Posts em destaque

Franjas: como usar

Elas já foram sinônimo de corte de crianças, mas, de alguns anos para cá, brilham como um detalhe que faz toda a diferença no visual. Sim, estamos falando das franjas. Se antes elas apareciam apenas com a base reta, anote aí: hoje é possível usar de lado, assimétrica, desfiadas, curtas, longas… Ou seja, tem opções para todos os gostos! Com tantos estilos, é comum ficar na dúvida na hora de escolher. Mas, além de combinar com o seu estilo, é importante que o modelo valorize o seu rosto. Ficou confusa? Calma que eu te explico melhor:

Rosto redondo

Sem título

Inspire-se nas famosas acima e use a franja lateral. Mulheres mais delicadas podem usar a base reta, enquanto as mais ousadas preferem desfiar as pontas. Seja qual for a escolha, o objetivo deve ser alongar a face, combinado? Por isso, evite aquele franjão reto na altura das sobrancelhas, pois deixa o rosto mais pesado.

Rosto quadrado

Sem título

Franja longa sempre, ok? Tome cuidado com o volume, pois os excessos podem deixar a aparência marcada. Sendo assim, passe longe das opções curtinhas – aquelas que ficam no meio da testa. Aqui, a proposta é levar charme e leveza. Boa notícia: esse tipo de corte combina com todos os tipos de cabelo! Então, é só se jogar!

Rosto triangular

Sem título

A franja reta, que cobre a testa, é a mais indicada. Mas dá para fazer algumas alterações e desfiar as pontas. É preciso apenas tomar cuidado para não deixar o rosto muito pesado. Por isso, prefira modelos com comprimentos mais longos que não cubram os olhos. Esse tipo fica melhor em cabelos lisos. Caso opte e tenha fios ondulados, lembre-se de que o secador será seu melhor amigo.

Rosto oval

Sem título

Se esse é o seu tipo de rosto, pode comemorar! Afinal, permite usar e abusar da franja. Ela pode ter base reta, desfiada, comprida, lateral, dividida. O segredo é conversar bem com o seu cabeleireiro para ver qual opção será mais prática e demandará menos cuidado, já que em alguns casos costuma ficar armada.

Pronta para encarar a tesoura? Então mãos à obra!

Penteados práticos para o bad hair day

Seu cabelo tem vontade própria? Você acorda e se assusta ao ver sua imagem no espelho, sem saber como sair de casa em tal estado? Fique tranquila, você não está sozinha. Todas nós temos o chamado bad hair day. Como o próprio nome diz, em inglês, são aqueles dias em que o cabelo não está nem um pouco bom. A única opção que você encontra é voltar para cama ou se enfiar no chuveiro e chegar atrasada no trabalho depois de passar pelo secador e pela chapinha? Pois saiba que você não precisa de nada disso. Basta criar um penteado especial – mas sem perder o estilo, claro. Está sem ideias?  Então dê uma olhada:

Coque

Está mais em alta do que nunca. Afinal, é versátil e combina com as diversas atividades do dia a dia (vai bem tanto no trabalho quanto no jantar com as amigas depois do expediente). Se estiver com pressa, dá para fazer uma versão mais simples, apenas torcendo os fios. Para um efeito moderninho, prenda-os bem no alto da cabeça. Outra opção prática e já conhecida de todas nós é o famoso coque rosquinha. A forma mais fácil é fazer um rabo de cavalo e enrolar as mechas ao redor do suporte, finalizando com grampos. Fica uma graça! Quem está com tempo sobrando pode fazer algo mais elaborado, como o coque com tranças nas laterais.

image1

Tranças

Não tem jeito: a embutida ou de raiz é a preferida na hora de disfarçar o bad hair day. Parece complicado, mas é só separar três mechas do alto da cabeça, começar a trançar e adicionar mais fios em cada mecha conforme for descendo. Se você já é craque neste penteado, vale partir para a trança rabo de peixe. Basta fazer um rabo de cavalo baixo em uma das laterais e esconder o elástico com uma pequena mecha. A partir daí, separe duas partes mais finas e vá trançando para frente. Não consegue fazer nenhuma das opções? Então não tenha medo e vá de trança normal.

 image (1)

Rabo de cavalo

Nossa primeira opção na hora de disfarçar a sujeira do cabelo, não é mesmo? A boa notícia é que dá para modernizá-lo. O rabo do momento tem mais volume. Por isso, aproveite que os fios já estão bagunçados e dê uma desfiada antes de prender. Criar um topetinho na parte de cima também fica ótimo. A regra é a mesma: separe umas mechas do alto da cabeça e desfie atrás, sempre em direção ao couro cabeludo. Não se esqueça do spray para finalizar, ok? Se você tem medo de ousar, invista nas versões laterais ou no rabo baixo, que são clássicos. Outra forma de repaginar o penteado é apostar no efeito molhado. Ele é mais rente e tem pouco volume. Para deixar todos os fios no lugar, tenha em mãos um gel de qualidade.

image (2)

Lenços e headbands

Não é porque o cabelo está sujo que você precisa prendê-lo. Que tal apostar nos lenços e turbantes? Os acessórios estão em alta e combinam com qualquer tipo de cabelo. A dica é usá-los no alto da cabeça e esconder o nó com os próprios fios, na parte de baixo. Outra ideia é a boa e velha tiara, que volta repaginada com o nome de headbands. Os arcos agora aparecem com aplicações de pedras, flores, spikes e brilhos. Fica delicado e, ao mesmo tempo, muito elegante.

image (3)

Gostou? Então nada de desespero da próxima vez, combinado?

 Fotos: Pinterest