Posts em destaque

Top 5 – Filmes (antigos) que têm tudo a ver com as férias de verão

Olá, pessoal! Estamos em janeiro, época de praia , sol, piscina, calor, verão e férias para muita gente. Eu vivia entediada nesta época e hoje moro de saudade, era tão bom. Como eu sempre morei em São Paulo, ia no máximo duas semanas para a praia e depois ficava em casa sem fazer nada. Na verdade, o que eu mais amava era ver filmes na Sessão da Tarde.

Bom, janeiro é véspera da entrega do Oscar e os cinemas estão lotados de bons filmes. Mas eu resolvi fazer uma lista diferente para quem curte aquele cineminha em casa mesmo. É que muitas daquelas histórias que eu via na TV hoje são antigas demais e se tornaram clássicos. Juro que acho muito estranho quando falo sobre um filme da infância e alguém diz que não viu (tenho dificuldade para aceitar que eu estou ficando velha, me deixem rsrs..).

Pensando nisso, reuni os filmes que eu mais gostava de ver nesta época e que, para mim, têm aquele gostinho de férias de verão. Sim, eles são bem antigos e talvez você nunca tenha ouvido falar sobre, mas fica aí a sugestão para assistir ao lado dos irmãos e dos primos. Bora conferir?

Férias Frustradas

Passam-se os anos e este filme continua sendo a minha comédia preferida de todos os tempos. É aquela coisa: perdi a conta de quantas vezes eu já vi, mas continuo rindo nas mesmas partes e não me canso de ver de novo. É um clássico de 1983, mas é tão atual que até ganhou um remake em 2015 (que é engraçadinho, não chega nem aos pés do original).

Para quem não conhece, o filme fala sobre uma família que decide viajar de carro até um parque de diversões para aproveitar as férias. O problema é que dá tudo errado e é uma confusão atrás da outra. Sério, algumas coisas são tão surreais que a gente ri da loucura mesmo. Eu AMO e fez tanto sucesso que originou duas sequências: Férias Frustradas II e Férias Frustradas de Natal.

Conta Comigo

Não sei vocês, mas, para mim, férias de verão têm gostinho de amizade. É quando a gente chama os amigos para fazer qualquer coisa e volta para a escola com muita coisa para contar. E se tem um filme que resume tudo isso que eu penso é Conta Comigo, lançado em 1986 e baseado em um conto de Stephen King.

Como falei, o filme gira em torno de um grupo de 4 amigos na faixa dos 12 anos de idade que partem em uma aventura no meio de uma mata. Parecia só uma coisa de meninos, mas eles aprendem a importância de vários valores. Ah, olha só que legal: muitas das cenas do filme serviram de inspiração para a série Stranger Things (essa sim eu aposto que você viu), especialmente as que os personagens andam em trilhos de um trem.  

Dirty Dancing

Outro clássico da minha infância que eu não me canso de ver. Ele estreou em 1987, mas continuou fazendo sucesso na década seguinte e passa até hoje na Sessão da Tarde. Por mais bobinho que seja, a gente assiste, decora as falas e já teve vontade (pelo menos uma vez na vida) de aprender a coreografia da música principal, Time of my Life – aliás, música campeã de Oscar, tá mores?

Como eu falei, a história é simples: uma menina vai com seus pais para um acampamento de verão e lá se apaixona por um dos funcionários, que tem como hobby a dança. Não demora muito para ela aprender a dançar também, mas ela precisa lidar com seu pai, que não aprova o romance. Sabe aquele filme para ver e rever com a sua melhor amiga? Então!

Agora e Sempre

Mais um filme que fala sobre amizade, mas, desta vez, focado naquelas amizades entre amigas, que se tornam irmãs, sabe? Foi o meu filme preferido da infância e eu sempre assistia quando tinha alguma amiga em casa. Ele é de 1995 e eu tinha 7 anos na época, então, super me identificava com as personagens, que também eram novinhas e estavam descobrindo as coisas boas da vida.

Na verdade, a história começa quando as 4 amigas já são adultas. Cada uma seguiu sua própria vida, mas elas resolvem se reunir para lembrar das férias que passaram em 1970. Engraçado porque o filme tem uma vibe de nostalgia e eu não percebia isso quando era criança, mas faz super sentido agora que eu também sou adulta rsrs… preciso muito ver de novo!

The Wonders – O Sonho Não Acabou

Outro filme que me marcou MUITO quando eu era criança. Eu sempre gostei de música e passei a infância e a adolescência vendo programas de videoclipes musicais. Então, imaginem só como eu pirei quando vi que esse filme falava sobre a formação de uma banda fictícia que faz muito sucesso na década de 1960, mas acaba entrando para a lista de bandas de uma música .

Não tem tanto a ver com férias, praia e verão, mas é um filme que eu via muito nas minhas férias e lembro de ter visto com as amigas, a família, enfim… A música That Thing You Do também fez MUITO sucesso nos anos 90 e não nos pergunte como, mas a gente sabe a letra de cor até hoje. E ah, o filme é bem fofinho, também é super atemporal.

 

E você, lembra de outro filme que gostava de ver nas suas férias?

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes na estrada (road movies)

Quem está acostumada a entrar neste blog sabe que eu adoro fazer listas sobre qualquer coisa, principalmente filmes. Uma das marcas registradas deste espaço é o Top 5, em que aponto os melhores longas (na minha opinião, claro) de uma determinada categoria. Consigo assistir a qualquer tipo de história, mas tem uma em especial que me chama atenção logo de cara: filmes passados em estradas.

Sabe aquela história em que o protagonista precisa chegar a uma determinada cidade e, para isso, parte em uma viagem de carro e se mete nas mais diversas confusões ao longo do caminho? É desse tipo de filme que eu gosto, conhecidos como road movies. Sou tão viciada nesses enredos que pensei neste Top 5 há muito tempo, mas só consegui postar agora. Vamos conhecer os eleitos?

 

Férias frustradas

feras

Não sou muito fã de comédias, mas, quando gosto, gosto MESMO. Se vejo no cinema, saio da sala e já combino de ver de novo com uma amiga. Se assisto em casa, faço de tudo para comprar em DVD. E, sim, dou risada nas mesmas partes SEMPRE e volto para ver de novo. É exatamente o que acontece cada vez que vejo Férias Frustradas. O filme original é de 1983 e fez muito sucesso na Sessão da Tarde e no mundo inteiro, tanto que rendeu três continuações (a última foi lançada recentemente).

A história é simples: uma família que decide cruzar os Estados Unidos de carro durante as férias para ir a um parque temático. O que tem de tão engraçado assim? Tudo! Sério, são tantas confusões que a gente até começa a se identificar. Afinal, quem nunca teve uma viagem que se tornou desastrosa? Fora as discussões que são comuns em qualquer situação familiar. É aquele clássico que a gente precisa ver pelo menos uma vez na vida, sabe?

 

Pequena Miss Sunshine

c-spotlight-sunshine

Sensação do Oscar de 2007, é outro que se tornou um clássico dos road movies familiares. Neste caso, o motivo da viagem é que Olive, a caçula do clã, foi classificada para um concurso de miss em uma cidade longe. Todos embarcam em uma jornada a bordo de uma kombi amarela – que se tornou um símbolo do filme – e muitas confusões e segredos são revelados no meio do caminho.

A história aqui é uma mistura gostosa de drama e comédia. Têm alguns temas comuns que nos fazem refletir, mas as partes engraçadas são realmente de tirar o fôlego, especialmente o fim (que não vou contar para não perder a graça). O mais bacana é que dá ver com as amigas, o namorado, os pais, sozinha… Diversão pura!

 

Na Natureza Selvagem

1

Outro enredo muito comum nos filmes de estrada é o protagonista que decide largar tudo e partir em uma viagem para começar uma nova vida. Um bom (e ótimo) exemplo é Na Natureza Selvagem, em que um jovem recém-formado decide doar todas as suas economias, rompe contato com os pais e sai em uma jornada rumo ao Alasca, onde vive apenas com o básico e necessário.

Além de paisagens maravilhosas, a trilha sonora é marcante e inspiradora com canções de Eddie Vedder, o líder da banda Pearl Jam. Também faz a gente repensar sobre nossos valores, nosso estilo de vida e o que podemos fazer para sermos pessoas melhores. O melhor é que é baseado em uma história real!

 

Quase Famosos

tiny-dancer

Como quase todo jornalista, tive meus momentos em que sonhava em trabalhar em veículos de música para entrevistar astros. Para ser sincera, acho que todo mundo já imaginou como seria respirar música 24 horas por dia, certo? Esse foi um dos motivos que fez com que eu me apaixonasse por esse filme, que marcou o início da minha adolescência. Nele, o protagonista é um jovem de 15 anos que consegue um emprego na revista Rolling Stone para acompanhar uma famosa banda dos anos 1970.

Esse grupo parte em sua turnê pelos Estados Unidos e o garoto vai junto, registrando cada momento. Conforme os dias se passam, ele fica mais próximo dos integrantes e, aos poucos, torna-se praticamente um membro do time. O legal aqui é acompanhar um pouco da história do rock da década de 70, pirar com os figurinos e entender mais sobre o universo da música. Ah, essa história foi baseada na vida do próprio diretor, que acompanhou a turnê da banda Led Zeppelin.

 

Um Parto de Viagem

um_parto_de_viagem_2010_g

Outra comédia que mistura Férias Frustradas e Se Beber Não Case, que eu também amo de paixão e que entrou no Top 5 do Dia do Amigo. Aqui a trama gira em torno de um executivo que precisa voltar para casa para acompanhar o nascimento do seu primeiro filho. O problema é que ele se mete em uma confusão com um sujeito pra lá de esquisito (interpretado por Zach Galifianakis, engraçado por natureza) e os dois são expulsos do avião.

Resta, então, uma viagem de carro em que os dois começam se odiando, mas, aos poucos, tornam-se bons amigos. Até lá, passam por situações divertidíssimas e a gente até perde o fôlego de tanto rir. É impossível não rir, sério! Outro que dá para assistir com uma companhia gostosa por perto ou até mesmo sozinha!

 

Quer uma dica? Escolha o filme com base nas cidades retratadas na história. Assim, fica mais fácil programas suas próximas férias e, quem sabe, partir em uma viagem pela estrada!