Posts em destaque

Diário de viagem: Disneyland Califórnia e Las Vegas – dia 1

Olá, pessoal! Quem me acompanha no Instagram e no canal já sabe que recentemente eu fiz uma viagem muito legal para a Disney da Califórnia e também para Las Vegas. Muita gente sempre me pede para compartilhar os roteiros que eu faço quando viajo. No ano passado, fui para a África do Sul e fiz um post com o roteiro completo (clique aqui para conferir). Pensei em fazer o mesmo desta vez, mas andei lendo muitos blogs de viagem antes de embarcar e achei mais legal fazer um diário mesmo, contando todos os detalhes de cada dia da viagem. O que acham?

Bom, neste primeiro post, preciso contar os motivos que fizeram a gente escolher esses destinos. Normalmente eu viajo com a minha mãe, mas ela não ia poder tirar férias neste ano e eu já sabia que teria que viajar sem ela. Tenho uma meta pessoal de conhecer todos os estados dos Estados Unidos e eu queria ir para lá. Nunca tinha ido para Las Vegas e aí comentei com uma amiga, assim como quem não quer nada, que eu gostaria de conhecer Las Vegas. Ela disse que também queria. Era um dia normal, mas a ideia vingou e eu achei o máximo poder viajar sozinha (sem um familiar) pela primeira vez em 30 anos de vida. Estava na hora, né gente?

Essa é a Tânia, minha amiga da faculdade, que embarcou nessa aventura comigo

Eu sou completamente apaixonada pela Disney e realmente gosto mais da Disney da Califórnia do que da de Orlando (mais pra frente explico os motivos). Como a gente não ficaria muito tempo em Las Vegas, pensei de juntarmos com a Disney também que é pertinho, assim minha amiga conheceria a Disney pela primeira vez na vida dela. Ela topou e lá fomos nós!

Confira neste post algumas vantagens da Disney da Califórnia!

Quando a gente foi?

Cresci ouvindo que jamais deveria ir à Disney em julho porque é verão nos Estados Unidos, muito calor e férias no mundo tudo. Resultado: parques lotados. Tem mais: Las Vegas foi construída no deserto e as temperaturas são altíssimas em julho. Acontece que a Tânia, minha amiga, só pode tirar férias em janeiro e julho e eu não podia tirar em janeiro, ou seja, só sobrou julho mesmo. Nós duas não curtimos muito calor em excesso e até pesquisamos outros destinos, mas a gente queria conhecer Las Vegas, então resolvemos encarar. E olha, não foi tão ruim assim, mas conto mais pra frente.

Julho é alta temporada e os preços são mais altos, mas a gente contou com a ajuda da Bruna, da Viagens Abreu, que já tinha feito uma viagem com a Tani antes. E aí entra a velha história de expectativa x realidade. Eu queria um voo direto de São Paulo para Los Angeles (detesto voo com conexão porque morro de medo de perderem minha mala), queria um hotel bem próximo dos parques da Disney e queria um hotel na Strip, a rua mais famosa de Las Vegas. Não deu né, o primeiro orçamento nessas condições era surreal de caro.

Na Disneyland da Califórnia, o castelo é da Aurora (Bela Adormecida) e não da Cinderela

Bom, o que conseguimos pagar foi um voo da Copa Airlines para Los Angeles com escala no Panamá, um hotel localizado a uns 20 minutos da Disney e outro hotel atrás da Strip em Las Vegas. Nos próximos posts, vou contar mais sobre cada hotel, mas acabou que nós pagamos metade do valor do primeiro orçamento e valeu muito a pena.

Ah, detalhe importante: começamos pela Disney pelo simples fato de que chegamos durante a semana e imaginamos que os parques estariam mais cheios no fim de semana. Foi uma decisão acertada porque em Las Vegas a gente anda MUITO e eu nem imagino como seria fazer os parques cansada do jeito que estávamos.

E, afinal, como foi nosso primeiro dia?

Saímos daqui de São Paulo em voo que saiu à 1:22 da manhã com destino à Cidade do Panamá. O voo durou seis horas e meia e eu assisti ao filme Com Amor, Simon (muito fofo, por sinal). Descemos do avião e logo descobrimos que viajaríamos para Los Angeles no mesmo avião (sem risco de perderem as malas, ufa!). O voo seguinte saiu uma hora depois, durou mais seis horas e chegamos em Los Angeles no começo da tarde do horário local (quatro horas a menos do que o Brasil).

Sonho realizado: tirar foto segurando os balões da Disney (consegui no Downtown Disney)

Contratamos um serviço de transfer com a Limosque inclusive foi ótimo e eu super recomendo, e chegamos em Anaheim, cidade da Califórnia onde ficam os parques da Disney, em 40 minutos. Deu tempo de deixar as malas no quarto, colocar uma roupa mais fresquinha para encarar o calor e passear em Downtown Disney. Sim, lá o centrinho de compras ainda se chama Downtown Disney e o mais bacana é que ele fica no meio dos dois parques, então você faz tudo junto e não precisa pegar carro ou ônibus, como acontece em Orlando. Compramos as orelhas rose gold do Mickey e jantamos no Bubba Gump, que fica bem pertinho.

Depois disso, encaramos uma caminhada beeeeeeem complicada porque eu tentei fazer um caminho diferente. Descobrimos que o nosso hotel não era tão perto assim da Disney e isso foi meio que uma cilada porque a gente acabou indo de Uber nos outros dias. Em tempo: ficamos no Best Western Courtesy Inn. Ele é simples, mas é limpo e tem café da manhã incluso. Só essa questão da distância que atrapalhou mesmo.

 

E é isso, gente! No próximo post, conto como foi nosso primeiro dia de parque

Um beijo e até lá!

Dia Mundial do Meio Ambiente | 5 filmes que comprovam a força da natureza

Olá, pessoal! Vocês sabiam que hoje se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente? A data foi criada em 1972, após a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano e tem o objetivo de chamar a atenção sobre os problemas ambientais, além de ressaltar a importância de preservar os recursos naturais.

A gente tem a tendência de achar que esses recursos são inesgotáveis, mas a verdade é que existem diversos estudos que mostram que não é bem assim. Se a gente não usar tudo isso de forma correta, corremos o risco de viver sem eles no futuro. Pesado, né?

Por isso, a gente precisa se conscientizar, respeitar a natureza e aprender a usar esses recursos com sabedoria. Quer forma melhor de fazer isso do que assistindo a alguns filmes que mostram justamente a força da natureza? Preparei uma lista com algumas sugestões, então já anota seus preferidos para maratonar no fim de semana. Bora ver os escolhidos?

Confira alguns filmes que mostram a força do empoderamento feminino!

Pocahontas

Esta animação da Disney faz parte dos clássicos da companhia dos anos 90 e não fala exatamente sobre fenômenos naturais, mas traz uma mensagem de como é importante preservarmos a natureza. Para quem não sabe, o filme retrata a chegada dos ingleses no continente americano e todo o processo de colonização. No meio disso tudo, a índia Pocahontas (filha do chefe da tribo) se apaixona perdidamente pelo capitão John Smith. Em uma das músicas mais lindas do filme (Colors of the Wind), ela fala sobre respeitar a natureza. A Pocahontas nunca foi minha princesa favorita, mas o filme é um clássico né, tem que assistir.

Twister

 

Mais um dos anos 90 que eu amo até hoje! Como o próprio nome diz, o filme conta a história de um grupo de cientistas que quer colocar sensores nos furacões para prever suas chegadas com mais antecedência. Só que, para isso, eles precisam chegar o mais perto possível desses fenômenos naturais. Sabe aqueles filmes que deixam a gente grudada na TV com o coração saindo pela boca de tanto nervoso? Eu assisti tanto quando era mais nova que morro de medo de furacão até hoje, mas vale muito a pena!

O Impossível

 

Para muita gente, a ficha de que a natureza pode dar uma resposta para tudo de ruim que fazemos com ela caiu em dezembro de 2014, quando aconteceu o maior tsunami da história, na Indonésia. Ao todo, 13 países foram afetados e mais de 220 mil pessoas morreram. Este filme é baseado em fatos reais e conta a história de Maria, que acaba se perdendo de sua família durante o tsunami e precisa superar vários obstáculos para encontrá-los. Vale lembrar que a atriz Naomi Watts foi indicada ao Oscar de melhor atriz por seu trabalho neste filme.

Gosta de música? Então conheça alguns filmes que retratam o ambiente musical!

Saneamento Básico

 

 

Vocês sabem que eu não sou muito fã dos filmes nacionais, né? Ultimamente parece que só fazem comédias sem pé nem cabeça e eu, sinceramente, nem perco meu tempo assistindo porque sei que não vou gostar. Mas, de vez em quando, a gente acerta. Este filme é um retrato muito bem-humorado de comunidades brasileiras que vivem sem esgoto. A história gira em torno de um grupo que resolve fazer um filme com apoio da prefeitura local para mostrar a importância da criação de uma fossa e, assim, chamar a atenção das autoridades. Sério, sempre dou muita risada quando assisto.

Wall-E

Mais uma animação da Disney que não está entre as melhores da companhia, mas que precisa ser vista com atenção. No início, a gente acha que a história é apenas sobre um simpático robô responsável por limpar a poluição da Terra depois que ela se tornou inabitável por conta do acúmulo de lixo. Depois, ele vai parar em uma comunidade espacial onde vivem os ex-habitantes da Terra. É lá que as críticas começam: os humanos se tornaram obesos, amam comer fast food, são sedentários e não esforçam para mudar seus hábitos.

No meio disso tudo, Wall-E descobre que a Terra é, sim, habitável e luta para levar os humanos de volta para o nosso planeta. Como falei, precisa assistir prestando muita atenção porque o começo é bem parado.

 

E você, lembra de outro filme que comprove a força da natureza?

Um beijo e até o próximo post!

Como sobreviver a ideia de ter um blog e estar no ensino médio?

Olá pessoal!

Estou em pleno final de primeiro semestre na escola e arrumei de fazer um ‘’beda’’ no meu blog para aumentar a frequência de postagens no blog. Só queria dizer que estou quase morrendo com a quantidade de matéria para estudar, a quantidade de matéria atrasada fora o planejamento com os textos e as fotos do blog.

No post de hoje eu venho dar dicas para você sobreviver a tudo isso. Não apenas tudo isso porque eu sei que muitos de vocês fazem o dobro e pior, estão na faculdade, trabalhando e tem canal no YouTube. Ou seja, requer muito mais planejamento.

Tenha um planejamento mensal e fixo

O primeiro passo para dar conta de tudo é buscando um método fixo para se organizar. Um lugar onde você possa colocar seus afazeres, organizar seus estudos, trabalho, provas etc. Eu faço tudo isso no meu Bullet Journal, mas pode ser que pra você funcione um planner, uma agenda ou os lembretes do celular. Vai de cada um a forma para se organizar e planejar o dia a dia. O importante é encontrar algo que de certo.

No dia a dia eu utilizo meu Bullet Journal, um calendário mensal que faço nele e outro que coloco na parede. Sem contar que em semanas corridas e mega cheias eu uso um planner de mesa e trabalho em forma de to do, com horários e tudo.

Escreva uma série de posts antecipados e deixe prontos

Comentei várias vezes com a Cami que gosto de pegar um horário certinho para sentar em frente ao computador e escrever no mesmo dia em que o post vá ao ar. Deu certo durante 3 anos, até chegar em 2018. Surgiam compromissos importantes e não dava para escrever. Causava uma frustração por ter organizado meu dia todo certinho e não fluíam do jeito que eu esperava (quem nunca passou por isso né?).

Hoje eu aprendi que escrever os posts antecipados sempre que dá é muito bom. Eu consigo aproveitar mais do meu dia para ler um livro ou ver um filme. Pode ser que você fique até depois da meia-noite escrevendo vários textos para adiantar, mas é normal. Pode crer que vale muito a pena!

Procure por conteúdos prontos

Eu sei que este tópico não está muito dentro do tema ‘’organização’’, mas está dentro do tema ‘’sobreviver’’, afinal, buscar por conteúdos prontos na hora de estudar ajuda muito você ficar fazendo milhões de resumos para memorizar. Acho até mais prático e prefiro. É só jogar o nome do conteúdo e digitar em frente pdf. Você vai encontrar várias apostilas prontas para serem baixadas e se você preferir imprimi-las ou ler em seu tablet, melhor ainda.

Faça uma tabela com horários de estudos

Planejar os horários que você quer estudar no dia e o conteúdo é muito prático e bem melhor. Procure por tabelas prontas para imprimir ou faça a sua. Faça em um lugarzinho no Bullet Journal/planner ou no próprio celular. Coloque o dia, os horários e o quer estudar. Quando terminar é só fazer um check. Bem simples e muito útil.

 

Bom pessoal, essas são as 4 dicas que eu venho dar para vocês e que mais funcionam para mim! Gostaram?

Até o próximo pessoal!

Postado por Leo Scarabel – visite meu blog: www.quartoamericano.wordpress.com

Profissão youtuber | 5 dicas para começar um canal no YouTube e ter sucesso

Olá, pessoal! Você muito provavelmente já ouviu falar sobre youtuber, certo? O termo, na verdade, corresponde ao profissional que vive de fazer vídeos no YouTube. É uma profissão que está muito em alta e que pode render um dinheiro bem alto, então muita gente acha que é só ligar a câmera e sair fazendo vídeos por aí para ter sucesso.

Ser um youtuber de sucesso vai muito além disso, gente! Para ser bem sincera, quem vive disso não ganha dinheiro apenas fazendo vídeo. A maior parte vem de parcerias, trabalho com marcas e até produtos próprios (sabe quando a youtuber lança uma linha de make?). Sem falar que a concorrência ficou grande – todo mundo quer ser influenciador hoje em dia né? Por isso, você precisa ralar muito para ter sucesso no YouTube, vai por mim.

Mas, calma, minha intenção não é fazer você desistir de fazer seu canal crescer. Muito pelo contrário. Preparei uma lista com alguns tópicos que ajudam muito na hora de trabalhar com o YouTube. Ah, lembrem-se: meu canal ainda é pequeno (clique aqui para me adicionar), mas essas dicas foram essenciais para mim. Vamos lá:

Encontre seu nicho

Destaque-se no youtube com esses cursos:
Assessoria para blogueiros: http://mon.net.br/1zkzq
Assessoria para digital influencer: http://mon.net.br/1zkzt
Instagram Stories | Super Estratégias para Alavancar o seu perfil: http://mon.net.br/1zl00
Mídia Kit| Conquiste Anunciantes para seu Site, Blog e Redes Sociais: http://mon.net.br/1zl03

Ok, você quer ter um canal no YouTube e quer ganhar dinheiro com isso. Justo. Mas do que exatamente você vai falar nos seus vídeos? Como boa geminiana, eu gosto de falar sobre tudo e era assim no começo, postava vídeo de moda, beleza, livros, viagem. Mas, aos poucos, percebi que você precisa ser referência em um assunto, assim todo mundo associa você a um tema e a sua imagem se fortalece.

Eu sempre amei maquiagem, então fui fazer um curso de make e hoje 90% dos vídeos do meu canal são sobre maquiagem. Continuo postando minhas resenhas de livros e meus vlogs de viagens, mas é com uma periodicidade bem menor. Ajudou muito, viu? Agora é com você: qual tema tem mais segurança para explorar até cansar no seu canal no YouTube?

Saiba como se destacar

Você liga a televisão e vê todo mundo falando da mesma coisa, entra no Facebook e todo mundo continua falando da mesma coisa. Pesquisa vídeos no YouTube e, adivinha, acontece o mesmo. Pois é, lembram que eu falei lá no começo que a concorrência entre os youtubers é imensa? Agora pensa bem: o que vai fazer uma pessoa assistir aos seus vídeos se você fala exatamente o mesmo que aquela youtuber gigante com 3 milhões de inscritos?

Sabe aquele vídeo com TAGs que você adora responder? Ele não é tão interessante assim (deixe para fazer quando você fizer uma colaboração com outro youtuber). O segredo é saber como se destacar usando sempre seu nicho como norte. No meu caso, tenho aproveitado casamentos e festas que dão o que falar para analisar as maquiagens das convidadas. Com isso, seu canal no YouTube fica atual e você ganha mais credibilidade.

Saiba como fazer sua maquiagem durar mais no calor!

Invista na qualidade

O ideal mesmo é que você grave seus vídeos no YouTube com um equipamento de qualidade. Nessa lista aqui, entram câmera profissional, tripé, equipamentos de iluminação e microfone. Mas aí a gente lembra que essas coisas não são nem um pouco baratas e não é todo mundo que pode sair gastando com isso. A boa notícia é que você não precisa sair comprando tudo isso e se endividar antes mesmo de começar a ganhar dinheiro com os seus vídeos.

A maquiagem que eu fiz inspirada em flamingo deu muito resultado e foi uma das formas de manter meu canal atual

Eu tenho uma câmera profissional, mas muitas amigas minhas que também são youtubers gravam com o celular. E sabe de uma coisa? Os vídeos ficam excelentes. Então, falta de equipamento não é desculpa. O que você precisa mesmo é investir na qualidade dos seus vídeos. Se você usa o celular, use um aplicativo bacana para editar. Se usa a câmara, invista nos programas de edição. Isso faz MUITA diferença. Outra dica é gravar de frente para a janela para usar a iluminação natural, mas cuidado para não fazer muita sombra no vídeo. Mais uma coisa: não deixe que ruídos externos (carros, motos, avião, cachorro latindo, gente conversando) apareçam nos seus vídeos do YouTube. Fica feio e a gente percebe muito fácil.

Aprenda o passo a passo de uma maquiagem inspirada em flamingo!

Seja organizado e estabeleça uma periodicidade

Esta talvez seja a dica mais importante de todas para ter sucesso no YouTube. Não adianta postar um vídeo hoje e ficar um mês (ou até mais) sem postar. Você começa a crescer quando cria uma rotina com os seus inscritos. Por isso, poste pelo menos um vídeo por semana e deixe claro quando vai postar. Coloque um aviso na capa do canal ou na biografia do seu Instagram informando, por exemplo, que os vídeos novos entram toda quinta-feira. E claro, cumpra o que promete, ou seja, poste toda quinta-feira.

Agora, vale lembrar que um vídeo por semana é muito pouco para o YouTube te considerar um parceiro de verdade e divulgar seus vídeos para mais pessoas. O ideal mesmo é postar pelo menos três vídeos por semana. Pode reparar que muitos youtubers grandes chegam a postar todo dia. Vá começando aos poucos, quando perceber, já estará postando com uma frequência bem maior.

Interaja sempre

Ser um youtuber é quase como ser uma celebridade. Quando você vive disso, começa a ganhar fãs e muitos pedem para tirar selfies com você. E a gente sabe o que acontece quando uma celebridade não é simpática com os fãs, né? É vista como uma pessoa chata, antipática, grossa e, com isso, começa a perder todo esse carinho do público que foi difícil de conquistar. Por isso, responda TODOS os comentários, evite bater boca com um hater no YouTube e convide seus inscritos a mandarem sugestões de temas para os vídeos.

Outra dica é fazer vídeos de colaboração com outras amigas que também são youtubers. Vocês podem aproveitar para responder uma TAG que tenha a ver com o nicho do seu canal ou aproveitar o nicho da sua convidada e explorar no seu canal. Com isso, você ganha likes e inscritos que vieram por meio do canal da sua amiga no YouTube e, com isso, vai ganhando novos fãs. Eu faço colaborações todo mês e sempre me surpreendo com o resultado. Vale muito a pena!

Gostaram das dicas?

Um beijo e até o próximo post!

Aprenda a fazer lettering e deixar seu planner lindo!

Sou um adolescente do século 21, viciado em escrever em qualquer plataforma desde que seja feita de papel. Pode me julgar, mas agendas eletrônicas, notas do celular ou aplicativos não funcionam comigo. Precisa ser papel no qual eu possa abusar das canetas coloridas.

Hoje vamos falar de lettering. Aquelas letras todas trabalhada no cuidado que normalmente vemos naquelas frases bonitinhas do Pinterest ou em tatuagens. O que muitos não sabem é que antes de irem para fotos de frases ou na pele das pessoas elas são desenhadas e trabalhadas no papel.

Desde então, o famoso lettering, que já existia a muito tempo ficou famoso pelos bullet journalist, donos de planner e estudantes. Aí viralizou e todo mundo quer fazer em seu planner para dar destaque e deixar sua semana mais harmônica.

Vamos entender um pouquinho do conceito lettering antes de tudo. Lettering é nada mais nada menos que um conjunto de letras criado por vocês mesmo, só que de uma forma mais detalhada entende? Um A minúsculo com a perninha puxada, o M gordinho, o H mais deitado e um pouco separado.

O que fazem os detalhes são a forma na qual você escreve e o destaque (que já vou dar várias dicas). Lembrando que existe canetas próprias para fazer lettering, mas não são necessárias. Com uma Stabilo preta comum você consegue fazer uma palavra linda.

Algumas canetas que EU RECOMENDO, caso você se interesse:

Tombow ABT que é tipo a Louis Vuitton das canetas pincéis.

Sakura Koi Coloring Brush Pen.

Essas são as duas marcas de canetas pincéis que eu uso e recomendo.

Vamos lá?

A primeira dica para fazer um lettering lindo e muito bacana é o seguinte: Escreva uma frase com sua letra cursiva um pouco deitado e fazendo elas mais largas. Depois é só descer uma uma barriguinha nas letras que ‘’descem’’ e pintar. Por exemplo na palavra march, as três perninhas do M terão que ter barriguinha, na parte da frente do A, no final da letra R, no ínicio do C e no começo do H. Depois é só preencher com a caneta preta ou colorida que fica lindo.

Outra dica super legal é fazer o lettering como disse ali em cima com a caneta preta e depois contornar o lettering com alguma caneta colorida fazendo meio que ‘’uma sombra’’. Fica lindo!

 

É bem simples, não tem segredo e nem frescura. Quem manda nele é você. Basta fazer sua letra, seguir o regimento de puxar a barriguinha e preencher. Simples, fácil e vai deixar seu planner (ou seja lá qual for a plataforma que você usa para se organizar) lindo.

Para encerrar o post vim dar algumas dicas sobre onde você usar o lettering. Eu gosto de usar nos títulos das minhas páginas no bullet journal, no planner eu uso para destacar algum compromisso importante ou algo que não vejo a hora de acontecer, tipo uma viagem. Uso também nos meus resumos de escola! Vai de você e a criatividade é sua.

Gostou de saber um pouquinho sobre lettering? Me conte aqui nos comentários!

 

Até mais pessoal!

Postado por Leo Scarabel – visite meu blog: www.quartoamericano.wordpress.com