Posts em destaque

Testei: Base Fenty Beauty – A famosa base da Rihanna

Olá, pessoal! Vocês já sabem que eu sou apaixonada por maquiagem e adoro testar coisas novas, mas 2018 foi definitivamente o ano em que eu fiquei viciada em bases. Antes, eu não ligava tanto e só tinha duas. Agora, eu gosto de ir variando e escolher conforme a ocasião. E nesse meio tempo, eu também passei a acompanhar mais as novidades de beleza e fazer uma wishlist com todos os produtos que eu gostaria de testar.

Quem é ligada em beleza como eu sabe que um dos lançamentos mais bombados dos últimos tempos foi a base da Fenty Beauty, a marca de make da cantora Rihanna. O produto chegou no mercado no ano passado e rapidinho virou uma febre. Eu sempre tive vontade de testar, mas vi um monte de resenha e tinha gente amando e outras pessoas odiando. Fiquei na dúvida: será que vale a pena comprar?

Coloquei a base na minha lista de comprinhas da viagem que fiz para a Disney da Califórnia e para Las Vegas, mas não tinha certeza se ia ou comprar ou não. Deixei para ir na Sephora no penúltimo dia da viagem e resolvi levar a base, afinal, ela não é vendida oficialmente aqui no Brasil e seria a oportunidade de testar e contar tudo para vocês. Bora começar essa resenha!  

Como funciona?

Não sei se vocês sabem, mas a Fenty Beauty foi criada porque a Rihanna queria uma marca de maquiagem que atendesse mulheres do mundo inteiro (fofa essa RiRi, né?). Por isso, a base conta com 40 tonalidades e é uma coisa de doido encontrar o seu tom. Juro, eu fiquei uns 10 segundos só olhando e pensando: “E agora?”.

Normalmente, eu fico sempre com a segunda ou terceira opção mais clara. Com isso em mente, fui no olho mesmo e peguei a cor 190. Como já estava de maquiagem no rosto, acabei fazendo o teste na linha abaixo na mandíbula e escolhi um tom acima e outro abaixo da 190 para ter certeza. No fim, achei que era a 190 mesmo, mas acabou que foi de olho mesmo. (E olha só que legal: pesquisei aqui e vi que a 190 é para peles claras com fundo neutro, exatamente o meu caso. Mandei bem, né?)

A base da Fenty Beauty promete uma cobertura média, com acabamento matte e é líquida. Como a proposta é de justamente fazer com que várias mulheres possam usar, ela é indicada para todos os tipos de pele. É importante destacar que a fórmula é livre de parabenos e ftalatos. E tem mais: a marca é cruelty free! 🙂

Minha opinião

A base vem em pump e eu sempre gosto de agitar um pouco o frasco para ativar todos os componentes. A embalagem vem com 32 ml e rende MUITO: normalmente, eu aplico três pumps no dorso da minha mão antes de passar no rosto (você também pode usar aquelas plaquinhas de metal próprias para maquiagem).

Sobre a forma de aplicar, já passei com pincel flat e esponja. Sinceramente, não vejo diferença no resultado quando uso pincel e quando uso esponja, mas eu estou na fase de usar a esponjinha para tudo e acho que é mais fácil de espalhar com ela.

Como falei antes, eles garantem uma cobertura média, mas, no meu caso, é uma cobertura alta estilo rebocão. Eu AMO cobertura alta assim, então foi um ponto muito positivo porque ela ficou exatamente do jeito que eu gosto. Acho que algumas pessoas não se deram tão bem com essa base justamente por preferirem uma make mais natural e ela cobre tudo, minhas manchinhas e minhas olheiras sumiram!

Muitas bases que oferecem esse estilo de cobertura acabam pesando no rosto e a da Fenty Beauty seca bem rapidinho e você nem sente que está com ela. Por ter acabamento matte, ela fica bem sequinha, mas não deixa aquele aspecto ressecado. Também gostei que ela deixa um aspecto uniforme e não fica marcada. Fora que ela dura muito. Se eu passo de manhã, por exemplo, fico com a mesma cobertura na pele até o fim da tarde. Estou completamente apaixonada!

Bom, agora vamos à parte ruim: o preço. Eu comprei a minha na Sephora do hotel The Venetian, em Las Vegas, por U$ 34 (o que equivale a cerca de R$140). Como falei no começo do post, a base da Fenty Beauty não é vendida oficialmente no Brasil, mas encontrei alguns lugares revendendo por valores que vão de R$ 80 a R$ 320. Não sei dizer se eles lugares são seguros e se a base é original, por isso, minha dica é comprar lá fora (nem que você encomende para alguém que vai viajar) ou ter certeza absoluta de que está comprando em um site seguro ou com um revendedor qualificado.

Não sei mesmo porque coloquei a base da Fenty Beauty como dúvida na minha lista. Ainda bem que decidi comprar porque estou apaixonada e virou a minha base preferida da vida. Quero fazer estoque aqui em casa!

 

E vocês, já testaram? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Os looks do Met Gala Ball 2018

Olá, pessoal! Hoje (7) foi dia de mais uma edição do evento que faz Nova York parar e deixa todos os amantes de moda com os olhos grudados nas redes sociais. Pois é, rolou mais uma edição do Met Gala, baile promovido pelo museu Metropolitan, que marca a abertura de uma exposição anual do próprio museu, sempre ligada à arte e à moda.

Neste ano, o tema é Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination, que mostra a relação da moda com a igreja católica (polêmico, né?). Como já é tradição aqui no blog, reuni os looks que deram o que falar. O melhor de tudo é que tem sempre aquele povo que perde a noção neste evento, então, vem ficar por dentro de tudo que rolou por lá:

Amanda Seyfried

Muita gente apostou no amarelo/dourado, que tem tudo a ver com o tema. Eu tenho cisma de amarelo em loiras, gente! Digo por experiência própria, parece que fica uma coisa só, sabe? Não desgosto desse vestido, mas acho que com o cabelo solto (lindíssimo, por sinal) e a make em tons escuros ficou tudo muito pesado. Ah, e a maquiagem acabou envelhecendo a Amanda. Concordam?

Anne Hathaway

Amo a Anne Hathaway porque ela é a Princesa Mia, maior musa da minha adolescência. Mas ficou esquisito né, um caos de tecido na parte inferior. Gosto muito do penteado e da maquiagem, mas tem coisa demais. A parte boa é que teve gente pior, então ela fica na média.

Ariana Grande

Não falei que teve gente pior? Ari, me ajuda a te ajudar, gata! Não entendi nada, juro. Esse laço na cabeça tá bizarro e a estampa do vestido é bem estranha. Tudo bem que eu tenho um pouco de ranço dela, mas não tem como aprovar esse look. Pelo menos para mim, ficou na lista das piores.

Cara Delevigne

Tudo bem que a Cara tem um estilo próprio e bem exótico, mas eu estou na dúvida. Definitivamente eu não usaria e esse look não tem nada a ver comigo, mas achei que tem tudo a ver com o tema do evento e é a cara dela. Na verdade, eu acho o vestido ousado, mas apropriado para o Met Gala. O que me incomoda é a coroa cobrindo o rosto. Dá uma aflição…

Cardi B

Sempre temos uma grávida nas premiações e, desta vez, quem ficou com a vaga foi a Cardi B. É over? É. Usaria? Jamais. Mas também achei que é um look TOTAL Met Gala. Se fosse para escolher um look para definir o red carpet deste ano, seria esse. Então, analisando por esse lado, eu gostei.

Blake Lively

ALGUÉM PARA ESSA MULHER! SOCORRO, É MUITA BELEZA! Sério, gente, nem tem graça colocar a Blake aqui porque ela nunca erra e consegue se superar a cada evento. Apaixonada por tudo: penteado, maquiagem, cor e modelo do vestido. Diva total e minha segunda preferida da noite.

Diane Kruger

Diane Kruger no Met Gala 2018 é a prova de que ninguém está livre de erros. Pois é, normalmente eu gosto muito dos looks dela, mas a única coisa que eu salvo nesse look é o tom de azul serenity, que eu acho que combina muito com loiras. O vestido acabou aumentando o quadril dela (ok, acho que era a intenção) e todo essa confusão atrás só piorou. Agora, precisamos falar sobre uma coisa que eu acabei de descobrir: ela tem 41 anos! Sim, com essa beleza e esse corpo! Tá bom pra você?

Emma Stone

Minha amiga Emma escolheu um look mais básico (perto dos outros né?), mas me incomodou essas correntes perto do decote. Acho que elas estragaram o look. Fora isso, teria prendido o cabelo. Amei a maquiagem e já quero descobrir que batom é esse (prometo contar para vocês quando descobrir).

Gigi Hadid

Mais um da série: não usaria, mas achei lindo. A Gigi é maravilhosa e segura qualquer look. É um vestido polêmico, mas eu amei e achei que combinou com ela. Estou na dúvida se o cabelo preso não funcionaria melhor para destacar ainda mais o vestido, mas gostei muito do penteado e da maquiagem.

Hailee Steinfeld

Gosto muito da Hailee, mas ela tem um gosto bem duvidoso e ficou difícil defender. Achei o vestido básico demais para o evento e não gostei do combo cabelo + make. A coroa não combinou e o cabelo bagunçado na cara, junto com a make pesadona, deixou tudo muito over. Sorry, miga, mas hoje não rolou.

Janelle Monae

Bom, a Janelle também tem um estilo muito particular e sempre gosta de causar, mas talvez seja um dos looks mais discretos que eu já vi nela (juro). Só o chapéu que me incomodou. Acho que ela poderia ter tirado e ficado só com a touca prata. Aí, sim, seria perfeito!

Jennifer Lopez

Se a gente levar em conta que nossa diva J. Lo adora um look coladinho, eu tenho que confessar que eu adorei esse look. Arrisco dizer que ficaria estranho em qualquer outra pessoa, mas nela ficou lindo. Também gostei muito da make com os olhos bem marcados.

Katharine McPhee

Só coloquei a Katharine McPhee aqui porque ela fez Smash, uma das minhas séries favoritas da vida. AMEI o vestido e super usaria ele solto, só não curti o cabelo (um coque tipo princesa funcionaria melhor) e tiraria alguns colares para ficar mais delicado.

Katy Perry

Já faz um tempo que a Katy anda me decepcionando no tapete vermelho, mas é o tipo de exagero que tem tudo a ver com a Met Gala. Só ficou estranho esse volume na barriga, parece até que ela tá grávida, né?

Kendall Jenner

A maquiagem da Kendall estava maravilhosa (uma das que eu mais gostei), mas achei esse look tão basiquinho. Nada demais, sabem? Faltou algo aí.

Kerry Washington

Quando você estiver triste e procurando uma resposta, lembre-se deste look e pense que existe solução para tudo. Siiim, minha gente, Kerry Washington finalmente acertou. Juro, ela já usou cada coisa nesse tempo todo que eu faço cobertura de eventos aqui no blog que esse vestido (mesmo basiquinho para o evento) ficou maravilhoso. Adorei também o cabelo estilo black, ficou lindo nela!

Madonna

É a versão moderna da Madonna na era de Like a Prayer, concordam? Madonna é rainha e nem deveria entrar aqui na análise porque a gente releva tudo, mas, pessoalmente, não curti muito. Combina com ela, né?

Michelle Williams

Michelle tem um estilo minimalista e sempre aposta no mesmo estilo de look, mas acho que ela está sempre elegante e muito bem vestida. É o tipo de look que passa batido no meio de tanta ousadia, mas eu AMEI esse vestido e usaria fácil.

Nicki Minaj

Liguei a TV no exato momento em que a Nicki entrou e analisei bem o look. A gente sabe que ela adora ousar e normalmente eu coloco os looks dela entre os piores, mas não é que eu curti esse?  Achei que combinou também com a proposta do evento e eu adorei esse efeito do degradê de vermelho. Eu também adorei o detalhe da cabeça!

Rihanna

Aquela coisa né, Met Gala sem Rihanna não é Met Gala. E para ter graça, tem que ser um look de impacto. É o tipo de look que a gente não usaria, mas releva por conta do tipo de evento. Mas acho que especularam tanto sobre o que ela usaria que eu esperava algo mais elaborado. Achei ok, mas nada demais. Concordam?

Rita Ora

Mais uma prova de tudo pode dar certo na sua vida. Ritinha, nossa arroz de festa favorita, já errou muito nos tapetes vermelhos e, vejam só, nunca esteve tão linda. AMEI o look inteiro! Adorei a coroa e o decote bem clássico, a estampa é delicada e muito romântica e eu também achei uma graça essa bolsinha amarela. Aprovadíssimo! Entre as mais bonitas da noite (quem diria?).

Kim Kardashian

Kim também apostou numa linha mais básica, mas nela eu curti. Achei que ela estava linda com essa make com olhos bem marcados e adorei os detalhes das cruzes no vestido. Não usaria assim (ao contrário dela, odeio modelos que marcam meu quadril), mas faria umas adaptações e super usaria. Gostei muito!

Sarah Jessica Parker

Coloquei aqui porque a Sarinha é presença obrigatória no Met Gala e sempre se solta. Geralmente, ela peca pelo excesso, mas também entra na lista do “não usaria, mas gostei”. Achei que super combinou com a proposta.

Scarlett Johanson

Scarlett também foi para o degradê, mas não sei se eu gostei. Já vi tantos looks lindos nela que esse ficou meio apagadinho, sabem?

Selena Gomez

Selenitcha não foi feliz hoje, gente! O vestido acabou engordando e o batom era tão nude que apagou a boca dela. Não sei vocês, mas me lembrou aqueles looks do começo dos anos 2000 que a gente vê nas listas do BuzzFeed e não se conforma. Uma pena, né, mas acontece com todo mundo.

Zendaya

Demorei séculos para reconhecer a Zendaya, mas também entrou na lista de pessoas de péssimo gosto que acertaram bonito. Achei esse vestido muito bonito e tudo a ver com o evento (não dá para você usar no casamento da sua amiga, por exemplo). Amo cinza no tapete vermelho e gostei da combinação com a peruca ruiva e a make quase nada. Mandou bem!

A pior da noite: Solange Knowles

A irmã da Beyoncé também tem um gosto bem exótico e ama causar, mas não consigo gostar de nada nesse look. Aliás, achei esses tentáculos horrorosos, parece mais um cosplay da Úrsula de A Pequena Sereia. Aliás, alguém me explica a relação desse look com o tema do evento? Não deu, né?

A melhor da noite: Emilia Clarke

Por favor, um minuto de silêncio para admirar todo esse look. Não é porque eu gosto da Daenerys e da própria Emilia, mas eu vi esse look na TV e no mesmo segundo eu escolhi como o melhor da noite, antes mesmo de ver os demais looks. É o tipo de escolha que eu super faria, tem tudo a ver comigo. Combinou com o tema e trouxe um ar de rainha bem clássica, sabem? Amei o coque com a coroa, o batom escuro levou o look para uma pegada barroca e o vestido é um show, gente! Sério, tô apaixonada. O look mais lindo dos últimos tempos! ♥

 

E você, concorda? Qual look mais gostou?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: E! Entertainment

As músicas mais tocadas em 2017

Olá, pessoal! Entramos em dezembro e agora não tem jeito: é hora de começar a nos despedir de 2017. Quem me acompanha aqui no blog desde o início (dá para acreditar que este humilde cantinho já tem três anos e meio?), sabe que eu gosto sempre de aproveitar o último mês do ano para fazer alguns posts temáticos de retrospectiva.

Ao longo dos próximos dias, vamos falar sobre beleza, cinema e muitos outros assuntos, mas hoje é dia de falar sobre música. Isso mesmo, é o momento de relembrar as canções que tocaram tanto, mas tanto, que você não aguenta mais. Olha só as que eu selecionei:

Shape of You – Ed Sheeran

Vamos começar logo de cara com um dos principais destaques do ano na música: Ed Sheeran. Até então, nós conhecíamos o ruivinho por suas canções melosas. Ano passado a gente escutou Photograph até cansar e eu tinha uma birra desse moço. Pois bem, eis que ele lançou logo no começo do ano o álbum Divide e, minha gente, que CD bom hein! É presença obrigatória no meu Spotify e Shape of You virou um hit, servindo até como propaganda do Google tamanho o sucesso. Ouço sempre e ó, não consegui enjoar!

I Feel It Coming – The Weeknd

No fim do ano passado, a gente se viciou em Starboy, do álbum mais recente do cantor The Weeknd. A música era tão boa que eu pensei que não tinha como ele lançar algo melhor. Mas aí logo no começo do ano chegou por aqui I Feel It Coming, o segundo single deste trabalho em parceria com o Daft Punk. Que batida deliciosa! A letra e o ritmo me fazem viajar no tempo e ir lá para os anos 70/80. Uma das minhas favoritas do ano e da vida!

Hear Me Now – Alok

A cada cinco minutos a gente escuta esta música no rádio, não é mesmo? A letra e o ritmo todo mundo conhece, mas o que nem todo mundo sabe é que o Alok, DJ por trás deste sucesso, é brasileiro. Pois é, Hear Me Now tem origem nacional e viralizou no mundo inteiro, mas posso ser sincera? Acho TÃO chatinha! Aqueles assovios me irritam demais. Vocês gostam?

Something Just Like This – The Chainsmokers feat. Coldplay

A dupla The Chainsmokers foi um dos maiores sucessos do ano passado, mas aproveitou 2017 para continuar a lançar músicas que grudam na nossa cabeça. Um exemplo é Something Just Like This, uma parceria com a banda Coldplay. Sabe aquela receita que não tinha como dar errado? A letra é linda, a batida é bem legal e pronto, mais uma que eu não consigo enjoar de jeito nenhum. Para mim, é uma das melhores dos DJs. Concordam?

Despacito – Luis Fonsi e Daddy Yankee feat. Justin Bieber

Temos um vencedor na categoria Música do Ano? Temos! Assim que foi lançada, a versão do hit Despacito com o cantor Justin Bieber virou o maior sucesso dos últimos tempos, tanto que ocupou a primeira posição do ranking da Billboard por vários meses seguidos. Ah, além disso, foi responsável pelo boom de músicas latinas que estouraram ao redor do mundo. Teve uma época que era só ligar o rádio que você já escutava um “des-pa-ci-to”. Concorda que esta é a música de 2017?  

Chained To The Rhythm – Katy Perry

2017 também foi o ano que marcou o retorno da Katy Perry. E que loucura que foi tudo isso, né? Primeiro ela surgiu loira, depois cortou o cabelo bem curtinho, lançou este clipe aqui todo psicodélico e cheio de mensagens subliminares, convidou ninguém mais, ninguém menos que a Gretchen (rainha!) para estrelar o clipe de Swish Swish e ainda revelou que, por ela, a briga com a Taylor Swift está superada. Ok, convenhamos que este não é nem de longe o melhor trabalho dela, mas ficou entre as músicas mais tocadas do ano.

Bad Liar – Selena Gomez

Quem também marcou presença em 2017 foi nossa miga Selena, que lançou mais uma música chiclete para grudar na nossa cabeça. Bad Liar provavelmente foi a canção mais sexy que nós ouvimos em 2017 e era só entrar o refrão pra gente ter vontade de sair dançando por aí. Fora que o clipe é muito divertido e mostra a cantora vivendo várias personagens enquanto se apaixona por uma delas. Bem legal!

There’s Nothing Holding Me Back – Shawn Mendes

Menino Shawn explodiu no ano passado com Stitches e, lá no fundo, eu achava que ele seria um daqueles casos de músicos de apenas uma canção. Só que ele mostrou que eu estava completamente enganada porque este ano ele veio com There’s Nothing Holding Me Back, que é toda animada e também deixa a gente doida de vontade de dançar e cantar junto. Mais uma com refrão-delícia que a gente decora rapidinho. Adoro!

Malibu – Miley Cyrus

Sim, amigas, vivemos em 2017 para ver o retorno da Miley como Miley. Foi-se o tempo do cabelo curtinho, de ficar peladex em cima de uma bola de demolição, das roupas rasgadas, do twerking. Voltamos na era da Hannah Montana crescidinha com uma música bem fofinha, toda para cima, com uma mensagem bem linda. O clipe também é muito bonito, com flores, balões, praia, trancinhas. Nossa amiga está romântica e até chorou apresentando essa música no Billborad Music Awards. Fofa, né?

Paradinha – Anitta

Neste ano, também vimos Anitta subir ao posto de estrela internacional. Pois é, minha gente, ela gravou uma música com a Iggy Azalea, se apresentou no programa do Jimmy Fallon e logo depois lançou Paradinha em espanhol. No começo eu achei bem chata e duvidei que fizesse sucesso. Mas ah, como eu estava enganada! Aqui virou uma febre, todo mundo decorou a coreografia e não é que lá fora a música também estourou? E aparentemente foi só o começo porque a Anitta promete lançar um número cada vez maior de músicas em inglês e em espanhol.

Rockabye – Clean Bandit feat. Sean Paul e Anne-Marie

Você pode até não saber pelo nome, mas conhece o Clean Bandit do sucesso Rather Be, que explodiu lá em 2014. Desde então, eles sempre lançam músicas com algumas parcerias, mas nenhuma tinha alcançado o mesmo sucesso. Até que veio Rockabye e, quando percebemos, já estávamos baixando a música no Spotify. É daquelas que você escuta da primeira vez e já gosta, sabe? Só tem um probleminha: ela enjoa se você escutar muito. Vou dar o meu exemplo: estava na lista das que eu mais escutava, até que começou a tocar no rádio e eu cansei. Mas, mesmo assim, vale o registro por aqui.

Sua Cara – Major Lazer feat. Anitta e Pabllo Vittar

Viu só como a Anitta realmente não veio para brincadeira em 2017? Além de Paradinha, ela também lançou uma parceria pra lá de impactante com o grupo de música eletrônica Major Lazer e com a nossa diva Pabllo Vittar. Esta aqui é mais uma que eu coloco como candidata ao posto de música do ano. Motivos? Bom, a estreia do clipe deu o que falar, quebrando vários recordes de acessos logo nas primeiras 24 horas e gerou vááárias paródias. Tá bom ou quer mais?

Wild Thoughts – DJ Khaled feat. Rihanna e Bryson Tiller

Temos um importante representante do R&B em 2017 também. Difícil alguma coisa não dar certo com a RiRi (essa aí faz sucesso em tudo que põe o dedo) e não foi diferente com Wild Thoughts. O mais incrível de tudo é que, para quem é dos anos 90 como eu, certamente escutou o refrão e logo percebeu que era Maria Maria, do Santana. Não está entre as minhas favoritas, mas eu sempre deixo tocando e tem muita gente por aí que viciou. E você, o que acha?

Stay – Zedd feat. Alessia Cara

Alessia Cara é outro nome que fez bonito neste ano. Além da versão da fofa How Far I’ll Go, tema do filme Moana, ela também marcou presença nas nossas playlists favoritas com Scars To Your Beautiful. Mas a que mais fez sucesso foi Stay, parceria com o dj Zedd. Foi a “música de baladinha” que a gente mais ouviu, cantou junto e dançou muito. Para vocês terem ideia, até a minha irmã de 10 anos gosta.

Crying In The Club – Camila Cabello

Quem é ligada em música pop sabe que no fim do ano passado presenciamos um barraco causado pela saída da Camila Cabello da girlband Fifth Harmony. Houve quem jurasse que ela jamais conseguiria o mesmo sucesso em carreira solo. Eis que ela lançou esta primeira música de seu trabalho sozinha e no começo até eu achei fraquinha, mas é tão maravilhosa. Eu amo que ela tem uma vibe bem finalzinho dos anos 90, com uma homenagem ao hit Genie In A Bottle da Christina Aguilera. Quem mais curte?

Look What You Made Me Do – Taylor Swift

Ela andava sumida né, dona Taylor? Mas, quando voltou…voltou com tudo! No segundo semestre do ano, a cantora resolveu apagar todas as fotos do seu Instagram e a postar alguns spoilers com uma cobra. Logo depois, divulgou apenas o áudio da sua música nova e não agradou muito. Até que veio o clipe e, para mim, é o melhor do ano, com várias indiretas, piadinhas consigo mesma e makes que dar inveja. Acabei gostando da música.

Havana – Camila Cabello

Olha minha xará aí de novo! Se alguém tinha dúvidas de que ela se daria bem na carreira solo, essas dúvidas foram solucionadas quando a Camila lançou Havana. A música pegou na hora e é daquelas que grudam na cabeça (quando você percebe, já está com o refrão “Havana oh na na” no seu repeat mental). O clipe também é todo produzido, tem uma história fofa por trás, e rendeu diversos prêmios para a cantora. Sinto que ela vai longe, alguém mais está comigo nessa?

 

E aí, gostou da minha seleção?

Um beijo e até o próximo post!

Os looks do Met Gala Ball 2017

Olá, pessoal! Hoje aconteceu mais uma edição do Met Galla Ball, o famoso Baile do Museu Metropolitan de Nova York. Todo ano, é escolhido um tema para uma exposição que rola no museu, mas o que a gente gosta mesmo de ver é o tapete vermelho, já que o evento boooomba de gente famosa. Para este ano, a exposição teve como tema a estilista japonesa Rei Kawakubo. Vou ser bem sincera, não conheço o trabalho dela, mas pesquisei aqui e vi que ela curte peças bem volumosas e excêntricas. Como os trajes precisam seguir o tema da edição, vou tentar me basear por esses dois fatos, ok?

Adriana Lima

Adriana Lima

Começando com uma brasileira que deixa todo mundo babando de inveja, não é mesmo? Vi que a Rei Kawakubo gosta bastante da cor preta, então acho que a Adriana acertou neste ponto. Vocês vão ver que acabou ficando simples perto dos outros looks, mas gostei que ela foi para um lado mais sensual, que ela segurou muitíssimo bem, concordam?

Selena Gomez

Selena Gomez

Selena chegou toda toda acompanhada do boy (o cantor The Weeknd) e deu até beijo nele em pleno tapete vermelho. Curti demais esse cabelo mais curtinho, ficou com ar de mulher né? Fora que eu gostei muito desse vestido, achei bem clean. E olha esse sorriso, gente? Ela não está linda? Uma das melhores da noite!

Blake Lively

Blake Lively

Eita mulher linda e estilosa a dona Blake, né? Ela costuma arrasar demais e sempre aparece nas listas das mais bem vestidas, mas não sei não. Achei o vestido muito bonito até chegar na parte das penas azuis. Se a gente levar em conta que a estilista homenageada da noite curte coisas excêntricas até passa, mas eu não gostei muito.

Candice Swanepoel

Candice Swanepoel

Coloquei aqui porque ela é a minha Angel da Victoria’s Secret favorita. Maravilhosa, né? E aí a gente lembra que ela acabou de ser mãe e já está com esse corpão. É pra quem pode, mores!

Dakota Johnson

Dakota Johnson

Olha a protagonista de 50 Tons de Cinza aí gente! Olhei para esta foto e pensei duas coisas: 1) que testa enorme e 2) que vestido feio. Mas enquanto pesquisava fotos das criações da Rei Kuwakubo, descobri que este look é exatamente o tipo de coisa que ela faz. Então, por mais feio que seja, Dakotinha acertou!

Diane Kruger

Diane Kruger

Acho ela tão linda e normalmente gosto muito das escolhas dela. Curti muito este vestido, mas acho que ficou simples demais para o tema. O que vocês acham?

Elizabeth Banks

Elizabeth Banks

Estranho, né? Até está de acordo com o tema, já que a estilista tem uma influência geométrica. Mas a estampa com essa ilusão de ótica acabou aumentando a silhueta e fez com que ela ficasse com um quadril maior. Não gostei muito, não!

Emma Roberts

Emma Roberts

Não gostei de nada! O vestido até passaria se não fosse por essa barra gigante, mas essa pele rosa é bem cafona, né? Fora o cabelo, que tá bem normalzinho, e a cara de bunda!

Felicity Jones

Felicity Jones

A gente sabe que todo mundo tem um estilo, mas eu não aguento mais ver a Felicity em vestidos com tons clarinhos, gente! Se não me engano, esse azul pastel foi exatamente a mesma cor do vestido que ela usou no Oscar. Preguiça, né? Vamos mudar! O cabelo também poderia estar preso, parece que ela saiu correndo e esqueceu de fazer o penteado.

Hailee Steinfeld

Hailee Steinfeld

Conheci a Hailee pequena e fico feliz de ver que ela está crescendo e se destacando nos eventos, mas a moça precisa urgente de um stylist novo porque ultimamente só vestiu coisa feia. Tem coisa demais aí e até a maquiagem com o olho beeeem carregado acabou brigando com o look.

Cara Delevigne

Cara Delevigne

Ousada a nossa amiga Cara, né? Mas posso falar, gostei demaaaaais desse look. Quando a gente pensa em “excêntrico”, não quer dizer exagero e ela provou bem isso. Fora que ficou bem atual, com esse cabelo curtinho, o brilho e o toque do metal. Arrasou, viu?

Jennifer Lopez

Jennifer Lopez

J.Lo é rainha, mas minha birra com ela é a mesma que tenho com a Felicity Jones. Que mania de usar sempre o mesmo estilo de vestido. E esse cabelo? Também não aguento mais e ela fica parecendo a mãe da Ariana Grande.

Jessica Chastain

Jessica Chastain

Chegou a hora da minha girl crush de Hollywood. Jess, sua linda, posso ser sua amiga? Gostei muito, ficou com ar de princesa da Disney. Um dos meus preferidos da noite!

Gigi Hadid

Gigi Hadid

Gostei por ter saído do óbvio! Demorei para reconhecer a Gigi neste look, mas achei que ficou tão diferentão! Gostei bastante do mix de texturas e da combinação com a meia arrastão, que é tendência absoluta desta temporada. Também curti muito o cabelo e a maquiagem.

Karlie Kloss

Karlie Kloss

Gosto muito da Karlie, mas achei que este look ficou entre os piores da noite. Curto a proposta de misturar estilos, como o terninho com o scarpin altíssimo, mas a cara limpa ficou estranha demais. Sei que estamos com um movimento para ficar mais natural e dosar na maquiagem, mas acho que este é o tipo de evento que pede uma make mais ousada.

Kate Hudson

Kate Hudson

Achei simples demais e tudo muito branco. Uma coisa meio Elsa do filme Frozen rsrs…

Katie Holmes

Katie Holmes

Vi algumas fotos dos looks do baile antes de saber qual era o tema desta edição e apareceu este aqui. Achei horrível, mas aí pesquisei as criações da estilista japonesa e, pasmem, é exatamente este tipo de peça que ela gosta. Vou passar por causa disso, mas a maquiagem ficou bem feia. A sombra azul está chegando antes dela, ficou muito gritante, e deixou a Katie com cara de assustada. Concordam?

Kendall Jenner

Kendall Jenner

Não gosto de nenhuma das irmãs Kardashian/Jenner porque elas querem aparecer demais, mas sempre defendi a Kendall por ser um pouco mais normal. Mas, gente, vê se dá para defender uma pessoa que chega praticamente pelada e mostra a bunda para todo mundo? Tudo bem, está com um corpão, mas né, não tem necessidade. Só tem um ponto bom: AMEI a combinação do cabelo com a maquiagem. A make foi a mais linda da noite na minha opinião!

Celine Dion

Celine Dion

Vejo tia Celine e lembro do quê? Neeeeeeeear, faaaaaar, whereeeeeeeeever you are… Ai que saudade de assistir Titanic e achar que ia casar com o Leonardo DiCaprio. Achei meio bizarro esses cintos, parece que são band-aids colando os dois tecidos. Vocês não acham?

Kerry Washington

Kerry Washington

Nossa amiga Kerry está assustada! Não é para menos, já que ela nunca acerta e mais uma vez provou que gosto é uma coisa bem particular mesmo!

Kim Kardashian

Kim Kardashian

Jura mesmo que vocês acham bonito esse estilo “mendiga” da Kim? Está sempre com umas roupas largonas e com aparência de mal acabadas, com os ombros de fora, cabelo lambidão… Não gosto! A sandália também ficou bem brega.

Kylie Jenner

Kylie Jenner

Sim, o vestido é feio, mas entre as três irmãs, é o menos pior. O que mais me incomoda é o detalhe das franjas caindo da manga, mas não ficou tão ruim assim.

Lena Dunham

Lena Dunham

Cota bizarrice da noite! Saiu enrolada na cortina da sala da avó e posou de linda!

Lilly Collins

Lily Collins

Gosto da parte de cima do vestido, mas concordo que vira um bolo basante estranho. Agora, o cabelo e a maquiagem parecem duvidosos em um primeiro momento, mas achei que a Lilly ficou A CARA da estilista homenageada. Juro, a mais parecida de todas!

Madonna

Madonna

A rainha do pop já ditou muita tendência de moda, mas convenhamos que anda se vestindo muito mal, né? Estou tentando fazer a ligação do militar com o tema da noite, mas ainda não achei uma resposta. Bem ruinzinho!

Naomi Watts

Naomi Watss

Achei que a Naomi estava irreconhecível com essa maquiagem, gente! Gostei muito do vestido e desse detalhe do decote, mas, no geral, ficou simples.

Nicki Minaj

Nicki Minaj

Nickinha sempre quer chamar atenção e apela para todos os lados, mas olha como ela se esforça, coloca até o rosto da estilista no cinto rsrs… Brega, mas bem no estilo Minaj de ser!

Reese Whiterspoon

Reese Whiterspoon

Mais uma vez a sombra combinando com o vestido. Acho esse truque tão cafona, mas enfim. Gostei muuuito do vestido e acho que cabe para várias ocasiões, só não sei se ficou muito simples para o evento. Estou na dúvida!

Rihanna

Rihanna

É só falar em tapete vermelho que a gente pega a pipoca e fica esperando a chegada da RiRi. É muito louco porque ela usou um dos looks mais lindos que eu já vi na vida (clique aqui para conferir), mas quando dá para usar coisa estranha, ela dá conta do recado. Não parece que jogaram todos os confetes possíveis de Carnaval em cima dela?

Rita Ora

Rita Ora

Ritinha, nossa arroz de festa favorita, chegou embrulhada para presente. Nunca vi tanto laço junto!

Solange Knowles

Solange Knowles

Socorro! A irmã da Beyoncé levou um colchão inflável, assim é só aproveitar um cantinho da festa para tirar um cochilo. E esse sapato? Não sei como ela conseguiu se equilibrar.

Zendaya

Zendaya

Nunca vi alguém com um gosto tão ruim como a Zendaya! Uma mistura de anos 70 com princesa Disney versão Amazônia. Ajuda aí, produção!

A pior da noite: Katy Perry

Katy Perry

Miga do céu, me ajuda a te ajudar! Já olhei para este look um milhão de vezes e até agora não consegui entender. Que confusão! E esse véu? Essas coisas estranhas na cabeça? Essa frase estranha que a gente não consegue ler? Katy, amo seus shows e acho você linda, mas deu ruim.

Melhor da noite: Gisele Bündchen

Gisele Bundchen

Parece até pleonasmo escrever “melhor da noite” e “Gisele Bündchen”. Que mulher! Que arraso! Que orgulho! Não tem para ninguém, ela é sim a mais linda de todas e provou que não precisa de nenhum exagero para roubar todas as atenções. Quero ser como ela quando crescer! Maravilhosa demais!

 

E vocês, quais looks preferem?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: E! Entertainment

12 músicas que completam 10 anos em 2017

Olá, pessoal! Vocês se lembram como eram há dez anos? Eu, particularmente, amei demais o ano de 2007. Completei 19 anos, estava no segundo ano da faculdade, era magra (saudade dessa época) e andava para cima e para baixo com o meu iPod. De lá para cá, muita coisa mudou. Continuo ouvindo música, mas agora uso o Spotify, o que sem dúvida facilitou e muito a vida.

Mas sabem o que era legal? Naquela época, o YouTube ainda era um bebê e quem era ligado em música como eu gostava muito de assistir canais de videoclipes. Não tinha nada mais divertido para mim do que chegar em casa e passar a tarde toda assistindo ao MTV Hits, um canal só de clipes da MTV dos Estados Unidos.

Para matar a saudade, resolvi procurar os clipes que mais bombaram há dez anos e, gente, tinha muita coisa legal! Na época, eu não percebi, mas foi um ano incrível para a música pop e muitos daqueles hits tocam até hoje. Aqui estão alguns exemplos:

Girlfriend – Avril Lavigne

A Avril que eu conheci tinha cabelo castanho, estilo roqueirinha e amava usar gravata. Pois bem, ela mudou completamente e surgiu em 2007 toda Barbie com cabelo rosa e jeitinho de fofa. Foi uma proposta para lançar The Best Damn Thing, seu terceiro álbum. Girlfriend foi o primeiro single e virou um dos maiores sucessos dela, tanto que rendeu até uma versão com a rapper Lil Mamma. Eu adoro e sempre canto junto.

Umbrella – Rihanna ft. Jay-Z

Não tem para ninguém. Este aqui foi o maior sucesso de 2007 e fez com que nossa amiga RiRi subisse de vez para o topo do sucesso. Quando comecei a escutar as músicas dela, em 2006, ela tinha o cabelo castanho comprido e jeito de menina. Foi só lançar o CD Good Girl Gone Bad para surgir de cabelo preto e curto e toda linda dançando com guarda-chuva. AMO demais esta música e este clipe.

No One – Alicia Keyes

Este clipe aqui passava milhões de vezes na MTV Hits e eu já amava antes de estourar por aqui. Estava acostumada a ver a Alicia Keyes de trancinhas no cabelo cantando Fallin’ e aí de repente ela surge toda linda e mulher cantando uma música superfofa, com refrão chiclete e clipe bonitinho. É um dos maiores sucessos dela e ainda toca muito na rádio, mas eu acabei enjoando e achando que ela grita demais.

Gimme More – Britney Spears

Quem nunca dançou ao som de Baby One More Time e quis ser a Britney no começo dos anos 2000? Foi um choque quando a gente viu ela raspar o cabelo e se internar em uma clínica de reabilitação. Quando ela saiu, lançou o CD Blackout e Gimme More foi o primeiro single. Eu até gosto desta música, mas ela passa uma sensação estranha porque a gente sabia que a Britney não estava bem. A apresentação que ela fez no VMA de 2007 foi um verdadeiro fiasco, lembram?

Makes Me Wonder – Maroon 5

O primeiro CD do Maroon 5 foi lançado em 2004, a gente ouviu até cansar e a banda virou um sucesso total. O segundo CD, It Won’t Be Soon Before Enough, chegou em 2007 e o clipe de Makes Me Wonder passava a cada cinco minutos na MTV Hits. Eu gostava muito na época e super me identificava com a letra, mas depois fui cansando. O mais curioso é que a música não fez o mesmo sucesso por aqui, né?

Say It Right – Nelly Furtado

Outra séria candidata a hit absoluta de 2007. Muita gente não sabe, mas a Nelly Furtado surgiu em 2001 cantando I’m Like a Bird (quem lembra?). Mas a redenção mesmo veio em 2007 com o CD Loose, lançado no ano anterior. Era sucesso atrás de sucesso, como Promiscuous e Maneater, mas Say It Right foi a campeã e bombou em todos os lugares do mundo, até mesmo aqui no Brasil. Foi por causa da Nelly, inclusive, que a gente conheceu o produtor Timbaland.

What Goes Around…Comes Around – Justin Timberlake

 

Esta aqui é maravilhosa, né? Meninas como eu, que cresceram nos anos 90/2000, sabem que o Justin era do NSync e nós nunca imaginamos que ele chegaria onde chegou. Eu gosto muito dos primeiros CDs dele, mas What Goes Around foi meio que um divisor na carreira dele. Lembro da superprodução do clipe, que tinha a atriz Scarlett Johansson, e que eu gostei da música logo de cara. Virou um hino pós pé na bunda, toca muito até hoje e eu sempre canto junto.

Big Girls Don’t Cry – Fergie

 

Quem aí lembra do Big Brother Brasil 7, com o Alemão e a Siri? Hoje em dia, eu nem assisto mais ao programa, mas eu era muito viciada nessa época e não perdia um dia. Foi lá que o Brasil começou a escutar esta música, já que era tema dos dois participantes. Fergie fez sucesso no Black Eyed Peas, lançou um álbum solo em 2006 e assim seguiu até 2008. Foram várias músicas maravilhosas, mas Big Girls Don’t Cry virou um hit e sempre toca na rádio.

Don’t Matter – Akon

Cantamos muito o refrão de Lonely e vimos o rapper Akon chegar ao sucesso, tanto que logo depois ele lançou o segundo CD, Konvicted, e lançou single atrás de single. De todos, o que eu mais gosto é Don’t Matter. Amo a batida, a letra e a sensação que a música me passa. Tocou demais no mundo inteiro, bombou aqui no Brasil e é um dos maiores hits dele. Enjoou um pouco, mas tenho escutado algumas vezes na rádio. Fico sempre muito feliz e aumento o volume para cantar junto.

Beautiful Girls – Sean Kingston

 

Mais um sucesso da MTV Hits de 2007. Lembro que estava em uma das minhas tardes intermináveis vendo o canal quando apareceu um menino fofinho e simpático que cantava “beeeeautiful girls”. Prestei atenção e descobri que o clipe era bem bonitinho, comparando o fim dos anos 2000 com os anos 60. Depois disso, menino Sean não parou mais e lançou mais uma boa leva de músicas, até sofrer um acidente de jet ski e ficar um pouco sumido.

The Sweet Escape – Gwen Stefani

 

Gwen já fazia sucesso no No Doubt, mas aí se lançou como cantora solo em 2004 e explodiu (quem nunca dançou ao som de Rich Girl e Hollaback Girl?). Em 2007, ela lançou seu segundo álbum, que tem o mesmo nome desta música. É superfofinha e ela aproveitou para fazer uma parceria com o Akon. Tocou em todos os cantos do planeta e fez muito sucesso. Eu me lembro tão bem do clipe que parece que foi ontem.

Beautiful Liar – Shakira e Beyoncé

 

O que acontece quando duas divas se juntam? A certeza de um grande hit. Foi o que aconteceu com Shakira e Beyoncé, que se reuniram para gravar uma música sobre duas mulheres que amam o mesmo homem e um clipe com muitas caras e bocas e reboladas. Pessoalmente, nunca gostei muito desta música, mas foi um grande sucesso, tocava em tudo que era lugar e entrou para a trilha sonora da novela da época. Um clássico da música pop.

 

Que saudade! E você, lembra de outra música lançada em 2007?

Um beijo e até o próximo post!