Posts em destaque

Top 5 – Filmes que marcaram a minha infância

Esse tempo realmente passa rápido demais, né? Mal tive tempo pra piscar e já estamos em outubro falando sobre uma das comemorações mais gostosas do ano: o Dia das Crianças. Claro que essa data é muito mais gostosa quando você é pequena, ganha presentes e pode ser paparicada. Ou quando você é mãe e prepara um dia maravilhoso ao lado do filho, mas enfim…

Resolvi aproveitar o clima de festa para falar sobre os filmes que eu mais gostava de assistir quando era criança. Sabe o que é mais engraçado nisso tudo? A gente percebe que está velha quando comenta sobre um determinado filme com uma pessoa mais nova e ela responde “nossa, nunca vi, aliás, nem sabia que existia”. Acreditem: isso aconteceu comigo e, não, não foi nada legal!

Vamos conhecer os escolhidos da vez?

A História Sem Fim

download

O meu preferido de loooonge! É só ler ou ver algo falando sobre o filme que já me vem a música-tema na cabeça (never ending stoooory ah ah ah ah). Não me lembro muito bem quantos anos tinha quando vi pela primeira vez, mas sei que, em determinado momento, fiquei completamente viciada e obriguei todos os meus amigos e familiares a assistirem comigo. Várias vezes. E olha, sonho até hoje em dar uma volta com o Falcor, o cachorro voador.

Se você não faz ideia do que eu estou falando, aí vai um resuminho express do filme: tudo começa quando um garoto chamado Bastian entra em uma livraria e acaba achando um livro chamado (adivinhem só) A História Sem Fim. Ele acaba pegando o livro escondido e, enquanto lê, imagina-se transportado para um mundo de fantasia cheio de monstros e princesas. É o máximo, gente!

Meu Amigo Dragão

petes-dragon-pete-and-elliott-620360

Outro que eu amava. Na verdade, sempre que ia à locadora (sim, sou do tempo em que a gente alugava filmes) ficava na dúvida entre esse aqui e A História Sem Fim. É um filme bem velho da Disney, da década de 70, e um dos primeiros a misturar pessoas com desenhos animados. Passei boa parte da minha infância assistindo, mas aí cresci e ele ficou só na memória. Até que eu fui viajar para a Disney quando tinha 19 anos, comprei um CD com músicas de todos os filmes e lá estava uma do filme. Foi muita emoção porque eu nunca mais esqueci!

A história gira em torno de Pete, um órfão que foge da família adotiva e acaba indo morar em uma cidade pequena e humilde. O problema é que ele tem um amigo bem inusitado: o dragão Elliot, que é muito bonzinho, mas acaba envolvendo o menino em vários situações. Enquanto escrevia este post, descobri que O FILME GANHOU UM REMAKE NESTE ANO! Quero ver já!

Os Batutinhas

1os-batutinhas_cineaventura_divulgacao

Lembro que tinha uns 8 anos quando começou o auê por causa desse filme. Era muito nossa realidade, afinal, estávamos naquela fase em que odiávamos os meninos e eles odiavam a gente. Era tão legal que eu alugava toda hora, assistia com as amigas que dormiam em casa e não perdia quando passava na Sessão da Tarde (até quando eu já era adolescente).

Bem voltado para o público infantil, o filme conta a história de um grupo de amigos que funda um grupo de meninos que odeiam mulheres. Tudo vai muito bem até que um dos líderes se apaixona por uma menina, deixando o melhor amigo cheio de ciúme. Acontece que ele leva um monte de fora dela e pede uma forcinha justo para quem? Para o amigo, óbvio! O mais legal é que ele é bem atemporal, dá super pra ver com a sua priminha, por exemplo!

Anastasia

67eb4e36ec68d74a449139e21d41e289

Ela não é da Disney, mas fez tanto sucesso que eu coloco no mesmo patamar de piração da Ariel ou da Cinderela. O filme foi produzido pela Fox e estreou por aqui no finzinho de 1997. Lembro que assisti nas minhas férias, no Rio de Janeiro, e que estava completamente louca para ver sei lá eu por quê. Vai ver porque gostava das novelas da Thalía, que canta a música tema do filme. Fato é que eu nem tinha visto e já tinha a Barbie dela!

A animação é baseada na história da família Romanov, que morreu assassinada durante a Revolução Russa. Por muito tempo, acreditou-se que uma das filhas do Czar, Anastasia, teria sobrevivido. No filme, ela bate a cabeça durante a fuga e perde a memória. Anos depois, ela encontra dois pilantras (pausa para suspirarmos pelo Dimitri, que é o cara mais lindo já feito nas animações), que querem encontrar alguém que se pareça com a princesa apenas para ganhar a recompensa. Sou bem crescidinha, mas continuo amando o figurino da Anastasia. Quem mais?

A Princesinha

lmprinhd0841

Mais um clássico das minhas idas à locadora. Acho que vi pela primeira vez no cinema, mas não tenho muita certeza. Fato é que, depois de assistir uma vez, virou um vício. Fiz todas as minhas amigas assistirem, especialmente quando passava na Sessão da Tarde, e rolou até uma exibição completa com direito a todos os meus primos lá no Rio de Janeiro no último dia de algum ano (a velhice tá tensa, não me lembro de mais nada).

A princesinha, no caso, é uma menina bem fofa órfã de mãe e deixada em um internato por seu pai, que foi lutar na 1ª Guerra Mundial. Ela é muito querida por todas as outras meninas, mas acaba despertando a raiva da diretora do local. Só que aí o pai dela é dada como morto e a mulher é tão do mal que começa a tratar a garota como empregada. É triste, viu, gente? Eu sofria junto com a menina!

Menção honrosa: O Rei Leão

o-rei-leao-the-lion-king

Qualquer pessoa que foi criança nos anos 90 foi infectada pela febre de O Rei Leão. Foi um marco na história da Disney (meio como aconteceu com Frozen nesta década). Esse aqui eu lembro muito bem de assistir no cinema – aliás, o melhor programa EVER desta época era ir ao cinema para ver um lançamento da Disney – e de sair de lá querendo qualquer coisa relacionada ao filme e aos personagens.

Sei todas as músicas de cor até hoje, decorei as falas (“eu rio na cara do perigo”), mas o engraçado é que ele nunca foi meu filme favorito da Disney (se fosse apostar em algum, acho que seria A Bela Adormecida ou A Pequena Sereia). Seja como for, a história de Simba e sua jornada para comandar os animais é um clássico e originou até o desenho do Timão e Pumba que passava no SBT, no TV Cruj – quem lembra?

 

E vocês, também assistiam a algum desses filmes na infância?

Um beijo e feliz Dia das Crianças!