Categorias
Make

Pincel ou esponjinha: o que vale mais a pena?

Ei, seus lindos! Vou começar o post de hoje com uma pergunta: como você aplica base? Uma pergunta simples, mas que rende perguntas variadas. Tem gente que não abre mão de usar pincel, tem gente que AMA passar com esponjinha e tem também um terceiro grupo, formado por quem usa os próprios dedos. Se você também fica na dúvida entre pincel ou esponjinha, prometo te ajudar a partir de agora!

O primeiro ponto é entender que, no mundo da maquiagem, não existe certo ou errado. Portanto, os dois jeitos estão certos. Tanto o pincel quanto a esponjinha são instrumentos excelentes para aplicar base, corretivo e outros produtos. O que conta aqui é o seu gosto, ok?

A foto me mostra segurando alguns pincéis e ilustra a pergunta pincel ou esponjinha

Como boa geminiana que sou, já mudei muito de opinião sobre o meu método preferido. Sempre fui do time pincel e para mim, era inconcebível passar uma base sem um bom pincel. Aplicava com esponjinha e achava esquisito. Mas, como eu sempre digo, maquiagem é treino. Fui insistindo na esponjinha até me dar conta de que eu tinha pegado o jeito. Hoje, sou completamente viciada na esponjinha e acho estranho quando uso pincel. Vai entender, né?

Para te ajudar a decidir entre pincel ou esponjinha, vou contar um pouco sobre cada um dos métodos. Lembrando sempre que o objetivo aqui é encontrar o instrumento que você mais gosta para aplicar BASE, certo?

Pincel

Existem três tipos de pincel que eu indico para aplicar base: o de topo reto, o língua de gato (com ponta oval) e o duo fiber. Seja qual for sua escolha, você precisa aplicar o produto com movimentos circulares – e não arrastando – e tem que prestar atenção para garantir que não ficou marcado.

Esponjinha

Assim como o pincel, existem vários formatos de esponjinha. A que eu mais gosto e que é a mais comum é famosa esponja em formato de gota (que muita gente chama de coxinha). Também gosto de esponjinhas que tenham uma parte reta (como a da foto daqui de cima). Você pode aplicar a base com a esponja seca ou úmida, porém quando está úmida, ela fica maior e ajuda a levar o produto para uma área maior do rosto. Uma das desvantagens é que a esponjinha retém mais produtos e é mais difícil de lavar.

Afinal, quem ganha essa disputa?

Como falei lá em cima, o duelo entre pincel ou esponjinha não tem um vencedor. O que conta é o seu gosto. Pessoalmente, gosto mais da esponjinha porque sinto que ela deixa um efeito mais uniforme. Quando uso pincel, acho que fica muito marcado. Tenho algumas amigas que aplicam base com pincel e depois fazem o acabamento com esponjinha.

Minha dica é treinar. Use pincel uma vez, use esponjinha outra vez e vá vendo o que você prefere. E seja qual for sua escolha, lembre-se sempre de manter suas esponjas e seus pincéis limpos. Sei que dá preguiça, mas mantê-los sujos atrapalha o resultado da sua make, além de ser foco para o surgimento de fungos e bactérias.

Me conta o que você prefere: pincel ou esponjinha?

Um beijo e até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.