Posts em destaque

[Resenha] MiraCurl: Testado e aprovado

MiraCurl_Babyliss_Pro_Nano_Titanium_-_Perfect_Curl_Starbeauty_Cosmeticos...

É praticamente impossível encontrar uma mulher que seja 100% feliz com os cabelos. Sou dessas. Nos meus primeiros anos de vida, meu cabelo era tão liso, mas tão liso, que minha mãe colocava uma fivela antes de me levar para a escola e ela se soltava dos fios já no elevador. Aí veio a adolescência e seus lindos hormônios transformaram meu liso perfeito em ondas à la Elba. Pois é! Naquela época, não tinha nada inovador, então não tinha outro jeito a não ser assumir a rebeldia. Aos 12 anos, ganhei uma chapinha que funcionava com um recipiente de água (é velha, mas naquele tempo ela era considerada a top das chapinhas) e eu alisava no domingo para fazer bonito na aula do dia seguinte e só lavava de novo na quarta à tarde – eu sei, era feio.

Para piorar as coisas, comecei a clarear o cabelo com 14 anos. Ou seja, brilho, maciez e leveza eram texturas que passavam longe daqui. A solução só apareceu quando eu me rendi à progressiva, em 2007. Então hoje eu consigo sair por aí com o cabelo liso novamente (claro que com muito secador e a minha chapinha deusa de laser que me acompanha há nove anos). Só que aí entra um outro problema: e na hora de cachear? Porque mulher nenhuma se dá por satisfeita e eu gosto de enrolar quando tenho alguma festa ou evento.

O bichinho tem tanta química que nada, nada mesmo, funcionava. Já tentei babyliss, grampo, rolinho, bobes e até escova rotatória (também conhecida como as dez parcelas mais inúteis da minha vida!). Como nada dava certo, eu tinha que ir até o cabeleireiro, gastar milhões e sair de lá à base de spray e laquê. Já tinha me acostumado a essa rotina quando comecei a ver as pessoas falando do MiraCurl, um aparelho inovador que diziam enrolar seu cabelo de verdade. Mas, claro, como nem tudo é perfeito, o produto mágico tinha um preço que não era nada gostoso – em média, um valor aproximado a mil reais.

image

Aquela vontadinha que vinha crescendo dentro de mim aflorou de vez quando meu padrasto foi viajar de férias para os Estados Unidos. Comecei a pesquisar para ver se achava algum genérico mais barato e encontrei algumas opções. Ele achou, comprou e disse que todo mundo (sério, todo mundo mesmo!) estava com um desses na mala durante a volta.

No primeiro teste, não consegui fazer um cachinho sequer. Aí corri para a internet e comecei a ver alguns tutoriais para então entender. Vi resultado logo na segunda tentativa e hoje ele virou meu melhor amigo e salvador de beleza. Já usei em três eventos, a última vez foi no sábado passado, e arrumei meu cabelo em (sim, isso mesmo) 10 minutos! Apenas para terem uma ideia, quando quero deixar liso, levo em média uns 40 minutos.

antedepois

Antes e depois em questão de minutos!

Como funciona:

– Coloque na tomada e espere esquentar. O meu aparelho é o Curl Secret, da Conair, e vem com um formato de tomada americana. Por isso, é bom ter um adaptador de tomada universal por perto.

– Selecione o formato do cacho (tem três níveis, do mais fechado ao mais largo) e a temperatura. Depois, é só esperar a luz que indica o funcionamento parar de piscar e ficar acesa. Leve em média uns cinco minutos.

– Separe uma mecha média do cabelo e coloque no aparelho. Não adianta colocar muito cabelo porque ele não vai funcionar.

– Aperte o botão e aguarde o sinal sonoro. Ele vai “sugar” os fios e fazer um barulho semelhante ao de um bipe. Quando o alerta for contínuo, é hora de soltar e voilà, se surpreender com o cachinho. Em média, ele emite de quatro a cinco sinais sonoros antes de ficar pronto.

– Vale lembrar que ele só funciona se o cabelo estiver seco e desembaraçado. Ao perceber um nó, ele apita e para de funcionar imediatamente. Então não tem o risco de ficar careca. (Viu, não precisa entrar em pânico ouvindo aquelas lendas de gente que usou e perdeu todo o cabelo)

Se você ainda não entendeu como usar, dá uma olhada nesse vídeo da Nina Secrets:

O aparelho que eu uso custou uns 100 dólares e olha, valeu cada moedinha. Existem alguns sites que vendem produtos importados, mas o melhor mesmo é economizar e comprar na própria Polishop, em alguma viagem ou ainda fazer como eu e pedir para alguém trazer de fora. Estou para dizer que essa é uma das melhores invenções femininas… Adorei!

 

Crédito das imagens: Star Beauty Cosméticos e Arquivo Pessoal

Franjas: como usar

Elas já foram sinônimo de corte de crianças, mas, de alguns anos para cá, brilham como um detalhe que faz toda a diferença no visual. Sim, estamos falando das franjas. Se antes elas apareciam apenas com a base reta, anote aí: hoje é possível usar de lado, assimétrica, desfiadas, curtas, longas… Ou seja, tem opções para todos os gostos! Com tantos estilos, é comum ficar na dúvida na hora de escolher. Mas, além de combinar com o seu estilo, é importante que o modelo valorize o seu rosto. Ficou confusa? Calma que eu te explico melhor:

Rosto redondo

Sem título

Inspire-se nas famosas acima e use a franja lateral. Mulheres mais delicadas podem usar a base reta, enquanto as mais ousadas preferem desfiar as pontas. Seja qual for a escolha, o objetivo deve ser alongar a face, combinado? Por isso, evite aquele franjão reto na altura das sobrancelhas, pois deixa o rosto mais pesado.

Rosto quadrado

Sem título

Franja longa sempre, ok? Tome cuidado com o volume, pois os excessos podem deixar a aparência marcada. Sendo assim, passe longe das opções curtinhas – aquelas que ficam no meio da testa. Aqui, a proposta é levar charme e leveza. Boa notícia: esse tipo de corte combina com todos os tipos de cabelo! Então, é só se jogar!

Rosto triangular

Sem título

A franja reta, que cobre a testa, é a mais indicada. Mas dá para fazer algumas alterações e desfiar as pontas. É preciso apenas tomar cuidado para não deixar o rosto muito pesado. Por isso, prefira modelos com comprimentos mais longos que não cubram os olhos. Esse tipo fica melhor em cabelos lisos. Caso opte e tenha fios ondulados, lembre-se de que o secador será seu melhor amigo.

Rosto oval

Sem título

Se esse é o seu tipo de rosto, pode comemorar! Afinal, permite usar e abusar da franja. Ela pode ter base reta, desfiada, comprida, lateral, dividida. O segredo é conversar bem com o seu cabeleireiro para ver qual opção será mais prática e demandará menos cuidado, já que em alguns casos costuma ficar armada.

Pronta para encarar a tesoura? Então mãos à obra!

Makes e unhas para a Copa

Que me perdoem aqueles que torcem contra, mas é hora de celebrar a Copa do Mundo. Pelo próximo mês, a combinação de verde e amarelo tomará conta das ruas, das casas, dos carros e, por que não, de você? Pois é, agora é tempo de dar adeus ao visual mais certinho e se jogar nas cores. Claro que é preciso ter calma e atenção para não cair no exagero. Mas dá para entrar no clima e mostrar seu lado brasileira. Quer ver só?

Maquiagem

image (1) 2

Você é do tipo que adora jogar uma corzinha na make? Então pode comemorar! Durante a Copa, a dica é abusar de tons de amarelo, verde, azul, dourado e branco. Para não virar motivo de piada, é importante avaliar o local em que você assistirá a partida. No estádio, vale chamar a atenção. Por isso, use e abuse de cores fortes  (dá até para incluir um brilho com glitter e sombras metalizadas, viu?). A mesma regra vale para festas, desde que seja algo informal e mais descontraído – nada de chegar toda trabalhada no look pátria amada em um lugar onde você não conhece ninguém, combinado?

Em comemorações mais formais, o ideal é fazer uma maquiagem mais discreta e suave. Procure usar cores mais claras e deixar o brilho para outra ocasião.

Unhas

image

Apesar de não chamarem tanto a atenção quanto o rosto, as mãos também pode mostrar a sua torcida pela seleção. O melhor de tudo é que dá para deixar a imaginação rolar solta. As mais contidas podem optar apenas por uma cor de esmalte dentro da paleta brasileira, enquanto as mais ousadas podem fazer desenhos da bandeira e brincar com texturas diferentes. Quem acompanha as tendências de nail art pode aplicar os temas da Copa com técnicas como francesinha, meia lua, ombré e border nail.

A mesma regra da make vale aqui: unhas mais chamativas devem ficar restritas aos festejos mais badalados, ok?

O tal do batom roxo

Ele carrega um ar dark e já foi visto nos lábios das vilãs mais famosas do cinema e da televisão. Também foi usado por muitas mulheres que queriam se assumir como punks ou góticas. Antes restrito ao mundo sombrio, o batom roxo assume papel de destaque e aparece como o tom da vez. Delicado e, ao mesmo tempo ousado, já foi escolhido por famosas como Bruna Marquezine, Claudia Leitte e Katy Perry. Quer fazer parte desse time? Confira os passos a seguir:

image

O motivo do sucesso do batom roxo e suas variações – lilás, lavanda, berinjela e violeta – tem a ver com a escolha da cor do ano, feita pela Pantone. Batizada como Orquídea Radiante, traz a delicadeza e o perfume das flores em versão atual e versátil. Por isso, não importa o estilo. É um tom democrático que combina com qualquer tipo de mulher, desde as clássicas até as mais modernas.

O que influencia no efeito final é o tipo de pele. As mais clarinhas, por exemplo, ficam ótimas com tons mais suaves e abertos durante o dia. Para eventos noturnos, a dica é investir no Bordeaux, tonalidade que se aproxima do rosa e quebra o ar pesado. Morenas devem dar preferência a opções próximas do vinho para realçar o rosto. As negras também são muito bem-vindas e ficam mais poderosas com cores fechadas e escuras.

image (1)

Apesar de toda a praticidade, é bom prestar atenção na hora de escolher a cor do batom para não deixar o visual carregado. Tons mais fortes chamam atenção, por isso as outras áreas do rosto são neutras. No entanto, tome cuidado para não sair com a aparência pálida. Ilumine a pele com bronzer e aplique blush pêssego ou rosa-claro. Os olhos podem ser realçados com traços finos feitos com delineador e bastante rímel. O primer também é essencial para preparar os lábios e garantir um efeito uniforme.

Quanto ao cabelo, não há regras. A boca da estação vai bem com qualquer tipo de corte e penteado. O que vale é a intenção da make. Se o objetivo for se apresentar como uma mulher forte, invista no rabo de cavalo baixo. Para se sentir mais sexy e feminina, deixe os fios soltos e com ondas leves. Looks delicados e românticos combinam com coques e tranças. Seja qual for a decisão, o importante é soltar a imaginação.

 image

Nem preciso lembrar a importância de retirar a maquiagem antes de dormir, não é mesmo? Mesmo que a boca já tinha perdido a cor do batom ao longo dia, vale retirar o restante e aplicar um lip balm para manter a região hidratada e protegida.

Agora é só escolher a melhor opção e deixar-se levar pelo poder do roxo. Vamos começar?

As piores plásticas das celebridades

Levanta a mão quem nunca sentiu vontade de mudar alguma coisa no corpo. Seja afinar o nariz, aumentar (ou reduzir) o tamanho dos seios, fazer uma lipo. Ninguém está totalmente satisfeito com o próprio corpo. O problema é que muitas vezes a vontade é tanta que acaba caindo no exagero. As celebridades sofrem mais com isso: a pressão para se enquadrar em um padrão estético faz com que elas passem por várias cirurgias plásticas. Nem sempre o resultado dá certo. Alguns famosos fizeram tantas intervenções que acabaram virando outra pessoa. Olha só:

donatellaDonatella Versace

latoyaLa Toya Jackson

lil Lil Kim

megMeg Ryan

nicopleNicole Kidman

pamelaPamela Anderson

Assustador, né? Melhor pensar bem antes de partir para o botox!

(Via Revista Quem)