Posts em destaque

Os looks do Globo de Ouro 2019

Olá, pessoal! Quem me acompanha aqui no blog há bastante tempo sabe que eu adoro fazer a cobertura dos looks do Globo de Ouro. O Globo de Ouro abre a temporada de premiações de Hollywood. Eu adoro porque é um prêmio para séries e filmes, então vai um monte de gente rsrs…

Falando sobre os looks, eu tinha certeza absoluta que a maioria das celebridades ia levar a tendência do coral para o tapete vermelho. Afinal, coral é a cor de 2019 pela Pantone, né? Mas acabou que elas apostaram no brilho e em cores mais fortes. Bora ver quem passou por lá?

Amy Adams

Amy é a nossa eterna princesa Giselle do filme Encantada (quem lembra?). Eu tenho um carinho muito especial por ela e quase sempre gosto das escolhas dela para o tapete vermelho. Desta vez, não foi diferente. Adorei esse tom de azul e o decote ombro a ombro. Achei que ficou bem elegante e na medida certa para a ocasião. Também adorei o destaque da pulseira e a make bem clean.

Anne Hathaway 

Bom, a Anne Hathaway também é a nossa eterna princesa Mia. A série de livros O Diário da Princesa é a minha favorita da vida e eu ADORO a Anne. Nem sempre eu curto as escolhas de looks dela, mas achei que ela mandou muito bem. É um vestido bem polêmico, mas eu gostei da brincadeira com o toque metálico na parte de cima. Achei o decote bem bonito e o cabelo combinou muito. Ficou uma princesa moderna.

Camila Belle

Camila tem sangue brasileiro, então a gente gosta rsrs… Eu acho ela um pouco arroz de festa, mas quando é para elogiar, a gente elogia. Mais uma que apostou no azul, mas eu achei o modelo sensacional! Modelou o corpo dela e essa make é espetacular. Não vou me alongar muito porque vai ter vídeo lá no canal com as melhores makes da premiação, mas foi uma das minhas preferidas da noite!

Catherine Zeta-Jones 

Olhem bem para essa mulher. Musa, né? Agora e se eu falar que ela vai fazer 50 ANOS em 2019? Queria eu chegar aos 50 divando assim. Pessoalmente, amo esse tom de verde e achei o vestido muito elegante. Mas é a Zeta-Jones, qualquer coisa que ela usa fica mara. Concordam?

Charlize Theron

A Charlize é uma das minhas musas de Hollywood. Sério, ela é linda de todos os jeitos (até suja, careca e sem braço. Quem já viu Mad Max – Estrada da Fúria vai concordar). Ela apostou em um modelo preto e branco, que sempre dá certo, e deixou o destaque do cabelo por conta do franjão (amei)!

Claire Foy

A Claire é queridinha de muita gente por causa do seriado The Crown. Acho ela uma graça, super fofa, mas não sei, gente. Fiquei incomodada com esses brilhos no vestido. A maquiagem também não parece combinar muito. Acho que o vestido poderia ser liso, com uma make mais clean. Não ficou feio, mas não me agradou…

Dakota Fanning 

Assim como muitos de vocês, eu conheci a Dakota ainda criança, então é muito doido pensar que ela já tem 24 anos. Eu AMEI o look inteiro, adorei a cor e a textura do tecido no corpo dela. Curti super o conjunto com o colar, já que ajudou a valorizar o colo. Ela mandou muito bem ao prender o cabelo, deixando o destaque para o decote e o batom vermelho ficou lindo!

Elisabeth Moss

Todo mundo gosta da Elisabeth Moss por causa do seriado A Handmaid’s Tale. Eu também gosto, mas é normal ter um dia ruim no tapete vermelho. Eu até gostei da parte de cima do vestido, mas achei curto demais para a ocasião (se fosse midi, seria perfeito). Também não gostei muito do cabelo, parece que ela se atrasou e prendeu de qualquer jeito.

Emily Blunt

A nova Mary Poppins (aliás, ela ARRASOU no filme) é linda de todos os jeitos, mas eu amei MUITO esse vestido. Adorei a cor e os detalhes, achei bem moderno. A barra assimétrica me incomoda um pouco? Sim. Mas eu adorei o cabelo para trás e a make bem de princesa.

Emma Stone

Eu adoro a Emma, vocês sabem, mas estou confusa com a minha opinião sobre esse look. Gosto muito da cor, mas achei que acabou envelhecendo um pouco. Também acho que merecia um coque mais elaborado. O que vocês acham?

Gina Rodriguez

Outro vestido que me deixou confusa. Na primeira vez eu amei, depois achei estranho e agora não sei. Eu gosto muito da cor, mas acho que poderia ser um pouquinho menos decotado e mais acinturado. Não deixou ela muito reta?

Heidi Klum

A Heidi é a nossa arroz de festa favorita, está em todas rsrs… Eu só coloquei ela aqui porque eu já peguei muito no pé dela. Mas quando acerta, a gente tem que reconhecer. Concordo que não é todo mundo que vai gostar, mas eu AMEI! Achei muito princesa. Adorei o top mais estruturado e o cabelo solto bem menininha!

Janelle Monáe

Ela é linda e tem um rosto de boneca (amei super a make, aliás), mas eu nunca vou entender o gosto dela no tapete vermelho. Tá uma coisa meio Cleópatra, né? Enfim, não foi o pior look dela, mas foi a segunda pior da noite.

Jessica Chastain

Minha outra musa de Hollywood. Na próxima vida eu só peço pra ter o cabelo da Jessica Chastain (nada demais, vai rsrs…). Mas eu não gostei, achei que tem muita informação nesse look. O que mais me incomodou foi esse corpete, parece que ela ficou muito travada. E o cabelo dela é tão perfeito que merecia estar solto.

Julianne Moore

Aff, que mulher LINDA! Eu gosto muito de vestidos brancos no tapete vermelho. O look dela é um pouco confuso com essa mistura de texturas e o top parecido com um colete, mas eu super curti. Dá para acreditar que ela tem quase 60 anos? Deusa demais!

Lady Gaga

Bom, a Lady Gaga tem um gosto peculiar, né? Quem aí lembra do famoso vestido de carne que ela usou? Nossa mother monster está com tudo depois de arrasar no filme Nasce uma Estrela, mas eu não sou muito fã deste look. Gostei muito da cor, o problema é essa capa bufante. Se fosse só o vestido, seria PERFEITO. Mas amei a make e o cabelo.

Lupita Nyong’O

Mais uma que apostou no azulão. Lupita é uma linda, né? Ela segura qualquer look, até os mais estranhos. Eu gostei desse. O vestido é todo diferentão, a make tá linda e o cabelo combinou super. Mas sei lá, achei que passou batido.

Nicole Kidman

É aquela coisa: às vezes a Nicole acerta, outras ela erra bem feio. Hoje eu achei que ela acertou. A cor é bem bonita e o vestido tem uma textura linda, modelou esse corpo lindão dela. Adorei a clutch redonda e o cabelo ficou bem bonito, com o franjão. A make é bem discreta, combinou super. Tá vendo, nesse caso aqui, menos é mais!

Octavia Spencer

Adoro a Octavia desde o filme Histórias Cruzadas, mas acho o gosto dela meio duvidoso. Eu achei que o vestido é muito volumoso e acabou achatando a silhueta, além do decote, junto com o cabelo, fazer com que ela pareça sem pescoço. Tá na lista das piores para mim, infelizmente.

Penelope Cruz

Também acho a Penelope maravilhosa, mas achei esse vestido muito estranho. A barra me incomoda muito, gente. Parece aquelas montanhas de isopor usadas em maquetes da escola (maldade, eu sei, mas é verdade rsrs). Acho ela tão linda que este aqui ficou entre os piores. Sério, vejam outros vestidos que ela usou, são muito mais bonitos.

A pior da noite: Rosamund Pike

Sério, ela é uma atriz tão fantástica que até hoje a gente lembra dela em Garota Exemplar. Eu até sei que ela tem um gosto beem estranho, mas este aqui ficou bizarro demais. O problema foi o casaco, que acabou pesando o decote todo diferentão e aí ficou muita coisa para um look só. Também achei que faltou um cabelo mais elaborado ou uma make mais bonitona. Foi a pior da noite para mim!

A melhor da noite: Julia Roberts

Julinha ganhou nosso coração com as comédias românticas dos anos 90. Está com 51 anos e continua musa. Sério, achei essa proposta muito moderna, com a calça, mas ao mesmo tempo muito chique. A cintura marcada está super em alta e o decote assimétrico também. Adorei o cabelo mais despojado e a make é bem suave. Maravilhosa e apenas plena! Minha favorita de longe!

 

Teve mais gente que passou pelo tapete vermelho do Globo de Outro, mas eu decidi fazer uma seleção para não deixar o post imenso. Ah, só para constar: cheguei hoje de viagem, meu voo atrasou duas horas, mas cá estou, fazendo esta cobertura. Então não me deixa na mão e me valoriza, ok? 🙂

Me conta qual foi seu look favorito?

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes (antigos) que têm tudo a ver com as férias de verão

Olá, pessoal! Estamos em janeiro, época de praia , sol, piscina, calor, verão e férias para muita gente. Eu vivia entediada nesta época e hoje moro de saudade, era tão bom. Como eu sempre morei em São Paulo, ia no máximo duas semanas para a praia e depois ficava em casa sem fazer nada. Na verdade, o que eu mais amava era ver filmes na Sessão da Tarde.

Bom, janeiro é véspera da entrega do Oscar e os cinemas estão lotados de bons filmes. Mas eu resolvi fazer uma lista diferente para quem curte aquele cineminha em casa mesmo. É que muitas daquelas histórias que eu via na TV hoje são antigas demais e se tornaram clássicos. Juro que acho muito estranho quando falo sobre um filme da infância e alguém diz que não viu (tenho dificuldade para aceitar que eu estou ficando velha, me deixem rsrs..).

Pensando nisso, reuni os filmes que eu mais gostava de ver nesta época e que, para mim, têm aquele gostinho de férias de verão. Sim, eles são bem antigos e talvez você nunca tenha ouvido falar sobre, mas fica aí a sugestão para assistir ao lado dos irmãos e dos primos. Bora conferir?

Férias Frustradas

Passam-se os anos e este filme continua sendo a minha comédia preferida de todos os tempos. É aquela coisa: perdi a conta de quantas vezes eu já vi, mas continuo rindo nas mesmas partes e não me canso de ver de novo. É um clássico de 1983, mas é tão atual que até ganhou um remake em 2015 (que é engraçadinho, não chega nem aos pés do original).

Para quem não conhece, o filme fala sobre uma família que decide viajar de carro até um parque de diversões para aproveitar as férias. O problema é que dá tudo errado e é uma confusão atrás da outra. Sério, algumas coisas são tão surreais que a gente ri da loucura mesmo. Eu AMO e fez tanto sucesso que originou duas sequências: Férias Frustradas II e Férias Frustradas de Natal.

Conta Comigo

Não sei vocês, mas, para mim, férias de verão têm gostinho de amizade. É quando a gente chama os amigos para fazer qualquer coisa e volta para a escola com muita coisa para contar. E se tem um filme que resume tudo isso que eu penso é Conta Comigo, lançado em 1986 e baseado em um conto de Stephen King.

Como falei, o filme gira em torno de um grupo de 4 amigos na faixa dos 12 anos de idade que partem em uma aventura no meio de uma mata. Parecia só uma coisa de meninos, mas eles aprendem a importância de vários valores. Ah, olha só que legal: muitas das cenas do filme serviram de inspiração para a série Stranger Things (essa sim eu aposto que você viu), especialmente as que os personagens andam em trilhos de um trem.  

Dirty Dancing

Outro clássico da minha infância que eu não me canso de ver. Ele estreou em 1987, mas continuou fazendo sucesso na década seguinte e passa até hoje na Sessão da Tarde. Por mais bobinho que seja, a gente assiste, decora as falas e já teve vontade (pelo menos uma vez na vida) de aprender a coreografia da música principal, Time of my Life – aliás, música campeã de Oscar, tá mores?

Como eu falei, a história é simples: uma menina vai com seus pais para um acampamento de verão e lá se apaixona por um dos funcionários, que tem como hobby a dança. Não demora muito para ela aprender a dançar também, mas ela precisa lidar com seu pai, que não aprova o romance. Sabe aquele filme para ver e rever com a sua melhor amiga? Então!

Agora e Sempre

Mais um filme que fala sobre amizade, mas, desta vez, focado naquelas amizades entre amigas, que se tornam irmãs, sabe? Foi o meu filme preferido da infância e eu sempre assistia quando tinha alguma amiga em casa. Ele é de 1995 e eu tinha 7 anos na época, então, super me identificava com as personagens, que também eram novinhas e estavam descobrindo as coisas boas da vida.

Na verdade, a história começa quando as 4 amigas já são adultas. Cada uma seguiu sua própria vida, mas elas resolvem se reunir para lembrar das férias que passaram em 1970. Engraçado porque o filme tem uma vibe de nostalgia e eu não percebia isso quando era criança, mas faz super sentido agora que eu também sou adulta rsrs… preciso muito ver de novo!

The Wonders – O Sonho Não Acabou

Outro filme que me marcou MUITO quando eu era criança. Eu sempre gostei de música e passei a infância e a adolescência vendo programas de videoclipes musicais. Então, imaginem só como eu pirei quando vi que esse filme falava sobre a formação de uma banda fictícia que faz muito sucesso na década de 1960, mas acaba entrando para a lista de bandas de uma música .

Não tem tanto a ver com férias, praia e verão, mas é um filme que eu via muito nas minhas férias e lembro de ter visto com as amigas, a família, enfim… A música That Thing You Do também fez MUITO sucesso nos anos 90 e não nos pergunte como, mas a gente sabe a letra de cor até hoje. E ah, o filme é bem fofinho, também é super atemporal.

 

E você, lembra de outro filme que gostava de ver nas suas férias?

Um beijo e até o próximo post!

Maquiagem | 6 tendências de make para 2019

Olá, pessoal! 2019 já é uma realidade, não é um pouco assustador? Parece que foi ontem que eu decidi voltar a ter um blog (sim, este aqui é o meu terceiro blog) e aqui estamos, prestes a comemorar 5 anos neste cantinho. Passa muito rápido, né?

Bom, e não dava para começar o ano de outro jeito por aqui. Estamos em pleno verão e muita gente segue em férias, mas eu aproveitei para reunir as principais tendências de maquiagem para 2019. Afinal, entra ano, sai ano e a gente continua querendo lacrar no carão, não é mesmo? Então bora conferir o que vai bombar no mundo da make.

A volta definitiva do gloss

Quem é ligada em maquiagem já viu que o gloss vem querendo fazer seu retorno triunfal há algumas temporadas. As marcas estão apostando e muita gente está usando. Vejam bem, até euzinha aqui, que nunca me dei bem com gloss, andei testando algumas novidades e gostei muito do resultado.

Pois bem, gente, é realmente um caminho sem volta. O gloss vai ganhar ainda mais força em 2019 e muita gente vai se render a eles. Basta ver que muitas famosas abriram mão do batom mate e estão apostando em bocas mais brilhantes. Eu gosto dessa ideia, mas fico aqui na torcida para ficarem naquela fórmula de gloss que não gruda no cabelo (ninguém merece, né?).

Sombra líquida com glitter

Até poucos anos, tudo que a gente mais amava eram produtos sequinhos e em pó que deixavam a make bem sequinha e opaca. Mas agora, o objetivo é exatamente o contrário: produtos com efeito molhadinho são os que estão em alta. Além do gloss, quem vai continuar bombando bastante é a sombra líquida com glitter.

Tudo começou com a famosa sombra líquida da Stila, que fez tanto sucesso entre as influencers mundo afora que outras marcas (inclusive as nacionais) também investiram. Eu sou fã dessas sombras, tenho usado MUITO e acho que deixa um efeito lindo, especialmente em maquiagens ensolaradas e quentes de verão.

Maquiagem em tons neon

Esta tendência ainda está um pouco tímida, mas tem bombado muito nos desfiles de moda . Se a gente parar para pensar, foi a mesma coisa no campo do vestuário. Torcemos a cara quando vimos as primeiras peças neon e agora virou uma febre. Todo mundo querendo sair por aí com aquele visual de marca-texto rs (tô brincando, gente, eu até que gosto).

Pelo que pude ver, vamos aposentar as paletas nude e rosinhas e trocar por opções bem coloridas de neon. Dá para usar um tom só nos olhos ou fazer uma combinação – claro que com cuidado para não ficar exagerado. Não sei se eu gosto da ideia do neon na make, mas quem sabe não faço um tutorial pra vocês lá no canal, hein!

Lip tints seguem em alta

No ano passado, também observamos o crescimento dos lip tints. Para quem não sabe, trata-se de um produto que oferece uma espécie de tintura para os lábios, sem deixar o aspecto pesado e grosso dos batons. Ao mesmo tempo, não é melequento como o gloss, já que ele seca depois de um tempo. A ideia é justamente dar um efeito mais natural aos lábios.

Muitas marcas nacionais estão apostando no lip tint, mas eu preciso dizer que ainda não aprendi a usar. Toda vez que tento faço uma bagunça só, mancha roupa, toalha e não dá um acabamento muito legal. Mas acho que é costume mesmo. Já vi que é outro caminho sem volta e que eu vou ter que aprender a usar para compartilhar as novidades com vocês. Me aguardem!

Make estilo anos 80

Moda e beleza andam lado a lado. Então, se a moda abraçou muitos dos exageros dos anos 1980 , nada mais justo do que levar isso para a maquiagem, né? A partir de agora, não estranhe se começar a ver sombras coloridas (a make neon entra aqui), blush rosa bem marcado (estilo palhaço mesmo) e muito brilho. Faz parte da inspiração nessa década.

Antes de me formar como maquiadora, eu só usava maquiagem colorida. Sério, fazia as combinações mais doidas possíveis. Mas agora que eu sei como me maquiar, tenho ficado mais chatinha na hora de usar cor e prefiro criar algo mais natural, sabem? Pelo visto, vou ter que rever isso. Até porque brilho e glitter é comigo mesmo. Bora se jogar nessa tendência?

Pele opaca

Esta tendência eu encontrei em vários sites que usei como fonte para este post. Estranhei porque a gente tem buscado uma pele mais iluminada e natural, certo? Mas, ao mesmo tempo, muitas marcas (inclusive nacionais) apostaram em bases com altíssima cobertura, então, acho que realmente faz sentido esse movimento da pele opaca.

Pelo que vi, a ideia é deixar uma aparência mais pálida mesmo, sem tanto iluminador e blush. Eu AMO uma base rebocão, mas também AMO passar bastante iluminador, então, não sei se curti muito esta tendência. Vamos ver né, acho que também vai ser costume.

 

E aí, preparados para muitas novidades de beleza em 2019?

Um beijo, feliz ano novo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest

Feliz ano novo | Minhas 6 metas para 2019

Olá, pessoal! Estamos em dezembro e agora não tem jeito: 2018 está mesmo acabando e a gente começa a pensar no próximo ano. Eu sou muito supersticiosa e sempre fui de fazer pedidos na noite de ano-novo. Mas, na maioria das vezes, eram aqueles pedidos que não dependem só da gente, sabem? Se você está pensando em “arrumar um namorado”, você acertou. Cansei de pedir isso quando era mais nova e nunca dava certo – por que será né?

Já faz um tempo que eu aprendi que funciono com metas. Eu preciso anotar tudo no papel, fazer listas e encarar essas metas como desafios que precisam ser cumpridos. Sei que não é todo mundo que gosta disso, mas eu me sinto MUITO bem quando cumpro uma meta. Então, resolvi adotar a prática de listar algumas metas de ano-novo.

Agora, chegou a hora de contar quais são minhas metas para 2019. Vocês vão perceber que são coisas possíveis de serem alcançadas, muitas que só dependem de mim, sabem? Então chega de falar e vamos lá!

Continuar ganhando dinheiro como influenciadora

Eu AMO ser influenciadora e realmente encaro tudo isso como uma profissão, um trabalho sério. Minhas amigas que também são influenciadoras sempre me pedem dicas de organização porque eu faço tudo com antecedência: tenho um planejamento mensal de todas as minhas redes (incluindo o blog aqui), trabalho muito nos fins de semana gravando e editando vídeos e subo conteúdo novo no canal três vezes por semana, faça chuva ou faça sol.

2018 foi muito bom neste sentido porque foi o ano em que eu realmente foquei em ser influenciadora. Tinha a meta de ganhar mais com isso do que o que eu ganhei no ano passado e eu bati antes do fim do ano. Não, eu ainda não vivo só disso, mas vou dar duro para alcançar esse objetivo. Mas, como o importante é ter os pés no chão, não vou fazer nenhuma meta específica. Eu só quero continuar ganhando dinheiro com o meu trabalho e crescer cada vez mais. Vocês entenderam, né?

Ser mais econômica

  1. Nada como a sensação de sonho realizado, né?

Neste ano, eu tive uma das melhores experiências da minha vida: viajar para o exterior sem ninguém da família, só com uma amiga. Foi incrível de diversas maneiras, mas principalmente porque pela primeira vez eu precisava saber como gastar direito o dinheiro que eu tinha levado, contando com alimentação, transporte, compras, enfim…voltei não só com dinheiro sobrando na carteira, mas com uma outra visão em relação a tudo isso.

Eu sempre fui muito consumista e parar de gastar é um baita de um desafio para mim. A parte boa é que agora eu penso umas mil vezes antes de comprar alguma coisa e tenho achado tudo muito caro. Eu até tinha colocado como meta deste ano economizar uma quantia X por mês, mas na real eu não vou ser tão específica também. Quero aprender a ter uma vida econômica melhor. É isso.

Bater a meta da nutricionista

Em 2018, aos trancos e barrancos, eu consegui emagrecer (uma meta que foi cumprida)! Claro que contou muito o fato de eu ter me apaixonado por tratamentos estéticos e pegar mais pesado na academia, mas eu também tentei comer melhor. O resultado foi 6 kg a menos na balança e muitas medidas reduzidas.

Agora, eu quero bater a meta da minha nutricionista. Ainda tenho mais alguns quilos para perder e, quando chegar lá, preciso fazer o mais difícil: manter. Mas essa é a segunda parte, eu quero ver o ponteiro da balança diminuindo e voltar a gostar do meu corpo. Estamos quase lá!

Ler mais

 

Bom, vocês sabem que amo ler e vira e mexe trago resenhas de livros aqui no blog. Acontece que neste ano eu acabei lendo menos. Não sei bem o motivo, mas acho que eu foquei tanto em aproveitar meu tempo livre para produzir conteúdo para o canal que os livros ficaram de lado. Mesmo assim, até que consegui ler um número bom de livros em 2018.

Esta meta na verdade é mais um puxão de orelha em mim mesma por ter lido menos neste ano (vocês perceberam que eu me cobro muito né? Pois é!). Também não vou colocar nenhum número específico em relação ao número de livros, mas quero me envolver em várias histórias e trazer boas resenhas para vocês no ano que vem.

Ver mais séries

Está aí algo que eu realmente gostaria de fazer: assistir mais séries. Eu vivo correndo né, então, eu não tenho muito tempo para isso. Acaba que eu escolho uma série que está em alta no momento e demoro muuuuito para terminar. Ou deixo para fazer uma maratona em feriados ou fica só na promessa (a última opção é a que mais acontece).

Olhem, parece muito fácil, mas acho que vai ser a meta mais difícil porque realmente é um costume que eu vou ter que criar, tornar um hábito e acostumar o cérebro a ter vontade de ver séries. A parte boa é que eu vou poder dar váárias dicas para vocês sobre séries. Aliás, aproveitem para deixar algumas sugestões de séries nos comentários – quem sabe não começo por elas, hein!

Cozinhar 

  

Vejam bem: eu tenho 30 anos e não sei nem fazer o básico quando o assunto é cozinha. Mas, como sou a típica geminiana contraditória, eu adoro ver livros de receita e programas culinários e sempre digo coisas como “nossa, como essa receita é fácil”, sendo que eu nunca tentei fazer nada. Bom, ainda bem que sempre dá tempo de mudar, né?

Há alguns meses, resolvi fazer uma receita de um doce que eu vi no programa Fazendo a Festa (meu programa de TV favorito do momento) e fiquei chocada que 1) deu muito certo e 2) é realmente muito fácil de fazer. Claro que eu me empolguei, né? Resolvi começar fazendo doces mesmo e depois vou partir para os salgados. Ah, vou compartilhar essas minhas novas experiências culinárias com vocês. Acho que vai ser bem legal!

 

E vocês, quais são suas metas para 2019?

Um beijo e até o próximo post!

Eu Li: Você Acredita Mesmo em Amor à Primeira Vista? – Fabi Santina

Olá, pessoal! Estamos vivendo um boom de livros escritos por youtubers. Eu não tenho absolutamente NADA contra isso porque: 1) também sou youtuber/influenciadora e 2) a gente vive em um país em que as pessoas não têm o hábito de ler e eu acho isso MUITO triste. Por isso, o importante é estimular a leitura, não importa que seja o livro de um autor best-seller ou de um youtuber.

Por que falei tudo isso? Bom, porque a Fabi Santina lançou recentemente o seu primeiro livro, chamado Você Acredita Mesmo em Amor à Primeira Vista?. Ao contrário de outras colegas de profissão, que lançam títulos mais voltados para autoajuda, a Fabi contou sua relação com o noivo, Leandro, desde que se conheceram pela primeira vez.

Como muitos de vocês já sabem, eu AMO a família Santina, sou fã MESMO, e estava aguardando ansiosamente o lançamento do livro da Fabi. Comprei na pré-venda, corri para terminar de ler o que estava lendo e comecei a história da Fabi em um dia que ia passar horas no salão. Quando percebi, já estava na metade. É bom de verdade!

História

Como falei, a Fabi conta sua história com seu noivo, Leandro, desde o primeiro dia que se viram até quatro anos atrás, quando terminaram o relacionamento por um tempo. É engraçado porque eu sigo a Fabi há muito tempo e parece que a gente é amiga, sabe? Mas, ao mesmo tempo, foi como se eu descobrisse uma nova Fabi. Não fazia a menor ideia de que ela tinha passado por tanta coisa assim.

Eu gosto muito de livros narrados em primeira pessoa e achei legal que a Fabi procurou manter um tom bem próximo da realidade, parece que ela está conversando com a gente. É tipo um diário e me deu muita saudade de quando eu tinha o meu diário na adolescência.

E, bom, a grande questão do livro é que a gente (a gente eu digo no modo geral, os leitores) não sabia como Leandro tinha sido sacana (para não dizer outra coisa) com a Fabi. Eu achava que tinham tido um rolinho só antes de começarem a namorar, mas eles ficaram por ANOS e ele só enrolava, gente. Fora vários outros problemas que ela enfrentou com a sogra e por aí vai.

O que eu achei

Como eu falei antes, eu comprei o livro porque era da Fabi e nem tanto pela história, que eu achava já conhecer. Acabou que eu realmente devorei, talvez até por conhecer alguns fatos, eu ficava: “mas e aí, eu sei que eles terminaram em algum momento, quando que vai ser?”. E aí eu não queria mais parar de ler. No total, li em três dias – acho que foi um recorde, não me lembro de ter lido outro livro em menos tempo.

Eu gostei que, apesar de ter sofrido muito, ela diz o tempo todo que sempre teve certeza de que ele era o  homem da vida dela. E eu achei isso LINDO! Eu também sou muito intuitiva e já tive alguns desses episódios na minha vida, então, eu super me identifiquei com a Fabi, rolou mesmo uma conexão entre nós com esse livro (na verdade, só minha né, ela nem faz ideia de quem eu sou rsrs…).

E, bom, quem nunca sofreu por um boy? Quando ela chorava e ficava mal, eu também me lembrei de situações em que eu me senti exatamente assim. Quando ela ficava extremamente feliz por um momento simples, eu também me lembrava de situações assim. Como eu disse, é um livro muito real!

A única coisa que eu não gostei foi do final. O livro acaba meio no ar, mas ela diz que mudou muito. Só que ela não diz exatamente O QUE e COMO mudou, sabem? Fora que eu fiquei esperando para saber da reconciliação deles, do pedido de casamento, do fato deles terem começado a morar juntos… ela já prometeu uma continuação e eu quero muito, mas sei lá, achei que o livro terminou de repente.

Agora, o mais legal de tudo é que eu assisto aos vídeos mais recentes da Fabi, depois de saber de tudo, e parece que nós viramos amigas de verdade. Se eu já era fã antes, agora fiquei muito mais!

 

E vocês, já leram? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!