Posts em destaque

As 7 melhores invenções para cabelos

A gente sabe que o mundo moderno trouxe muitas praticidades para a nossa vida. Outro dia mesmo, postei aqui os sites que se tornaram indispensáveis para o nosso dia a dia. Mas a tecnologia não beneficiou apenas a nossa maneira de se comunicar. Muito além da web, ela melhorou e muito o segmento de beleza. Pense nos milhares de cremes com fórmulas poderosas que prometem resultados incríveis? Sem ir muito longe, listei sete itens que parecem básicos, mas que são uma ajuda e tanto para manter nossos fios bonitos. Quer ver só? Aqui estão:

Secador

secador-de-cabelo-profissional-lizz-cosbel-cosmeticos

Ok, a gente sabe que é preciso tomar cuidado com o excesso de uso do secador porque o calor dele pode ressecar e estragar os fios, mas ninguém pode negar que ele é um dos grandes responsáveis por modelar o cabelo e deixá-los mais bonitos. E sabe o que é mais incrível? Pensar que o primeiro secador elétrico surgiu em 1920, há menos de 100 anos. Naquela época, eles eram de alumínio e cabo de madeira, o que o tornava difícil de ser usado. Os modelos de plástico só começaram a ser produzidos a partir de 1930 e foram se aperfeiçoando com o passar do tempo.

Chapinha

ChapinhascoloridasemhomenagemaSexandtheCity

Ela divide opiniões: tem gente que ama e gente que odeia. Eu faço parte do primeiro time. Sou completamente viciada na minha chapinha (que já tem quase dez anos e funciona perfeitamente bem) e a levo comigo para qualquer lugar. Acha o efeito “pranchado” esquisito? Bom, antes da chapinha, as mulheres chegavam a passar banha de porco, sebo e óleo de peixe para alisar os fios (eca!). Depois disso, vieram técnicas como toalhas molhadas, barras de ferro e até mesmo o ferro de passar roupa. Os modelos elétricos – sim, aqueles que a gente usa até hoje – surgiram apenas na década de 80. Ou seja, a chapinha não tem nem 40 anos (chocante, né?).

Protetor térmico

got2b

Sabe o que é possível fazer para amenizar os efeitos ruins do secador e da chapinha? Sim, o protetor térmico, que, como o próprio nome diz, tem a função de proteger os fios da alta temperatura que os produtos oferecem. Eu não ligava muito para ele, mas comprei um recentemente e descobri que, sim, ele realmente funciona e é uma ótima opção para evitar as pontas duplas. O protetor térmico já existe há um certo tempo, mas nós ouvimos falar mais dele a partir dos anos 2000.

Óleo de argan

moroccanoil-oleo-de-argan

Outro produto que revolucionou a indústria capilar e que dá um efeito daqueles nos fios. Teoricamente, o óleo de argan é obtido por meio do fruto da argânia, árvore que só existe no sul do Marrocos, e que é rico em vitaminas e antioxidantes. Uma das primeiras marcas a comercializar o produto foi a MarrocanOil, que começou a fazer muito sucesso a partir do início desta década. O número de adeptas foi tão grande que outras empresas (inclusive nacionais) apostaram em itens a base do óleo. O que ele tem de tão bom? Dá brilho e elasticidade, além de estimular o crescimento.

MiraCurl

Babyliss-Miracurl-Nano-Titanium

Já falei dele aqui, lembram? O produto, criado em 2013 (sim, há apenas DOIS anos), é evolução do babyliss. Com ele, qualquer pessoa pode cachear o cabelo, inclusive eu, que tinha a maior dificuldade do mundo. Por que é tão fácil? Porque o próprio sistema tem uma tecnologia que “suga” as mechas e as devolve enroladinhas em questão de segundos. Fica bom e dura que é uma beleza! É aquele produto que veio para ficar, todo mundo tem que ter!

Shampoo seco

Full-range-shot-copy1-386x386

Ele começou a ser fabricado na Europa há poucos anos, mas chegou com tudo por aqui no ano passado. Lembro de ter visto várias reportagens falando sobre as vantagens de usar shampoo seco, mas eu achava algo esquisitíssimo. Como assim ficar com o cabelo limpo sem lavar? Pois eis que um dia eu resolvi testar e nunca mais consegui parar de usar. Nunca mesmo! Sou dessas que faz estoque em casa porque é um verdadeiro milagre para os dias de bad hair day, já que é aplicado em spray e é capaz de desgrudar aqueles fios grudadinhos que surgem quando o cabelo fica sujo. Eu amo amo amo e até cheguei a falar dele por aqui.

Protetor solar

Protetor-solar-para-cabelos-diversos

 

Que a nossa pele exige o filtro solar todos os dias, inclusive no inverno, todas nós já sabemos. O que nem todas sabem é que lá no Egito Antigo já existia um kit de cuidados para se proteger da exposição solar, que envolviam cremes a base de mamona e extrato de magnólia. Os industriais, que usamos até hoje, surgiram na década de 1930. Quanto aos protetores de cabelo? Eles apareceram beeem depois, no finalzinho da década de 1990. Mesmo novinhos, eles são ideais para evitar o ressecamento e a quebra, problemas causados por vento, sol, piscina, praia e todas as coisas gostosas do verão!

[Resenha] Shampoo seco Batiste

aaaa

Preciso confessar: amo ser loira. E tive a sorte de nascer com cabelos bem clarinhos, que acabaram escurecendo com o passar dos anos. Aos 14, decidi fazer algumas mechas para ver como ficava. E desde então, não parei mais. Quem pinta os fios sabe que é preciso tomar muito cuidado para eles não ficarem secos. Eu já sofri muito com isso, principalmente porque não cuidava tanto. Agora percebo que ele passou do ressecado para o misto. Antes podia ficar dois ou três dias sem lavar os cabelos. Hoje ele só dura um dia. No seguinte, já está com a raiz oleosa. Por isso, resolvi dar uma chance para o tal do shampoo seco.

Para quem não sabe, o produto promete renovar os fios instantaneamente sem precisar passar pelo chuveiro. Quando soube disso, achei um pouco nojento. Se os cabelos estão oleosos é porque teoricamente estão sujos, então imagina o pavor de passar um shampoo em cima de algo sujo e ainda por cima não lavar depois? Mas depois de ouvir tanta gente falar bem, percebi que estava na hora de arriscar.

 A marca mais conhecida é a Batiste, que fez muito sucesso com os produtos no Reino Unido, e trouxe suas maravilhas para o Brasil. Comprei na semana passada e estava com uma amiga que morou na Inglaterra por um ano e disse que era, sim, fantástico. Foi ela, inclusive, que me indicou a versão blush, que tem um cheirinho mais suave e gostoso. Não é que realmente funciona?

Shampoo A Seco Batiste

O que eu mais gostei é que é bem fácil de usar. Basta borrifar o spray a uma distância de 30 cm da raiz e massagear bem, como se fosse um shampoo tradicional. Assim, o produto consegue penetrar em todos os fios. Depois é só pentear e pronto! Confesso que meus cabelos não ficaram volumosos como o da mocinha aí de cima, mas tirou aquela aparência de sujo e desleixado. Dá para sair tranquila sem achar que todo mundo vai ficar te olhando.

Quer saber mais sobre todas as versões dos produtos comercializados no Brasil? Então anote aí:

Um toque castanho: toques de castanho para misturar à cor dos seus fios. Indicado para cabelos intensos e avermelhados.

Original: clássico shampoo seco que faz com que seus cabelos fiquem instantaneamente limpos, frescos, encorpados e macios.

Fresh: refrescante, traz mais espessura e pode ser usado tanto por mulheres quanto por homens.

Blush (minha opção)com perfume feminino, deixa os cabelos mais encorpados e frescos.

Rendas: com aroma vintage, é perfeito para quem busca estilo e elegância.

Existem outras versões vendidas lá fora, então acredito que logo logo chegará por aqui (Oba!). Indico para todo mundo porque é aquele tipo de produto que veio para revolucionar nossa vida. E olha que bacana: as opções original e blush também são encontradas em frascos menores que cabem na bolsa e na nécessarie de viagem. Acredite em mim, você vai querer sempre tê-lo por perto. Eu, pelo menos, já quero comprar mais uns três para fazer estoque. Aprovadíssimo com louvor!

Comprei na Ikesaki do bairro da Liberdade, em São Paulo, e paguei R$ 19,90 – o precinho amigo, aliás, é outro ponto bem positivo!