Posts em destaque

Top 5 – Filmes para ver no Dia da Mentira

Não sei vocês, mas eu acordo no dia 1 de abril desconfiando até da minha própria sombra. É que essa é a data em que a gente comemora o Dia da Mentira e faz parte da brincadeira inventar alguma mentirinha. Eu acho essa história toda muita de mau gosto, mas talvez porque eu já tenha caído em muitas mentiras ao longo da vida.

Fui pesquisar e descobri que a origem da data tem a ver com o calendário gregoriano (aquele que a gente usa até hoje). Quando foi adotado, ficou estabelecido que o ano começaria no dia 1 de janeiro. O problema é que, até então, o ano novo era comemorado no dia 25 de março e só terminava no dia 1 de abril. Muitas pessoas odiaram essa mudança e continuaram fazendo festa entre março e abril e viraram motivo de chacota. Com isso, o término do ano novo antigo ficou conhecido como o Dia da Mentira.

Fato é que a mentira, infelizmente, está tão presente na nossa vida que já virou tema de muitos filmes. Dá só uma olhada:

 

O Mentiroso

o-mentiroso_mural2

No quesito cinema, minha infância foi marcada pelos filmes de comédia estrelados pelo Jim Carrey. Neste aqui, ele é um advogado mentiroso pai de um menino bem fofinho. Tudo vai bem até que o filho pede, de presente de aniversário, para que o pai não minta por 24 horas. De alguma forma, o pedido é atendido e ele só consegue fazer comentários sinceros sobre qualquer assunto. Parece bom? Não quando ele tem que ir ao tribunal defender uma cliente  acusada de adultério. Lembro de ter gostado quando era criança, mas está na hora de rever.

 

Como Perder um Homem em 10 dias 

tumblr_m5tz0ujY211rnqn8lo1_1280

Fui tão viciada neste filme na minha adolescência, gente! Pode até ser uma comédia romântica com direito a todos os clichês possíveis, mas tem uma história bem divertida. Isso porque fala sobre uma jornalista que está fazendo uma matéria sobre como perder um homem em dez dias e promete infernizar a vida de um cara que conhece em um bar, sem saber que ele apostou com o chefe que seria capaz de fazer com que uma mulher se apaixonasse por ele em dez dias. Ou seja, um está usando o outro. O resultado? Tem que assistir para ver. Vale a pena!

 

Pinóquio 

PINÓQUIO-SBT

Com seu nariz que cresce a cada mentira contada, Pinóquio virou um símbolo de pessoas mentirosos e um clássico das animações da Disney. Segundo (sim, gente, segundo) filme criado pelos estúdios da companhia, no ano de 1940, conta a história de um boneco de madeira que ganha vida e que se sonha em se tornar um menino de verdade, mas que ignora os conselhos de seus amigos e se mete nas maiores confusões. Para que seu maior sonho vire realidade, ele precisará mostrar que é leal e verdadeiro. Mais um que a gente pode ver sem cansar!

 

O Show de Truman  

original-7476-1438603532-9

Mais um filme do Jim Carrey, mas este aqui é um dos filmes mais legais que eu já vi na vida (arrisco até a dizer que está na lista dos meus favoritos). Muito antes da estreia do Big Brother Brasil, a trama gira em torno de Truman Burbank, um vendedor de seguros que vive tranquilamente com sua esposa e é muito querido por todos. Aos poucos, a gente descobre que a sua vida é transmitida em rede nacional, em um dos reality shows de maior sucesso. É criativo, original e prende que é uma beleza. Podem acreditar: já vi milhões de vezes e não consigo enjoar!

 

Prenda-me Se For Capaz 

b190a80de7a9b2c248f997f7cbcd505c

Outro filme maravilhoso! Leonardo DiCaprio, nosso eterno Jack, ainda era um jovem rapaz quando estrelou este filme, baseado em uma história real, que fala justamente sobre um homem que, ainda bem novo, conseguiu se tornar o ladão mais bem-sucedido dos Estados Unidos. Com sua habilidade para dar golpes, ele trabalha como médico, piloto e advogado, sempre na base da mentira. Só que, enquanto se preocupa em se dar bem, ele também precisa escapar de um agente do FBI que está na sua cola. Delicinha para assistir com toda a família!

 

Gostaram das opções?

 

Um beijo e até o próximo post!

Top 5 – Filmes para ver na Páscoa

Oba, a Páscoa chegou! A época mais doce do ano é o período perfeito para comer chocolate (saiba mais sobre os benefícios do doce nesse post) e reunir a família. Como muitos sabem, o feriado tem origem católica e tem a ver com a ressurreição de Cristo. Mas, e quanto aos ovos e o famoso coelhinho?

O que se sabe é que essas duas figuras estão relacionadas com um costume bem antigo – desde a era medieval – de presentear as pessoas com ovos pintados para celebrar a chegada da primavera (vale lembrar que a Páscoa acontece durante a estação no hemisfério norte). Mas, até então, esses ovos eram feitos de ouro. Foi só com a descoberta do continente americano e, consequente do cacau, que o chocolate entrou em cena.

Quanto aos coelhos, eles foram escolhidos por serem símbolo da reprodução e um dos significados da Páscoa é justamente celebrar a vida. Por falar em celebração, que tal aproveitar o feriadinho, juntar a família e assistir a um filme que fale sobre esta ocasião? Aqui estão algumas opções:

 

A Origem dos Guardiões

3ahljlwdd7ey87ohzbwjd5k7e

Vi este filme pela primeira vez por insistência da minha irmã e acabei tão encantada que passei a recomendar para todo mundo. Ideal para assistir ao lado de crianças, ele conta a história de figuras como o Papai Noel e o Bicho Papão de um jeito leve e divertido. Entre os personagens, está o coelhinho da Páscoa, só que aqui ele é o Coelhão, grande, mas muito carinhoso. Em uma das cenas, ele mostra como é feita a produção dos ovos. É tudo tão colorido e fofinho que a gente tem vontade de entrar naquele mundo!

 

A Fantástica Fábrica de Chocolate

download

Quem nunca sonhou em entrar na famosa fábrica deste filme que se tornou clássico? Na história, cinco crianças encontram tíquetes dourados e fazem uma visita ao estabelecimento de Willy Wonka e seus ajudantes Oompa Loompas. Cada criança tem um defeito, mas somente uma delas vai conseguir sai da fábrica ao lado de seu criador. Eu sou louca pela versão original, de 1971, mas também dá para ver o remake de 2005, que conta com o Johnny Depp.

 

O Código da Vinci

4c63e04e0545b822e5b542e22e0ff3db

Como falei lá em cima, a Páscoa é um feriado religioso, portanto, não dá para fugir do tema. Para mim, o mais interessante deles é este aqui, inspirado no livro homônimo do escritor Dan Brown que virou febre no mundo inteiro. A trama gira em torno de um professor que parte em uma missão pela França para descobrir respostas para alguns enigmas. Em determinado momento, a história passa a questionar alguns pontos do catolicismo – e isso rendeu uma polêmica que segue firme e forte até hoje. Gosto bem mais do livro, mas dá para assistir o filme e se distrair um pouco.

 

Chocolate

filmes-297-fotos-chocolat_19

Perfeito para as chocólatras de plantão que ficam com água na boca só de ver o doce, este filme conta a história de uma mãe solteira, que se muda com a filha para uma cidade pequena da França e lá abre uma loja de chocolates. Ela também se envolve com um cigano bonitão vivido por Johnny Depp, o que também é um ótimo motivo para apertar o play. O problema é a população conservadora, que não gosta de nenhum desses fatos e pega no pé da moça. Quer um conselho de amiga? Assiste com a panela de brigadeiro por perto porque dá MUITA vontade de se enfiar o pé na jaca com estilo.

 

Uma Cilada Para Roger Rabbit

3e97e20698d229f10b5c8aeed32517e4

Finalmente chegamos à cota Disney dos Top 5 aqui do blog com um clássico dos anos 80 e que já fez muito sucesso na Sessão da Tarde (quem lembra?). Um dos pioneiros a misturar desenhos animados e atores reais, fala sobre o coelho Roger Rabbit, estrela de filmes, que contrata o detetive Eddie Valiant para investigar sua mulher, Jessica Rabbit, pois está desconfiado de que ela está tendo um caso. O problema é que o cara com que ela estaria saindo morre e o ele se torna o principal suspeito. Tem todo aquele clima de suspense policial, mas com ar da Disney de antigamente. Vale ver com os filhos ou rever com a as amigas e se divertir!

 

Seja qual for a escolha, aproveite para descansar bastante e aproveitar o feriado. Feliz Páscoa!

 

Um beijo e até o próximo post!

Top 5: Filmes para comemorar o Dia da Mulher

Houve um tempo em que nós, mulheres, não tínhamos a importância que merecíamos. Aos poucos, conquistamos espaço e demos passos de destaque, mas ainda falta muito para chegarmos na mesma igualdade que os homens. Prova disso é que no dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica em Nova York fizeram uma greve e pediram melhores condições de trabalhos, mas foram reprimidas com violência.

Para homenagear essas e muitas outras guerreiras, ficou estipulado que a data serviria de comemoração para o Dia da Mulher. Ok, a gente sabe que nós devemos ser valorizadas todos os dias, mas eu adoro ganhar mimos neste dia (até mesmo um bombom já me alegra). Que tal chamar as amigas e assistir a alguma dessas mocinhas aqui, que deram o que falar no cinema?

 

Merida (Valente)

images

Não está entre os meus filmes favoritos da Disney, mas o que dizer dessa princesa que quebrou todos os paradigmas dos contos de fada quando se recusou a casar? É que ela morre de preguiça da etiqueta da realeza e prefere cavalgar e praticar tiro ao alvo. Para fugir do casamento, ela se envolve em um feitiço poderoso em que sua própria mãe sofre as consequências (e aqui a Disney prova que o amor também está presente na família). Sem falar nesse cabelo lindo ruivo cheio de cachos. Sucesso, né?

 

Furiosa (Mad Max: Estrada da Fúria)

download

Lá vem polêmica: assisti a este filme recentemente e não achei tudo isso. Muita gente disseque é o melhor longa dos últimos tempos, mas eu vi como um bom filme de ação e ponto. Se tem algo de bom nessa história é a Furiosa, que resolve liderar a rebelião e fugir levando mulheres prisioneiras para longe do poder dos homens. Acabou geral com aquela crença de que mulher não tem força, pois esta aqui tem de sobra. Só mesmo a Charlize Theron para conseguir a proeza de estar MARAVILHOSA mesmo sem braço, cabelo raspado e cara suja.

 

Maggie (Menina de Ouro)

download (1)

E o que dizer de esportes que a gente olha como modalidades “de menino”, como o boxe? O treinador Frankie também fez cara feia quando Maggie apareceu e pediu que ele lhe ajudasse, mas aos poucos percebeu que ela tinha talento para a coisa. Só que a história toma um rumo tão triste que é bom preparar o lencinho (vi no cinema e, quando acabou, foi um silêncio generalizado). Apesar das lágrimas, o papel rendeu à Hillary Swank o Oscar merecidíssimo de melhor atriz.

 

A Noiva (Kill Bill)

download (2)

O que você faria se sofresse uma tentativa de assassinato no dia do seu casamento por seus colegas de trabalho? É justamente isso que acontece com a noiva, apelido pela qual esta perigosa assassina ficou conhecida. Depois de passar quatro anos em coma, ela decide se vingar de todos que impediram sua felicidade. A história é divida em dois filmes (eu gosto mais do segundo) e é incrível como a gente torce por ela.

 

Juno (Juno)

images (1)

Temos aqui uma representante das grávidas adolescentes. Cheia de personalidade, Juno engravida de um colega da escola logo na primeira vez e se apavora com a ideia. Depois de desistir do aborto, ela encontra um casal que está louco para ter um filho. Superfofinho, o filme fala das dificuldades da gravidez na adolescência, a importância da família, o primeiro amor e, claro, a maternidade. Sabe aqueles que a gente pode ver várias vezes? Então!

 

Gostaram das opções? Agora é só apertar o play e não se esquecer da pipoca. Feliz Dia da Mulher!

Um beijo e até o próximo post!

Os looks do Oscar 2016

Fanáticas por cinema e moda sempre cancelam qualquer compromisso em noite de Oscar. A última edição, realizada ontem (28), teve um gostinho especial, já que ficamos acordadas até tarde para ver o Leonardo diCaprio (nosso eterno Jack) ganhar sua primeira e sofrida estatueta. Além desse momento que entrou para a história da premiação, achei que foi melhor do que a do ano passado – que foi bem sem gracinha – mas ainda assim é tão cansativa. A gente acorda morrendo no dia seguinte, não é mesmo? Então fica de novo o apelo: façam em um sábado, por favor!!!

Sobre o tapete vermelho, achei que as famosas estavam bem vestidas, mas nada de muito diferente. Escutei hoje que os vestidos estão mais simples porque elas têm medo de ousar e virar meme na internet. Será? De qualquer forma, teve muito tecido metalizado, tons neutros, algumas derrapadas e decotes beeeeem profundos. Em relação ao make, continua a máxima da boca nude. Vamos ver quem passou por lá?

 

Jennifer Lawrence (Dior)

JeLaw

Não adianta: tenho birra da JLaw e nunca vou engolir aquele Oscar injusto que ela ganhou. Mas achei que ela passou apagadinha por esta edição. Ela não subiu ao palco nem para anunciar uma categoria e também não caiu. O vestido até é bonito, mas acho que ela já vestiu looks melhores. Gostei mesmo do cabelo, ela ficou ótima com esse comprimento chapado.

 

Kate Winslet (Ralph Lauren)

Kate

Um dos momentos mais fofos do red carpet foi quando Leozin chegou e tirou altas fotos do lado da Kate. Estou para ver amizade mais linda e sincera do que a desses dois. E mesmo sabendo que eles são brothers, torço por um amor nível Titanic. Acontece que ela deixou o bom gosto da Rose de lado e apareceu com um look meio duvidoso. Não curto tecido metalizado, apesar de estar em alta, e o modelo engordou nossa amiga. Fora o cabelo. Certeza que ela pagou milhões, mas ficou com ar de quem fez um miracurl e saiu correndo. Podia prender ou fazer algo mais elaborado.

 

Lady Gaga (Brandon Maxwell)

Lady

Não estou acostumada a ver a Gaga em looks normais, gente! Sempre sinto falta de um toque de ousadia ou de um pedacinho de carne, sabem? Mas ela vem fazendo bonito desde que decidiu se comportar como menina-moça. Branco é tendência e este modelo ainda tem o diferencial de ser uma calça glamorosa. Gostei do cabelo de diva, mas o melhor mesmo foi a apresentação MARA que ela fez de uma música que fala sobre abuso sexual. Ela é a injustiçada da vez, já que perdeu para uma canção sonolenta do Sam Smith (tenho bode desse menino).

 

Emily Blunt (Prada)

Emily

Acho a Emily tão linda! Mas, sei lá, faltou alguma coisa nesse look. Não que seja feio, mas parece simples para uma premiação tão importante como o Oscar. O problema, para mim, são esses detalhes prateados que deixaram o visual meio infantil. Ficaria ótimo se fosse só com o tecido do fundo, que é em rosa quartzo, cor do ano. Também não curti muito o cabelo, ela poderia jogar tudo para trás, assim valorizaria o vestido como um todo.

 

Reese Whiterspoon (Oscar de la Renta)

Reese

Na realidade, o vestido da Reese era bem roxo, tipo berinjela mesmo. E aí você pode pensar: “ah, mas roxo é superbonito e combina com todo mundo”. Sim, a cor é bonita. O problema é a parte de cima, que é cheia de babados e estruturas, ficou até difícil de entender. Fora isso, não aguento mais ver a moça de tomara que caia e cabelo lambidão. Está parecendo Jennifer Lopez e seus vestidos cheios de recortes que já cansaram. O maior defeito foi o blush exagerado. Ela subiu no palco e mais parecia a palhacinha feliz.

 

Kerry Wahsington

Kerry

Nossa amiguinha aqui é maravilhosa de linda, mas vive dando escorregadas fatais no quesito bom gosto. Acho que a zoação foi tanta que ela resolveu se empenhar um pouco mais. O resultado? Um vestido bonito na medida certa, com uma fenda generosa e detalhes nos lugares corretos, que valorizaram o shape. Outro ponto positivo foi o penteado, que deixou todas as atenções para o modelo escolhido. Amei, Kerry! Continua assim que vai ser sucesso!

 

Rachel McAdams (August Geller Atelier)

Rachel

Regininha George veio bonita, né? Teve gente que não curtiu, mas achei que o verde escolhido deu uma valorizada nos olhos dela. O problema é esse tecido, que a galera insiste em usar, mas é cruel porque amassa com uma facilidade que até impressiona. Mas eu gostei bastante da fenda (tá poderosa, mas na medida certa) e da parte de cima, que é total anos 90, a década da vez. Também curti o cabelão jogado para trás com efeito molhado. E a linda ainda voltou feliz para casa porque seu filme, Spotlight, ganhou na categoria máxima.

 

Cate Blanchett (Armani)

Cate

Brinco que a Cate, linda e diva aos quase 50, pode se enrolar em um pano que vai continuar chique. E olha como esse vestido prova essa minha teoria: qualquer pessoa seria eternamente zoada se saísse com essas florzinhas que parecem obras de trabalho escolar com papel crepom. Mas ela se saiu bem, segurou e brilhou. Fora esse detalhe horrendo, achei a cor MARAVILHOSA (a mais bonita da noite) e o modelo mais lindo ainda, com decotão e estruturado na cintura. Cate, amiga, rola umas aulinhas de consultoria para as pobres mortais aqui?

 

Julianne Moore (Chanel)

Julianne

Sou fã da Juju e quero envelhecer lindamente como ela, mas esse vestido não caiu bem. Curto super a parte de cima, mas ele desce tão reto que ela ficou sem cintura, além de parecer mais larga. Também acho que um coque bem diva combinaria mais do que o cabelo todo solto. Mas é a Juju e ela pode errar que a gente fecha os olhos e finge que não viu.

 

Margot Robbie (Tom Ford)

Margot

Pergunta que vale um milhão de reais em barras de ouro: por que as famosas insistem em ir de dourado em uma premiação cujo símbolo é uma estatueta feita de ouro? É pedir para ser  zoada e alvo de diversos memes. Margot é uma linda, está super em alta e não precisa de muito para acertar, mas aí me aparece vestida de Oscar e bagunça tudo. Fora o cabelo solto, que também deve ter custado milhões, mas está mais parecido com a gente quando tem preguiça de arrumar. Assim não dá para te defender, amiga!

 

Jennifer Garner (Atelier Versace)

Jgar

Estou completamente apaixonada por esse vestido, gente! Sério, é maravilhoso! Preto é sempre uma cor que esbanja elegância, mas ele ainda tem o detalhe do decote, em um ombro só, e brilho apenas em pontos estratégicos. Fora a barra assimétrica, que fechou o look com chave de ouro. Ficara over em muita gente, mas nela ficou lindo. Além do coque e do carão, com olhos bem marcados. Aposto que o ex Bem Affleck ficou babando porque eu estou assim até agora. Jen, você quase, mas quase mesmo, foi a minha vencedora da noite. Fica para a próxima!

 

Rooney Mara (Givenchy)

Rooney

Essa é doida: chega com um lençol amarrado e acha que está bonita. A piração é tanta que eu achei que ela estava normal nesse look. Se eu gosto? Não. Mas vejam bem, se a gente fechasse esse recorte na barriga e subisse para o decote, ficaria até bonito. O problema foi o penteado, com vários coquinhos enfileirados. Mas, enfim, é apenas a Rooney sendo Rooney.

 

Brie Larson (Gucci)

Brie

Tem gente que não nasceu com bom gosto mesmo. Essa moça errou feio no Globo de Ouro e no SAG e eu estava morrendo de medo do que ela usaria no Oscar. Foi a melhor das três produções, não nego, mas que opção mais sem graça para subir ao palco e receber o prêmio de melhor atriz, né? Tem coisa demais aí: cinto cheio de pedrarias, babados exagerados na parte de baixo e penteado princesa com direito a fivelinha. Tudo bem que agora o cachê dela subiu horrores e sobrará uma graninha para trocar de stylist. Nos vemos no ano que vem, Brie!

 

Naomi Watts (Armani Privé)

Naomi

Naomi é linda, magérrima e sempre acerta. Ok, esse modelo é polêmico, por causa das cores e dos metálicos, mas achei que deu uma quebrada na monotonia que a gente vê nesses eventos. Parece um peixe beta? Parece. Tá meio Ariel? Total. Mas também tá chique e poderosa. Eu teria tirado esse colar e prendido mais o cabelo, mas enfim, gente bonita é outra coisa.

 

Saoirse Ronan (Calvin Klein)

Saoirse

Aí um exemplo de new face que tem bom gosto! Saoirse tem nome complicado, mas veio muito bem vestida em todas as premiações desta temporada. Curti muito o verde escolhido, deu um tchan nos olhos, que também ficaram valorizados por conta da maquiagem muito bem feita. Como falei antes, não gosto de tecido metalizado, mas tá simples e bonito. Sem falar na parte de trás, beeeem aberta nas costas. Ela é fofinha, né? Gostei dessa menina e torço para vê-la em outros filmes de agora em diante.

 

Olivia Wilde (Valentino)

Olivia

Oli, querida, não é porque você é uma das mulheres mais lindas do mundo que pode sair por aí com decotes estanhos. Mais do que estranho, esse decote ficou vulgar. E olha como um detalhe pode estragar tudo: a saia plissada ficou linda e o cabelo trançado também. Mas não deu, amiga. Tenta de novo com algo mais comportado e sem a gargantilha, tá?

 

Sofia Vergara (Marchesa)

Sofia

Mais do mesmo. Sempre. Sofi, a gente já entendeu que você é bonitona, que tem um corpaço, que tá muito bem casada, mas muda isso aí. Não aguento mais te ver em vestidos justérrimos com decotes tomara que caia em formato coração para valorizar a comissão de frente. A cor tá bonita e o cabelo também, mas já deu. Fim.

 

Alicia Vikander (Louis Vuitton)

Alicia

Outra que tá na crista da onda, mas que se veste maaaaal. Ela tem um rosto de bonequinha e poderia ficar linda. Mas aí faz o quê? Resolve ser a Bela e me aparece com um vestido amarelo com um detalhes estranhíssimos e – o pior de tudo – uma barra assimétrica balonê, que ninguém usa mais tamanha a feiura. Alicinha é magrinha, então ficou reta com o decote escolhido. Mas aí vem o penteado para ferrar de vez: um meio cocoruto, sim, aquele mesmo que a gente faz quando o cabelo está sujo. Ela pode ter vencido como atriz coadjuvante, mas por aqui ficou bem perto de aparecer como a pior da noite. Uma pena!

 

A pior da noite: Heidi Klum (Versace)

Heidi

Estava tão feliz que a Heidi parecia ter melhorado e aí ela me aparece com esse look que mais parece cortina de quarto de bebê. Por que se olhar no espelho desse jeito e achar que está bom, gente? Não basta esse excesso de pano, ainda temos maxiflores e manga bufante com punho marcado. Sério, estou pensando em largar tudo e me empenhar na missão de achar um stylist para a moça. Ela é linda demais para passar tanta vergonha!

 

A melhor da noite: Charlize Theron (Dior)

Charlize

Você pode achar que o decote está exagerado ou que esse colar – que custa a fortuna aproximada de 4 milhões de DÓLARES – não combinou com o vestido, mas, sério, que mulher maravilhosa! Era só ela aparecer para eu me sentir humilhada com tanta beleza em uma única pessoa. Normalmente, recrimino na hora quem vai de vermelho, mas como não invejar esse corpo, esse rosto e esse cabelo? Sobre o look, achei o decote ousado, mas acho que ornou superbem com a produção. Diva total!

 

E vocês, quais looks gostaram?

Um beijo e até o próximo post!

Fotos: E! Online

Minhas apostas para o Oscar 2016

Sou apaixonada por Oscar desde que me entendo por gente. A piração é tanta que eu sempre tento ver o máximo possível de filmes antes da premiação e ainda entro em verdadeiros debates com qualquer pessoa que seja (coisas de geminianos) para tentar provar que tenho razão ao torcer por um determinado candidato.

Neste ano, estou fraquinha. Acontece que a maioria dos filmes que estão concorrendo ao prêmio máximo do cinema – que acontece neste domingo (28) – estreou praticamente junto em meio a feriado, Carnaval e fins de semana em que eu já tinha o que fazer. Não sobrou muito tempo, mas é claro que eu já tenho a minha lista de apostas para os vencedores. Vamos conferir?

 

Melhor filme

Mad Max – Estrada da Fúria

O Regresso

O Quarto de Jack

Spotlight – Segredos Revelados

A Grande Aposta

Ponte dos Espiões

Brooklyn

Perdido em Marte

Spotlight

Estou tão ruim neste ano que, dos oito indicados, só assisti três. Mas, entre eles, está O Regresso, que, até agora, foi o melhor filme que eu vi em 2016. A história te prende, a fotografia é maravilhosa e a atuação do Leonardo DiCaprio, então, nem se fala. Aí você pergunta: “por que raios você está apostando em outro filme?”. Porque O Regresso é do mesmo diretor de Birdman e a Academia é cheia de frescura e dificilmente premia o mesmo diretor dois anos seguidos. Quem viu Spotlight diz que é muito legal e o filme ainda vem cheio de banca porque o elenco ganhou o prêmio máximo do SAG, do Sindicato de Atores. Acho que vai dar ele, mas eu daria para O Regresso.

 

Melhor ator

Bryan Cranston – Trumbo (saudade do Mr. White)

Leonardo DiCaprio – O Regresso

Michael Fassbender – Steve Jobs

Eddie Redmayne – A Garota Dinamarquesa

Matt Damon – Perdido em Marte

Leo

A briga está boa, mas chegou a vez do Leo, gente! A gente sofre com ele cada vez que perde um Oscar e olha que o nosso eterno Jack só tem filme bom no histórico. Depois de ganhar o Globo de Ouro e o SAG, ele chega como favorito e merece demais. Tem gente dizendo que este Oscar vai ser para vingar sua atuação em O Lobo de Wall Street, mas eu gostei mais dele em O Regresso. Pensem que o cara passa mais da metade do filme sem falar e te entrega tudo que sente apenas pelo olhar. É só pra quem pode! Está na torcida pelo Eddie Redmayne? Gosto demais dele, mas é difícil a Academia premiar um ator por dois anos seguidos.

 

Melhor atriz

Cate Blanchett – Carol

Brie Larson – O Quarto de Jack

Saoirse Ronan – Brooklyn

Charlotte Rampling – 45 Anos

Jennifer Lawrence – Joy: O Nome do Sucesso

brie

Não assisti a nenhum dos filmes estrelados pelas atrizes (estou dizendo que a coisa está feia), mas a minha escolha vai porque a Brie ganhou o Globo de Ouro e o SAG. Dizem também que o filme é maravilhoso e, sinceramente, dá vontade de ver só pela sinopse. Arrisco dizer que a Cate Blanchett divona e a Jennifer Lawrence podem surpreender, mas acho difícil.

 

Melhor ator coadjuvante

Christian Bale – A Grande Aposta

Tom Hardy – O Regresso

Mark Ruffalo – Spotlight – Segredos Revelados

Mark Rylance – Ponte dos Espiões

Sylvester Stallone – Creed – Nascido para Lutar

creed

Essa, para mim, é a categoria mais disputada deste ano. Christian Bale é muito bom (ainda que eu tenha achado o papel dele ok em A Grande Aposta) e o Tom Hardy está irreconhecível e não lembra nem de longe o que fez em Mad Max. Escolhi o Stallone porque ele ganhou o Globo de Ouro e porque dizem que ele está ótimo. Mas acho que o Mark Ruffalo tem chances. Vamos aguardar…

 

Melhor atriz coadjuvante

Jennifer Jason Leigh – Os Oito Odiados

Rooney Mara – Carol

Rachel McAdams – Spotlight – Segredos Revelados

Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa

Kate Winslet – Steve Jobs

da

Outra briga da boa! De todas, a única que vi em cena foi a Jennifer e ela está muito bem. Mas acho mesmo que a disputa vai ficar entre a Kate Winslet (vencedora do Globo de Ouro) e a Alicia Vikander (ganhadora do SAG). Voto na Alicia porque ela é a nova sensação de Hollywood. A academia sempre gosta de um rosto novo estrangeiro. Mas acharia lindo se a Kate ganhasse e tirasse altas fotos do lado do DiCaprio. Sabem como é, amamos os dois desde Titanic!

 

Melhor diretor

Alejandro G. Iñarritu – O Regresso

Tom McCarthy – Spotlight – Segredos Revelados

Adam McKay – A Grande Aposta

George Miller – Mad Max: Estrada da Fúria

Lenny Abrahamson – O Quarto de Jack

mad

Acho que quem deveria ganhar é o Iñarritu, mas não me lembro de um diretor que ganhou duas vezes seguidas (alguém sabe se isso já aconteceu?). Pode ser que o Tom McCarthy vença, mas acredito no George Miller porque Mad Max está concorrendo em dez categorias e foi uma das grandes surpresas deste ano. Cheio de polêmicas – eu, por exemplo, não achei o filme tudo isso que falam –, Mad Max deveria ganhar em alguma das categorias principais e aqui está a saída perfeita. E vamos combinar: o filme não tem uma história muito relevante, mas é bem feito. Muito disso em função da direção.

 

Vale lembrar que a premiação acontece neste domingo (28) e o red carpet começa a ser transmitido a partir das 20:30.

 

E vocês, em quem apostam?

Um beijo e até o próximo post!