Posts em destaque

Diário de viagem: Disneyland Califórnia e Las Vegas – dia 1

Olá, pessoal! Quem me acompanha no Instagram e no canal já sabe que recentemente eu fiz uma viagem muito legal para a Disney da Califórnia e também para Las Vegas. Muita gente sempre me pede para compartilhar os roteiros que eu faço quando viajo. No ano passado, fui para a África do Sul e fiz um post com o roteiro completo (clique aqui para conferir). Pensei em fazer o mesmo desta vez, mas andei lendo muitos blogs de viagem antes de embarcar e achei mais legal fazer um diário mesmo, contando todos os detalhes de cada dia da viagem. O que acham?

Bom, neste primeiro post, preciso contar os motivos que fizeram a gente escolher esses destinos. Normalmente eu viajo com a minha mãe, mas ela não ia poder tirar férias neste ano e eu já sabia que teria que viajar sem ela. Tenho uma meta pessoal de conhecer todos os estados dos Estados Unidos e eu queria ir para lá. Nunca tinha ido para Las Vegas e aí comentei com uma amiga, assim como quem não quer nada, que eu gostaria de conhecer Las Vegas. Ela disse que também queria. Era um dia normal, mas a ideia vingou e eu achei o máximo poder viajar sozinha (sem um familiar) pela primeira vez em 30 anos de vida. Estava na hora, né gente?

Essa é a Tânia, minha amiga da faculdade, que embarcou nessa aventura comigo

Eu sou completamente apaixonada pela Disney e realmente gosto mais da Disney da Califórnia do que da de Orlando (mais pra frente explico os motivos). Como a gente não ficaria muito tempo em Las Vegas, pensei de juntarmos com a Disney também que é pertinho, assim minha amiga conheceria a Disney pela primeira vez na vida dela. Ela topou e lá fomos nós!

Confira neste post algumas vantagens da Disney da Califórnia!

Quando a gente foi?

Cresci ouvindo que jamais deveria ir à Disney em julho porque é verão nos Estados Unidos, muito calor e férias no mundo tudo. Resultado: parques lotados. Tem mais: Las Vegas foi construída no deserto e as temperaturas são altíssimas em julho. Acontece que a Tânia, minha amiga, só pode tirar férias em janeiro e julho e eu não podia tirar em janeiro, ou seja, só sobrou julho mesmo. Nós duas não curtimos muito calor em excesso e até pesquisamos outros destinos, mas a gente queria conhecer Las Vegas, então resolvemos encarar. E olha, não foi tão ruim assim, mas conto mais pra frente.

Julho é alta temporada e os preços são mais altos, mas a gente contou com a ajuda da Bruna, da Viagens Abreu, que já tinha feito uma viagem com a Tani antes. E aí entra a velha história de expectativa x realidade. Eu queria um voo direto de São Paulo para Los Angeles (detesto voo com conexão porque morro de medo de perderem minha mala), queria um hotel bem próximo dos parques da Disney e queria um hotel na Strip, a rua mais famosa de Las Vegas. Não deu né, o primeiro orçamento nessas condições era surreal de caro.

Na Disneyland da Califórnia, o castelo é da Aurora (Bela Adormecida) e não da Cinderela

Bom, o que conseguimos pagar foi um voo da Copa Airlines para Los Angeles com escala no Panamá, um hotel localizado a uns 20 minutos da Disney e outro hotel atrás da Strip em Las Vegas. Nos próximos posts, vou contar mais sobre cada hotel, mas acabou que nós pagamos metade do valor do primeiro orçamento e valeu muito a pena.

Ah, detalhe importante: começamos pela Disney pelo simples fato de que chegamos durante a semana e imaginamos que os parques estariam mais cheios no fim de semana. Foi uma decisão acertada porque em Las Vegas a gente anda MUITO e eu nem imagino como seria fazer os parques cansada do jeito que estávamos.

E, afinal, como foi nosso primeiro dia?

Saímos daqui de São Paulo em voo que saiu à 1:22 da manhã com destino à Cidade do Panamá. O voo durou seis horas e meia e eu assisti ao filme Com Amor, Simon (muito fofo, por sinal). Descemos do avião e logo descobrimos que viajaríamos para Los Angeles no mesmo avião (sem risco de perderem as malas, ufa!). O voo seguinte saiu uma hora depois, durou mais seis horas e chegamos em Los Angeles no começo da tarde do horário local (quatro horas a menos do que o Brasil).

Sonho realizado: tirar foto segurando os balões da Disney (consegui no Downtown Disney)

Contratamos um serviço de transfer com a Limosque inclusive foi ótimo e eu super recomendo, e chegamos em Anaheim, cidade da Califórnia onde ficam os parques da Disney, em 40 minutos. Deu tempo de deixar as malas no quarto, colocar uma roupa mais fresquinha para encarar o calor e passear em Downtown Disney. Sim, lá o centrinho de compras ainda se chama Downtown Disney e o mais bacana é que ele fica no meio dos dois parques, então você faz tudo junto e não precisa pegar carro ou ônibus, como acontece em Orlando. Compramos as orelhas rose gold do Mickey e jantamos no Bubba Gump, que fica bem pertinho.

Depois disso, encaramos uma caminhada beeeeeeem complicada porque eu tentei fazer um caminho diferente. Descobrimos que o nosso hotel não era tão perto assim da Disney e isso foi meio que uma cilada porque a gente acabou indo de Uber nos outros dias. Em tempo: ficamos no Best Western Courtesy Inn. Ele é simples, mas é limpo e tem café da manhã incluso. Só essa questão da distância que atrapalhou mesmo.

 

E é isso, gente! No próximo post, conto como foi nosso primeiro dia de parque

Um beijo e até lá!

Cinema em casa | Top 5 filmes que você precisa assistir nestas férias

Olá, pessoal! Entramos em julho, mês que para muita gente é sinônimo de férias. Sempre digo aqui que eu morro de saudade do tempo das minhas férias escolares. Era tão bom acordar e não ter nada para fazer, né? Depois que a gente cresce, tem poucos dias de férias e passa tão rápido que nem vê passar. Mas, na época da escola, o que eu mais gostava de fazer era assistir à filmes.

Pois é, não tem nada mais gostoso do que chamar os amigos (ou os primos, irmãos, enfim, quem você quiser) para fazer aquela maratona de filmes. O mais legal é que dá para aproveitar esse tempo de férias para ver os filmes que fizeram muito sucesso, mas que você não conseguiu ver no cinema.

No primeiro semestre deste ano, tivemos muitos lançamentos que deram o que falar. Selecionei os principais filmes para você escolher o que mais gosta e preparar a pipoca. Olha só:

Viva: A Vida é uma Festa

Este aqui é para quem, assim como eu, ama os filmes da Disney. Vocês já devem ter reparado que os desenhos de hoje em dia são muito mais para adultos do que crianças, né? Viva: A Vida é uma Festa é exatamente assim e fala sobre Miguel, um garotinho que ama cantar, mas sua família proíbe a música dentro de casa. Até que ele acaba indo parar no mundo dos mortos e conta justamente com a ajuda da família para voltar aos vivos.

Confira uma seleção com os casais mais fofos do cinema!

Falando assim pode até parecer sem graça, mas o filme é LINDO, daqueles que fazem todo mundo chorar litros. Prepara o lencinho porque não vai ser diferente com você. Ah, vale lembrar que o filme foi vencedor de dois Oscars: melhor animação e melhor canção original.

O Rei do Show

Sabe aquele filme que você ama desde que vê o trailer? Foi assim com O Rei do Show. Gostei do trailer, fui assistir sem saber direito o que esperar e terminei amando. O filme conta a história real de P. T. Barnum, um eterno sonhador e responsável pela criação do circo. O diferencial é que tudo isso é contado em forma de música. Sim, é musical e você corre o risco de não gostar se detesta musical, mas, para quem gosta, é incrivelmente lindo.

Fala Sério, Mãe!

Como falei lá no começo do post, julho é época de férias escolares e eu sei que tem muito adolescente entediado por aí, né? Por isso, resolvi trazer um filme mais teen que vai fazer muita gente se identificar. Baseado nos livros da escritora Thalita Rebouças, mostra a relação entre mãe e filha desde os primeiros anos até a chegada da vida adulta. É aquela coisa: a mãe sempre faz a filha pagar um mico, a filha acha que sabe de tudo, enfim… é muito vida real e a gente dá muita risada!

Guerra dos Sexos

Não sei vocês, mas eu adoro filmes baseados em fatos reais. É tão maluco a gente se envolver com uma história e pensar: “nossa, ela aconteceu de verdade”. Um dos exemplos mais recentes é o filme Guerra dos Sexos, que se passa em 1973 e ainda é muito atual. Explico melhor: a trama mostra os bastidores de uma partida de tênis entre Billie Jean King, líder da classificação mundial da modalidade e feminista assumida, e Bobby Riggs, ex-campeão e machista. Deu para perceber que o filme fala muito sobre a luta por direitos iguais, né? Ah, e só para constar: eu ainda não vi, mas estou doida para assistir porque deve ser muito bom.

Conheça alguns filmes que falam sobre o empoderamento feminino!

Pantera Negra

Não tem como não sentir uma pontinha de curiosidade diante de um filme que foi uma das maiores bilheterias do gênero de heróis, né? Não conheço uma pessoa que tenha visto Pantera Negra e não tenha gostado. Mais do que contar a história da criação do Pantera Negra, mostra a força das mulheres ao redor dele. Pelo que li das críticas, é um filme superatual justamente por enaltecer o papel feminino. Pois é, ainda não vi, mas prometo assistir e contar aqui depois para vocês.

 

E você, qual filme mais quer assistir nestas férias?

Um beijo e até o próximo post!

Dia Mundial do Meio Ambiente | 5 filmes que comprovam a força da natureza

Olá, pessoal! Vocês sabiam que hoje se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente? A data foi criada em 1972, após a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano e tem o objetivo de chamar a atenção sobre os problemas ambientais, além de ressaltar a importância de preservar os recursos naturais.

A gente tem a tendência de achar que esses recursos são inesgotáveis, mas a verdade é que existem diversos estudos que mostram que não é bem assim. Se a gente não usar tudo isso de forma correta, corremos o risco de viver sem eles no futuro. Pesado, né?

Por isso, a gente precisa se conscientizar, respeitar a natureza e aprender a usar esses recursos com sabedoria. Quer forma melhor de fazer isso do que assistindo a alguns filmes que mostram justamente a força da natureza? Preparei uma lista com algumas sugestões, então já anota seus preferidos para maratonar no fim de semana. Bora ver os escolhidos?

Confira alguns filmes que mostram a força do empoderamento feminino!

Pocahontas

Esta animação da Disney faz parte dos clássicos da companhia dos anos 90 e não fala exatamente sobre fenômenos naturais, mas traz uma mensagem de como é importante preservarmos a natureza. Para quem não sabe, o filme retrata a chegada dos ingleses no continente americano e todo o processo de colonização. No meio disso tudo, a índia Pocahontas (filha do chefe da tribo) se apaixona perdidamente pelo capitão John Smith. Em uma das músicas mais lindas do filme (Colors of the Wind), ela fala sobre respeitar a natureza. A Pocahontas nunca foi minha princesa favorita, mas o filme é um clássico né, tem que assistir.

Twister

 

Mais um dos anos 90 que eu amo até hoje! Como o próprio nome diz, o filme conta a história de um grupo de cientistas que quer colocar sensores nos furacões para prever suas chegadas com mais antecedência. Só que, para isso, eles precisam chegar o mais perto possível desses fenômenos naturais. Sabe aqueles filmes que deixam a gente grudada na TV com o coração saindo pela boca de tanto nervoso? Eu assisti tanto quando era mais nova que morro de medo de furacão até hoje, mas vale muito a pena!

O Impossível

 

Para muita gente, a ficha de que a natureza pode dar uma resposta para tudo de ruim que fazemos com ela caiu em dezembro de 2014, quando aconteceu o maior tsunami da história, na Indonésia. Ao todo, 13 países foram afetados e mais de 220 mil pessoas morreram. Este filme é baseado em fatos reais e conta a história de Maria, que acaba se perdendo de sua família durante o tsunami e precisa superar vários obstáculos para encontrá-los. Vale lembrar que a atriz Naomi Watts foi indicada ao Oscar de melhor atriz por seu trabalho neste filme.

Gosta de música? Então conheça alguns filmes que retratam o ambiente musical!

Saneamento Básico

 

 

Vocês sabem que eu não sou muito fã dos filmes nacionais, né? Ultimamente parece que só fazem comédias sem pé nem cabeça e eu, sinceramente, nem perco meu tempo assistindo porque sei que não vou gostar. Mas, de vez em quando, a gente acerta. Este filme é um retrato muito bem-humorado de comunidades brasileiras que vivem sem esgoto. A história gira em torno de um grupo que resolve fazer um filme com apoio da prefeitura local para mostrar a importância da criação de uma fossa e, assim, chamar a atenção das autoridades. Sério, sempre dou muita risada quando assisto.

Wall-E

Mais uma animação da Disney que não está entre as melhores da companhia, mas que precisa ser vista com atenção. No início, a gente acha que a história é apenas sobre um simpático robô responsável por limpar a poluição da Terra depois que ela se tornou inabitável por conta do acúmulo de lixo. Depois, ele vai parar em uma comunidade espacial onde vivem os ex-habitantes da Terra. É lá que as críticas começam: os humanos se tornaram obesos, amam comer fast food, são sedentários e não esforçam para mudar seus hábitos.

No meio disso tudo, Wall-E descobre que a Terra é, sim, habitável e luta para levar os humanos de volta para o nosso planeta. Como falei, precisa assistir prestando muita atenção porque o começo é bem parado.

 

E você, lembra de outro filme que comprove a força da natureza?

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes sobre família

Olá, pessoal! Vocês já pararam para pensar na importância da família? Por mais que a gente brigue com nossos familiares, é com eles que aprendemos o que é certo e errado, a formar nossos valores e a desenvolver sentimentos importantes, como o amor e o respeito. E o mais legal de tudo é que cada família tem o seu jeitinho particular de lidar com todas essas situações.

O universo familiar é tão grande que já foi explorado das mais variadas formas no cinema e eu, claro, aproveitei para selecionar as que eu mais gosto e criar um Top 5 aqui no blog. Realmente tem muita história legal para assistir, então fiquei com os que trazem as lições mais interessantes sobre o lar. Vamos conferir?

A Família Addams

40388a3fce94431693bb40089bea4842

Aposto que você leu esse título e logo cantou mentalmente a música-tema do filme, né? Essa família é composta por personagens bem estranhos e ficou conhecida por um seriado na década de 60. Eu nasci no finzinho dos anos 80, então amava o desenho animado e o filme, lançado em 1991. A história fala sobre um cara que resolve se passar pelo irmão perdido de Gomez para encontrar o tesouro de moedas de ouro da família. Como nós sabemos, os Addams (Gomez, Mortícia, Vandinha e companhia) têm hábitos peculiares, então, é risada na certa. Ai, gente, gosto tanto que deu vontade de ver agora!

Os Incríveis

a4ab00f52070c04a1071904bf86139f8

Por mais que cada família seja única, todas passam pelos mesmos problemas. Mas isso pode ser ainda mais complicado quando os familiares, na verdade, são super-heróis. Depois de ser condenado pelo Governo, o sr. Incrível precisa aprender a levar uma vida normal com a esposa e seus três filhos. O problema é que todos eles têm poderes especiais e precisam se controlar para não usarem esses dons no dia a dia. Até que ele vê um comunicado misterioso convocando super-heróis para uma missão em uma ilha deserta e leva toda a família. Eu amei e estou na expectativa para a continuação, que deve estrear em breve.

Sing – Quem Canta Seus Males Espanta

581a09db509549242b2bf2e1_o_U_v3

Este filme estreou no finzinho do ano passado e eu acabei surpreendida porque não esperava muita coisa, mas ele é ótimo. A ideia é bastante original: em uma cidade habitada apenas por animais de todas as espécies, um coala decide promover um concurso de música e premiar o vencedor para pagar as contas do teatro que possui. Além das músicas apresentadas serem bem atuais, o legal mesmo são os temas discutidos, que se concentram na família. Tem a mãe que se anula para cuidar dos filhos, o adolescente que não quer seguir os caminhos do pai e tem medo de decepcioná-lo, a garota que sofre por ter tomado um pé na bunda do namorado e por aí vai. É muito fofo!

Mary Poppins

02513236cf6e109acf242118d4994382

Já falei sobre Mary Poppins em vários Top 5 aqui do blog, mas eu tenho um amor tão grande por esse filme que sempre sinto vontade de colocar a história nas minhas listas. Para quem não sabe, o filme gira em torno de uma babá com poderes mágicos que chega para cuidar de duas crianças que vivem com uma família bastante tradicional. O pai faz questão de deixar o trabalho em primeiro lugar, enquanto a mãe está preocupada em lutar pelos direitos das mulheres. A história é antiga, mas a gente ainda vê muitos lares assim, né? Aos poucos, a babá começa a mudar a rotina da casa e se torna querida por todos. Juro, AMO tudo: as músicas, o figurino, as cenas… E não canso de assistir!

Os Croods

0f740a7def62933866285f8054b09450

A família do título vive na pré-história e tem costumes bem diferentes, já que o pai morre de medo do mundo exterior e só deixa o grupo sair da caverna quando vão caçar juntos. Até que surge um rapaz e mostra a eles que é possível explorar a terra onde vivem. Apesar de viverem lááá atrás, a família é tão atual, gente! Tem o pai protetor, a esposa mãezona, a adolescente chatinha e apaixonada e por aí vai. Eu adoro e gosto ainda mais da música Shine Your Way, que o meu muso Adam Young canta. Muito bonitinha e viciante!

 

E vocês, lembram de outros filmes que falam sobre família? Deixem nos comentários que eu prometo assistir!

Um beijo e até o próximo post!

Meus desenhos favoritos da Disney

Olá, pessoal! Desde o começo deste blog, descobri que amo escrever listas sobre qualquer assunto. No ano passado, li o livro O Guia Para Ser Você Mesma, das blogueiras Lia Camargo e Melina Souza, e amei que elas também reservaram um espaço para fazer listas aleatórias, entre elas, os filmes da Disney que elas mais gostam. Amei tanto a ideia que decidi fazer o mesmo por aqui!

Antes de começar, queria contar algumas coisinhas para vocês. Nasci no finalzinho dos anos 80 e vivi toda a minha infância nos anos 90, considerada a década de ouro da Disney, então muitas das minhas escolhas são dessa época. Tenho quase 30 anos e continuo apaixonada pelos desenhos, mas é engraçado ver como algumas coisas mudam. Eu sempre gostei de A Bela Adormecida, hoje acho chato (com exceção da Malévola, que continua diva).

Achei que seria superfácil escolher meus 10 filmes favoritos, mas foi muito difícil porque eu amo tantos rs… Mas aí inclui os que realmente não poderiam faltar e a lista ficou um pouquinho maior. Vamos conhecer meus escolhidos?

A Pequena Sereia

Ariel_Eric_boat_L

Eu tinha 1 ano quando este filme foi lançado, então não lembro quando assisti pela primeira vez. Mas sei que sempre fui fascinada pela Ariel e pelo filme. Fui duas vezes para a Disney quando era bem pequena e só voltei com 19, que foi quando eu realmente curti (quero voltar pra lá, gente, não consigo cansar!) os parques e toda a magia Disney que realmente é incrível!

Aproveitei para comprar o DVD de A Pequena Sereia porque fazia anos que não via e descobri que realmente é maravilhoso. A história é bobinha e surreal, mas as músicas são as melhores de todas, a Úrsula é a minha vilã preferida e o Sabidão, aquela gaivota estridente, está na lista dos melhores personagens coadjuvantes da Disney. Amo demais!

Aladdin

snapshot20090711114249

Acho que esse foi o meu preferido da infância. Eu tinha 5 anos quando estreou, mas lembro perfeitamente de quando fui no cinema assistir. Adorei demais a história, as músicas e nutri um amor platônico pelo Aladdin que continua firme e forte até hoje (ele é gatinho vai, gente). O filme é supercolorido, alegre, tem uma pegada diferente por ser passar em terras árabes, além de uma princesa estilosa, ainda que chatinha. Posso assistir agora?

O Rei Leão

228463c10a-lkks17p

Quem viveu na década de 90 sabe da importância deste filme. Foi uma das maiores bilheterias da história da Disney e virou um fenômeno, tanto que serviu de inspiração para o musical da Broadway que já passou aqui no Brasil. Não é o meu favorito, mas eu sei quase todas as falas de cor e adoro as músicas. O vilão Scar também é um dos mais importantes dos desenhos da Disney e é o tipo de história que não cansa – eu já perdi a conta de quantas vezes assisti.

Mulan

1124274

Não disse que as coisas mudam? Achava Mulan chato (mas amava a boneca que cortava o cabelo), até que fui assistir quando já era adulta e tive outra sensação. A Mulan chegou numa época de contos de fada, príncipes e princesas, mas foi uma das primeiras mulheres a romper com essa idealização. Ela se passou por homem, aprendeu a lutar e o que veio depois disso foi consequência dos seus próprios atos. Ela virou minha princesa favorita (nunca entendi porque ela é considerada princesa) e o filme tem a minha música preferida de todas da Disney: I’ll Make a Man Out Of You (escuto essa versão original em inglês quase sempre e canto junto rs)

Divertida Mente

inside_out_trailer.png.CROP.cq5dam_web_1280_1280_png

Este é bem recente e já faz parte da era pós parceria entre a Disney e a Pixar, mas me tocou de tantas formas. Eu amo filmes com fundo psicológico e Divertida Mente é psicologia pura, do início ao fim. Tem diversas mensagens, uma baita criatividade e a incrível capacidade de me fazer chorar todas as vezes em que vi até agora. Adoro a forma como os personagens foram feitos, a escolha das emoções e todo o sistema de controle dos sentimentos. Mas a cena que envolve o Bing Bong (não vou falar mais para não dar spoiler) é uma das mais lindas que já vi na vida!

Bernardo e Bianca

2ec7bd846ba5aa5bf5e8a781067dd7fc

Filme antigo que caiu no esquecimento, mas que deveria ser visto por todo mundo. Sempre amei, especialmente porque os personagens são muito bem descritos. Adoro a postura metidinha da Bianca e o jeito atrapalhado do albatroz Abílio, mas nada se compara à Medusa, uma das melhores vilãs da Disney, junto com a Úrsula e a Malévola. Já imitei tantas vezes a voz e as cenas que ela faz que mesmo sendo horrível, ela ocupa um lugarzinho especial no meu coração.

A Dama e o Vagabundo

960

Filmes com animais já são especiais, ainda mais quando são estrelados por cachorros. Amo cães desde criança e comecei a conviver com eles bem cedo, então o amor por este filme foi imediato. Fiquei um tempo sem assistir e, quando finalmente revi, descobri que ele era ainda melhor. É maravilhoso mostrarem como os cachorros gostam de crianças e fazem de tudo para defendê-las, além de explorarem algumas particularidades de cada raça. Também amo o Joca e o Caco, os amiguinhos da Lady. Muita fofura!

Up! Altas Aventuras

download

Este filme rompeu a ideia de que desenhos são feitos apenas para crianças. Parece começar fofinho, mas logo vem um baque e a gente fica com um nó na garganta. O fofo sr. Fredricksen, que se recusa a deixar sua casa, onde viveu por anos ao lado da esposa, decide realizar um antigo sonho do casal de visitar um paraíso na América do Sul. Só que ele acaba levando junto Russel, um garotinho que precisa ajudar um idoso para ganhar uma medalha no clube de escoteiros. Juro, é tanta lição de vida que a gente aprende que é impossível não chorar. A partir dele, muitas animações começaram a ser desenvolvidas muito mais para os adultos do que para o público infantil. Eu amo demais!

Alice no País das Maravilhas

download (1)

Gosto deste filme desde pequena e o curioso é que as crianças normalmente não gostam porque é muita loucura para entender. Sempre gostei de todos os personagens, aí li o livro durante a faculdade e tive outra visão da história, o que me fez amar ainda mais toda a insanidade do desenho. Gostava demais do Gato Risonho, agora prefiro os gêmeos Tweedledee e Tweedledum. Mas é só ver qualquer coisa do desenho da Alice que eu piro. Todo mundo tem que ver pelo menos uma vez na vida.

Detona Ralph

27_wreckitralph.w529.h352.2x

Polêmico, hein! Muita gente não gosta, acha chato, nunca viu nem tem vontade, mas eu gosto demais de Detona Ralph. A razão número 1 é porque a música do filme é do Owl City, projeto musical que eu amo profundamente, e que rendeu um dos clipes mais lindos e fofos que o Adam Young já fez na vida. Fui ao cinema por causa da música mesmo, confesso, mas saí apaixonada pela criatividade da história e pela Vanellope, uma das minhas personagens favoritas da Disney. É tão fofo, mas tão fofo, que eu fiz questão de ficar um tempão na fila para tirar fotos com os personagens na última vez em que fui para Orlando, em 2013. Ah, e vem uma continuação nos próximos anos. Oba! ♥

Frozen

52af0b24cf71a

Frozen é O Rei Leão desta década. Bateu recordes de bilheterias e deu um novo gás para os filmes da Disney, que andavam meio em baixa depois da chegada das animações feitas pela Pixar. Por isso, se tornou um clássico e não tem como deixar de fora desta lista. Não sou a maior fã do filme, mas tenho um carinho muito grande porque fui ver logo no dia de estreia com a minha irmã, que na época tinha 6 anos. Foi a primeira vez que nós fomos ao cinema sozinhas e o filme fala justamente sobre o amor de irmãs. Ela passou o filme todo de braço dado comigo e foi lindo de verdade, então ficou marcado!

A Princesa e o Sapo

the-princess-and-the-frog

Lembro que fui para a Disney em dezembro de 2009 e só tinham coisas deste filme, então fiquei morrendo de vontade de assistir. Aí só ouvia comentários negativos sobre o filme e fui perdendo o interesse. Anos mais tarde, durante uma viagem de avião, bateu aquele tédio e eu decidi assistir. Tentei duas vezes, mas não fui para frente. Só consegui mesmo ver tudo quando sentei na frente da TV e percebi que ele era realmente muito bom. Assim como a Mulan, a Merida e a Moana, a Tiana é uma princesa diferente que está mais preocupada em trabalhar do que achar um príncipe. E foi aí que eu gostei dela, fora as roupas, os figurinos, o vilão bem macabro. Meu único ponto é que o filme realmente é mais para adultos do que crianças.

 

E vocês, quais filmes da Disney mais gostam?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest