Posts em destaque

5 Biquínis do verão 2016

Basta a temperatura subir e o céu se abrir para ficarmos com vontade de praia e piscina. Nada mais natural, afinal, não existem lugares melhores para se refrescar do calor. Para as fashionistas de plantão, esta época do ano é ainda mais gostosa porque traz uma grande variedade de tendências de biquínis e outros itens da moda praia. E esta temporada está tão linda e democrática que a minha vontade é comprar todos os modelos (provavelmente a sua também). Veja só por que:

 

Neoprene

1biquinineoprene2

Essa moda começou lá no verão do ano passado, muito por conta da marca australiana Triangl, que criou peças feitas com neoprene. Como é bem característica – e um pouquinho ousada – eu duvidava que a febre fosse continuar. Tanto que segurei a vontade e não comprei. Mas acabei me surpreendendo porque ele voltou com tudo neste ano e a boa notícia é que muitas lojas brasileiras criaram versões econômicas. Era tudo o que eu precisava para investir e garantir um para mim. Comprei o meu no site da C&A e, adivinhem só, veste SUPERBEM. Vai ser sucesso!

 

Coração

vx_5-423x520

Ele também bombou no ano passado e recebeu esse nome por causa da calcinha franzidinha, que promete o efeito de levantar o bumbum. Essa característica, aliás, faz com que eu tenha que passar longe da peça (tenho quadril grande, então não rola). Mesmo assim, preciso dizer que quase enlouqueço quando vejo as opções comercializadas por aí. São delicadas, românticas, superfemininas, enfim… Para morrermos de amor mesmo!

 

Crochê e tricô

biangel

No ano passado, o crochê invadiu a moda praia e passou a ser visto no corpo de muitas mulheres. Mas, até então, os modelos eram monocromáticos (na maioria das vezes eram brancos). Agora eles aparecem coloridos e com uma pegada étnica que tem tudo a ver com o estilo folk que bombou no último inverno. Quer deixar a peça ainda mais cool? Experimente combinar com uma saída do tipo camisão e combinar com pulseiras variadas. Ah, esse biquíni também é o ideal para aquela pool party do fim de semana.

 

Lacinho

_MG_8475

O bom e velho modelo com tirinhas laterais. É o preferido de dez entre dez brasileiras por valorizar nosso shape, mas carrega um problema cruel: como a tira é bem fininha, é normal que as gordurinhas da região fiquem marcadas. Eu me sinto desconfortável com esse detalhe (até porque meu quadril grande é cheeeio de gordurinhas), mas tem gente que não liga. Por isso, o segredo é se sentir bem, independentemente de peso. Combinado?

 

Tops diferentes

450xN538155426-18-2143 TP_z_1

Houve um tempo em que a gente queria mostrar o máximo possível de pele (alô, fio dental). De uns tempos para cá, no entanto, passamos a ficar mais contidas. Quer um exemplo? Anote aí: os tops agora estão maiores e estilosos. Vale opções mais soltinhas (como se fossem top croppeds), com alças assimétricas, recortes e por aí vai. Acho lindo e superválido para eventos noturnos. Durante o dia é bom tomar cuidado porque ninguém merece ficar com uma marca gigante de sol, não é mesmo?

Agora é só preparar o cartão e arrasar nas compras!

 

9 tendências das novelas que fizeram muito sucesso na vida real

Sabemos que o público que assiste novelas está bem menor e que o Netflix realmente mudou nossa vida, mas não podemos negar que as histórias da televisão influenciam a moda. A cada tanto, surge algum acessório usado por uma personagem que causa um boom daqueles. Quer ver um exemplo? As meias de lurex da novela Dancin’ Days, exibida lá no finalzinho dos anos 70. Você provavelmente não assistiu, mas sabe que era normal sair por aí com as tais meias – e ainda por cima combinadas com sandálias de salto.

O mais legal de tudo? Não tem como prever quando e o que vai fazer sucesso. As apostas podem dar errado e aquilo que ninguém esperava torna-se a febre da vez. Separei algumas opções para relembrarmos. Aliás, fui vítima da maioria desses modismos (acontece, né?). Vem ver:

 

O anel/pulseira da Jade – O Clone (2001)

0111

Eu me lembro perfeitamente do dia da estreia dessa novela. Tinha 13 anos e naquela época, a internet já existia, mas não era do jeito que é hoje. Portanto, era normal sentar à frente da TV. Não sei bem quando começou, mas, de repente todo mundo queria o bendito do anel/pulseira da Jade. Qualquer loja de acessórios – inclusive as joalherias ricas – investiam na peça e a galera comprava em massa. Tive milhares porque sempre fui desastrada e quebrava o negócio em dois dias. Taí o começo da sensação que a atriz causa quando lança uma tendência.

 

Os vestidos soltinhos da Vitória – Belíssima (2005)

claudia-abreu-vestido-vitoria-02

Essa novela não fez tanto sucesso quanto O Clone, mas também me deixou sentadinha no sofá por horas. Parte do meu vício era explicado com o figurino da Claudia Abreu, marcado por vestidos longos, floridos e esvoaçantes. O auê veio alguns meses depois, quando o ano já tinha virado e eu estava no meu primeiro ano da faculdade. Lembro de passar o dia do meu aniversário de 18 anos com um vestido roxinho bem no estilo dos que a atriz usava. Eram lindos de verdade!

 

O esmalte azul da Clara – Em Família (2014)

o-esmalte-azul-de-giovanna-antonelli-na-novela

Essa novela foi exibida no ano passado e foi alvo de críticas negativas (confesso: era ruim mesmo). O que nos leva a crer que o único motivo que nos deixou ligadas em alguns capítulos era o tal do esmalte azul da Clara, personagem da Giovanna Antonelli (olha ela aí de novo). Não era nem preciso assistir para comprovar o sucesso: todo mundo sabia que o azul bic era tendência nas unhas. O tubinho, da marca da própria atriz, chegou até a esgotar em algumas lojas. Precisa dizer mais? Clique aqui para relembrar o post sobre o tema.

 

A blusa ciganinha da Babalu – Quatro por Quatro (1994)

ciganinha13

Como mencionei lá em cima, era comum reunir a família ao redor da televisão há algumas décadas. Um dos principais sucessos da década de 90, Quatro por Quatro marcou a estreia da Leticia Spiller como a Babalu, que se tornou um clássico. Todas as peças usadas pela personagem faziam sucesso, mas a principal era a blusa ciganinha, que deixava os ombros de fora. Até eu, com meus míseros seis anos de idade, tinha a tal da blusa. E olha como o mundo dá voltas: o mesmo modelo é uma das principais tendências deste verão. Quanto à Letícia, o tempo fez muuuuito bem. Vocês também não acham que ela fica mais bonita a cada ano?

 

O colar e a bolsa da Carminha – Avenida Brasil (2012)

carminha-raphael-dias

Mais alguém aí morre de saudade da melhor novela dos últimos tempos? Como era bom torcer pela Carminha (a melhor personagem da Adriana Esteves) mesmo sabendo que ela era uma vilã daquelas. Meu sonho era ter todo o figurino dela para mim. Para quem não lembra, ela normalmente aparecia de camisas e calças brancas no maior estilo fino de ser. Dois clássicos desse guarda-roupa fizeram muito sucesso: a bolsa dourada metalizada da Michael Kors (lembra dela?) e o colar com a medalha de Nossa Senhora das Graças – tenho os dois até hoje!

 

As saias plissadas da Darlene – Celebridade (2003)

darlene-de-celebridade-1444075585798_300x300

Lembro de ter usado muitas sainhas plissadas – bem no estilo colegial mesmo – durante a minha adolescência, mas nunca parei para pensar na influência da Darlene, personagem da Deborah Secco que era fã da peça. Ela tinha um jeito bem menininha e combinava super. Talvez por isso que tenha feito mais sucesso com a minha faixa etária. Para terem uma ideia, comemorei minha festa de 16 anos com uma saia desse modelo – aliás, tenho outras em casa e uso bastante porque adoro peças desse tipo.

 

A correntinha de cintura da Suelen – Avenida Brasil (2012)

436102-Correntinha-na-cintura-da-Suelen-Avenida-Brasil-1

Olha o sucesso da novela aí. Amávamos as confusões entre a Nina e a Carminha, mas também gostávamos do jeito de periguete da Suelen. A Isis Valverde sempre teve um corpão, mas dava até uma invejinha com essa personagem. Tudo porque ela vivia com a barriga de fora e tinha uma correntinha em volta da cintura que caiu no gosto da maioria das pessoas (pelo menos dessa febre eu escapei, ufa!). Hoje ele saiu da condição de brega e ganhou uma versão mais ousada. Sim, amigas, estamos falando do bodychain, com correntes que dão volta no corpo todo.

 

O cinto da Helô – Salve Jorge (2013)

cinto-da-delegada-hel-novela-salve-jorge-dourado-feminino_MLB-O-3649886381_012013

Mais uma prova do poder da Giovanna Antonelli. Não gostava dessa novela, odiava a mocinha, tinha verdadeiro pavor daquela música Esse Cara Sou Eu, mas morria de amores pelo figurino da delegada Helô. Além das calças justas e das camisas com estampas animal print, o que mais me chamou a atenção era o cinto grosso dourado. Foi a sensação de nove entre dez mulheres e o mais bacana de tudo é que a peça continua em alta, sendo muito utilizada com tops croppeds. Gosto bastante!

 

O cabelo da Maria Clara – Império (2014)

andreia-horta-maria-clara

Ok, não tem nada a ver com moda, mas o corte da filha do Comendador foi um dos mais pedidos no ano passado. Arrisco dizer que você tem uma amiga que cortou o cabelo para ficar igual à Maria Clara. Estou certa? Ate dá para entender porque era um curtinho prático e superbonito. Sobrevivi a essa febre pelo simples motivo de que meu rosto não combina com cortes do tipo. Ufa!

Adidas lança coleção em parceria com a Salinas

Modelo Fogo 1127

Se tem algo em que as marcas podem apostar é em coleções feitas em parceria. A Adidas, marca esportiva top, é prova disso e já lançou uma série de peças com as estampas da Farm que fez muito sucesso por aqui. Agora, a grife se prepara para lançar uma nova fornada de modelos feitos com a Salinas, grife carioca de beachwear.

A Adidas a gente já conhece (e ama), mas não é todo mundo que conhece a Salinas. Comprei um biquíni lá um dia por acaso e, desde então, fiquei apaixonada por tudo. Sabe quando as peças esbanjam conforto e bom gosto? São dois itens essenciais para usar em praia e piscina, concordam?

Dito isso, dá para imaginar a minha loucura quando soube dessa parceria, que aterrissa nas lojas nesta quinta-feira (5). A inspiração para a coleção não poderia ser mais especial: o Rio de Janeiro, que continua lindo – alguém duvida?

adidas

Provando que dá para misturar suor e sal com muita elegância, as peças exploram o elemento fogo, com grafismos e cores quentes. Segundo os representantes das duas marcas, o objetivo é fazer com que as mulheres saiam de casa e se exercitem ao ar livre com roupas próprias para corrida, treinamento e musculação.

Se você ainda não está com vontade de comprar tudo, aqui vai um ótimo incentivo: as peças trazem tecnologias pra lá de inovadoras, como o ClimaLite – tecido leve que afasta o suor da pele – e proteção contra os raios UVA e UVB (resumindo: tudo de bom!).

São diversos modelos de tops, jaquetas, camisetas, leggings, shorts, maiôs e calçados. Difícil mesmo é escolher apenas um – ou alguns.

Fotos: Assessoria de imprensa Salinas

5 tendências do verão 2016

Estamos no final de outubro e agora é pra valer: o verão está quase chegando. A estação mais quente do ano começa oficialmente no fim de dezembro, mas as vitrines já estão bombando com as tendências que farão o maior sucesso nos próximos meses. Essa é a época ideal para pesquisar e encontrar aquilo que realmente combina com o seu estilo. Por falar nisso, a temporada é perfeita para as românticas de plantão. Pois é, as peças são delicadas e suaves e combinam super com o frescor do calor. Vamos conferir as novidades?

 

Gypsy

full-flower-crown

Nas últimas estações, vimos o Boho dominar as passarelas (e o seu closet). Neste inverno, o estilo continuou em alta, mas dividiu as atenções com o Folk. A junção desses dois elementos culminou no Gypsy, tendência absoluta deste verão. O nome é uma referência ao lifestyle dos ciganos e das peças-ícones desse grupo. Entenda como: blusas com os ombros a mostra, colares com argolas e penduricalhos, saias longas estampadas, lenços com amarrações na cabeça e make bronze. O mais bacana? Dá para fazer adaptações em qualquer situação, inclusive no trabalho (oba!).

 

Floral

d7ff9493ca273adc2638edbd9a26d702

Entra ano, sai ano e o floral continua como tendência absoluta do verão. Não é para menos, afinal, as flores combinam super com o calor. O legal é aqui vale usar a estampa em qualquer peça, desde vestidos até blusinhas. Para entrar no clima romântico desta edição, a dica é escolher opções mais discretas e suaves. Ou seja, nada muito colorido e em excesso. Quer arrasar ainda mais? Combine a estampa floral com as cores desta temporada, como amarelo e rosa.

 

Vestidos com recortes

2012-06-27_11-47-04

Também não são nenhuma novidade, eu sei, mas agora a gente vai cansar de vê-los por aí. Além dos modelos cut out – aqueles com aberturas nas laterais –, existem opções com top cropped (que passam a sensação de estar usando duas peças), outros com decotes nas costas e por aí vai. Eles também estão mais justos, então um conselho precioso é escolher um look que te deixe confortável.

 

Tons pastel

a-docura-das-candy-colors-10

Outro dia comentei sobre o rosa quartzo (também chamado de rose quartz), escolhida como a cor de 2016. O tom bem clarinho de rosa reascendeu uma tendência que já tinha causado burburinho antes: candy color. Sim, amigas, as tonalidades pastel voltaram com tudo. Sou suspeita porque sempre gostei dessas cores, mas adorei que agora ficou mais versátil: dá para misturar dois ou mais padrões ou montar um look monocromático e brincar com o contraste de uma mesma cor. Resumindo: uma calça azul-marinho, por exemplo, fica ótima com uma blusa azul-bebê. Super aprovo, gente!

 

Total jeans

blog-da-kju

Se você é frequentadora assídua de shoppings e lojas de departamento, já deve ter percebido que o jeans está presente em quase todas as peças do vestuário feminino. Antes visto como algo inconcebível no mundo da moda, sair por aí com tops e saias jeans é cool e a cara deste verão. Para ficar ainda mais legal, combine padronagens diferentes de jeans (uma peça mais clarinha combinada com outra mais escura fica show). Para quem não quer ousar tanto, a dica é arrematar os vestidinhos jeans – já vi tantos modelos lindos que a vontade é de comprar todos!

 

Para não se arrepender depois, pesquise bastante, tente não agir por impulso (ok, eu sei que é difícil) e pensar no que você já tem em casa antes de fazer estragos com o cartão. De qualquer forma, o verão está mais democrático do que nunca e cheio de opções para todos os gostos. Aproveite! 🙂

Fotos: Glam Radar, Garotas Estúpidas, Tia Alese Wong, Caveira Vaidosa e Blog da KJU

Lethicia Bronstein para Riachuelo

img_9577-108

Sou superfã da estilista Lethicia Bronstein. Desde que eu comecei a ver algumas famosas usando vestidos assinados por ela, bateu aquela pontinha de desejo de ter uma peça dela também. Talvez essa minha admiração venha porque ela usa e abusa de rendas (amo), curte muito vestidos (amo) e adora um decotão nas costas (amo também). Tudo bem ladylike, sabe? Dá para imaginar, então, a minha reação quando soube que a estilista faria uma coleção em parceria com a Riachuelo. Soube há vários meses – praticamente há um ano – e parecia que o mês de outubro nunca chegaria… Até que, enfim, as peças apareceram nas lojas selecionadas na última sexta-feira (23).

Vi várias entrevistas da Lethicia e ela comentou que o grande objetivo desta parceria era realizar o sonho de várias mulheres de terem peças assinadas por ela. Então, a coleção trouxe uma releitura de modelos que fizeram muito sucesso, como o vestido floral usado pela atriz Marina Ruy Barbosa, que agora virou blusinhas e vestidos estampados. Aliás, as grandes marcas da estilista que eu falei lá em cima estão em praticamente todas as peças: renda, decote nas costas, transparência e uma infinidade de vestidos.

Outro destaque da série é a estampa de oncinha, que domina boa parte das peças e despertou o desejo de nove entre dez mulheres (tanto que um dos vestidos esgotou rapidinho), e o bom e velho P&B. O azul-royal também está presente, assim como o nude e o fúcsia. Tudo isso é explorado em camisas, calças, saias, blusinhas e jaquetas.

Lethicia

 

Como deu para perceber, tem muuuita coisa linda. Além dessas peças aqui em cima, tem alguns modelos de jeans com calça e bermuda e camisetas básicas com desenhos assinados pela estilista com tamanhos que servem até crianças. Juro, a vontade é de levar tudo!

Fui ontem mesmo ao shopping para garantir minha peça, mas não encontrei quase nada do meu tamanho e precisei ir até outro shopping para comprar o modelo que eu queria (Fiquei COMPLETAMENTE apaixonada pelo vestido de ombro ciganinho, o oitavo da foto acima). A parte ruim é que eu achei que os vestidos são bem justinhos – o que, por outro lado, foi bom para mim, já que só achei uma peça com um número maior do que eu visto.

Na última quinta (22), a estilista fez um desfile na SPFW com as peças da coleção

Na última quinta (22), a estilista fez um desfile na SPFW com as peças da coleção

Outro ponto negativo é que as peças são caras, MUITO caras. Para terem ideia, a média dos vestidos é de R$ 350. Sei que é muito dinheiro e que estamos em crise, mas vale a pena se levarmos em conta o status da estilista. Não sei vocês, mas eu praticamente teria que nascer de novo para comprar um vestido original dela. Fiquei feliz em ter minha versão genérica rs…

Então, se você ficou com vontade de ter alguma peça da coleção, é bom correr porque a tendência é que tudo acabe bem rapidinho. Parabéns para a Lethicia e para a Riachuelo, que merecem esse sucesso!