Posts em destaque

Dia do Trabalho |4 lições de filmes para usar no ambiente de trabalho

Olá, pessoal! Chegamos em… maio! Gente, sério, não foi ontem que o ano começou? Bom, mas maio é um mês muito especial para mim porque, claro, tem meu aniversário e um feriado bem no início. Pois é, em 1 de maio comemoramos o Dia do Trabalho. A data simboliza a luta do trabalhador por seus direitos e envolve muitas passeatas em diversos lugares do mundo.

Por aqui, reuni alguns filmes que mostram bem a realidade corporativa. Mais que isso, são histórias com lições que a gente pode levar para o nosso dia a dia no trabalho, seja ele qual for. Vamos conferir?

Relembre outras coisas boas que acontecem no mês de maio!

Respeite seus colegas, independentemente da idade deles (Um Senhor Estagiário)

A gente tende a achar que pessoas novas são inexperientes no ambiente de trabalho e que pessoas mais velhas são lentas e não entendem das coisas. Um baita preconceito, né? O filme Um Senhor Estagiário conta a história de um viúvo com 70 anos que consegue uma vaga de estagiário em um e-commerce de roupas. Ele vai trabalhar diretamente com a CEO da empresa, uma workaholic assumida. Ela não tem a menor paciência com ele, até que um dia resolve seguir seus conselhos e os negócios seguem em frente. Viu só, qualquer um tem boas ideias. Não julgue!

Seu chefe não pode tudo e você não precisa agradá-lo sempre (O Diabo Veste Prada)

Miranda Priestly, eternizada pela atriz Meryl Streep, caiu no gosto do público e sempre aparece nos memes. Só que a personagem, na verdade, nos mostra o que os chefes não devem fazer no trabalho. Mesmo que um funcionário não tenha muita experiência, ninguém (especialmente o chefe) pode humilhá-lo ou pedir que façam coisas para satisfazer vontades pessoais. Um chefe de verdade te respeita e te mostra os caminhos para mudar uma coisa ou outra e continuar crescendo.

Criar uma empresa é MUITO difícil (A Rede Social)

A gente tem vivido um momento bem interessante no mundo corporativo. Muita gente está cansada das longas jornadas de trabalho e decide ter um negócio próprio. Pois é, só que essa missão é tão (ou até mais) difícil do que ser funcionário. A gente nem imagina, mas o filme A Rede Social mostra a criação do Facebook. Mark Zuckerberg cria uma rede social para falar mal da ex-namorada e, de repente, se torna o mais jovem bilionário da história. Mesmo com o sucesso, ele precisa lidar com vários problemas e até com a justiça. Ou seja, só quem tem muito planejamento e visão de negócio consegue ir em frente com a própria empresa.

Confira alguns filmes para comemorar o Dia das Mães!

Saber trabalhar em equipe é fundamental (Vida de Inseto)

Vida de Inseto foi lançado em 1998, ou seja, há 20 anos e ainda continua sendo um dos filmes favoritos. E o mais engraçado de tudo é que eu só fui gostar mesmo depois que vi quando já era adulta (é mais um daqueles desenhos que não são para crianças). A história fala sobre uma comunidade de formigas, que trabalha arduamente na colheita de alimentos. Até que os gafanhotos chegam e elas precisam da ajuda de outros insetos para travar uma verdadeira batalha. No mundo do trabalho, o que tiramos de lição é cada pessoa da equipe é importante e saber trabalhar em conjunto é fundamental para o crescimento da empresa.

 

E você, lembra de outro filme que fala sobre o ambiente de trabalho?

Um beijo e até o próximo post!

Eu li: Ainda Sou | Jojo Moyes

Olá pessoal! Não é segredo para ninguém que uma das minhas paixões é ler e eu adoro ainda mais quando estou com um livro de uma escritora que eu já conheço. Uma das minhas autoras preferidas é a Jojo Moyes, que fez todo mundo chorar com o livro Como Eu Era Antes de Você, que virou filme em 2016 (confira a resenha aqui).

A história fala sobre Lou, uma jovem que adorava a vida simples que levava em uma cidade pequena da Inglaterra. Tudo vai bem até que ela recebe a missão de trabalhar como cuidadora de Will, um homem que ficou tetraplégico após ser atropelado por uma moto. Os dois acabam ficando próximos e ela se apaixona por ele, que decide fazer com que ela tenha vontade de viver.

O problema é que o livro acaba com algumas perguntas no ar, então a Jojo Moyes lançou a continuação, chamada Depois de Você. Li este livro também em 2016 (confira aqui a resenha que fiz no canal) e acabei achando mais ou menos. Quando todos nós achávamos que a história de Lou tinha acabado por aí, eis que a autora pegou todo mundo de surpresa e avisou que teria um terceiro livro.

Ainda Sou Eu chegou nas livrarias brasileiras no comecinho deste ano e eu corri para garantir meu exemplar e contar tudo para vocês. A resenha aqui no blog vai ser mais longa, então já dá um play no vídeo abaixo para saber o que eu achei:

Sinopse

A história de Ainda Sou Eu começa exatamente no ponto em que Depois de Você termina. Então, se você ainda não leu, aconselho parar por aqui para não ter nenhum spoiler, ok? Se você já leu, sabe que Lou recebeu uma proposta para trabalhar como assistente pessoal de uma família de bilionários em Nova York.

No começo, é basicamente isso: Lou precisa provar que é, sim, capaz de ser inserida nesse mundo de luxo e riqueza, enquanto tenta lidar com o relacionamento a distância com o paramédico Sam, que ficou na Inglaterra. A gente até pensa que esse é o emprego dos sonhos, mas, aos poucos, descobrimos que não é tão legal assim.

No meio do caminho, ela acaba conhecendo um rapaz que é idêntico ao Will e fica com o coração balançado. Será que é uma resposta para as dúvidas que ela tinha? Não vou contar exatamente o que acontece para não estragar a surpresa, mas em um determinado momento a Lou precisa recomeçar em Nova York e aí sim, na minha opinião, é que o livro fica bom.

O que eu achei

Como Eu Era Antes de Você é o meu livro favorito da vida. Para mim, estava bom daquele jeito, com apenas um livro, mas queria saber como a história da Lou ia terminar, né? Confesso que não estava com muitas expectativas porque não gostei de Depois de Você, mas resolvi tentar.

Como falei antes, achei o começo do livro bem parado. Fica só nessa coisa da Lou tentar se dar bem em um emprego que não tem nada a ver com ela, enquanto a gente morre de raiva do Sam por não entender o momento dela. Acaba que a gente não consegue entender muito bem qual é a história de verdade.

Tudo muda quando a Lou passa por esse momento de dificuldade que eu não posso contar. Aos poucos, ela encontra as respostas que tanto queria e a gente vai aprendendo junto. Neste livro, consegui tirar como lição a importância de aproveitar as oportunidades da vida e, com esse olhar, percebi como livro tem mensagens bonitas.

No filme Como Eu Era Antes de Você, os atores Emilia Clarke e Sam Claffin interpretam Lou e Will

Mesmo assim, senti falta daquela Lou que fazia a gente morrer de rir lá no primeiro livro. Agora, ela está mais madura e mais séria. Também senti falta do Will, que agora virou um mero coadjuvante. E até da família engraçadíssima da Lou, que aparece muito pouco.

De maneira geral, achei melhor que Depois de Você, mas não tem como ser melhor que Como Eu Era Antes de Você. E, sim, ficaram algumas pontas soltas para uma possível continuação, mas, até onde eu sei, a Jojo Moyes avisou que este seria o encerramento da história de Lou. Que bom, porque eu gostei do final! 🙂

 

E você, já leu? Me conta o que achou!

Um beijo e até o próximo post!

Como sobreviver a ideia de ter um blog e estar no ensino médio?

Olá pessoal!

Estou em pleno final de primeiro semestre na escola e arrumei de fazer um ‘’beda’’ no meu blog para aumentar a frequência de postagens no blog. Só queria dizer que estou quase morrendo com a quantidade de matéria para estudar, a quantidade de matéria atrasada fora o planejamento com os textos e as fotos do blog.

No post de hoje eu venho dar dicas para você sobreviver a tudo isso. Não apenas tudo isso porque eu sei que muitos de vocês fazem o dobro e pior, estão na faculdade, trabalhando e tem canal no YouTube. Ou seja, requer muito mais planejamento.

Tenha um planejamento mensal e fixo

O primeiro passo para dar conta de tudo é buscando um método fixo para se organizar. Um lugar onde você possa colocar seus afazeres, organizar seus estudos, trabalho, provas etc. Eu faço tudo isso no meu Bullet Journal, mas pode ser que pra você funcione um planner, uma agenda ou os lembretes do celular. Vai de cada um a forma para se organizar e planejar o dia a dia. O importante é encontrar algo que de certo.

No dia a dia eu utilizo meu Bullet Journal, um calendário mensal que faço nele e outro que coloco na parede. Sem contar que em semanas corridas e mega cheias eu uso um planner de mesa e trabalho em forma de to do, com horários e tudo.

Escreva uma série de posts antecipados e deixe prontos

Comentei várias vezes com a Cami que gosto de pegar um horário certinho para sentar em frente ao computador e escrever no mesmo dia em que o post vá ao ar. Deu certo durante 3 anos, até chegar em 2018. Surgiam compromissos importantes e não dava para escrever. Causava uma frustração por ter organizado meu dia todo certinho e não fluíam do jeito que eu esperava (quem nunca passou por isso né?).

Hoje eu aprendi que escrever os posts antecipados sempre que dá é muito bom. Eu consigo aproveitar mais do meu dia para ler um livro ou ver um filme. Pode ser que você fique até depois da meia-noite escrevendo vários textos para adiantar, mas é normal. Pode crer que vale muito a pena!

Procure por conteúdos prontos

Eu sei que este tópico não está muito dentro do tema ‘’organização’’, mas está dentro do tema ‘’sobreviver’’, afinal, buscar por conteúdos prontos na hora de estudar ajuda muito você ficar fazendo milhões de resumos para memorizar. Acho até mais prático e prefiro. É só jogar o nome do conteúdo e digitar em frente pdf. Você vai encontrar várias apostilas prontas para serem baixadas e se você preferir imprimi-las ou ler em seu tablet, melhor ainda.

Faça uma tabela com horários de estudos

Planejar os horários que você quer estudar no dia e o conteúdo é muito prático e bem melhor. Procure por tabelas prontas para imprimir ou faça a sua. Faça em um lugarzinho no Bullet Journal/planner ou no próprio celular. Coloque o dia, os horários e o quer estudar. Quando terminar é só fazer um check. Bem simples e muito útil.

 

Bom pessoal, essas são as 4 dicas que eu venho dar para vocês e que mais funcionam para mim! Gostaram?

Até o próximo pessoal!

Postado por Leo Scarabel – visite meu blog: www.quartoamericano.wordpress.com

Maquiagem | 4 dicas para transformar a make do dia em um look perfeito para a noite

Olá, pessoal! Vocês sabem que eu sou completamente apaixonada por maquiagem, mas vamos combinar que estar maquiada dá um up daquelas na autoestima? Só que, mais do que saber como fazer maquiagem, é preciso fazer uma make própria para a ocasião. Não adianta nada você fazer uma maquiagem carregada se vai para um jantar na casa da sua avó com poucas pessoas, sabe? Acaba chamando a atenção e caindo no exagero.

Da mesma forma, a maquiagem que usamos durante o dia teoricamente não é a mesma que usamos à noite. Na prática, a gente pode usar o que quiser e fim. Mas, claro, algumas dicas ajudam e muito para arrasar em qualquer ocasião. Por isso, papel e caneta na mão que agora eu listo alguns truques rápidos para transformar a make do escritório em um look total festa para curtir um happy hour com os amigos ou mesmo um programinha com o boy.

Tirar a oleosidade da pele antes de passar a base

A Studio Fix, da M.A.C, é uma das minhas bases preferidas e pode ser usada em qualquer ocasião

Normalmente, a gente tem que preparar bem a pele antes de receber qualquer produto de maquiagem (clique aqui para conferir como eu faço a minha preparação de pele). Só que muitas vezes você tem pouco tempo para se arrumar e, convenhamos, ninguém merece carregar milhões de produtos no nécessaire.

Confira um passo a passo de maquiagem inspirada em flamingo!

Como a proposta é aproveitar a maquiagem que você já está usando, minha dica é priorizar bases em que você possa construir camadas. De qualquer forma, antes de aplicar, pegue um pedaço de papel higiênico e encoste de leve no rosto para remover sujeiras e a oleosidade natural da nossa pele no fim do dia (cuidado para não esfregar e tirar tudo que você já fez, ok?). Priorize a zona T – testa, nariz e queixo – que costuma ficar mais oleosa. Depois, é só reaplicar a base.

Invista em sombras com cores-chave

Eu sou a louca da paleta colorida, mas vamos combinar que não é sempre que dá para sair por aí com aquele olhão cheio de cor, né? Lembre-se que nós estamos reaproveitando a maquiagem que você já está usando. E quando falamos de make para o trabalho, devemos priorizar sombras em cores estratégicas, que podem ser usadas em qualquer ocasião, como branco, marrom e preto.

Na hora de transformar a make, você tem duas opções. A primeira é só reaplicar e deixar as cores mais evidentes, caprichando no esfumado para não deixar tão marcado. A segunda, que eu particularmente prefiro, é investir naquela sombra iluminada nos mesmos tons ou em um pigmento/glitter para aplicar por cima do que você já fez e ficar com aquela cara de noite, sabem?

Passe uma escovinha nos cílios antes de aplicar o rímel

Mesmo que você tenha aplicado o rímel com o máximo possível de cuidado, é inevitável ficar com algumas “bolinhas” perto da raiz dos cílios no fim do dia. Isso é normal e acontece simplesmente por conta da duração do produto – sim, mesmo que você use máscaras que prometem durar eternamente, as bolinhas estarão lá. Não é culpa sua e não significa que a maquiagem ficou ruim.

No entanto, vale retirar essas bolinhas antes de aplicar uma nova camada de rímel. Até porque se você aplicar por cima das bolinhas, aí sim, vai ficar com um efeito ruim. Existem escovinhas próprias para cílios e até aplicadores soltos de máscaras. Com elas, você vai, literalmente, pentear seus cílios com cuidado, até tirar as bolinhas. Eles estarão renovados e prontos para receber mais camadas de rímel. E aí você vai arrasar na maquiagem!

Trocar o batom claro por um escuro

Vejam só como o batom escuro dá um up na make

Esta dica é fácil e até um pouco óbvia. Aqui, vale também lembrar que cada pessoa usa o que quiser, mas, normalmente, usamos batons mais clarinhos durante o dia, especialmente no ambiente de trabalho. Quem me acompanha sabe que eu AMO maquiagem com olho bem marcado e boca nude, mas um evento noturno pede algo mais elaborado – e acertar na hora de fazer esse olho marcado não é tão fácil assim.

Na hora de transformar sua maquiagem, o batom não vai estar tão forte como na hora em que você passou. Mesmo os batons mais pigmentados não conseguem essa proeza. Com a ajuda de um demaquilante, limpe todo o resto de batom e passe um hidratante nos lábios para que ele não fique ressecado. Pronto, agora é só se jogar naquele batom vermelho lindão e arrasar! Você também pode investir em um batom mais alaranjado, no vinho, no marrom e até no roxo. O importante é que a make deixe você ainda mais bonita!

 

E aí, gostaram das dicas? Quais outros truques vocês seguem na hora de reaproveitar a make?

Um beijo e até o próximo post!

Testei: Batons Plastic Glossy Bruna Tavares | TBlogs

Olá, pessoal! Assim como no acontece no mundo da moda, o universo da beleza também pega carona em algumas tendências que fizeram muito sucesso no passado. Quer um exemplo? Tenho um recente: o gloss, quem lembra dele? Eu lembro que, quando comecei a me interessar por maquiagem, usava e abusava do gloss (isso devia ser bem no começo dos anos 2000).

Usei muito gloss na vida, mas acabei me irritando com ele porque meu cabelo vivia grudando e porque eu tinha aquela sensação de “comer batom” (quem nunca né rsrs). Daí me apaixonei perdidamente pelos batons em bala e nunca mais usei gloss ou batom líquido. Sério, passei anos evitando. Até que eu resolvi dar uma chance para os batons líquidos e hoje estou amando. Mas, claro, faltava o bendito do gloss.

Posso dizer que eu sou facilmente influenciável por dois fatores: minha musa Niina Secrets e a cor rosê gold. Foi só ver uma foto dela usando a linha Plastic Glossy, da Bruna Tavares, que, pronto, queria para mim. Aproveitei que estava nesse amor com os batons líquidos e resolvi que era hora de testar o gloss novamente. Ainda bem que fiz isso!

Conheça os erros de beleza que você precisa evitar!

Como funciona?

A linha Plastic Glossy é uma verdadeira inovação no mercado brasileiro de maquiagem. Como falei antes, trata-se de um gloss, mas um acabamento que seca bem rápido e fica com uma textura que lembra um plástico bem fino. Tá, mas qual a novidade? Bom, o gloss não sai na água e não borra. Ah, e tem mais: você pode usá-lo sozinho ou como um topper, por cima de outro batom. Também dá para usar como sombra, deixando aquele efeito de iluminador.

Além disso tudo, as cores são maravilhosas! Lembram que falei lá no começo do post que amo a cor rosê gold? Bom, uma das opções do Plastic Glossy é justamente no tom Rosê Gold, aquele rosinha com fundo dourado bem lindo. As outras cores são:

  • Golden Peach: coral bem discreto, fica aquela aparência de brilhinho mesmo.
  • Sparkling Ruby: vinho mais escuro.
  • Sunshine: dourado bem intenso.

Todas as cores da linha Plastic Glossy são lindas e dá vontade de fechar os olhos e comprar todas sem pensar rsrs. Minha paixão era o Rosê Gold, mas acabei me apaixonando no site pelo Golden Peach e juro, não consegui me decidir. Acabei comprando os dois.

Confira como usar corretivo colorido na maquiagem!

Minha opinião

Achei a linha Plastic Glossy linda, da embalagem do rótulo a do próprio gloss, mas confesso que estava com medo. Queria muito que desse certo, mas ainda lembrava do pânico de ficar com o cabelo melecado e comer batom. Só de passar já senti que era bem diferente daquele gloss que eu usava quando era adolescente.

Realmente, o Plastic Glossy secou bem rápido (no máximo em dois minutos) e, logo depois, ficou com uma textura bem fina que em nada lembrou aquela coisa terrível de comer batom. Com o gloss seco, parece que você está usando um batom em bala com efeito metálico. Ficou lindo mesmo e dura muuuuito, praticamente o dia todo.

Foto: Passando Blush

Agora, quanto às cores, fiquei na dúvida. O Plastic Glossy Rosê Gold é lindo, combinou perfeitamente com o meu subtom e eu fiquei apaixonada, parece mesmo um batom em bala. Já o Plastic Glossy Golden Peach tem uma textura bem levinha de gloss, ideal para a gente usar no dia a dia e dar aquela carinha de saúde. E a vontade de comprar as outras cores? Socorro rsrsrs…

Comprei a linha Plastic Glossy no próprio site da TBlogs e cada um saiu por R$ 36,90. Existe gloss mais barato? Olha, até existe, mas esse aqui é tão maravilhoso que vale super o investimento. Eu amei e estou viciada!

 

E vocês, já usaram o Plastic Glossy? O que acharam?

Um beijo e até o próximo post!