Posts em destaque

12 músicas que completam 10 anos em 2017

Olá, pessoal! Vocês se lembram como eram há dez anos? Eu, particularmente, amei demais o ano de 2007. Completei 19 anos, estava no segundo ano da faculdade, era magra (saudade dessa época) e andava para cima e para baixo com o meu iPod. De lá para cá, muita coisa mudou. Continuo ouvindo música, mas agora uso o Spotify, o que sem dúvida facilitou e muito a vida.

Mas sabem o que era legal? Naquela época, o YouTube ainda era um bebê e quem era ligado em música como eu gostava muito de assistir canais de videoclipes. Não tinha nada mais divertido para mim do que chegar em casa e passar a tarde toda assistindo ao MTV Hits, um canal só de clipes da MTV dos Estados Unidos.

Para matar a saudade, resolvi procurar os clipes que mais bombaram há dez anos e, gente, tinha muita coisa legal! Na época, eu não percebi, mas foi um ano incrível para a música pop e muitos daqueles hits tocam até hoje. Aqui estão alguns exemplos:

Girlfriend – Avril Lavigne

A Avril que eu conheci tinha cabelo castanho, estilo roqueirinha e amava usar gravata. Pois bem, ela mudou completamente e surgiu em 2007 toda Barbie com cabelo rosa e jeitinho de fofa. Foi uma proposta para lançar The Best Damn Thing, seu terceiro álbum. Girlfriend foi o primeiro single e virou um dos maiores sucessos dela, tanto que rendeu até uma versão com a rapper Lil Mamma. Eu adoro e sempre canto junto.

Umbrella – Rihanna ft. Jay-Z

Não tem para ninguém. Este aqui foi o maior sucesso de 2007 e fez com que nossa amiga RiRi subisse de vez para o topo do sucesso. Quando comecei a escutar as músicas dela, em 2006, ela tinha o cabelo castanho comprido e jeito de menina. Foi só lançar o CD Good Girl Gone Bad para surgir de cabelo preto e curto e toda linda dançando com guarda-chuva. AMO demais esta música e este clipe.

No One – Alicia Keyes

Este clipe aqui passava milhões de vezes na MTV Hits e eu já amava antes de estourar por aqui. Estava acostumada a ver a Alicia Keyes de trancinhas no cabelo cantando Fallin’ e aí de repente ela surge toda linda e mulher cantando uma música superfofa, com refrão chiclete e clipe bonitinho. É um dos maiores sucessos dela e ainda toca muito na rádio, mas eu acabei enjoando e achando que ela grita demais.

Gimme More – Britney Spears

Quem nunca dançou ao som de Baby One More Time e quis ser a Britney no começo dos anos 2000? Foi um choque quando a gente viu ela raspar o cabelo e se internar em uma clínica de reabilitação. Quando ela saiu, lançou o CD Blackout e Gimme More foi o primeiro single. Eu até gosto desta música, mas ela passa uma sensação estranha porque a gente sabia que a Britney não estava bem. A apresentação que ela fez no VMA de 2007 foi um verdadeiro fiasco, lembram?

Makes Me Wonder – Maroon 5

O primeiro CD do Maroon 5 foi lançado em 2004, a gente ouviu até cansar e a banda virou um sucesso total. O segundo CD, It Won’t Be Soon Before Enough, chegou em 2007 e o clipe de Makes Me Wonder passava a cada cinco minutos na MTV Hits. Eu gostava muito na época e super me identificava com a letra, mas depois fui cansando. O mais curioso é que a música não fez o mesmo sucesso por aqui, né?

Say It Right – Nelly Furtado

Outra séria candidata a hit absoluta de 2007. Muita gente não sabe, mas a Nelly Furtado surgiu em 2001 cantando I’m Like a Bird (quem lembra?). Mas a redenção mesmo veio em 2007 com o CD Loose, lançado no ano anterior. Era sucesso atrás de sucesso, como Promiscuous e Maneater, mas Say It Right foi a campeã e bombou em todos os lugares do mundo, até mesmo aqui no Brasil. Foi por causa da Nelly, inclusive, que a gente conheceu o produtor Timbaland.

What Goes Around…Comes Around – Justin Timberlake

 

Esta aqui é maravilhosa, né? Meninas como eu, que cresceram nos anos 90/2000, sabem que o Justin era do NSync e nós nunca imaginamos que ele chegaria onde chegou. Eu gosto muito dos primeiros CDs dele, mas What Goes Around foi meio que um divisor na carreira dele. Lembro da superprodução do clipe, que tinha a atriz Scarlett Johansson, e que eu gostei da música logo de cara. Virou um hino pós pé na bunda, toca muito até hoje e eu sempre canto junto.

Big Girls Don’t Cry – Fergie

 

Quem aí lembra do Big Brother Brasil 7, com o Alemão e a Siri? Hoje em dia, eu nem assisto mais ao programa, mas eu era muito viciada nessa época e não perdia um dia. Foi lá que o Brasil começou a escutar esta música, já que era tema dos dois participantes. Fergie fez sucesso no Black Eyed Peas, lançou um álbum solo em 2006 e assim seguiu até 2008. Foram várias músicas maravilhosas, mas Big Girls Don’t Cry virou um hit e sempre toca na rádio.

Don’t Matter – Akon

Cantamos muito o refrão de Lonely e vimos o rapper Akon chegar ao sucesso, tanto que logo depois ele lançou o segundo CD, Konvicted, e lançou single atrás de single. De todos, o que eu mais gosto é Don’t Matter. Amo a batida, a letra e a sensação que a música me passa. Tocou demais no mundo inteiro, bombou aqui no Brasil e é um dos maiores hits dele. Enjoou um pouco, mas tenho escutado algumas vezes na rádio. Fico sempre muito feliz e aumento o volume para cantar junto.

Beautiful Girls – Sean Kingston

 

Mais um sucesso da MTV Hits de 2007. Lembro que estava em uma das minhas tardes intermináveis vendo o canal quando apareceu um menino fofinho e simpático que cantava “beeeeautiful girls”. Prestei atenção e descobri que o clipe era bem bonitinho, comparando o fim dos anos 2000 com os anos 60. Depois disso, menino Sean não parou mais e lançou mais uma boa leva de músicas, até sofrer um acidente de jet ski e ficar um pouco sumido.

The Sweet Escape – Gwen Stefani

 

Gwen já fazia sucesso no No Doubt, mas aí se lançou como cantora solo em 2004 e explodiu (quem nunca dançou ao som de Rich Girl e Hollaback Girl?). Em 2007, ela lançou seu segundo álbum, que tem o mesmo nome desta música. É superfofinha e ela aproveitou para fazer uma parceria com o Akon. Tocou em todos os cantos do planeta e fez muito sucesso. Eu me lembro tão bem do clipe que parece que foi ontem.

Beautiful Liar – Shakira e Beyoncé

 

O que acontece quando duas divas se juntam? A certeza de um grande hit. Foi o que aconteceu com Shakira e Beyoncé, que se reuniram para gravar uma música sobre duas mulheres que amam o mesmo homem e um clipe com muitas caras e bocas e reboladas. Pessoalmente, nunca gostei muito desta música, mas foi um grande sucesso, tocava em tudo que era lugar e entrou para a trilha sonora da novela da época. Um clássico da música pop.

 

Que saudade! E você, lembra de outra música lançada em 2007?

Um beijo e até o próximo post!

Os looks do Billboard Music Awards 2014

Realizado em Las Vegas na noite do último domingo (18), o Billboard Music Awards reuniu os principais astros da música. Quem gostou mesmo da premiação foi Justin Timberlake, que voltou para casa com sete troféus, entre eles o de artista do ano. O evento teve ainda uma performance com holograma de Michael Jackson e a presença da brasileira Claudia Leitte, que abriu o show cantando a música oficial da Copa (saudades, Waka Waka!) ao lado de Pitbull e Jennifer Lopez, homenageada com mensagens de outros cantores. Mas o que a gente gosta mesmo é do tapete vermelho, então vamos lá:

Claudia Leitte

image

A Claudia pode ser linda, ter um corpão e milhões de fãs ao redor do mundo, mas vamos combinar que o modelo assinado pela grife Água de Coco não favoreceu? O visual praia não combinou com a proposta do evento e ficou simples demais. Se fosse um pouco mais justo, ficaria melhor. O cabelo também poderia estar preso. A maquiagem foi a única coisa que salvou. Mas tudo bem, ela cantou, sambou e deixou J-Lo desesperada para acompanhar o gingado que só as brasileiras têm.

Jennifer Lopez

image

Gostei do vestido por um simples motivo: nos últimos eventos, ela sempre vinha com looks colados para reforçar as curvas e brincar com a sensualidade latina. Era sempre a mesma coisa  e até enjoava. Dessa vez ela também apostou na transparência, mas com um modelo diferente da Donna Karan. J-Lo mostrou que o corpo continua em alta de uma forma mais clássica e chique. Sem falar que esse tom de vermelho fica ótimo em peles morenas. Só o cabelo que ficou meio parecido com o da Ariana Grande, que apesar  dos problemas de queda, continua a usar o mesmo penteado que ninguém aguenta mais (passou da hora de mudar, queridinha).

image

Shakira

image

Eu gosto muito da Shakira. De verdade. Mas não ornou! O vestido de Julien MacDonald até tinha potencial: a cor é linda e está super em alta. Mas ficou estranho e não deixou a cantora bonita. Poderia ter brincado com as transparências de outro modo. Gostei do comprimento. Enquanto muitas famosas apostaram no longo ou no mini, ela preferiu um modelo na altura dos joelhos. E foi uma das poucas que não investiu no decote. Ponto positivo.

Natasha Bedingfield

image

Natasha, Natasha… Eu gostava tanto de você. Mas está tudo ruim e poluído, mesmo sendo Valentino. Fica pra próxima, ok?

Carrie Underwood

image

Não gosto de country, conheço só duas músicas da Carrie, mas, para mim, ela é a cantora mais bonita da atualidade. Isso já ajuda a fazer com que ela esteja sempre bem vestida. Gostei da proposta da grife Oriett Domenech, mas mudaria a cor e faria algo mais impactante, como rosa-chiclete.  O cabelo combinou bastante.

Taylor Swift

image

Sou suspeita, porque não gosto muito dela. O vestido é ok, a textura combinou com a transparência, o cabelo ficou bom e a maquiagem também. Mas, gente, por que ela faz sempre essa cara de dor de pedra no rim?

Kelly Rowland

image

Prova de que não dá para ter tudo nessa vida: decotão, top cropped e fenda gigante. Um ou outro, né amiga?

Kendall Jenner

image

Achei o visual muito Christina Aguilera no início dos anos 2000. Ficou muito simples. Mas ela é bonita e tem todo o porte de modelo, então passou.

Lucy Hale

image

Não gostei de nada. Esse penteado já ficou over, a clutch transparente idem e o vestido é muito feio e realmente parece um sorvete italiano. A sandália também é bem simples. Fica pra próxima junto com a Natasha Bedingfield.

Nicki Minaj

image

Não adianta ficar bravinha, Nicki querida. Você pode estar mais comportada, mas continua errando no red carpet. O cabelo estava bem bonito e a parte inferior até passa, mas me dá desespero só de ver essa parte de cima esmagada – vocês me entendem, né? Será que dava para respirar?

Kesha

image

Queria muito saber o que aconteceu com a Kesha porque olha… com certeza foi algo muito bom! Quem diria que ela iria aparecer sem cabelo sujo, máscaras de macaco e glitter na sobrancelha? Fico me perguntando se essa pessoa que chegou linda e com cara de rica é a mesma que cantava Tik Tok  anos atrás. Ok, é meio festa de debutante, mas a cor é linda e ficou perfeita nela. Tiraria um pouco do comprimento da cauda para tirar o ar princesa e acrescentaria algumas joias, mas vale o prêmio de mais bem vestida da noite.

Vocês concordam?