Posts em destaque

Look monocromático | 4 Dicas para se jogar na tendência do Outono/Inverno 2018

Olá, pessoal! Quem aí adora seguir tendências de moda? Bom, se você respondeu “sim”, com certeza já sabe que os looks monocromáticos estão entre as principais apostas para esta temporada de Outono/Inverno 2018. Para quem não sabe, look monocromático é quando todas as peças possuem a mesma cor.

Já faz alguns anos que a gente vê esse tipo de look, mas agora ele chegou com tudo, já que peças coloridas estão super em alta e pegam carona lá nos anos 80, década que ganhou os olhos da moda. Confesso que os looks monocromáticos não me agradam tanto assim (não consigo me ver com esse tipo de visual), mas é uma produção que esbanja estilo e pra lá de versátil, já que dá para adaptar para qualquer situação.

Tem mais, viu! Os looks monocromáticos ajudam a alongar a silhueta, especialmente quando acompanhados de um salto alto poderoso. Gostou da ideia? Então continue lendo este post porque preparei algumas dicas para ajudar você na hora de montar seu look com uma única cor.

Confira outras tendências do Outono/Inverno 2018 para usar e arrasar muito!

Escolhendo a cor

Não tem como começar diferente. O primeiro passo é escolher a cor que vai servir de referência para montar seu look monocromático. Você tem dois caminhos: apostar nas cores que estão em alta ou nas que mais combinam com o seu subtom de pele. Entre as tonalidades que vão bombar neste Outono/Inverno, estão: mostarda, verde-militar, azul-royal, vermelho, preto e ultravioleta. Em relação ao seu subtom, faça um teste com as peças que já tem em casa e tire fotos. Depois, é só analisar direitinho para encontrar as melhores opções.

Combine tonalidades e texturas diferentes

Um dos motivos que faz muita gente torcer a cara para os looks monocromáticos é que eles realmente são pesados e podem até passar uma sensação de algo infantil. O segredo é misturar variações do mesmo tom e combinar texturas diferentes. Uma calça de alfaiataria roxa, por exemplo, com uma camisa lilás de seda e uma bolsa de couro no tom lavanda (mais claro que o lilás). Use e abuse da sua criatividade!

Brinque com os comprimentos

Outra dica para que o seu look monocromático não fique pesado é apostar em peças com comprimentos diferentes. Precisa de um exemplo? Anote aí: uma calça pantacourt vermelha com uma camiseta mais justinha e, por cima, um maxi colete. Ou então uma saia-lápis mostarda com um tricô mais comprido. Fica moderno, descolado e tem tudo a ver com o clima da estação, não é mesmo?

Relembre as peças que você mais usou no último verão

Foco nos acessórios

Processed with VSCOcam with hb2 preset

Para ter sucesso com os looks monocromáticos, não dá para abrir mão dos acessórios. Invista em uma bolsa do tipo carteira, que fica linda com esse tipo de produção, e, como falei antes, aposte em um sapato ou sandália com salto alto (de preferência, fino). Colares e brincões também ajudam, desde que usados separados – um ou outro – e que não deixem o look pesado. Se quiser suavizar um pouco, combine com um acessório de outra cor. Eu adoro!

 

E você, o que acha dos looks monocromáticos?

Um beijo e até o próximo post!

Diário dos 30: Escolhendo a fantasia

Olá, pessoal! Vocês estão acompanhando os posts da série Diário dos 30? Se você não sabe do que eu estou falando, clique aqui para saber dos primeiros preparativos da festa que eu vou fazer com a minha amiga para comemorar os nossos 30 anos (dá para acreditar que é daqui dois meses? Passou voando).

Contei para vocês que nós decidimos, logo de cara, fazer uma festa à fantasia temática anos 90/2000. A Cláu e eu nos conhecemos durante a faculdade, que é conhecida por fazer uma festa à fantasia bombada no meio universitário. Fomos em muitas edições e sempre rolava um concurso das melhores fantasias de cada ano.

Vejam bem, vivemos isso por mais de cinco anos, então quando o assunto é festa à fantasia, a gente tem uma referência enorme, porque o pessoal levava a coisa a sério na faculdade. Então, decidimos fazer a mesma coisa: premiar as melhores fantasias, divididas nas seguintes categorias:

  1. a) Casal
  2. b) Grupo
  3. c) Mulher
  4. d) Homem

Esse foi o primeiro passo, mas a gente precisava definir as nossas fantasias. Óbvio que eu não vou contar para vocês qual vai ser (não vamos estragar a surpresa, né?), mas posso falar que quando me sugeriram, eu logo pensei: “é isso! ”. E ansiosa do jeito que eu sou, já estava com a fantasia na mão em novembro do ano passado – comprei ela prontinha, então fica a dica para vocês pensarem em qual será meu traje rs…

Bom, contei antes que esse período dos anos 90/2000 foi um momento muito louco em que várias coisas diferentes aconteceram ao mesmo tempo. Foi uma época em que podia tudo, principalmente na TV, então nosso acervo de sugestões de fantasias para os nossos convidados é beeeeeeem vasto (até acho estranho quando alguém diz: “NOSSA, ANOS 90? E AGORA, DO QUE EU VOU? ”. Como assim né, tem tanta coisa legal que dá para pensar).

Quem aí assistiu ao seriado Barrados no Baile?

Hoje eu vejo alguns vídeos antigos e percebo que a gente cresceu vendo muita coisa apelativa (pesquise por “prova da banheira” no Google para entender o que eu estou falando). Mas, ao mesmo tempo, foi interessante perceber como a gente – pelo menos eu – não via maldade naquilo.

Então, temos diversas sugestões de cantores e bandas muito doidas, casais de namorados bem bizarros (vocês sabiam, por exemplo, que o Luciano Huck já namorou a Ivete Sangalo?), participantes dos primeiros reality shows da televisão brasileira, personagens icônicos de novelas quando todo mundo ainda assistia, personagens de comerciais, boybands, personagens de filmes e muuuuuuito mais!

 

Esse processo de pensar nas fantasias também foi muito gostoso e nós estamos na expectativa de ver todo mundo com roupas bem criativas. Será?

Um beijo e até o próximo post!

Profissão youtuber | 5 dicas para começar um canal no YouTube e ter sucesso

Olá, pessoal! Você muito provavelmente já ouviu falar sobre youtuber, certo? O termo, na verdade, corresponde ao profissional que vive de fazer vídeos no YouTube. É uma profissão que está muito em alta e que pode render um dinheiro bem alto, então muita gente acha que é só ligar a câmera e sair fazendo vídeos por aí para ter sucesso.

Ser um youtuber de sucesso vai muito além disso, gente! Para ser bem sincera, quem vive disso não ganha dinheiro apenas fazendo vídeo. A maior parte vem de parcerias, trabalho com marcas e até produtos próprios (sabe quando a youtuber lança uma linha de make?). Sem falar que a concorrência ficou grande – todo mundo quer ser influenciador hoje em dia né? Por isso, você precisa ralar muito para ter sucesso no YouTube, vai por mim.

Mas, calma, minha intenção não é fazer você desistir de fazer seu canal crescer. Muito pelo contrário. Preparei uma lista com alguns tópicos que ajudam muito na hora de trabalhar com o YouTube. Ah, lembrem-se: meu canal ainda é pequeno (clique aqui para me adicionar), mas essas dicas foram essenciais para mim. Vamos lá:

Encontre seu nicho

Destaque-se no youtube com esses cursos:
Assessoria para blogueiros: http://mon.net.br/1zkzq
Assessoria para digital influencer: http://mon.net.br/1zkzt
Instagram Stories | Super Estratégias para Alavancar o seu perfil: http://mon.net.br/1zl00
Mídia Kit| Conquiste Anunciantes para seu Site, Blog e Redes Sociais: http://mon.net.br/1zl03

Ok, você quer ter um canal no YouTube e quer ganhar dinheiro com isso. Justo. Mas do que exatamente você vai falar nos seus vídeos? Como boa geminiana, eu gosto de falar sobre tudo e era assim no começo, postava vídeo de moda, beleza, livros, viagem. Mas, aos poucos, percebi que você precisa ser referência em um assunto, assim todo mundo associa você a um tema e a sua imagem se fortalece.

Eu sempre amei maquiagem, então fui fazer um curso de make e hoje 90% dos vídeos do meu canal são sobre maquiagem. Continuo postando minhas resenhas de livros e meus vlogs de viagens, mas é com uma periodicidade bem menor. Ajudou muito, viu? Agora é com você: qual tema tem mais segurança para explorar até cansar no seu canal no YouTube?

Saiba como se destacar

Você liga a televisão e vê todo mundo falando da mesma coisa, entra no Facebook e todo mundo continua falando da mesma coisa. Pesquisa vídeos no YouTube e, adivinha, acontece o mesmo. Pois é, lembram que eu falei lá no começo que a concorrência entre os youtubers é imensa? Agora pensa bem: o que vai fazer uma pessoa assistir aos seus vídeos se você fala exatamente o mesmo que aquela youtuber gigante com 3 milhões de inscritos?

Sabe aquele vídeo com TAGs que você adora responder? Ele não é tão interessante assim (deixe para fazer quando você fizer uma colaboração com outro youtuber). O segredo é saber como se destacar usando sempre seu nicho como norte. No meu caso, tenho aproveitado casamentos e festas que dão o que falar para analisar as maquiagens das convidadas. Com isso, seu canal no YouTube fica atual e você ganha mais credibilidade.

Saiba como fazer sua maquiagem durar mais no calor!

Invista na qualidade

O ideal mesmo é que você grave seus vídeos no YouTube com um equipamento de qualidade. Nessa lista aqui, entram câmera profissional, tripé, equipamentos de iluminação e microfone. Mas aí a gente lembra que essas coisas não são nem um pouco baratas e não é todo mundo que pode sair gastando com isso. A boa notícia é que você não precisa sair comprando tudo isso e se endividar antes mesmo de começar a ganhar dinheiro com os seus vídeos.

A maquiagem que eu fiz inspirada em flamingo deu muito resultado e foi uma das formas de manter meu canal atual

Eu tenho uma câmera profissional, mas muitas amigas minhas que também são youtubers gravam com o celular. E sabe de uma coisa? Os vídeos ficam excelentes. Então, falta de equipamento não é desculpa. O que você precisa mesmo é investir na qualidade dos seus vídeos. Se você usa o celular, use um aplicativo bacana para editar. Se usa a câmara, invista nos programas de edição. Isso faz MUITA diferença. Outra dica é gravar de frente para a janela para usar a iluminação natural, mas cuidado para não fazer muita sombra no vídeo. Mais uma coisa: não deixe que ruídos externos (carros, motos, avião, cachorro latindo, gente conversando) apareçam nos seus vídeos do YouTube. Fica feio e a gente percebe muito fácil.

Aprenda o passo a passo de uma maquiagem inspirada em flamingo!

Seja organizado e estabeleça uma periodicidade

Esta talvez seja a dica mais importante de todas para ter sucesso no YouTube. Não adianta postar um vídeo hoje e ficar um mês (ou até mais) sem postar. Você começa a crescer quando cria uma rotina com os seus inscritos. Por isso, poste pelo menos um vídeo por semana e deixe claro quando vai postar. Coloque um aviso na capa do canal ou na biografia do seu Instagram informando, por exemplo, que os vídeos novos entram toda quinta-feira. E claro, cumpra o que promete, ou seja, poste toda quinta-feira.

Agora, vale lembrar que um vídeo por semana é muito pouco para o YouTube te considerar um parceiro de verdade e divulgar seus vídeos para mais pessoas. O ideal mesmo é postar pelo menos três vídeos por semana. Pode reparar que muitos youtubers grandes chegam a postar todo dia. Vá começando aos poucos, quando perceber, já estará postando com uma frequência bem maior.

Interaja sempre

Ser um youtuber é quase como ser uma celebridade. Quando você vive disso, começa a ganhar fãs e muitos pedem para tirar selfies com você. E a gente sabe o que acontece quando uma celebridade não é simpática com os fãs, né? É vista como uma pessoa chata, antipática, grossa e, com isso, começa a perder todo esse carinho do público que foi difícil de conquistar. Por isso, responda TODOS os comentários, evite bater boca com um hater no YouTube e convide seus inscritos a mandarem sugestões de temas para os vídeos.

Outra dica é fazer vídeos de colaboração com outras amigas que também são youtubers. Vocês podem aproveitar para responder uma TAG que tenha a ver com o nicho do seu canal ou aproveitar o nicho da sua convidada e explorar no seu canal. Com isso, você ganha likes e inscritos que vieram por meio do canal da sua amiga no YouTube e, com isso, vai ganhando novos fãs. Eu faço colaborações todo mês e sempre me surpreendo com o resultado. Vale muito a pena!

Gostaram das dicas?

Um beijo e até o próximo post!

Sempre linda | 5 dicas para se vestir bem no outono

Olá, pessoal! Estamos no outono, mas os dias não estão tão frios assim, né? Justamente por estarmos nessa época em que o clima não é tão definido (aqui em São Paulo, então, chove e faz calorão no mesmo dia), eu sempre fico em dúvida na hora de me vestir. Vejo o sol e tenho vontade de usar um vestido estampado, aí saio e está aquele friozinho disfarçado, sabe? Ou ao contrário: uso um look mais inverno e acabo passando calor.

Como sei que muita gente aqui também fica com essa dúvida na hora de se vestir durante o outono, preparei um guia com algumas dicas para se vestir com estilo sem passar apuros. Vem conferir!

Foco no tecido

Lembre-se: no outono, vivemos em um meio termo (nem quente nem frio). Então, o primeiro passo é escolher roupas com tecidos que combinem com o clima da estação. Apesar de serem mais fresquinhos, algodão e viscose são ótimas opções para o dia a dia, assim como o jeans, que é versátil e combina com praticamente qualquer ocasião. Se a temperatura esfriar um pouco, invista no veludo molhado, que é quentinho, mas costuma ser mais soltinho e está super em alta.

Invista nos longos

Nesta estação, muitas vezes está frio para mostrar as pernas (e ficamos com preguiça de colocar meia-calça), mas não queremos colocar calça. Como resolver? Investindo em peças longas, como vestidos e saias. O comprimento mídi, que para na altura do tornozelo, continua em alta no outono e é muito chique. Combine com um salto poderoso para alongar as pernas. Outra opção é o maxicolete, que tem tudo a ver com o ambiente de trabalho e também ajuda a alongar a silhueta.

Cores estratégicas

Outra ótima dica para se vestir sem medo no outono é focar nas cores certas. É claro que não existe um padrão sobre isso e que você pode usar o que quiser, mas é certo que esta temporada combina mais com tons sóbrios e fechados. Por aí entenda como preto, marrom, vermelho e cinza. Para não ficar tão monótono, combine com as cores que são tendência, como mostarda, verde-militar e ultravioleta (a cor de 2018 segundo a Pantone).

O bom e velho casaquinho

Como falei lá no começo deste post, aqui em São Paulo acontece de tudo: chove, faz sol, tem enchente, tudo no mesmo dia. Dificilmente eu saio de casa sem um cardigã (que a minha mãe carinhosamente chama de “casaquinho”) e é mesmo uma peça essencial para estes dias de outono. Outro item que deve fazer parte dos seus looks é o blazer, que é versátil e está super em alta. Um exemplo é o blazer cinza xadrez mais larguinho, bem anos 90.

Ama make? Então descubra como fazer a maquiagem durar mais no calor!

Estilo nos pés

Com as dicas acima, conseguimos montar looks lindos, mas não podemos nos esquecer dos pés, não é mesmo? O outono é a melhor época para usar e abusar das tendências da temporada e isso também se resume aos sapatos, é claro! Adoro usar botas nesta época e as de cano médio são a aposta da vez, perfeitas para quando não está muito frio. Invista nas sock boots (botas tipo meias) e nos modelos feitos com vinil e veludo. Vai ficar show!

E aí, o que acharam das dicas?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest

Botas coloridas | Como usar a tendência que é sucesso no outono-inverno 2018

Olá, pessoal! Basta o friozinho chegar para pensarmos em um item especial do nosso armário: bota. Sou completamente apaixonada por bota e, embora saiba que sim, dá para usar bota em qualquer época do ano, eu gosto mesmo de usar quando a gente chega nesta temporada de outono-inverno. Por falar nisso, em 2018 nós vamos muito usar um tipo especial de calçado: as botas coloridas.

Houve um tempo em que a gente só usava bota preta ou marrom. Quando muito, uma bota cinza, não é mesmo? Até que as botas brancas e vermelhas invadiram nossos corações (e os nossos looks) no inverno do ano passado e abriram o caminho para outros tons. Sim, agora temos botas coloridas para todos os gostos: azul, rosa, mostarda, verde-militar e por aí vai.

Com tantas opções, fica difícil saber por onde começar. Por isso, preparei um guia para tirar todas as dúvidas e se jogar na tendência das botas coloridas.

Aproveite e confira também outras tendências do outono-inverno 2018

Tipo de material

A primeira dica é avaliar o tipo de material. Nesta temporada, as botas coloridas são encontradas em vinil e veludo. Por aí, você já consegue montar seu look. As de vinil, por exemplo, são mais descoladas e ideais para compor looks urbanos. Uma dica é usar com legging, jeans skinny ou com vestidos mais soltinhos. Invista nos modelos de cano médio, que estão com tudo.

Já as de botas coloridas de veludo têm aquele jeito mais “quentinho” e ficam ótimas em looks básicos, justamente para dar aquele toque de estilo. Quanto à altura do cano, invista nas mais curtinhas, que são versáteis e combinam com tudo.

Como combinar?

Com as botas coloridas, é muito fácil cair no exagero. Sabem quando a gente acaba montando um look cheio de cor e fica over? Bom, o segredo é fazer da bota um ponto de luz no look. Ou seja, você pode investir em peças de cor neutra (como preto, marrom e branco) e colocar uma bota colorida que não vai pesar. Outra sugestão é combinar a cor da bota com um elemento do look. Por exemplo, combinar uma bota vermelha com um vestido que tenha o mesmo tom na estampa. Fica uma graça!

Relembre as tendências que você mais usou no último verão

Quando usar?

Por mais difíceis que pareçam, as botas coloridas são superfáceis de usar e entram em qualquer situação. No ambiente de trabalho, prefira as mais discretas, já que a ocasião pede um look mais comportado. Abuse das cores nos dias livres e se jogue no brilho quando tiver uma festa. Enfim, não faltam motivos para se jogar na tendência das botas coloridas.

 

E vocês, o que pensam sobre as botas coloridas?

Um beijo e até o próximo post!