Posts em destaque

Diário de Viagem: Disneyland Califórnia e Las Vegas – Dia 5

Olá, pessoal! Como muitos de vocês já sabem, estou fazendo um diário de viagem aqui no blog contando tudo sobre a minha viagem para a Disneyland Califórnia Las Vegas. Então, se você chegou por aqui direto neste post, clique aqui e leia tudo desde a sequência. Pra quem está acompanhando tudo desde o início, chegou a hora de falar sobre o quinto dia, o nosso último dia de Disney 🙁 (mas não da viagem).

Contei antes que a nossa viagem aconteceu em julho, época de férias e calor nos Estados Unidos, então eu separei dois dias para cada parque da Califórnia, para curtir bem e não deixar de fazer algo por causa de fila. No caso da Disneyland, essa foi uma sábia decisão porque o parque é grande e tem MUITA atração, algumas delas a gente não conseguiu fazer no dia anterior. Era uma sexta-feira e o parque abria uma hora mais tarde (ainda não descobri o motivo), então a gente aproveitou para dormir um pouquinho mais e nos arrumar com calma. Mesmo assim, chegamos uns 15 minutos antes do parque abrir.

Enquanto a Tâni, minha amiga, tirava algumas fotos logo na entrada do parque, eu corri para comprar o aplicativo MaxPass para nós naquele dia. Resolvemos começar a nossa programação tirando fotos com os personagens. Eu NUNCA fiquei em fila para tirar foto com o Mickey ou com as princesas porque sou a doida dos brinquedos e acho que vou perder um tempo precioso por causa disso. Mas a gente já tinha ido nas atrações principais e iríamos ficar até tarde, então tiramos foto com a Minnie e o Pato Donald. Devo dizer que as filas não são tão grandes assim e é bem mais fácil esperar os personagens na Disney da Califórnia do que na de Orlando (eles saem por uma portinha bem no canto da Main Street, pertinho da Mad Hatter, loja de chapéus).

Tenho um fraco pela Minnie, confesso!

A gente queria mesmo era uma foto bem clássica com o Mickey e ficamos esperando ele sair. Nisso, quem sai? A Cruella!! Já fui cinco vezes para a Disney de Orlando e já tinha ido uma vez para a Disney da Califórnia antes disso e não me lembro de ter visto a Cruella. Sou completamente apaixonada pelos vilões da Disney e quando vi que ela estava vindo, soltei um: “AI MEU DEUS”. Claro que a gente correu para tirar foto com ela e foi muito legal porque ela interagiu de verdade e a gente deu muita risada.

Logo depois a gente foi tirar foto com as princesas. Não sei como é na Disney de Orlando, mas nesse dia estavam Branca de Neve, Ariel e Cinderela. Como nós já somos adultas e bem crescidas, eu achei que elas só iam tirar a foto com a gente, mas elas conversaram de verdade. A Ariel falou que não tinha orelhas da Minnie, mas que se fosse comprar uma, seria a rose gold, a que estávamos usando. A Cinderela disse que eu era muito gentil (ela usou essa palavra mesmo) em apresentar o parque para minha amiga, que estava na Disney pela primeira vez, e perguntou qual era meu brinquedo favorito do parque. Quando eu disse que era o Indiana Jones Adventure, ela falou que eu era muito corajosa. Achei fofo! Só senti falta de um fotógrafo oficial da Disney lá porque as fotos que a gente tirou com o celular ficaram estouradas.

Tudo com calma

Repetimos alguns dos brinquedos que nós mais gostamos. Além do Indiana Jones, fomos no Star Tours, na Space Mountain, no Matterhorn Bobsleds e no Piratas do Caribe. A Tâni nunca tinha andado no barco que dá a volta no lago que tem no parque (igual ao de Orlando), então nós fomos. Descobri que o passeio é bem legal porque eles colocaram alguns índios e animais de brinquedo para contar um pouco sobre a história dos Estados Unidos. A gente tinha acabado de dar a volta e fizemos o mesmo passeio na sequência, só que a bordo de um navio pirata (esse eu nunca vi em Orlando).

Não tínhamos reserva em nenhum restaurante, então saímos a caça de um lugar para comer. Estava tudo cheio, muito quente e acabamos parando no Jolly Holiday, um espaço muito fofo na Main Street que é tipo uma padaria, com lanches e doces. Pedimos um sanduíche de peru que estava maravilhoso e depois seguimos para o Jungle Cruise, um passeio na selva que eu acho sem graça, mas a Tâni não conhecia.

No outro dia que fomos para a Disneyland, não deu tempo de fazermos os brinquedos da Fantasyland. Por isso, fomos no brinquedo inspirado em Procurando Nemo (que eu também acho meio sem graça) e depois fomos para essa área do parque. Como estava escurecendo, resolvemos procurar um lugar para esperar o show Together Forever.

Dicas sobre o show Together Forever 

Eu estava muito ansiosa para esse show porque todo mundo dizia que era maravilhoso. Como comentei em posts anteriores, nós tínhamos assistido a esse show no Rivers of America, a área onde acontece o Fantasmic, outro show noturno que acontece por lá. Eu queria MUITO assistir ao Together Forever do castelo da Bela Adormecida porque é só lá que aparece a casa do filme Up – Altas Aventuras (parte mais fofa do show, preciso dizer).

Assistimos o show daqui. O castelo não é alto como o de Orlando e a estátua do Walt Disney atrapalhou um pouco, mas deu tudo certo

Bom, lembram que estávamos em altíssima temporada? Nos sentamos perto do castelo duas horas antes, até passar um funcionário do parque e falar que todo mundo iria se levantar e iria para frente para outras pessoas ficarem em um lugar bom. Virou um caos, gente! Muito aperto, gente segurando criança nos ombros, outra galera com bexiga amarrada em carrinho de bebê. Para ser bem sincera, eu não consegui ver nada. O que vi foi da tela da minha câmera, que estava ligada o tempo todo para a gravação do vlog (e eu ainda fiquei na ponta do pé).

Eu realmente não gostei disso e, se puder dar uma dica, é: NÃO fique muito perto do castelo porque é uma bagunça total. Assista onde vimos da outra vez ou na região da main street (que é onde eu quero ver agora – espero que ainda esteja passando quando eu voltar).

Vale lembrar que o Together Forever é uma projeção de filmes da Pixar, como Toy Story, Up, Wall-E, Divertida Mente, Monstros S. A., Carros e Viva – A Vida é Uma Festa. É muito lindo e tem que assistir mesmo, não dá para ir embora sem ver.

 

E por falar em ir embora, foi o que fizemos logo que acabou o show. Até porque a gente precisa deixar nossas malas arrumadinhas porque sairíamos cedo no dia seguinte para ir para LAS VEGAS. Os próximos posts serão sobre essa cidade cheia de brilho que me surpreendeu positivamente e que eu já morro de saudade!

Um beijo e até lá!