de verdade com dois quesitos: a cobertura e o rendimento. Diferentemente de bases que funcionam com pump, ela vem com um pincel próprio (como os de corretivo). Apliquei em locais específicos do rosto e pensei: “tem que render, senão é um baita desperdício de produto”.

Não só rendeu para o rosto inteiro, como deixou uma cobertura linda (no meu rosto, média). Cobriu bem algumas manchinhas e deu um acabamento sequinho com um leve glow. Achei perfeita para o dia a dia, sabe?

Pergunta que não quer calar: marca as linhas de expressão? Bom, preciso dizer que sim, marca. É só assistir meu vídeo acima para ver. Mas não achei que marca do jeito que falaram. Eu passaria um corretivo por cima, mas dá super para ficar com ela o dia inteiro se quiser algo mais leve.

Mas, Cami, vale a pena comprar? A base custa R$ 55 e acho que entrega um resultado bem justo. Não usaria para um casamento, mas usaria tranquilamente em um evento durante o dia. Acho que vale se você gosta da Mari Maria ou se gosta de uma base média com uma cobertura linda. Eu sei que estou apaixonada por ela!

E você, já testou essa base? O que achou?

Um beijo e até o próximo post!

3 respostas em “Base da Mari Maria: vale ou não a pena? (Resenha)”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.