Posts em destaque

Achadinhos: Contém1g Perdizes

IMG_4947

Escolher ou comprar um produto de maquiagem exige paciência e dedicação. Afinal, são tantas opções com tantas finalidades que é importante conhecer cada um, saber as vantagens e, claro, ter a certeza de que você está levando aquele que mais combina com o seu tipo de pele. Parece fácil ter tudo isso, mas nem sempre a gente encontra profissionais dedicados a seguir esse passo a passo.

É justamente aí que entra o diferencial da Contém1g Perdizes. Única loja da rede em rua na cidade de São Paulo (olha só que responsa), tem como foco o atendimento personalizado. Ou seja, sempre vai ter uma atendente disposta a te explicar os diferenciais de cada produto e a te ajudar a identificar o que mais combina com o seu tom de pele. E isso faz toda a diferença! É muito bacana ter a possibilidade de ter alguém disposto a tirar todas as suas dúvidas de make.

IMG_4943[1]

Como não pirar com tantos batons lindos? Juro que fiquei com vontade de levar todos!!!

Sempre fui do time que está correndo e que entra em lojas de make apenas para comprar o necessário. Mas resolvi aproveitar o fim de semana para conhecer a Contém1g de Perdizes e acabei surpreendida. A loja abriu somente há sete meses, mas a equipe de vendedoras é tão afiada que nós batemos um verdadeiro papo de beleza muito gostoso com direito a várias dicas. Vamos combinar que é muito mais gostoso quando a gente pode sentar, tomar um cafezinho e, de quebra, falar sobre make?

As meninas te deixam tão à vontade que você se sente segura para ver os produtos agindo no seu próprio rosto. Elas têm toda a paciência para aplicar os produtos e nós, claro, adoramos. Enquanto elas estão nos maquiando, aproveitam para dar várias dicas. Vocês sabiam que a melhor forma de aplicar o corretivo é desenhando o famoso triângulo invertido? E que apenas uma dose moderada de demaquilante é capaz de dar conta do recado?

IMG_4874[1]

Amei muito ser maquiada por esse time pra lá de competente de maquiadoras!

Muita gente sabe que a principal da maquiagem é ressaltar aquilo que a gente tem de bom. Mas nem todo mundo sabe como fazer isso na prática. Eu, por exemplo, tenho mania de passar tudo que tenho direito no olho, só que as meninas me ajudaram a perceber que não há a menor necessidade. Tenho muita dificuldade para passar delineador, como muita gente aqui já sabe, e elas me ajudaram a perceber que quem tem olhos pequenos, como é o meu caso, não precisa obrigatoriamente passar delineador, já que ele esconde a sombra em olhos como os meus. Portanto, basta caprichar na escolha das sombras para arrasar.

Além da superaula de make, amei conhecer os produtos da marca. O DD Cream foi um dos que mais gostei porque tem fórmula exclusiva capaz de se adequar em cada tipo de rosto e corrigir imperfeições específicas. Também amei o iluminador em caneta (tão prático para aplicar) e o fixador de sombras. Pirei também com a variedade de cores de batons, principalmente os mate. Gostei tanto do Savana que usei na minha maquiagem e já estou pensando em voltar lá para comprar.

Olhos caprichados com sombra (aprendi que tons de roxo são ideais para quem tem olhos verdes) e o maravilhoso batom Savana

Olhos caprichados com sombra (aprendi que tons de roxo são ideais para quem tem olhos verdes) e o maravilhoso batom Savana

Além de produtos de make, a Contém1g Perdizes tem linha de perfumaria com ótimas opções tanto para o dia quanto para a noite e uma coleção voltada para adolescentes que tem fórmula mais suave. Eu, aliás, comecei a me maquiar com 12 anos justamente com as sombras da marca e nunca mais parei de usar.

E mesmo assim, posso garantir: por mais que a gente saiba tudo sobre os produtos da marca, ficamos ainda mais interessadas e satisfeitas quando temos um atendimento tão bom e personalizado. Gostou da ideia? Então saiba que as meninas oferecem cursos e serviços de maquiagem para casamentos, aniversários… Prático, né?

Fiquei tão apaixonada pela minha maquiagem que vou postar mais algumas fotos:

IMG_4877[1]IMG_4878[1]

IMG_4879[1] IMG_4884[1]

IMG_4899[1]IMG_4906[1]

IMG_4937[1] IMG_4938[1]

Vale a visita!

Contém1g Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 731, Perdizes – São Paulo/SP

Segunda à sábado, das 10 às 20 horas | Tel.: (11) 3805-7005

[Resenha] Apenas Um Ano – Gayle Forman

APENAS_UM_ANO_1427997592422651SK1427997592B

Atenção: este post contém spoilers. Se você não leu o livro Apenas Um Dia, é melhor parar por aqui e voltar depois que souber o que acontece na primeira parte da história.

Tempos atrás, postei aqui a resenha do livro Apenas Um Dia, escrito por Gayle Forman (a mesma de Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi). Na época, disse que a história era mais ou menos, mas que estava ansiosa pela continuação. Pois bem, Apenas Um Ano foi lançado no comecinho de maio e eu comprei assim que vi. Fui viajar e cheguei a levar no livro na mala, mas só consegui começar a ler quando estava no avião voltando para o Brasil.

Para quem não sabe, a primeira parte conta a história de Allyson, uma garota de 18 anos que se apaixona por um ator misterioso durante um mochilão que faz pela Europa. Esse ator misterioso é Willem, que a convida para passar um dia em Paris. Depois disso, segue-se uma série de desencontros e lamentações.

Em Apenas Um Ano, a história é contada sob o ponto de vista de Willem. Achei a Allyson muito chata e estava com medo de não gostar deste livro, mas acabei me apaixonando. O começo é parado, mas, aos poucos, Willem se revela um cara muito legal e sensível. Quando percebi, estava viciada e devorando as páginas.

Às vezes o destino ou a vida, ou seja lá como queira chamá-lo, deixa a porta entreaberta e você simplesmente entra. Mas, às vezes, ela tranca a porta e é preciso encontrar a chave, ou arrancar o cadeado, ou colocar a porcaria da coisa para baixo. E, outras vezes, nem mesmo lhe mostra a porta, e é necessário construí-la por conta própria. Mas, se ficar esperando as portas serem abertas para você…”

Logo de início, descobrimos o motivo de Willem ter sumido depois de passar a noite com Allyson. Depois. conhecemos alguns personagens que aparecem no final da primeira parte, como Ana Lucia, a ex doida de Willem. O mais legal é saber que o protagonista também mudou depois de ter conhecido Allyson. Aliás, percebemos que o fato de ter chamado a moça de Lulu e não conhecer seu nome verdadeiro faz com que ele não se perdoe.

O recurso de fazer duas histórias simultâneas é maravilho e, ao mesmo tempo, angustiante. Em alguns momentos, nós, leitoras, sabemos que eles estão no mesmo lugar por conta da primeira parte da história e ficamos irritadas pelo fato de não terem se visto.

O livro também aborda a relação de Willem com a mãe. Até então, eu o via como um cara malandro, crianção e que se gostava de se fazer de sedutor. Mas é justamente nessas passagens em que ele está com a mãe que a gente percebe que ele é normal, com os mesmos problemas que todas nós temos.

Há uma diferença entre perder algo que sabia ter e perder algo que se descobriu ter. Uma é decepção. A outra é perda de verdade”

Assim como fez em Para Onde Ela Foi, Gayle provou que é boa para criar personagens masculinos. Gosto muito de ler livros narrados por eles porque o ritmo de leitura é completamente diferente. Mulheres normalmente são mais melosas e chatinhas, enquanto os homens têm uma visão mais realista. É muito bacana saber que os homens também choram e se apaixonam perdidamente.

Gostei mil vezes mais deste livro do que o antecessor e passei a adorar o Willem. Por mais que a história tenha um desfecho, senti falta de algo a mais, sabe? Por falar nisso, uma ótima notícia para os fãs do casal Mia e Adam, de Se Eu Ficar: neste livro temos uma pistinha bem gostosa de como está a vida deles. Ou seja, este livro se passa alguns anos depois de Para Onde Ela Foi. Mais um motivo para começar a ler agora mesmo!

Avaliação: ♥♥♥♥♥

5 Destinos para conhecer no inverno

schneemannbauen_familie_hartkaiser_1

Julho chegou e muitas pessoas aproveitam o mês para tirar férias. Isso porque as escolas param e alguns pais levam seus filhos para passear. Quando somos crianças, é uma maravilha ter 30 dias de folga, mas depois a gente cresce e passa a dar muito mais valor para as tão sonhadas férias. Por isso, a dica é planejar o roteiro com muita atenção para não deixar nenhum detalhe de fora.

A principal dúvida é a escolha do destino. Afinal, o mundo é cheio de lugares lindos e fica difícil saber qual deles visitar. Para ajudar na missão, preparei um guia com cinco opções para aproveitar o friozinho com toda a família. Vamos lá?

Bariloche

bar1

Localizada na Argentina, é a pedida ideal para quem procura um local com muita neve. Acho que as paisagens ficam tão lindas quando estão branquinhas, não acham? Por mais gelada que sejam, as famosas montanhas de Bariloche são muito visitadas no inverno por famílias que querem se arriscar nos esportes típicos da estação, como esqui e snowboard. O melhor de tudo? Nem precisa sair do continente para chegar. Bastam algumas horas de avião para aterrissar.

Santiago

slide1

Ainda na América do Sul, um dos melhores destinos para visitar nesta época é a capital do Chile. Com muito verde, tem um quê de Europa e diversos passeios. Além dos parques com vistas incríveis, oferece passeios a vinícolas que são indispensáveis para quem gosta de tomar uma taça de vinho no inverno. Turistas que pisam lá pela primeira vez normalmente reservam um dia para conhecer as cidades vizinhas. E, por fim, Santiago tem shoppings imensos e perfeitos para fazer compras. E digo por experiência, viu? Fui para lá duas vezes e sempre recomendo.

Nova York

Top-10-Free-Things-To-Do-In-New-York-City-This-Summer1

Todo mundo sabe que as estações no hemisfério norte são ao contrário das nossas. Ou seja, enquanto estamos no inverno, eles estão no verão. Por isso, quem sonha em ver Nova York coberta de neve deve embarcar entre os meses de dezembro e fevereiro. Vale a pena esperar porque a metrópole é mesmo linda no frio. Além da neve, oferece a tradicional pista de patinação no gelo e espetáculos exclusivos para comemorar o Natal. Mas, se preferir uma temperatura mais agradável, a diversão vai ser a mesma, com muitas compras, musicais e comida boa.

Londres

wiki-800px-Hdr_parliament

A regra é a mesma de Nova York. Quem quer ver neve e decorações natalinas deve embarcar durante o verão brasileiro. Apesar de ser mais charmosa no inverno, Londres é cheia de atrativos em qualquer época do ano. Os museus, entre eles a matriz do Madame Toussaud’s (famoso pelas esculturas de cera), são maravilhosos e não dá para ir embora sem visitar os principais cartões-postais, como a roda-gigante London Eye, o Big Ben e o Palácio de Buckinghan. Aliás, a gente bem que gostaria de ver a Kate Middleton andando por aí…

Campos do Jordão

Campos-do-jordão

Não vai dar para viajar para muito longe neste inverno? Sem problemas. A dica é aproveitar um fim de semana e conhecer o charme de Campos, localizada a cerca de duas horas da cidade de São Paulo. O clima de montanha oferece temperaturas bem baixas na alta temporada, passeios ao ar livre, muita natureza e comidinha gostosa para esquentar (entenda como fondue, chocolate e outras delícias). Gostou da ideia? Clique aqui e saiba mais.

Aprenda a diferenciar 8 tipos de casacos

O inverno chegou com a promessa de derrubar as temperaturas. E, com isso, vem a importância de se proteger do frio. Ou seja, hora de investir nos casacos. Sabemos que vento não é desculpa para se vestir de qualquer jeito, não é mesmo? Por isso, o primeiro passo é conhecer as diferenças entre os principais tipos de casacos para então escolher o que mais combina com o seu look.

Pensar nisso te dá calafrios? Pois então saiba que os nomes podem até parecer confusos, mas na prática tudo é muito simples. Olha só:

Parka

b71ca2f2cab8d9e5847d855eb7c35fba

Também conhecida como anouark, é uma vestimenta que foi muito usada por cantores de bandas de punk/rock e por soldados. Por conta disso, virou um dos símbolos do estilo militar, que, como sabemos, está mais em alta do que nunca. É um casaco mais larguinho com capuz e bolsos e tecidos impermeáveis que protegem de condições climáticas severas. Parece algo mais masculino, mas fica LINDO com calça jeans e bota. Digo por experiência. Comprei a minha no ano passado e não larguei mais.

Trench Coat

ac936a093a9f2d2e5ddd879950608a9b

Casacão chique por natureza, é bastante comum em países com frio rigoroso, mas caiu no gosto das brasileiras há alguns invernos e promete continuar fazendo sucesso. A parte de cima é mais justinha, com gola dobrada larga, enquanto a parte de baixo é mais soltinha e rodada. Outras características? A presença de botões grandões e da faixa para amarrar na cintura. Normalmente é feita com versões mais durinhas de tecidos como algodão ou linho e pode ser usada com calça ou por cima de vestidos. Do tipo tem-que-ter, combinado?

Sobretudo

86ec812bbefc819fb3e90ca57f0c36f0

Também é muito usado em países onde o frio é intenso e não aparece com tanta frequência por aqui. É um casaco pesado e bem quentinho que cobre o corpo todo parando pouco abaixo dos joelhos. Por ser bem solto, é visto como um elemento mais masculino. Mas em cores neutras, como preto ou azul-marinho, fica muito chique. É a pedida ideal para eventos formais naqueles dias típicos de inverno.

Spencer

8b8e7bb4746af4e20cd13d752674ff45

É bastante confundido com o blazer, mas apresenta como diferença a estrutura mais justinha na cintura e o comprimento mais curto, É uma peça mais informal que fica melhor em mulheres que estão com o corpo em forma. Tudo isso faz com que seja perfeita para o dia a dia, inclusive no ambiente de trabalho. E olha que bacana: as versões coloridas são mais descontraídas e ficam ótimas para eventos nos dias livres.

Doudounes

1a55854ea8914d1891b70914103b7dfd

O nome parece pomposo, mas nada mais é do que aquele casaco fofinho e volumoso usado em locais de neve e que aterrissou no Brasil há alguns anos. Feito em matelassê, ou seja, costurado em formato de quadrados e retângulos em alto relevo, tem tecido sintético e impermeável, o que o torna o companheiro perfeito durante o inverno. E tem mais: dá para levar na mala de viagem tranquilamente porque não amassa. Delícia, né?

Suéter

d86b09cf2ab6575021718275bf4ff434

Ele já foi visto como vestimenta de vó e fizeram bastante sucesso nos anos 90 até caírem no esquecimento. Nos últimos anos voltaram com tudo e provam que são indispensáveis para quem quer fazer bonito no inverno. É uma peça única, sem zíper, normalmente feita em malha. Bem quentinho, fica ótimo se combinado com leggings e agrada a todos os gostos. Para arrasar em 2015, invista nos modelos que trazem pedrarias e spikes.

Cardigan

306d953637943d67d4e081d8af9dc0d3

Também já foi visto como casaco de vó, mas é aquele tipo de roupa indispensável. Por ser fininho, é indicado para dias de temperatura instável. O tal casaquinho (como a minha mãe costuma chamar) é totalmente versátil e combina com qualquer look. Vai bem por cima de camisetas ou vestidos e pode ser usado aberto ou com os botões fechados.

Jaqueta perfecto

10f72a03b893f4a1a8915cdfd0ec4705

É a clássica jaqueta de couro com fivelas e faixas muito usadas por motoqueiros e vocalistas de bandas de rock. Quentinha e chique, é a peça que mais representa o inverno e tem o poder de deixar qualquer look mais urbano e moderno. Existem várias opções de cores por aí, mas a preta funciona como curinga e fica ótima com calça skinny e bota ou com vestidos mais soltinhos.

Com todas as dúvidas tiradas, é só correr para o shopping e arrasar neste inverno.

[Resenha] Rímel Roller Lash – Benefit

benefit_rollerlash_900x900

Já contei aqui antes que sou fã dos produtos da Benefit. Sou seguidora fiel de todos os perfis da marca nas redes sociais e fico enlouquecida quando algum produto é lançado. Foi assim com o rímel Roller Lash, que começou a ser vendido no Brasil no começo deste ano. Queria muito, mas preferi segurar a vontade, pois sabia que viajaria em breve e que poderia comprar por um preço bem mais acessível.

Realizei meu desejo e comprei meu rímel lá fora, mas só testei quando cheguei aqui. Aliás, foi um dos primeiros produtos que trouxe na mala a ser testado. Bastou uma pincelada para comprovar o que todo mundo me dizia: sim, o produto é realmente maravilhoso.

Vou começar falando sobre a embalagem. Quem conhece a Benefit sabe que a marca é campeã quando o assunto é fofura. Com o Roller Lash, a história não foi diferente. O tubo preto acompanha tampa rosa clarinha com textura que me lembrou uma casquinha de sorvete (sabe como é, sempre penso em comida). O contraste entre as cores deixa o produto ainda mais impactante.

IMG_4805[1]

Cílios bem destacados e fácil aplicação

Também vale a pena destacar a experiência da empresa em fabricar rímeis. Afinal, é dona do They’re Real, best-seller absoluto e um dos meus favoritos. Então, já dava para imaginar que a nova opção seria tão boa quanto a outra.

Dito isso, é hora de contar minhas impressões. Vi resultado logo de cara, na primeira aplicação. O líquido é bem consistente, tem boa fixação e levanta o olhar em questão de segundos. Outra coisa boa é que ele não é do tipo que escorre ou que borra. Ou seja, nada de gastar milhões de algodões e cotonetes para tentar limpar resíduos. Um pedacinho de papel já consegue cumprir esse papel sem prejudicar o resto da maquiagem.

O tamanho também me chamou atenção por ser grande e ter bastante quantidade de líquido. Como doses pequenas já são capazes de oferecer um bom resultado, o rendimento é enorme. Mesmo assim, é bem levinho, do tipo que a gente pode levar na bolsa sem medo.

Em resumo, posso dizer que entrou para a minha lista de produtos indispensáveis. Por aqui, é vendido a cerca de R$ 120. Como falei lá em cima, vale a pena encomendar ou esperar para comprar quando for viajar porque o mesmo tubinho sai por U$ 24 na Sephora americana – equivalente a R$ 72. Compensa, né?

Avaliação: ♥♥♥♥♥