Posts em destaque

5 alimentos para comer sem culpa nas festas juninas

Não tem jeito: entra ano, sai ano e a minha comemoração favorita continua sendo a festa junina. Acho uma graça a decoração com as bandeirinhas, as barraquinhas, as brincadeiras tão simples com as crianças (amo a pescaria), as roupas xadrez e o clima gostoso de interior. Mas tem um motivo que supera qualquer outro desses: a comida. Tem coisa melhor do que o cardápio de festa junina? Na lista, temos quitutes como cachorro quente, crepes, canjica e tantas outras delícias. Sério, gente, eu PIRO em festas juninas.

Mas aí, no dia seguinte mesmo, já vem aquele peso na consciência por conta da jacada. A boa notícia é que dá, sim, para pegar leve nesses eventos. Ok, eu sei que já falei sobre esse tema lá no comecinho do blog, mas é junho e a gente quer mais é se acabar na quadrilha, então vai ter repetição de post e pronto. Brincadeiras à parte, aviso que é preciso ter muita determinação para seguir esse roteiro magrinho aqui embaixo. Vamos conferir?

 

Milho

Pensa só na quantidade de alimentos juninos à base de milho: curau, bolo, pamonha, canjica e tantas outras maravilhas. Mas o melhor quitute desse grupo todo é a espiga de milho, que protege contra doenças cardíacas, retarda o envelhecimento, controla a pressão arterial e ainda fortalece os ossos. Vale também um saquinho pequeno de pipoca para comprovar os benefícios. O que não pode? Exagerar no sal e na manteiga, que são perigosos e calóricos.

 

Pinhão

e8d2081f00b82df378e855abde135358

Já falei sobre as maravilhas do pinhão no post sobre as comidas típicas de inverno, mas vale relembrar para dar água na boca. Fonte de fibra, ele ajuda nas funções intestinais e controla os níveis de colesterol. Mas ainda tem mais: melhora a circulação sanguínea e estabiliza a pressão arterial. O único ponto de atenção é o excesso, já que o alimento também é calórico.

 

Bolo de fubá

dd3ae13cf80187e48ecc0712dd2a2a1f

Rola um papo de que o fubá engorda e muita gente tira essa delícia (que tem gosto de infância na casa da vó, fala aí) do cardápio. Você também ama essa maravilha aqui? Então pode se animar, porque o ingrediente é uma excelente fonte de fibras, ótimas para quem sofre de doenças cardíacas, obesidade e diabetes, além de dar uma forcinha para o sistema imunológico. O que não dá é cair matando e comer o bolo inteiro, ok?

 

Espetinho de carne ou frango

f97533f07a330d423ae00cdde691aa22

É um clássico da festa junina que faz superbem à saúde. Além do alto teor de proteínas, essenciais para a nossa sobrevivência, eles ajudam a ganhar massa muscular, atuam no sistema imunológico e ajudam no transporte de oxigênio dentro do corpo. O problema é que a gente não consegue comer um espetinho só, então o resultado se transforma no excesso de comida. Viu, amiga, tem que se controlar!

 

Vinho quente

7c67d8767e298364a0cc70e0c7933643

Nada mais gostoso do que uma bebida quentinha para aliviar o frio, não é mesmo? E se essa bebida ainda for boa para a saúde? O vinho quente é composto por resveratrol, substância que protege o coração. Isso sem falar no poder de dilatar os vasos sanguíneos, o que estabiliza a pressão arterial, e de controlar as taxas de colesterol. Antes de pegar sua caneca e preparar o brinde, é bom ficar atenta, já que álcool em excesso é um dos maiores vilões da saúde.

 

Gostaram das dicas? Agora fica mais fácil se jogar na festa junina sem culpa!

 

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest

Para comer sem culpa: 6 benefícios do chocolate

Todo ano é a mesma coisa: a Páscoa chega e a gente não sabe se enfia o pé na jaca e come aquele ovo de chocolate supercalórico ou se continua firme e forte na dieta. O doce que nós tanto amamos é considerado um vilão para muita gente, mas tem lá seus benefícios. E são vários, viu?

Mas claro que nem tudo é essa maravilha. Para que possa ser um aliado da nossa saúde, o chocolate precisa ser amargo e, de preferência, com mais de 70% de cacau, já que o fruto é o todo poderoso. Por isso, pode esquecer o chocolate ao leite e o branco. Sei que é triste, mas pelo menos a gente não passa vontade na Páscoa. Bora ver esses tais benefícios?

 

Diminui o estresse

e62f83e4ce9a2fe53469e01c890f8862

Não tem como negar: todo mundo está – ou já esteve – estressado. A gente faz mil coisas ao mesmo tempo e parece que a vida fica corrida, não é mesmo? Os perigos do estresse a gente já sabe, mas dá para recorrer ao chocolate ao invés de tomar mil remédios. Isso acontece porque ao consumir o doce, somos bombardeadas pela endorfina e pela dopamina, hormônios que ajudam no relaxamento. Bom, né?

 

Faz bem ao coração

38c520bf384e31e729448fda59378aa2

Assim como tem muita gente estressada, tem um time bem grande de pessoas hipertensas e muitas delas são jovens. Quem se encaixa nesse quadro sabe que é preciso maneirar na alimentação e praticar atividades físicas, mas dá para adoçar tudo isso com um pedacinho de chocolate. A explicação é que ele é rico em antioxidantes que inibe uma enzima capaz de aumentar a pressão arterial.

 

Funciona como anti-inflamatório

Sem título

A dose recomendada pelos especialistas é de 30 gramas, o que equivale a um quadradinho. Parece pouco, mas é o suficiente para ajudar em inflamações crônicas. Além de todos os nutrientes anteriores, ele também tem flavonoides, componentes que destroem os radicais livres que causam o problema. Taí um excelente tratamento, não é mesmo?

 

Melhora o humor

Sem título

Já perceberam como o chocolate é mágico? Basta uma mordidinha para nos sentirmos mais alegres. Parece que todo o peso do excesso de compromissos e responsabilidades que a gente carrega some imediatamente. A verdade, no entanto, é que ele é uma fonte poderosíssima de serotonina, neurotransmissor que causa aquela sensação maravilhosa de bem-estar. Ficou triste? Come chocolate (um pouquinho só, tá?) que passa!

 

Deixa a aparência saudável

Sem título

O chocolate também promove um efeito incrível na nossa pele. Além de deixar a nossa saúde em ordem, ele é tão maravilhoso que previne o envelhecimento. Graças aos antioxidantes e à alta concentração de vitaminas A e do complexo B, ele atua diretamente na regeneração do rosto. Está explicado porque é usado em diversos cosméticos, não é mesmo? Vou super passar a investir nesses produtinhos!

 

Ajuda a emagrecer

5219c12c4f5832210dacec7d797a4a85

Opa, como assim? Chocolate ajuda a perder peso? Parece loucura, mas é verdade. O doce é composto, entre outros nutrientes, por cafeína, que acelera o metabolismo e provoca a queima de calorias. Isso sem falar que ele também promove saciedade, ou seja, evita que a gente coma o que não deve e em horas erradas. Maravilha!

 

Viram só, dá para ser feliz nesta Páscoa sem se preocupar com a balança.

 

Um beijo e até o próximo post!

Comidas de festas juninas para comer sem medo!

Chega junho e a gente pensa em quê? Não, não é no Dia dos Namorados. Também não é na Copa do Mundo. Estamos falando de festas juninas e todas aquelas barraquinhas cheias de guloseimas – crepes, pastéis, cachorro quente, doces típicos… Hum, só  de pensar dá água na boca! – O problema é que esse excesso de comida não é nada bom quando a gente sobe na balança. Mas se você não vê a hora de pisar no próximo arraiá, pode comemorar! Alguns alimentos típicos da festa podem, sim, ser consumidos sem ficar com peso na consciência. Vamos conhecer quais são?

Milho

 image

Dá para pensar em festa junina sem milho? Praticamente impossível. O ingrediente é base para quitutes típicos da época como pamonha, curau e canjica e também pode ser encontrado na própria espiga. O fato é que o milho é rico em vitaminas A e C e uma ótima fonte de potássio e ferro, além de auxiliar a função intestinal. A melhor forma de consumo é o milho cozinho, com pouco sal e manteiga. Se você não resiste a um bolo feito com o ingrediente, anote aí: existem opções lights com apenas 80 calorias por porção. Oba!

Vinho quente

image

Você sabia que o vinho tem antioxidantes que ajudam a combater problemas cardiovasculares? Pois é! Então nada melhor do que aproveitar a época e tomar a bebida quentinha. Mas atenção: evite as opções carregadas em açúcar e procure tomar apenas uma dose, já que o álcool em excesso é calórico. De resto, é só aproveitar cada gole e fazer um brinde!

Tapioca

image

Não, você não leu errado. A tapioca é feita com farinha de polvilho e água, então a massa é pouco nutritiva. Por isso, dá para compensar no recheio. Dê preferência a frutas e deixe de lado acompanhamentos calóricos, como doce de leite, leite condensado e chocolate (eu sei, é difícil, mas vale a pena!). Bem gostosinho, vai?

Espetinho

image

Olha só que coisa boa: os espetinhos de carne magra (maminha e alcatra, por exemplo) e frango são superindicados! Isso porque são ótimas fontes de proteína e pouco calóricos. Mas fique só neles, viu? A linguiça contém muita gordura e sódio, o que provoca retenção de líquido e aumento de peso. Então é bom maneirar, ok?

(Via Minha Vida)

Páscoa sem exageros

páscoa 1

O feriado mais doce do ano está prestes a começar! Além de comer muito chocolate, é época de reunir a família e promover almoços fartos. Ou seja, serão três dias (quatro neste ano, já que a Páscoa coincidiu com a folga de Tiradentes na segunda) de muita comida. É claro que ninguém precisa se sacrificar e deixar de comer alguma delícia da época, mas dá para passar pelo período de comilança sem se sentir mal depois. Como? Veja abaixo:

Chocolate
É praticamente impossível não comer um ovo de Páscoa. Com a infinidade de opções, a vontade é ainda maior. Mas não se engane: os recheados são os mais calóricos. Por mais que a tentação seja grande (e põe grande nisso), deixe-os de fora e invista nos feitos com chocolate amargo ou meio amargo. Eles possuem antioxidantes que cuidam da saúde do coração. Prova de que nem todo doce é vilão, viu só? Se a tarefa ainda parecer difícil, aposte no tradicional ao leite.

Quando comer: a melhor hora para se deliciar é após o almoço ou durante a tarde, quando a fome e o risco de exagerar são menores. E nada de comer um ovo inteiro. Um pedaço pequeno é mais do que suficiente.

Versões diet: sim, eles possuem menos açúcar. Mas podem ser tão gordurosos quanto os tradicionais. Por isso, fique atenta ao valor nutricional que vem na embalagem. Para não fazer mal à saúde, é importante que o doce tenha de 50 a 70% de cacau na composição.

Páscoa 2

Almoço light
Sexta-feira Santa combina com o tradicional almoço em que o bacalhau é o protagonista. Se você ficou com água na boca, pode preparar seu prato sem medo: o alimento é de fácil digestão e rico em vários minerais, como fósforo e ferro. Quer mais? Ele é uma das maiores fontes de ômega 3, que reduz o colesterol e ajuda a combater doenças cardiovasculares.

Páscoa 3

Você não come peixe: eu também não. Por isso, as minhas sextas de Páscoa sempre foram movidas a macarrão. Se esse for o seu caso, lembre-se de que, teoricamente, nós não podemos comer carne vermelha nesse dia. Então o jeito é ir de frango ou massa levinha (pode ser integral) com molho suave (tomate e cogumelos são ótimas opções).

Fotos: Pinterest