Posts em destaque

[Resenha] I’m Model Creme Fix – Contém1g

IMG_5690[1]

Depois do batom, arrisco dizer que meu item favorito de make é a sombra. Tenho milhões de paletas aqui em casa e adoro criar mil combinações. Escolher apenas algumas para levar em viagens, por exemplo, é um tormento. Tenho vontade de colocar tudo na mala mesmo sabendo que vai pesar horrores. Só tem um problema que eu sei que muitas de nós enfrentamos: é difícil fazer com que a sombra fique linda e intacta por horas, principalmente em festas. Isso quando ela não cai e começa a borrar a área ao redor dos olhos, não é?

Por isso que eu amei ter conhecido o Creme Fix, da Contém1g. Antes de mais nada, preciso dizer que esse produto faz parte da linha I’m Model, criada pela marca justamente para atender adolescentes que estão aprendendo a se maquiar e buscam opções mais leves. As embalagens também são coloridas, divertidas e com valores mais baixos, ou seja, é impossível não se apaixonar por essa coleção! Ah é: nós, adultas, possamos usar e abusar da linha!

O Creme Fix, como o nome já indica, é um creme em bastão que serve como primer para fixar a sombra e impedir que ela borre ou fique acumulada na área ao redor dos olhos. Muita gente acaba esquecendo do primer para olhos, mas é um item importantíssimo para preparar a pele, especialmente nessa região tão delicada do nosso rosto. E tem mais: este produto também ajuda a deixar a cor escolhida mais pigmentada e intensa.

IMG_5692

Conheci o Creme Fix com as meninas da Contém1g Perdizes e confesso que eu não vi muita graça nele logo de cara, mas foi só aplicar para perceber como ele é bom. O formato em bastão é maravilhoso e superfácil de usar e a textura, apesar de leve, tem ótima aderência. Não precisa de muitas doses ou fazer força para espalhar em toda a pálpebra, sabe? Basta usar uma quantidade pequena e aplicar com o dedo anelar. Desperdício zero mesmo!

E quanto ao poder de fixar a sombra, funciona mesmo? Muito! Optei por utilizar tons mais escuros, quase preto, de uma paleta que eu amo de paixão, mas que evitava porque era em pó e sempre acabava borrando ou manchando o resto da make. Fiquei tão surpresa quando vi que tinha conseguido passar tudo bem bonitinho e sem nenhum cantinho borrado. Foi quase um milagre, juro!

Já tinha conhecido outros primers de olho, mas nenhum chegou perto do Creme Fix. É maravilhoso, daqueles que todo mundo tem que ter. E olha só que bacana: leitoras do Fik Dik têm 10% de desconto na compra deste e outros produtos na Contém1g Perdizes. Basta apresentar a senha “FIKDIK” e arrasar na make!

Avaliação: ♥♥♥♥♥

[Resenha] Batom Berry Love Mate – Contém1g

IMG_5022

Uma certeza que temos sobre o universo da beleza é a de que os batons roxos ainda vão fazer muito sucesso. A febre começou no ano passado, quando as famosas passaram a aparecer com essas tonalidades e as mulheres enlouqueceram. A partir de então, as marcas de make perceberam o potencial da novidade e investiram pesado em opções para agradar aos mais variados estilos. Deu tão certo que o número de adeptas do batom roxo não para de crescer – eu sou uma das mais recentes!

Sempre achei os roxos lindos, mas não gostava muito da cor em mim. Comecei com uns tons mais abertos e próximos do rosa e virei fã. Mas ainda precisava ousar mais, sabe? Foi quando tive uma verdadeira aula de make com as meninas da Contém1g Perdizes e elas me mostram que, sim, é possível usar batom roxo com muita classe!

Conheci, então, o Berry Love e foi praticamente um amor à primeira vista. O primeiro ponto positivo, para mim, é que ele é mate e eu sou fã assumida de batons com essa textura. Para quem não sabe, os mates possuem um efeito mais fosco, sem muito brilho e um resultado mais impactante. Outro fator importante é que, assim como os outros produtos da linha, vem com alta cobertura, ou seja, a aderência é ótima e superprática.

IMG_5024

Confesso que meu único problema com os batons mates é a dificuldade em remover borradinhos que surgem durante a aplicação. Mas acabei surpreendida enquanto testava o Berry Love. A aplicação é tão fácil que quase não borrei. Além disso, bastou um pouquinho de demaquilante para tirar as sujeirinhas. É algo ótimo para mulheres que estão sempre correndo e que não têm muito tempo para retocar a maquiagem ao longo do dia.

Isso sem falar no tom, que é maravilhoso! É um pouco mais sóbrio do que os roxos tradicionais e próximo do vinho. Apesar de combinar mais com dias frios, fica lindo em qualquer ocasião. E aqui vai outra vantagem: ele vai bem tanto em branquinhas quanto em mulheres com pele mais morena. Resumindo: é tão versátil que é aquele tipo de batom que a gente sempre tem que ter por peto.

Vamos à melhor parte? A duração é de oito horas. Sim, amigas, eu apliquei, saí de casa, jantei e ainda estava com ele quando voltei. E a remoção é tão incrível quanto: um algodão com um pouco de demaquilante e água já dá conta do recado. Não tem aquele desperdício de produto e a necessidade de esfregar na pele, sabe?

IMG_5025

Por todos esses benefícios, o Berry Love virou um dos meus batons favoritos. Quer testar também? Corre para a Contém1g Perdizes e garante o seu. Leitoras do blog têm 10% de desconto em compras na loja. É só apresentar a senha “FIKDIK” e arrasar na make!

Avaliação: ♥♥♥♥♥

[Resenha] Delineador Smart Liner – Sephora

Delineador

Comentei aqui no blog algumas vezes que o meu maior problema, quando o assunto é make, é o delineador. Além de descarregar toda a minha tensão nas pontas dos dedos e deixar o traço pesado, eu não enxergo direito com o olho esquerdo. Estou acostumada com dois resultados: uma linha toda torta ou borrões na parte inferior dos olhos (sério). Sempre amei delineador e já tinha tentado todas as versões possíveis (caneta, gel, bastão), mas estava decidida a abandonar de vez esse desejo.

Mas tudo mudou quando eu conheci o Smart Liner. Pode até parecer propaganda de televisão, mas é a mais pura verdade. Já tinha lido algumas notícias dizendo que o produto era ótimo e superfácil de aplicar, mas o trauma era tão grande que eu fui deixando para trás a vontade de experimentar. Nas minhas últimas férias, viajei aos Estados Unidos e entrei na Sephora com uma amiga que mora lá. Mesmo sem saber do meu problema, ela me indicou o delineador e disse que se deu muitíssimo bem com ele. Valia experimentar, né?

Confesso que rolou um certo medinho na hora de fazer o primeiro teste. É o que o formato dele é um pouco estranho e grandão, mas, adivinhem só, é totalmente anatômico. O encaixe é tão bom que dá mais firmeza. E mesmo a pontinha sendo bem fininha – bem parecida com as que vêm em forma de caneta – o traço sai que é uma beleza!

IMG_5222

Sem dúvida, o que eu mais gostei foi realmente a facilidade na hora da aplicação. Outro ponto muito bacana é que o líquido é bem seco. Não tem aquela história de sair uma dose a mais e borrar todo o olho, sabem? Ainda não estou 100% no delineado – aliás, estou beeem longe disso – mas já melhorei muito graças ao Smart Liner.

Além de ser prático, ele também permite criar o desenho que for. Dá para fazer traços mais fininhos ou grossos, estilo gatinho e por aí vai. É por isso que eu afirmo com toda a certeza deste mundo que é o tipo de produto que todo mundo tem que ter. Vale cada centavinho, juro!

 Delineador 2

Na Sephora Brasil, o produto está à venda por R$ 69. Mas, se você for viajar ou tiver com quem encomendar, vale a pena. Em lojas norte-americanas, o mesmo delineador é encontrado a partir de US$ 20 – o que, atualmente, dá quase no mesmo.

Avaliação: ♥♥♥♥♥

Vantagens do curso de automaquiagem da Contém1g Perdizes

IMG_5330[1]

Vocês já devem ter percebido que eu tenho falado com frequência da Contém1g Perdizes. É que eu sou tão bem atendida quando vou lá que volto para casa cheia de vontade de postar minhas descobertas aqui no blog. A mais recente foi o curso de automaquiagem que elas promovem lá mesmo na loja. Por mais que a gente pense que sabe tudo de maquiagem, a verdade é que sempre temos uma dificuldade aqui ou uma dúvida ali. E muitas vezes não adianta pesquisar ou ver tutoriais no Youtube. Não tem nada, nada mesmo, que seja melhor do que alguém ali do seu lado para te ajudar a caprichar na make.

A Contém1g Perdizes disponibiliza vários módulos de curso, desde iniciante até avançado. Eu já tinha feito um mais básico, então desta vez optei por uma aula focada em olhos. Não sei vocês, mas a minha maior dúvida era fazer aquele esfumado perfeitinho, sem exageros ou borrões. Em pouco mais de uma hora de curso, aprendi não só a esfumar como tive várias dicas para aplicar em todo o rosto.

O mais bacana é que o curso começa desde a preparação da pele. Então, a gente aprende a hidratar e tonificar o rosto antes de passar base, pó e corretivo. Duas coisas que aprendi logo de cara: tenho que deixar a mão mais leve na hora de segurar o pincel (alguém mais descarrega toda a tensão nos dedos?) e me concentrar mais no que estou fazendo. E também descobri que as sobrancelhas precisam ser muito cuidadas, afinal, elas fazem um papel muito importante para destacar nosso olhar, não é mesmo?

IMG_5336[1] IMG_5339[1]

Outra coisa que eu gostei muito no curso é que você coloca a mão na massa – ou melhor, na make – o tempo todo. A maquiadora fica do seu lado para te ajudar a acertar na aplicação e na dose, mas é você quem faz tudo. Assim, consegue aprender melhor a se maquiar. Esse cuidado faz toda a diferença!

Quanto ao olho esfumado, que eu tinha muitas dificuldades, é mais simples do que eu pensava. Meu problema é que eu sempre tentava fazer o desenho com sombra preta e nunca chegava no resultado esperado. Olha só que dica bacana que me deram: começar com uma sombra marrom, que deixa o rosto mais leve, e forçar o esfumado no côncavo. Contei aqui que eu tenho certo pânico de usar o delineador, mas uma opção incrível que me deram é utilizar o lápis e fazer um traço bem fininho rente aos cílios. Fácil, né?

Por falar nisso, outra dica que eu amei é o truque para olhos pequenos, como os meus. Sempre teimei em passar lápis preto em toda a linha d’água e isso, adivinhem só, deixa os olhos ainda menores. O que fazer? Aplicar lápis cor de pele na região e um traço preto logo embaixo só até o centro do olho. Levei esse ensinamento para a vida, gente! Nunca mais vou deixar de usar!

Claro que aprendi muitas outras coisas, como passar iluminador na parte central acima da boca (conhecida como coração) para destacar o batom. Mas o legal mesmo é que tudo é feito de forma personalizada, então cada aluna tem a chance de descobrir o que é melhor para o seu tipo de rosto, tom de pele e por aí vai. E o bacana é que a gente ganha um fascículo no final do curso para praticar em casa. Porque esse é o conselho mais valioso: treinar todos os dias. Mesmo. Só assim para nunca mais esquecer!

O resultado ficou incrível e o mais legal é pensar que fui eu que fiz:

IMG_5331[1] IMG_5332[1]

Gostou da ideia? Então que tal mais um incentivo para fazer agora mesmo? O curso tem um valor de investimento de R$ 100, mas em compras acima de R$ 150 na Contém1g Perdizes, você ganha um módulo! Bom, né? O melhor é que vale para a vida toda, afinal, você nunca mais vai se maquiar da mesma forma. E, claro, dá para fazer todos os módulos e ficar ainda mais expert em make! Eu recomendo para todo mundo e não vejo a hora de fazer o próximo! 😉

E tem mais: leitoras do blog têm 10% de desconto em compras na Contém1g Perdizes! É só apresentar a senha “FIKDIK Blog” para arrasar por lá! A Contém1g Perdizes fica na Rua Cardoso de Almeida, 731, esquina com a Rua Dr. Homem de Melo. Difícil mesmo é controlar a vontade de querer levar tudo! 

A história do batom

ItuxSasV

Não sei vocês, mas eu amo batons. Com certeza, é o meu item favorito de maquiagem. Sou dessas que ficam enlouquecidas quando precisam escolher apenas um entre vários tubinhos e faço loucuras para encontrar a cor do momento. Tenho uma coleção gigante e, embora tenha os meus preferidos e mais usados, trato todos cm muito carinho. Tudo isso para dizer que  sou tão apegada aos batons que não imagino como a vida era sem eles.

Então resolvi pesquisar e fazer um post sobre a trajetória desse item tão básico no nosso dia a dia e capaz de iluminar nosso rosto. Inspirado no post que mostra as mudanças capilares do último século, descobri que o primeiro batom do mundo foi criado em 1884 em Paris e foi feito a partir de sebo de veado, óleo de rícino e cera de abelha.

A origem

576x383xhowtostain_interior.jpg.pagespeed.ic.qcffGl2mn0_JXGXbPZnE

Pode até parecer uma combinação nojenta, mas as mulheres agradeceram (e muito) pela criação. Isso porque, até então, usavam meios nada práticos para colorir os lábios. Mulheres da antiga Mesopotâmia, por exemplo, pulverizavam minérios para usar como make enquanto as egípcias usavam pigmentos vermelhos extraídos de algas. No século 16, o batom era feito a partir de uma mistura de cera de abelha e extratos vermelhos de plantas. O mais curioso? Somente mulheres da classe alta podiam usar.

O sucesso

batom-antigo-dourado-metal-13702-MLB4284348320_052013-F

Até então, o batom era visto como algo exótico e só podia ser usado por atores. No século 19, passou a ser colorido com corante carmim, extraído de um inseto (eca!!!), e aplicado com pincel. Algumas personalidades começaram a gostar tanto do efeito causado pelos lábios coloridos que saíram em público. A resposta, claro, não foi tão positiva de início, mas incentivou muitas mulheres a fazer o mesmo.

Primeira metade do século 20

marilyn-monroe-in-color

Com a criação do batom, as mulheres se sentiam mais confortáveis para usá-lo diariamente. O problema é que ele era vendido até então embrulhados em papel, o que causava um certo incômodo. O primeiro batom em tubos giratórios só veio em 1923 (pouco tempo, não acham?) e, desde então, acumulou diversas fãs no mundo todo.

No começo, era mais aceitável utilizar cores bem clarinhas e próximas do tom de boca. Com a explosão das divas de Hollywood e das pin-ups (como nossa diva Marilyn Monroe) entre os anos 40 e 50, os lábios vermelho finalmente ganharam destaque. Apesar de ser algo mais normal entre personalidades, algumas mulheres já demonstravam a vontade de usarem um tom mais forte.

Segunda metade do século 20

rita-lee-g-20091011

O movimento hippie surgiu no final dos anos 60 e apontou uma queda na preferência pelo batom vermelho. Cores naturais, como rosa-clarinho e nude, ganharam força e davam um ar de romantismo. Até que a era disco dos anos 70 chegou com força total e trouxe lábios em tons mais terrosos, como marrom e vinho (a Rita Lee é um bom exemplo).

O auge dos punks dos anos 80 mostrou que era possível, sim, acrescentar um pouco de ousadia na maquiagem. Sair por aí com batom verde, laranja, roxo e tantas outras cores nada convencionais era cool. Nos anos 90, tinha um pouco de tudo: rosinha para as românticas e roxo (ou até preto) para as góticas e as roqueiras.

Anos 2000

batom-roxo-katy

Eles começaram tímidos. As cores claras eram preferência e o nude era o preferido de oito entre dez moças de todas as idades. Quem aí lembra do batom Snob, da M.A.C.? Era o máximo, não era? Mas, como tudo que é usado em excesso, caiu rapidamente na lista de desgosto da moda.

Era tempo de voltar a ousar. Os vermelhos ganham força no final da década passada, especialmente os próximos do vinho. Tudo parecia muito bom, mas aí nos mostraram que os lábios têm o poder de nos deixar mais poderosas. Quer exemplo melhor do que os batons roxos, que estão super em alta? Levante a mão quem nunca quis experimentar os tons mais desejados do momento, como o Heroine e o Flat Out Fablous, também da M.A.C. Tenho os dois e amo tanto que sou prova de que os batons roxos realmente fazem maravilhas.

Gostaram de viajar no mundo da maquiagem? Agora fica mais fácil entender porque nós somos tão apaixonadas pelos batons.