Posts em destaque

Cansou? | Dicas para esconder tatuagens com maquiagem

Olá, pessoal! Mais alguém aí tem tatuagem ou morre de vontade de fazer? Eu tenho três tatuagens e quero fazer mais uma, mas ainda não sei o que desenhar nem onde fazer. Por falar nisso, todas as minhas tatuagens estão em lugares que eu não vejo com tanta frequência, justamente para não enjoar. Até porque tatuagem é um processo definitivo, né? Só sai de vez com um processo bem chatinho.

A boa notícia é que você não precisa recorrer ao laser se enjoar da sua tatuagem ou se quiser apagá-la apenas para um evento específico. Sabe quando você tem um casamento, por exemplo, e não quer que a sua tatuagem das costas apareça? Não precisa trocar o modelo do vestido, é só recorrer à maquiagem.

Pois é, maquiagem vai muito além de valorizar o que você tem de bonito e colocar sua autoestima lá em cima. Basta usar os conceitos de colorimetria que você consegue camuflar qualquer coisa que te incomode, desde olheiras até tatuagem.

Como camuflar?

Bom, a colorimetria nos ensina que existem algumas cores complementares, ou seja, que se misturam e se camuflam. Quem já assistiu aos meus tutoriais de maquiagem lá no canal deve ter visto que eu passo um corretivo amarelo bem em cima das minhas olheiras. Faço isso porque elas são roxas, cor complementar ao amarelo.

Conheça os principais erros de beleza que você precisa abandonar!

Com a tatuagem, funciona da mesma forma. A tinta da tatuagem tem pigmento azulado, por isso, a cor complementar é o laranja. Sabe aquelas paletinhas de corretivos coloridos? Lá com certeza vai ter um corretivo laranja e é exatamente ele que você vai usar para camuflar a sua tatuagem. Claro que isso muda se você tiver algum detalhe de outra cor no desenho, mas, no geral, esse processo dá certo.

Passo a passo

O procedimento de camuflagem da tatuagem é o mesmo da camuflagem das olheiras ou de uma mancha no rosto. Por isso, o primeiro passo é preparar a sua pele, hidratando bem a região da tatuagem com um hidratante próprio para o seu tipo de pele. Em seguida, entra em cena o corretivo laranja. Você pode aplica-lo com os próprios dedos ou com um pincel do tipo língua de gato, mas lembre-se de depositar o corretivo laranja em toda a tatuagem.

Feito isso, você vai perceber que a tatuagem já vai começar a ficar camuflada. Para tirar o excesso de corretivo laranja, é só cobrir com um corretivo que seja do tom da sua pele. Nesta etapa, é importante aplicar o corretivo com batidinhas (sem espalhar) para não tirar a cobertura laranja, ok?

Você sabe como usar cada cor de corretivo colorido? Descubra aqui!

Para terminar, é só selar essa misturinha de corretivos com um pó translúcido (que não transfere cor). Dependendo do pigmento da sua tatuagem, pode ser que você tenha que fazer todo esse processo de novo, mas não se preocupe. É só seguir nessa ordem (corretivo laranja, corretivo do tom da pele e pó translúcido) até apagar bem sua tatuagem.

 

Viu só como você não precisa trocar de vestido na hora de cobrir sua tatuagem?

Um beijo e até o próximo post!

8 tendências dos anos 90 que voltaram

Quem é ligada em moda sabe que a história funciona mais ou menos assim: um item vira tendência, todo mundo usa e, de repente, é visto como cafona e cai em desuso. Décadas depois, volta com força total. É por isso que eu brinco que comprar uma peça que está em alta é como um investimento. A gente deixa guardada no armário e recicla anos depois!

Brincadeiras à parte, a moda se tornou tão rápida que parece que a cada ano, um novo período é revisitado. No ano passado, voltamos até os anos 70 e usamos muitas coisas da época (vide coletinhos de pelo fake e calças flare). Em 2016, o que vai pegar mesmo é a década de 90. Sim, amiga, aquela fase gostosa da nossa infância em que a nossa única preocupação era brincar – saudade define!

Quer saber no que apostar neste ano? Aqui estão ótimas opções que, de cafonas, viraram hit total!

 

Colar tatuagem

colar tatuagem

Era a febre das febres lá no finzinho dos anos 90. Lembro como se fosse ontem da foto da minha turma da quinta série, em que TODAS as meninas (sem exceção mesmo!) estavam com o tal do colar tatuagem. Naquela época, a gente ainda combinava com pulseira e anel do mesmo tipo. Achei que o acessório tinha ficado no fundo do baú, mas eis que ele ressurgiu firme e forte no ano passado e promete continuar a fazer sucesso. Use combinando com colares mais compridos e blusa soltinha!

 

Blusa ombro a ombro

ombro

A estrela deste verão era o desejo de dez entre dez mulheres depois da Babalu, personagem da novela Quatro por Quatro (falei mais sobre o assunto neste post). Todo mundo usava, em qualquer faixa etária, especialmente crianças e adolescentes. Com a alta dos estilos boho e gypsy, a peça voltou com status cool e até mais curtinha, para refrescar o calorão e valorizar o shape conquistado depois do sufoco na academia. Experimente usar com shortinho ou calça sequinha!

 

Sleeping dress

b97aa04bbab4fa4eb5fe78b0d9f4ea2b

Vamos pensar em uma personagem clássica dos anos 90: a Cher, do filme-sucesso As Patricinhas de Beverly Hills. Todo o figurino dela era incrível, mas a gente amava mesmo o vestido-camisola, uma das peças mais marcantes da década. Faz um tempinho que ele voltou (agora com o nome pomposo de sleeping dress), mas a aceitação só foi maior agora. A diferença é que o vestido passou a ser usado com casacos pesados, botas, jaquetas amarradas na cintura e outros truques do street style que funcionam super! Só não vale no ambiente de trabalho, ok?

 

Jardineira

230c4b80d7c8074275c9cd5c910d9895

Ela já vem despertando o nosso interesse há alguns anos, mas segue firme e forte e conquista novas adeptas a cada dia. As lojas têm apostado na versão com shortinho desfiado, colorido ou estampado para fazer bonito nos dias mais quentes. Eu não era muito fã da peça, mas tenho visto tantos looks criativos que passei a ver a jardineira como um sinônimo de charme e estilo. Para entrar no clima da moda, combine com cropped, rasteirinha e arremate com coque alto.

 

Tênis esportivo

8e747a2e840e9d71eaea2201e7a05ee1

Que o tênis está em alta nós já estamos cansada de saber, mas agora ele não aparece apenas em looks do dia a dia. Na última edição do People’s Choice Awards, a atriz Kaley Cuoco combinou um vestido cheio de brilho com um tênis pesado da Dior. Muita gente torceu a cara (eu ainda acho muito esquisito), mas é fato que até as grifes mais famosas apostam no acessório. As estilosas de plantão já sabem como levar o tênis para qualquer lugar, até mesmo para ambientes de trabalho. Se você ainda tem receio, comece com tênis mais levinhos, inspirados nos Keds (outro clássico dos anos 90).

 

Cropped

3922d64a6a75a8922c71601f8ae43e41

Sim, o cropped veio para ficar. Daqui a alguns anos, quando formos lembrar da moda dos anos 2010, ele certamente aparecerá em primeiro lugar. O que nem todo mundo se recorda é que a peça é, na verdade, uma atualização da miniblusa, a favorita das adolescentes na década de 90, que combinavam com calças de cintura alta. Com a febre do piercing no umbigo, nos anos 2000, a blusa tinha a função de mostrar a barriga e a cintura das calças era baixíssima (lembra?). Agora o cropped surge coladinho e propõe deixar apenas uma faixa da barriga à mostra. Eu odiava, mas agora estou amando. E vocês?

 

Jaqueta jeans

48d55c9410af366afca8958b69a560af

Ok, ela é um coringa, mas costumava ficar entre as peças mais básicas do dia a dia. Neste ano, no entanto, ela segue fortalecida pela tendência jeans e passa a ser vista em qualquer situação, até mesmo por cima de vestidos. O bom é que dá para combinar com calça jeans sem parecer cafona ou levar a peça para um evento mais formal e se dar superbem! Eu tinha uma durante a adolescência e fiquei anos sem ter outra, até achar uma linda no ano passado. Vale super a pena investir nela!

 

Bolsa saco (Bucket bag)

6691d6678e0523bc28491d109cfa1e73

Era febre total nos anos 90, mas o que quase ninguém sabe é que a peça surgiu bem antes disso, na década de 30. Na época, a Luis Vuitton imaginou o acessório para transportar garrafas de champagne (fino, não?). A partir do finzinho dos anos 80, ela ganhou o aval da moda para invadir os closets femininos. Eu era criança, mas lembro que a minha mãe tinha vááárias bolsas saco. Basta dar uma voltinha no shopping ou olhar fotos de looks do dia das famosas para comprovar o retorno. Ainda não comprei a minha, mas tenho uma leve desconfiança de que farei isso muito em breve.

 

Gostou das opções? Lembra de outra tendência da moda que era sucesso há 20 anos?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest