Posts em destaque

Maquiagem | 6 tendências de make para 2019

Olá, pessoal! 2019 já é uma realidade, não é um pouco assustador? Parece que foi ontem que eu decidi voltar a ter um blog (sim, este aqui é o meu terceiro blog) e aqui estamos, prestes a comemorar 5 anos neste cantinho. Passa muito rápido, né?

Bom, e não dava para começar o ano de outro jeito por aqui. Estamos em pleno verão e muita gente segue em férias, mas eu aproveitei para reunir as principais tendências de maquiagem para 2019. Afinal, entra ano, sai ano e a gente continua querendo lacrar no carão, não é mesmo? Então bora conferir o que vai bombar no mundo da make.

A volta definitiva do gloss

Quem é ligada em maquiagem já viu que o gloss vem querendo fazer seu retorno triunfal há algumas temporadas. As marcas estão apostando e muita gente está usando. Vejam bem, até euzinha aqui, que nunca me dei bem com gloss, andei testando algumas novidades e gostei muito do resultado.

Pois bem, gente, é realmente um caminho sem volta. O gloss vai ganhar ainda mais força em 2019 e muita gente vai se render a eles. Basta ver que muitas famosas abriram mão do batom mate e estão apostando em bocas mais brilhantes. Eu gosto dessa ideia, mas fico aqui na torcida para ficarem naquela fórmula de gloss que não gruda no cabelo (ninguém merece, né?).

Sombra líquida com glitter

Até poucos anos, tudo que a gente mais amava eram produtos sequinhos e em pó que deixavam a make bem sequinha e opaca. Mas agora, o objetivo é exatamente o contrário: produtos com efeito molhadinho são os que estão em alta. Além do gloss, quem vai continuar bombando bastante é a sombra líquida com glitter.

Tudo começou com a famosa sombra líquida da Stila, que fez tanto sucesso entre as influencers mundo afora que outras marcas (inclusive as nacionais) também investiram. Eu sou fã dessas sombras, tenho usado MUITO e acho que deixa um efeito lindo, especialmente em maquiagens ensolaradas e quentes de verão.

Maquiagem em tons neon

Esta tendência ainda está um pouco tímida, mas tem bombado muito nos desfiles de moda . Se a gente parar para pensar, foi a mesma coisa no campo do vestuário. Torcemos a cara quando vimos as primeiras peças neon e agora virou uma febre. Todo mundo querendo sair por aí com aquele visual de marca-texto rs (tô brincando, gente, eu até que gosto).

Pelo que pude ver, vamos aposentar as paletas nude e rosinhas e trocar por opções bem coloridas de neon. Dá para usar um tom só nos olhos ou fazer uma combinação – claro que com cuidado para não ficar exagerado. Não sei se eu gosto da ideia do neon na make, mas quem sabe não faço um tutorial pra vocês lá no canal, hein!

Lip tints seguem em alta

No ano passado, também observamos o crescimento dos lip tints. Para quem não sabe, trata-se de um produto que oferece uma espécie de tintura para os lábios, sem deixar o aspecto pesado e grosso dos batons. Ao mesmo tempo, não é melequento como o gloss, já que ele seca depois de um tempo. A ideia é justamente dar um efeito mais natural aos lábios.

Muitas marcas nacionais estão apostando no lip tint, mas eu preciso dizer que ainda não aprendi a usar. Toda vez que tento faço uma bagunça só, mancha roupa, toalha e não dá um acabamento muito legal. Mas acho que é costume mesmo. Já vi que é outro caminho sem volta e que eu vou ter que aprender a usar para compartilhar as novidades com vocês. Me aguardem!

Make estilo anos 80

Moda e beleza andam lado a lado. Então, se a moda abraçou muitos dos exageros dos anos 1980 , nada mais justo do que levar isso para a maquiagem, né? A partir de agora, não estranhe se começar a ver sombras coloridas (a make neon entra aqui), blush rosa bem marcado (estilo palhaço mesmo) e muito brilho. Faz parte da inspiração nessa década.

Antes de me formar como maquiadora, eu só usava maquiagem colorida. Sério, fazia as combinações mais doidas possíveis. Mas agora que eu sei como me maquiar, tenho ficado mais chatinha na hora de usar cor e prefiro criar algo mais natural, sabem? Pelo visto, vou ter que rever isso. Até porque brilho e glitter é comigo mesmo. Bora se jogar nessa tendência?

Pele opaca

Esta tendência eu encontrei em vários sites que usei como fonte para este post. Estranhei porque a gente tem buscado uma pele mais iluminada e natural, certo? Mas, ao mesmo tempo, muitas marcas (inclusive nacionais) apostaram em bases com altíssima cobertura, então, acho que realmente faz sentido esse movimento da pele opaca.

Pelo que vi, a ideia é deixar uma aparência mais pálida mesmo, sem tanto iluminador e blush. Eu AMO uma base rebocão, mas também AMO passar bastante iluminador, então, não sei se curti muito esta tendência. Vamos ver né, acho que também vai ser costume.

 

E aí, preparados para muitas novidades de beleza em 2019?

Um beijo, feliz ano novo e até o próximo post!

Fotos: Pinterest

Feliz ano novo | Minhas 6 metas para 2019

Olá, pessoal! Estamos em dezembro e agora não tem jeito: 2018 está mesmo acabando e a gente começa a pensar no próximo ano. Eu sou muito supersticiosa e sempre fui de fazer pedidos na noite de ano-novo. Mas, na maioria das vezes, eram aqueles pedidos que não dependem só da gente, sabem? Se você está pensando em “arrumar um namorado”, você acertou. Cansei de pedir isso quando era mais nova e nunca dava certo – por que será né?

Já faz um tempo que eu aprendi que funciono com metas. Eu preciso anotar tudo no papel, fazer listas e encarar essas metas como desafios que precisam ser cumpridos. Sei que não é todo mundo que gosta disso, mas eu me sinto MUITO bem quando cumpro uma meta. Então, resolvi adotar a prática de listar algumas metas de ano-novo.

Agora, chegou a hora de contar quais são minhas metas para 2019. Vocês vão perceber que são coisas possíveis de serem alcançadas, muitas que só dependem de mim, sabem? Então chega de falar e vamos lá!

Continuar ganhando dinheiro como influenciadora

Eu AMO ser influenciadora e realmente encaro tudo isso como uma profissão, um trabalho sério. Minhas amigas que também são influenciadoras sempre me pedem dicas de organização porque eu faço tudo com antecedência: tenho um planejamento mensal de todas as minhas redes (incluindo o blog aqui), trabalho muito nos fins de semana gravando e editando vídeos e subo conteúdo novo no canal três vezes por semana, faça chuva ou faça sol.

2018 foi muito bom neste sentido porque foi o ano em que eu realmente foquei em ser influenciadora. Tinha a meta de ganhar mais com isso do que o que eu ganhei no ano passado e eu bati antes do fim do ano. Não, eu ainda não vivo só disso, mas vou dar duro para alcançar esse objetivo. Mas, como o importante é ter os pés no chão, não vou fazer nenhuma meta específica. Eu só quero continuar ganhando dinheiro com o meu trabalho e crescer cada vez mais. Vocês entenderam, né?

Ser mais econômica

  1. Nada como a sensação de sonho realizado, né?

Neste ano, eu tive uma das melhores experiências da minha vida: viajar para o exterior sem ninguém da família, só com uma amiga. Foi incrível de diversas maneiras, mas principalmente porque pela primeira vez eu precisava saber como gastar direito o dinheiro que eu tinha levado, contando com alimentação, transporte, compras, enfim…voltei não só com dinheiro sobrando na carteira, mas com uma outra visão em relação a tudo isso.

Eu sempre fui muito consumista e parar de gastar é um baita de um desafio para mim. A parte boa é que agora eu penso umas mil vezes antes de comprar alguma coisa e tenho achado tudo muito caro. Eu até tinha colocado como meta deste ano economizar uma quantia X por mês, mas na real eu não vou ser tão específica também. Quero aprender a ter uma vida econômica melhor. É isso.

Bater a meta da nutricionista

Em 2018, aos trancos e barrancos, eu consegui emagrecer (uma meta que foi cumprida)! Claro que contou muito o fato de eu ter me apaixonado por tratamentos estéticos e pegar mais pesado na academia, mas eu também tentei comer melhor. O resultado foi 6 kg a menos na balança e muitas medidas reduzidas.

Agora, eu quero bater a meta da minha nutricionista. Ainda tenho mais alguns quilos para perder e, quando chegar lá, preciso fazer o mais difícil: manter. Mas essa é a segunda parte, eu quero ver o ponteiro da balança diminuindo e voltar a gostar do meu corpo. Estamos quase lá!

Ler mais

 

Bom, vocês sabem que amo ler e vira e mexe trago resenhas de livros aqui no blog. Acontece que neste ano eu acabei lendo menos. Não sei bem o motivo, mas acho que eu foquei tanto em aproveitar meu tempo livre para produzir conteúdo para o canal que os livros ficaram de lado. Mesmo assim, até que consegui ler um número bom de livros em 2018.

Esta meta na verdade é mais um puxão de orelha em mim mesma por ter lido menos neste ano (vocês perceberam que eu me cobro muito né? Pois é!). Também não vou colocar nenhum número específico em relação ao número de livros, mas quero me envolver em várias histórias e trazer boas resenhas para vocês no ano que vem.

Ver mais séries

Está aí algo que eu realmente gostaria de fazer: assistir mais séries. Eu vivo correndo né, então, eu não tenho muito tempo para isso. Acaba que eu escolho uma série que está em alta no momento e demoro muuuuito para terminar. Ou deixo para fazer uma maratona em feriados ou fica só na promessa (a última opção é a que mais acontece).

Olhem, parece muito fácil, mas acho que vai ser a meta mais difícil porque realmente é um costume que eu vou ter que criar, tornar um hábito e acostumar o cérebro a ter vontade de ver séries. A parte boa é que eu vou poder dar váárias dicas para vocês sobre séries. Aliás, aproveitem para deixar algumas sugestões de séries nos comentários – quem sabe não começo por elas, hein!

Cozinhar 

  

Vejam bem: eu tenho 30 anos e não sei nem fazer o básico quando o assunto é cozinha. Mas, como sou a típica geminiana contraditória, eu adoro ver livros de receita e programas culinários e sempre digo coisas como “nossa, como essa receita é fácil”, sendo que eu nunca tentei fazer nada. Bom, ainda bem que sempre dá tempo de mudar, né?

Há alguns meses, resolvi fazer uma receita de um doce que eu vi no programa Fazendo a Festa (meu programa de TV favorito do momento) e fiquei chocada que 1) deu muito certo e 2) é realmente muito fácil de fazer. Claro que eu me empolguei, né? Resolvi começar fazendo doces mesmo e depois vou partir para os salgados. Ah, vou compartilhar essas minhas novas experiências culinárias com vocês. Acho que vai ser bem legal!

 

E vocês, quais são suas metas para 2019?

Um beijo e até o próximo post!

Eu Li: Você Acredita Mesmo em Amor à Primeira Vista? – Fabi Santina

Olá, pessoal! Estamos vivendo um boom de livros escritos por youtubers. Eu não tenho absolutamente NADA contra isso porque: 1) também sou youtuber/influenciadora e 2) a gente vive em um país em que as pessoas não têm o hábito de ler e eu acho isso MUITO triste. Por isso, o importante é estimular a leitura, não importa que seja o livro de um autor best-seller ou de um youtuber.

Por que falei tudo isso? Bom, porque a Fabi Santina lançou recentemente o seu primeiro livro, chamado Você Acredita Mesmo em Amor à Primeira Vista?. Ao contrário de outras colegas de profissão, que lançam títulos mais voltados para autoajuda, a Fabi contou sua relação com o noivo, Leandro, desde que se conheceram pela primeira vez.

Como muitos de vocês já sabem, eu AMO a família Santina, sou fã MESMO, e estava aguardando ansiosamente o lançamento do livro da Fabi. Comprei na pré-venda, corri para terminar de ler o que estava lendo e comecei a história da Fabi em um dia que ia passar horas no salão. Quando percebi, já estava na metade. É bom de verdade!

História

Como falei, a Fabi conta sua história com seu noivo, Leandro, desde o primeiro dia que se viram até quatro anos atrás, quando terminaram o relacionamento por um tempo. É engraçado porque eu sigo a Fabi há muito tempo e parece que a gente é amiga, sabe? Mas, ao mesmo tempo, foi como se eu descobrisse uma nova Fabi. Não fazia a menor ideia de que ela tinha passado por tanta coisa assim.

Eu gosto muito de livros narrados em primeira pessoa e achei legal que a Fabi procurou manter um tom bem próximo da realidade, parece que ela está conversando com a gente. É tipo um diário e me deu muita saudade de quando eu tinha o meu diário na adolescência.

E, bom, a grande questão do livro é que a gente (a gente eu digo no modo geral, os leitores) não sabia como Leandro tinha sido sacana (para não dizer outra coisa) com a Fabi. Eu achava que tinham tido um rolinho só antes de começarem a namorar, mas eles ficaram por ANOS e ele só enrolava, gente. Fora vários outros problemas que ela enfrentou com a sogra e por aí vai.

O que eu achei

Como eu falei antes, eu comprei o livro porque era da Fabi e nem tanto pela história, que eu achava já conhecer. Acabou que eu realmente devorei, talvez até por conhecer alguns fatos, eu ficava: “mas e aí, eu sei que eles terminaram em algum momento, quando que vai ser?”. E aí eu não queria mais parar de ler. No total, li em três dias – acho que foi um recorde, não me lembro de ter lido outro livro em menos tempo.

Eu gostei que, apesar de ter sofrido muito, ela diz o tempo todo que sempre teve certeza de que ele era o  homem da vida dela. E eu achei isso LINDO! Eu também sou muito intuitiva e já tive alguns desses episódios na minha vida, então, eu super me identifiquei com a Fabi, rolou mesmo uma conexão entre nós com esse livro (na verdade, só minha né, ela nem faz ideia de quem eu sou rsrs…).

E, bom, quem nunca sofreu por um boy? Quando ela chorava e ficava mal, eu também me lembrei de situações em que eu me senti exatamente assim. Quando ela ficava extremamente feliz por um momento simples, eu também me lembrava de situações assim. Como eu disse, é um livro muito real!

A única coisa que eu não gostei foi do final. O livro acaba meio no ar, mas ela diz que mudou muito. Só que ela não diz exatamente O QUE e COMO mudou, sabem? Fora que eu fiquei esperando para saber da reconciliação deles, do pedido de casamento, do fato deles terem começado a morar juntos… ela já prometeu uma continuação e eu quero muito, mas sei lá, achei que o livro terminou de repente.

Agora, o mais legal de tudo é que eu assisto aos vídeos mais recentes da Fabi, depois de saber de tudo, e parece que nós viramos amigas de verdade. Se eu já era fã antes, agora fiquei muito mais!

 

E vocês, já leram? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!

Retrospectiva | As melhores maquiagens de 2018

Olá, pessoal! Para encerrar nossa retrospectiva 2018 com tudo aqui no blog, resolvi fazer pela primeira vez um post novo, sobre as melhores maquiagens que as famosas usaram ao longo do ano. Nada mais justo, já que eu AMO make e é o assunto principal das minhas redes sociais, certo?

Quem me segue lá no canal, viu que ao longo de 2018 eu fiz alguns vídeos com um top 5 das melhores maquiagens em premiações importantes, como o Globo de Ouro, o Grammy e o SAG Awards. Por isso, busquei lá as minhas escolhidas. Bora conferir quem mandou bem?

Katherine Langford – Globo de Ouro

Até hoje eu fico impactada com essa maquiagem. Sério, é tão maravilhosa que eu poderia usar sempre rsrs… Katherine concorreu ao prêmio de melhor atriz no Globo de Ouro por sua atuação como a Hannah na série 13 Reasons Why. Pioneira que só, ela investiu na sombra metálica, que virou uma febre, e combinou com delineador e sombra azul-marinho. Também amei o blush bem marcado e o batom nude cremoso. É muita beleza!

Emma Stone – Globo de Ouro

 

Outra maquiagem para aplaudir em pé. Neste ano, todas as atrizes vestiram preto no Globo de Ouro em forma de protesto contra todas as formas de assédio que as mulheres sofrem na indústria cinematográfica, então, as makes foram decisivas para escolher quem mandou bem no tapete vermelho. Fiquei completamente apaixonada pela mistura de cores nos olhos, um esfumado muito lindo em tons de cinza, preto e azul. Também AMEI a escolha do batom lilás e a pele bem iluminada, com blush rosinha, arrematou o visual.

Margot Robbie – SAG Awards

A Margot já é linda, né gente? E arrasou nas premiações deste ano com seus looks e sua atuação brilhante no filme Eu, Tonya. Achei que ela mandou bem em todas as maquiagens, mas esta aqui foi a minha favorita (muita gente comentou comigo que também amou). É uma maquiagem mais monocromática, em tons quentes, com leve brilho na pálpebra superior, máscara de cílios e esfumado marrom na pálpebra inferior. Amei o batom laranjão e a pele com blush pêssego. Menos é mais, né?

Hailee Steinfeld – Grammy

 

Make colorida nem sempre agrada, mas eu achei essa maquiagem da Hailee Steinfeld ousada na medida certa! Adorei que ela combinou o tom de azul-turquesa na pálpebra superior e inferior e se jogou nos cílios postiços bem volumosos. A pele está bem quente, mas iluminada nos pontos certos e o batom nude deixou o destaque para os olhos. Juro, gostei muito!

Gigi Hadid – Met Gala Ball

Ahhh como eu amo esta maquiagem. A Gigi é linda de todos os jeitos, mas achei que ficou ainda mais bonita com esse visual retrô, meio anos 60. O destaque dos olhos é o delineado gatinho bem marcante, combinando com sombras em tons de rosa. A pele está bem trabalhada, iluminada nos pontos certos e blush levinho que deixou tudo em harmonia. O batom nude cremoso ajudou a equilibrar a make. AMEI!

NOIVAS

Pois é, tanta gente se casou que não dava para deixar de fora. Pesquisei aqui todas as maquiagens de noivas famosas deste ano e acabou que as minhas favoritas são de influenciadoras. Então, fiz um top 3 dentre as minhas preferidas. Vem ver!

  1. Luísa Sonza

Luísa se casou com o youtuber Whinderson Nunes em fevereiro e foi festão, gente, tudo bem ostentação. Claro que a noiva seguiu o mesmo estilo da cerimônia, né? A maquiagem foi pesada com olhão trabalhado com sombra escura, delineador preto, muitos cílios postiços. A pele está bem contornada e iluminada e o batom nude ajuda a equilibrar. Acho muito pesado para noiva, mas eu super usaria em uma festa.

  1. Tatá Estaniecki   

Tatá se casou duas vezes com o youtuber Julio Cocielo e mandou bem nas duas cerimônias. Acho a Tatá linda de qualquer jeito, mas ela apostou em uma maquiagem mais clássica, que eu amo em noivas. O olho é bem marcado, com delineador e cílios postiços, mas sem sombras muito gritantes. A pele é superiluminada, com blush levinho e batom nude. Juro, usaria essa make para casar com certeza.

  1. Niina Secrets

Não é porque a Niina é a minha influenciadora favorita (tá bom, é sim rsrs…), mas eu amei MUITO a maquiagem que ela usou para se casar, em maio. Tudo bem do jeitinho dela, com olho mais rosinha, delineado marcante, cílios postiços, pele iluminada e o batom que ela criou em parceria com a M.A.C. (muito luxo, né?). Agora, o mais incrível de tudo é que ela fez a própria make no dia do casamento. Não sei como ela conseguiu manter a calma, mas ó, está de parabéns!

 

E vocês, quais makes mais gostaram neste ano?

Um beijo e até o próximo post!

Retrospectiva | As músicas que mais tocaram em 2018

Olá, pessoal! Nossa retrospectiva de 2018 segue firme e forte e agora é hora de fazer mais um post bem tradicional por aqui: as músicas do ano. Quem me acompanha há bastante tempo sabe que eu adoro música e ouço para tudo, até para trabalhar. Por isso, nada mais justo do que falar sobre essa categoria também, né?

Como critério, eu escolho apenas músicas que foram lançadas neste ano ou que viraram singles ao longo dos últimos 12 meses. Algumas são do ano passado, mas estouraram mesmo em 2018, então vale o destaque. Bora conferir quem se deu bem?

The Middle – Zedd (com Maren Morris e Grey)

Já faz um tempo que o produtor e DJ Zedd lança sucesso atrás de sucesso. Depois de músicas como Clarity, Stay e Get Low, ele lançou The Middle no comecinho do ano e logo foi aquele boom. Eu gosto muito desta música porque ela é bem animadinha e a gente pode ouvir várias vezes sem cansar, sabem?

O Sol – Vitor Kley

Eu normalmente não coloco músicas nacionais aqui no blog porque eu mesma escuto muito pouco (sempre preferi pop internacional). Mas O Sol tocou tanto, mas tanto, que não tinha como deixar de fora. Na verdade, a música foi lançada no final do ano passado, mas pegou mesmo neste ano. Eu sei que o estouro foi tão grande que eu não aguento mais escutar. Alguém mais concorda?

IDGAF – Dua Lipa

Apesar de ter lançado suas primeiras músicas há alguns anos, a cantora Dua Lipa só estourou mesmo no mundo todo – inclusive aqui no Brasil – no ano passado, com New Rules. No começo deste ano, ela lançou outro sucesso: IDGAF. Eu não tenho nada contra a moça, só me irrita um pouco o jeito dela de falar (parece que tem uma batata na boca rs), mas eu gosto MUITO desta música. É aquela lição de moral bem dada no ex, sabem?

Perfect – Ed Sheeran

No ano passado, o cantor Ed Sheeran lançou o ótimo CD ÷ (Divide) e estourou com Shape of You. Nada mais justo do que continuar aproveitando as músicas do álbum para lançar singles, certo? Perfect foi a quarta música trabalhada do álbum e ganhou até uma versão com a diva Beyoncé. É fofinha, bem nos moldes das canções lentinhas do Ed Sheeran, mas sei lá, eu tenho um leve bode. Prefiro canções mais animadas.

This is America – Childish Gambino

Se é para indicar o melhor clipe do ano, o prêmio com certeza vai para This is America, uma baita reflexão sobre os preconceitos que os negros ainda sofrem (não só nos Estados Unidos, mas no mundo todo). O clipe fez tanto sucesso que a música bombou em todos os lugares. Confesso que eu escutei pouquíssimas vezes, mas que foi um sucesso, foi.

Meu Abrigo – Melin

Mais uma música nacional que não tinha como ficar de fora desta lista. O ano de 2018 também marcou a guinada na vida dos irmãos Gabriela, Diogo e Rodrigo Melin. Depois de aparecem no programa Superstar, eles lançaram o primeiro CD neste ano e explodiram com a música Meu Abrigo, que é tipo um reggae fofinho. A letra é bem bonitinha, mas também toca tanto que eu enjoei.

In My Feelings – Drake

Você deve ter visto um monte de gente postando vídeos no Instagram dançando perto de um carro em movimento, né? Foi um desafio que promoveu In My Feelings, música que o cantor Drake lançou no meio deste ano. Sei que não é uma música que agrada a todo mundo, mas eu adoro justamente por causa do meme.

Feel it Still – Portugal. The Man

Sim, esta música foi lançada no começo de 2017 e fez muito sucesso no ano passado, mas continuou ainda mais forte neste ano. Para vocês terem uma ideia, foi umas das músicas que mais tocou durante a viagem que eu fiz para os Estados Unidos. Desde então, escuto sem parar. É daquelas que você começa a escutar e já quer sair dançando.

Say Something – Justin Timberlake

Fazia um tempinho que o Justin Timberlake não lançava um CD, né? Pois ele fez isso bem no comecinho do ano e logo estourou com o primeiro single do álbum. Say Something tem a participação do cantor Chris Stapleton em uma pegada que mistura country com pop e tem aquele refrão chiclete que a gente ama. O problema é que ela também toca MUITO e eu acabei enjoando (mas acho muito boa).

Back to You – Selena Gomez

Em 2018, tivemos também a estreia da segunda temporada da série 13 Reasons Why na Netflix. Mais uma vez, a série dividiu opiniões e teve gente que realmente passou a boicotar depois de algumas cenas bem fortes. Eu gostei muito da primeira temporada, mas não consegui ir muito para frente com a segunda. O que eu amei mesmo foi a música-tema da segunda temporada, Back to You, da Selena Gomez (que também é produtora executiva da série). Embora ela diga que a música é sobre a série, muita gente associou ao Justin Bieber. Vai saber né…

E vocês, quais músicas mais gostaram de ouvir em 2018?

Um beijo e até o próximo post!