Posts em destaque

Testei: Óleo Pinga – Lola Cosmetics

Olá, pessoal! Não é novidade para ninguém que me acompanha que eu sou fã assumida da Lola Cosmetics. Até agora, gostei de todos os produtos que testei (clique aqui para conferir as resenhas). Fora as embalagens e as tiradas dos nomes e dos descritivos, que são engraçadíssimos! Só para vocês terem uma ideia, tenho até uma listinha com os produtos da marca que ainda quero comprar.

Logo que terminou a Beauty Fair 2016, em setembro, a Ikesaki lançou uma promoção especial no site em que compras acima de um determinado valor – não lembro agora, mas acho que era R$ 80 – em produtos da Lola davam direito a um Lola Book, um caderninho lindo da marca. Eu já estava doida por esse caderno, então aproveitei para comprar alguns dos itens da minha lista, entre eles, o Óleo Pinga, um dos itens mais vendidos da Lola.

IMG_3304

Como funciona?

O Óleo Pinga é um óleo de reparação multifuncional, que pode ser usado como protetor térmico antes do secador e da chapinha, misturado em máscaras de hidratação, como reparador de pontas duplas e por aí vai. Existem várias versões desse óleo com ingredientes diferentes, mas todos naturais, como patuá e moringa e cenoura e oliva.

Escolhi a de açaí e pracaxi por dois motivos: 1) era a única que tinha no site e 2) já usei muitos produtos à base de açaí no meu cabelo e o resultado sempre foi muito bom. Vale lembrar que essa combinação natural também é responsável por prevenir o desbotamento da cor, reduzir o frizz e dar brilho. Bom né?

Minha opinião

Como o óleo é multifuncional, dá para usar tanto com o cabelo molhado quanto seco. Usei depois de lavar, como protetor térmico antes de secar. A primeira coisa que eu gostei foi do cheiro, é bem gostoso, doce na medida certa e zero enjoativo. Depois, me agradou bastante o fato de ser em conta-gotas, assim, é mais fácil usar a quantidade adequada de produto, que depende de cada cabelo, mas no meu caso, três gotinhas de cada lado foram suficientes.

IMG_3307[1]

Pinguei as gotinhas na palma da mão e deu para espalhar por todo o cabelo, do meio do comprimento para as pontas. É bom tomar cuidado para não passar muito próximo do couro cabeludo, pois pode deixar um aspecto oleoso. Até a quantidade deve ser bem dosada, para o cabelo não ficar pesado demais. Antes mesmo de secar, já senti que meus fios estavam mais macios. Depois de secos, percebi que estavam brilhantes e com a cor em dia.

Como falei lá em cima, comprei o óleo no site da Ikesaki por R$ 24,50. Sei que existem óleos reparadores mais baratos, mas pela qualidade da Lola, eu acho que o investimento vale a pena. O produto vem com 55 ml e rende bastante, então taí outro bom motivo para comprar. Eu já estou viciada e vou montar um estoque em casa de tão bom que é!

 

E vocês, já usaram o Óleo Pinga da Lola? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Nota: ♥♥♥♥♥